9 dicas para aproveitar a Black Friday com segurança; do site Comunique-se A Black Friday é uma ótima data para comprar e economizar ao mesmo tempo, mas é preciso ter precauções para não cair em fraudes.

9 dicas para aproveitar a Black Friday com segurança; do site Comunique-se

A Black Friday é uma data muito aguardada por aqueles que já têm planos de adquirir um produto específico ou mesmo o fechamento de um pacote de viagens, por exemplo. Sem dúvidas, trata-se de uma data emblemática para o comércio em geral, seja físico ou eletrônico.

No entanto, ainda que as lojas físicas promovam ofertas, o grande bom da Black Friday ocorre nos e-commerces e marketplaces. Segundo o relatório Webshopper 35ª edição (realizado pela Ebit — referência na análise no comércio eletrônico do país), a última Black Friday, realizada em 26 de novembro de 2016, faturou R$1,9 bilhão, marcando uma alta de 17% em relação a 2015.

Isso significa que o faturamento da Black Friday é 13 vezes maior que o lucro obtido em dias comuns. E a expectativa para 2017, no âmbito geral do comércio eletrônico, é de 12%, isto é, um faturamento de R$ 50 bilhões.

Apesar da crise econômica que ainda paira pelo país, as expectativas são altas para a Black Friday 2017, que está marcada para ocorrer no dia 24 de novembro. Tipicamente ocorre na última sexta-feira de novembro, e tornou-se uma data consolidada no calendário dos brasileiros.

Sendo assim, separamos algumas dicas para que você aproveite a Black Friday 2017 com segurança e evite fraudes. Acompanhe!

9 dicas para evitar fraudes na Black Friday

Os benefícios da Black Friday são inegáveis. Um deles é o fato de adiantar as típicas compras do final de ano, seja qual for o segmento. As categorias mais significativas, nesse caso, são os vestuários e os eletrônicos em termos de pedidos e volume financeiro. No entanto, diversos nichos estão presentes na plataforma digital. Um deles são os supermercados e hortifrútis. O Mambo Delivery é um exemplo.

Mas também é evidente que ocorrem diversos crimes cibernéticos, em qualquer período do ano. Mas em períodos sazonais, os e-consumidores tornam-se mais vulneráveis. Sendo assim, confira as dicas que preparamos aproveite a Black Friday sem riscos!

1 – Antes de mais nada, avalie a segurança do seu próprio dispositivo. Seja smartphone, tablet, notebook ou computador. É imprescindível contar com um antivírus atualizado;

2 – Verifique se o site que você está navegando possui a sigla ‘’https’’ e um cadeado fechado. São alguns dos indicadores de segurança e ambos estão no campo de endereço. Além disso, também verifique se o site dispões de selos de segurança, como E-bit, ClearSale e TrustVox, por exemplo;

3 – Caso o site seja desconhecido, desconfie de mensagens contendo links recebidas através de sms. Caso fique interessado, opte por escrever o endereço completo do site na barra de busca do navegador;

4 – Ainda que o site seja conhecido e seguro, nunca realize compras através de computador de terceiros ou que conta com rede de internet pública;

5 – Não deixe de conferir a política de privacidade do site;

6 – Procure saber se o site possui um endereço físico, o ponto de distribuição e a transportadora contratada;

7 – Também é possível checar o CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas) e checar o status da loja em sites como o Procon ou Reclame Aqui;

8 – É ideal acompanhar a média de preços com antecedência e, posteriormente, comparar os valores para descobrir se os descontos são reais e significativos;

9 – Por fim, parece ingênuo, mas pode ser significativo: não hesite em perguntar a alguns amigos se eles já realizaram uma compra através do site em que estão. Procure saber como foi a experiência dos compradores do site, sendo assim, outra alternativa é ler os comentários e verificar as avaliações que os usuários deram à loja.

Direito do consumidor no pós-compra

Após a finalização da compra, o site deve enviar um e-mail com a confirmação da compra, número do pedido, características do produto e as etapas da entrega. O Procon-SP alerta que, no caso das compras online, o cliente tem até 7 dias para fazer a notificação de troca ou devolução do pedido.

O link que segue abaixo aponta os sites que o Procon-SP não indica: são endereços que receberam reclamações dos consumidores registradas no Procon-SP, foram notificados, mas não emitiram uma resposta ou não foram encontrados. Confira:

http://sistemas.procon.sp.gov.br/evitesite/list/evitesites.php http://sistemas.procon.sp.gov.br/evitesite/list/evitesites.php

Website: http://www.tendadrive.com.br/black-friday-2017

Comportamento Comunicação Destaque Direito Direito do Consumidor Economia Negócios Segurança Tecnologia