Alceu Moreira no comando da Frente Ruralista; Tereza Cristina vence UDR e será a ministra da Agricultura, por Edgar Lisboa

Alceu Moreira no comando da Frente Ruralista; Tereza Cristina vence UDR e será a ministra da Agricultura, por Edgar Lisboa

O deputado federal gaúcho Alceu Moreira (MDB/RS) vai assumir o comando da Frente Ruralista, a bancada mais influente e numerosa do Congresso Nacional, com 237 deputados e senadores inscritos. Como vice-presidente em exercício ele substitui à deputada federal Tereza Cristina (DEM/MS), indicada pelo grupo político e apontada pelo presidente eleito Jair Bolsonaro como ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) do novo governo.

Feito o convite, ficou claro que não haverá fusão entre os ministérios da Agricultura e Meio Ambiente. Para o ministério dos ecologistas o nome mais falado é do agrônomo paulista Xico Graziano, ex-secretário de Meio Ambiente daquele estado e que foi secretário particular do presidente Fernando Henrique Cardoso no primeiro governo do PSDB.

Com ascensão de Alceu Moreira à presidência executiva da Frente Parlamentar da Agropecuária, o Rio Grande do Sul reassume uma proeminência no cenário ruralista que perdera para o centro-oeste nos últimos anos. No passado, quando o Estado era o maior produtor de alimentos e commodities do País, os gaúchos monopolizavam os cargos federais no setor. O primeiro ministro da agricultura da República foi o pelotense Luís Simões Lopes. Agora são os estados centrais que dão as cartas: Katia Abreu (MDB/TO), de Tocantins, Ronaldo Caiado DEM/GO), de Goiás, Nilson Leitão (PSDB/MT), de Mato Grosso e Tereza Cristina, dos Democratas de Mato Grosso do Sul, foram os últimos líderes da Frente.

Leia mais em http://www.edgarlisboa.com.br

Comunicação Destaque Notícias