Após protesto de alunos, grupo desocupa Escola Parobé em Porto Alegre; por Eduardo Paganella/Rádio Guaíba Alunos do Ensino Técnico foram impedidos de assistir à aula por colegas do Ensino Médio. Foto: Guilherme Testa/Correio do Povo

Após protesto de alunos, grupo desocupa Escola Parobé em Porto Alegre; por Eduardo Paganella/Rádio Guaíba

Um impasse entre estudantes da Escola Técnica Parobé provocou a chamada da Brigada Militar (BM) na manhã desta segunda-feira em Porto Alegre. Segundo a direção da escola, alunos do Ensino Médio, que ocupavam o prédio principal, não deixaram estudantes do Ensino Técnico terem aula.

Os alunos do Técnico foram impedidos de entrar no prédio e assistiram à aulas em um dos corredores da escola, enquanto a situação não era normalizada. Diretores e professores também foram impedidos de entrar.

Após negociação com a diretoria da escola, o grupo que ocupava o prédio decidiu sair. No entanto, temendo represálias por parte dos estudantes que queria ter aulas, o movimento solicitou apoio da Brigada Militar. Por volta das 9h40, a direção da escola retirou os alunos do ensino técnico da frente do prédio, possibilitando a saída do grupo aproximadamente 25 pessoas que ocupava a instituição.

Enquanto deixavam o prédio, os estudantes foram vaiados por outros alunos. Pela manhã, as atividades foram suspensas, mas as aulas devem ser retomadas normalmente durante o período da tarde.

Cidade Educação Notícias Política Porto Alegre

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *