‘A hora que ele me chamar, eu vou’, diz Renan Calheiros sobre Bolsonaro, por Amanda Almeida/O Globo Cacique do MDB evita se colocar como candidato à presidência do Senado e defende reforma da Previdência. O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) Foto: Givaldo Barbosa / Agência O Globo

‘A hora que ele me chamar, eu vou’, diz Renan Calheiros sobre Bolsonaro, por Amanda Almeida/O Globo

Um dos poucos caciques a sobreviver à onda renovadora das urnas, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) já se adaptou aos tempos atuais. Articulando para tentar presidir o Senado pela 5º vez, ele diz que um “novo Renan” tomará posse em fevereiro. Essa nova versão, simpática a Bolsonaro, defende a aprovação da reforma da Previdência e até benefícios para os militares.

Leia mais em O Globo

Comunicação Destaque Notícias