Adolescente de 16 anos matou universitária em frente à família na Cavalhada, revela Polícia. Além dele, dois homens e um segundo menor, de 14, já apreendido, tiveram participação no crime Sara Tótaro. Foto: Arquivo Pessoal

Adolescente de 16 anos matou universitária em frente à família na Cavalhada, revela Polícia. Além dele, dois homens e um segundo menor, de 14, já apreendido, tiveram participação no crime

A Polícia Civil revelou, hoje, que um adolescente de 16 anos é apontado como responsável pelo disparo que matou a universitária Sara Tótaro, de 23 anos, na quinta-feira passada, na zona Sul de Porto Alegre. O latrocínio (matar para roubar) ocorreu no bairro Cavalhada, em frente à família da vítima, abordada ao chegar em casa.

De acordo com a Polícia, diligências e o cruzamento de dados levaram à identificação do menor, que ainda não foi apreendido. A investigação também confirmou que vai solicitar o pedido de internação do suspeito.

O delegado Luciano Coelho explicou, em entrevista coletiva, que um outro adolescente, de 14, também teve envolvimento direto no crime. Ele admitiu participação após ter sido detido no fim de semana. O jovem tentou assaltar um policial militar no bairro Partenon, foi baleado, socorrido e internado na Fase.

O envolvimento da dupla se confirmou por meio de vestígios encontrados no carro da família de Sara. “Hoje à tarde, eu recebi o laudo de papiloscopia, onde as impressões digitais dos dois adolescentes foram encontradas no veículo da vítima”, disse. O adolescente de 14 foi convidado a participar do crime em troca de uma recompensa de R$ 1 mil para conduzir o veículo, que era o alvo do roubo.

Além da dupla, residente do bairro Glória, a Polícia Civil também tenta identificar outros dois suspeitos de envolvimento no caso, ambos maiores de idade.

Crime

O crime ocorreu em 23 de junho, na rua Gaurama. Sara, a mãe e uma irmã foram surpreendidas ao chegarem em casa em um Volskwagen Up!, do pai dela. Os quatro criminosos desceram de um veículo branco e anunciaram o assalto. Um dos criminosos tirou a mãe de Sara do veículo, à força, e baleou a jovem, sentada no banco traseiro. Com um tiro no abdome, ela chegou a ser socorrida mas morreu enquanto era levada para atendimento médico no posto de saúde da Vila Cruzeiro. Os suspeitos fugiram sem levar nada. (Rádio Guaíba)

Cidade Notícias Segurança

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *