Ação contra CPI da Lava Toga racha PSL e senadora ameaça deixar sigla Articulação de Flávio Bolsonaro para evitar a comissão que tem como foco o STF desagradou senadores; Juíza Selma diz que pode sair do partido

Ação contra CPI da Lava Toga racha PSL e senadora ameaça deixar sigla

O movimento da cúpula do PSL, articulado pelo senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), para abafar a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) no Senado que tenha como foco ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) provocou um racha no partido e até uma ameaça de baixa nesta terça-feira, 10. Diante da pressão partidária pela chamada CPI da Lava Toga, a senadora Juíza Selma (PSL-MT) disse que pode deixar a sigla.

Leia mais em O Estado de S.Paulo

Comunicação Destaque Notícias