Agência de risco reduz nota e afeta credibilidade do país. Demora no ajuste fiscal e incerteza política foram os motivos alegados Standard & Poor’s rebaixa a classificação do Brasil para ‘BB-’, grau especulativo, apesar dos esforços do governo. Foto: S&P

Agência de risco reduz nota e afeta credibilidade do país. Demora no ajuste fiscal e incerteza política foram os motivos alegados

A agência de classificação de risco Standard & Poor’s anunciou a redução da nota do Brasil para “BB-” em consequência da demora na aprovação de medidas de ajuste fiscal e da incerteza política em ano de eleições. A decisão, tomada apesar do périplo do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, pelas agências, coloca o país em grau especulativo igual ao de Bangladesh. Segundo a S&P, “o Brasil fez progressos mais lentos do que o esperado na implementação de medidas para corrigir de forma significativa a deterioração fiscal estrutural e o aumento dos níveis de endividamento.” O Ministério da Fazenda emitiu nota cobrando do Congresso a aprovação da reforma da Previdência. A reportagem completa está em O Globo.

Destaque Economia