Advocacia gaúcha fará grande ato de repúdio pelo assassinato de advogado em Taquari Itomar Espíndola Dória Foto: Arquivo pessoal

Advocacia gaúcha fará grande ato de repúdio pelo assassinato de advogado em Taquari

A advocacia do Rio Grande do Sul está de luto. O assassinato do advogado Itomar Espíndola Dória, que foi morto na quarta-feira (12) em seu escritório, no município de Taquari, causou revolta na sociedade gaúcha. Em razão do crime bárbaro, sendo que o advogado estava no exercício da profissão, a OAB/RS está convocando a advocacia do Vale do Taquari, os magistrados, os membros do Ministério Público, demais operadores do Direito, familiares e a comunidade para acompanhar o ato de desagravo público em homenagem a Dória. A mobilização ocorrerá na próxima segunda-feira (17), às 14 horas, na sede da Subseção da Taquari – Rua José Antero de Siqueira, 520, no Centro –, e será coordenada pelo presidente da OAB/RS, Ricardo Breier, pela Comissão de Defesa, Assistência e das Prerrogativas (CDAP), e pela subseção de Taquari. O ato foi aprovado pelo Conselho Pleno durante a última sessão do ano, realizada nesta sexta-feira (14).

Durante a sessão do Conselho Pleno, o presidente da OAB/RS, Ricardo Breier, se mostrou indignado e preocupado com o crescimento dos casos de violência. “Estamos falando de um ato grave contra a advocacia gaúcha e brasileira. Um ato que muitos colegas vêm sofrendo nos últimos tempos neste país, que é a agressão sendo confundida com o resultado da causa, o que não tem nada a ver. O advogado está simplesmente trabalhando”, desabafou Breier.

O presidente da OAB/RS relatou que esteve no velório do advogado. Um dos filhos de Dória fez um pedido a Breier: “Que o assassinato do meu pai não fique impune, conto com essa instituição para nos ajudar neste momento”. “É isso que estamos fazendo; este ato não pode permanecer impune, como se não tivesse acontecido nada”, reforçou Breier.

O presidente nacional da Ordem, Claudio Lamachia, que também veio de Brasília para acompanhar o sepultamento do advogado e prestar apoio aos familiares e aos advogados da região, destacou que o elucidar deste crime é prioridade da OAB nacional. “O CFOAB também está mobilizado pelo rigor nas investigações. Faremos o possível para que todas aquelas pessoas que sejam responsáveis por atos inadmissíveis como esse sejam efetivamente condenadas, após o devido processo legal”, declarou o dirigente.

A CDAP está fazendo um acompanhamento permanente dos desdobramentos, uma vez que o advogado foi atacado no exercício da profissão. Para o presidente da Comissão, Eduardo Zaffari, a OAB/RS deu uma resposta rápida e firme em razão da gravidade do caso. “O presidente Breier logo se colocou ao lado da subseção de Taquari. É mais um sinal do trabalho que realizamos”, destacou o presidente da CDAP.

Para cobrar uma investigação profunda sobre o caso, o presidente da OAB/RS esteve reunido com o secretário estadual da Segurança, Cezar Schirmer. No encontro, Breier solicitou rigor no esclarecimento do brutal crime.

Durante a sessão do Conselho Pleno da OAB/RS, foi aprovado um Voto de Pesar aos familiares do advogado Itomar Espíndola Dória.

Destaque