Cúpula da Época pede demissão por reportagem com nora de Bolsonaro. Diretora da revista e editores entregaram os cargos após divergências sobre matéria com Heloísa Wolf ter ou não ultrapassado limites éticos

Cúpula da Época pede demissão por reportagem com nora de Bolsonaro. Diretora da revista e editores entregaram os cargos após divergências sobre matéria com Heloísa Wolf ter ou não ultrapassado limites éticos

Destaque
Três integrantes do alto escalão de revista Época, a diretora de redação Daniela Pinheiro, o redator-chefe Plínio Fraga e o editor Marcelo Coppola, pediram demissão nesta terça-feira (17) após a repercussão negativa de uma matéria sobre a atuação de Heloisa Wolf Bolsonaro, esposa de Eduardo, como coach e psicóloga.

Publicada na última edição da revista, que entrou em circulação nesta segunda-feira (16) e também divulgada na internet, a reportagem “uma Bolsonaro ensina a vencer na vida” foi duramente criticada pela família presidencial e por seus apoiadores.

Após as respostas negativas, a cúpula da revista soltou uma nota afirmando que analisou a reportagem e que ela não extrapolava os limites éticos do jornalismo. Pouco depois o Grupo Globo publicou outra nota em que rebatia o entendimento dos gestores, confirmando que a matéria havia sim extrapolado a ética jornalista.
Porto Alegre: Projeto Gigante Para Sempre deve tramitar em regime de urgência

Porto Alegre: Projeto Gigante Para Sempre deve tramitar em regime de urgência

Destaque

A Câmara Municipal de Porto Alegre, por encaminhamento dos vereadores que integram as comissões de Saúde e Meio Ambiente (Cosmam) e de Urbanização, Transportes e Habitação (Cuthab), deverá analisar em regime de urgência o projeto de lei que tramita no âmbito do Legislativo para permitir a alienação das edificações do Projeto Gigante para Sempre, do SC Internacional. Se aprovado, permitirá que as edificações sejam comercializadas e recebam atividades comerciais e residenciais. A proposta de urgência foi feita pelo emedebista Valter Nagelstein durante reunião conjunta realizada na manhã desta terça-feira (17/9). O encontro foi presidido pelos vereadores Dr. Goulart (PTB) e André Carús (MDB) e contou com a presença de representantes da diretoria do clube, responsáveis pelo projeto arquitetônico e, também, do Executivo Municipal, foram debatidos os entraves ainda existentes e as compensações para minimizar o impacto ambiental e urbanístico para a região e seu entorno.

Conforme a representante da Procuradoria Geral do Município na Comissão de Análise Urbanística e Gerenciamento (Cauge), Eleonora Serralta, há uma exigência do Ministério Público para a realização de uma Audiência Pública. Já a diretora geral de Planejamento Urbano da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Smams) destacou que pontos como o acréscimo de uma compensação na área educacional está sendo proposta aos demais no protocolo de intenções que está sendo encaminhado aos vereadores para a análise do projeto de lei. Um ponto polêmico ainda a ser definido está no aumento da altura das construções, um dos fatos em análise pelo Conselho do Plano Diretor, onde o processo se encontra no âmbito do Executivo.

Projeto Gigante para Sempre com a explanação do Arquiteto Mauricio Santos.
Arquiteto Maurício Santos (ao microfone) explicou projeto aos vereadores. Foto: Tonico Alvares/CMPA

Para o arquiteto que integra a equipe do escritório responsável pelo projeto Gigante Para Sempre, Maurício Santos, a proposta visa qualificar uma área que hoje, apesar das melhorias já recebidas segue sendo considerada um vazio urbano. “É um projeto que incrementará o turismo e deixará resultados positivos no desenvolvimento da cidade”, afirmou.

Aprovado pela Cauge em 2019, o projeto prevê a construção de duas torres, uma que abrigará um hotel, com 11 andares, e outra mista – residencial e comercial -, com 22 andares, ambas com acesso pela Avenida Fernandão. O projeto se divide em áreas de acesso privado, misto, como o caso de lojas, bares e restaurantes, e totalmente públicos, como a praça situada entre o estádio e as torres, voltada para a avenida Padre Cacique, o corredor de acesso ao trecho da Orla que se integrará a revitalização já em curso pela prefeitura e um mirante no alto da torre mista. A área que permanecerá livre de edificações soma 70% do total do terreno de 2,5ha. Ainda outros benefícios públicos estão ligados a uma série de exigências em contrapartidas feitas pelo poder público aos empreendedores, como a construção de um ancoradouro para uma estação do Catamarã e marina pública, a reforma da Unidade de Saúde Santa Marta, melhorias no Asilo Padre Cacique, alargamento da Avenida José de Alencar, construção de ciclovia e bicicletários.

Designado para representar o presidente do Inter Marcelo Medeiros, o ex-presidente Giovani Luiggi destacou que confia na agilidade dos parlamentares para que, respeitados os ajustes necessários e o processo legal, o projeto possa ser votado a fim de permitir que o clube possa dar continuidade à sua contribuição para a cidade. Lembrou que isso foi iniciado em 1969, com a inauguração do Beira Rio, e teve sequência em 2014 com o novo estádio para a Copa do Mundo.

Pela comunidade, Roberto Ivan Jacobaszko, que integra a Temática de Desenvolvimento Econômico, Turismo, Tributário e de Trabalho do Orçamento Participativo, manifestou sua aceitação ao projeto. Disse que, salvaguardadas a realização da Audiência Pública e do cumprimento das contrapartidas e ajustes legais, o empreendimento é positivo para a cidade.

Vereadores

Os vereadores Cláudia Araújo (PSD), Aldacir Oliboni (PT) e Hamilton Sossmeier (PSC) também se posicionaram favoravelmente ao projeto. Para eles, são naturais o debate e a preocupação com os pontos levantados pelos técnicos da prefeitura. Ajustado e devidamente analisado pelos vereadores, entendem que o projeto resultará em um espaço qualificado, que se somará as benfeitorias já realizadas no entorno do estádio e na Orla. Também estiveram presentes ao encontro Paulo Brum (PTB), Paulinho Motorista (PSB), José Freitas (REP), Karen Santos (PSOL), Roberto Robaina (PSOL) e Márcio Bins Ely (PDT).

O aumento das tensões na relação Irã-Arábia Saudita; por Augusto Colório, Bruno Lima Rocha e Pedro Guedes/GGN

O aumento das tensões na relação Irã-Arábia Saudita; por Augusto Colório, Bruno Lima Rocha e Pedro Guedes/GGN

Economia Mundo Notícias

No dia 14 de setembro, ataques ocorridos contra as instalações petrolíferas da Saudi Aramco (Estatal Saudita de Petróleo e Gás), localizadas em Abqaiq (Noroeste da Arábia Saudita), sacudiram o mercado internacional de energia e trouxeram os holofotes para o esquecido conflito que assola o Iêmen desde 2015. Nesse ataque, drones (seriam dez segundo relatos de inteligência estadunidense devidamente vazados na mídia) percorreram considerável parte do território saudita e atacaram as instalações da refinaria de Abqaiq, causando considerável dano às instalações e cortando pela metade a produção de petróleo da monarquia árabe [1], responsável por cerca de 40% do PIB do país.

Ainda que o governo saudita não tenha identificado até o momento quem teria realizado o ataque, o Movimento Houthi (liderado por Abdul-Malik Badreddin al-Houthi) lançou nota assumindo os ataques [2]. O ataque faz parte de uma série de outros semelhantes causados pelos Houthis a cargueiros, aeroportos e infraestrutura de energia da Arábia Saudita desde o ano passado. Nesse artigo, pretendemos traçar o histórico do conflito e os atores envolvidos para compreender os seus desdobramentos atuais.

Clique aqui e leia a íntegra no jornal GGN.

SBT RS vai aos Estados Unidos para acompanhar Caravana Farroupilha.  Luciane Kohlmann realizará reportagens sobre a turnê do Conjunto Folclórico Arte Nativa

SBT RS vai aos Estados Unidos para acompanhar Caravana Farroupilha. Luciane Kohlmann realizará reportagens sobre a turnê do Conjunto Folclórico Arte Nativa

Comunicação Destaque
 

O SBT RS e o Conjunto Folclórico Arte Nativa, de Viamão, em parceria com a Confederação Norte-Americana do Tradicionalismo Gaúcho, levarão as comemorações do 20 de setembro para os Estados Unidos. Os gaúchos embarcam na Caravana Farroupilha, que celebrará, a partir do próximo dia 18, as tradições do Rio Grande do Sul com os gaúchos que moram longe da terra natal.

Três casais de dançarinos e dois músicos estarão nesta jornada que cruzará o território norte-americano de leste a oeste, dentro de um motorhome. O SBT fará a cobertura da viagem, que rodará cerca de 4.400km, até 30 de setembro.

A abertura da Semana Farroupilha será em Orlando, na Flórida, no CTG Rincão do Imigrante. Depois, a caravana segue para Dallas, no Texas. Está prevista ainda uma parada no Grand Canyon, no Arizona, e em Las Vegas, em Nevada. Na Califórnia, o encerramento das comemorações acontece no CTG Rancho Grande, em Perris.

A repórter Luciane Kohlmann foi escalada para essa caravana e acompanha cada apresentação do Arte Nativa. Todas as reportagens e vídeos exclusivos serão exibidos no SBT Rio Grande, SBT Rio Grande 2ª edição e nas redes sociais da emissora. “Será um desafio maravilhoso e nós teremos uma grande oportunidade de contar histórias encantadoras dos gaúchos que vivem nos Estados Unidos no mês mais importante para o nosso Estado. Estou orgulhosa de fazer parte desta caravana”, comemora a jornalista.

“Com essa cobertura, o SBT quer comemorar, junto com o Rio Grande do Sul, a festa mais importante. Essa viagem mostra que o jornalismo do SBT acompanha os fatos e os grandes eventos dos gaúchos onde quer que eles estejam”, exalta o editor regional Danilo Teixeira. (Coletiva.net)

Porto Alegre : SOBRAC realiza simpósio de arritmias cardíacas durante o 74º Congresso Brasileiro de Cardiologia

Porto Alegre : SOBRAC realiza simpósio de arritmias cardíacas durante o 74º Congresso Brasileiro de Cardiologia

Agenda Notícias Saúde

A Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas (SOBRAC) realizará no próximo dia 20 de setembro, das 08h30 às 12h10, o SIMPÓSIO DE ARRITMIA dentro da programação do 74º Congresso Brasileiro de Cardiologia, organizado pela SBC (Sociedade Brasileira de Cardiologia).

A proposta do SIMPÓSIO DE ARRITMIA DA SOBRAC é uma ampla discussão, com explanação de dúvidas e respostas práticas em arritmias tais como: o papel do eletrocardiograma na morte súbita, manejo de pacientes com displasia e arritmias ventriculares, qual o melhor paciente para a ablação de arritmias ventriculares, entre outros. Com interatividade da plateia, a discussão se dará com base em casos clínicos, com comentários dos debatedores, a partir da coordenação do cardiologista Carlos Kalil.

“São 10 exposições e duas discussões de casos clínicos, em que os participantes sairão mais capacitados para a identificação e tratamento das arritmias cardíacas, com consequências diretas para a melhoria das atividades profissionais de todos os envolvidos e da população assistida. Apenas no Brasil, temos mais de 22 milhões de pessoas com a doença e cerca de 300 mil evoluindo para morte súbita, anualmente”, contextualiza Dr. Kalil.

Clique aqui para conferir a programação completa do evento.

Cláudio Brito já tem nova casa: Grupo Sinos; da Coletiva.net

Cláudio Brito já tem nova casa: Grupo Sinos; da Coletiva.net

Comunicação Notícias

 

Desde que saiu do Grupo RBS, em agosto, Cláudio Brito fez um tour por programas de diversos veículos do Estado, como convidado. Agora, o comunicador bateu o martelo: sua nova casa é o Grupo Sinos.

O jornalista começou as suas atividades na nova empresa já nesta segunda-feira, 16, participando do programa Ponto e Contraponto. No Grupo Sinos, ele atuará realizando comentários diários e assinando coluna nos jornais.

Em conversa com Coletiva.net, Brito afirmou que atuará em todos os veículos do grupo midiático e esta primeira semana será de apresentação, começando, de fato, a atuar a partir do próximo dia 23. “Estou muito feliz com a acolhida. É um excelente momento meu profissional e chego quando o Grupo Sinos está cada vez mais apostando em inovação”, contou.

Além de fazer comentários diários nas manhãs da Rádio ABC, Brito também manterá colunas nas quartas e sábados nos jornais do Grupo Sinos. Além disso, há também uma ideia do comunicador comandar uma atração voltada para política na televisão digital da empresa. “Também estou me preparando para os debates das eleições de 2020, que certamente estarei vinculado. A minha ideia é ser multiplataforma”, afirmou.

E concluiu: “Estou vivendo, fazendo o que eu gosto e sigo morando na minha São Leopoldo. Tenho fortes raízes aqui no Vale do Rio dos Sinos e não poderia estar mais feliz”, comemorou.

Sesi com@Ciência reunirá mais de 20 profissionais para refletir sobre o futuro da educação. O evento ocorre nos dias 30 de setembro e 1º de outubro na FIERGS

Sesi com@Ciência reunirá mais de 20 profissionais para refletir sobre o futuro da educação. O evento ocorre nos dias 30 de setembro e 1º de outubro na FIERGS

Agenda Cidade Educação Notícias
O Serviço Social da Indústria (Sesi-RS) realiza a segunda edição da mostra Sesi com@Ciência. A expectativa é reunir mais de dez mil pessoas envolvidas e interessadas em Educação no Brasil. Estarão disponíveis atividades destinadas a diferentes públicos, incluindo pais, alunos, professores, gestores, mantenedores, empresários e representantes do poder público, nos dias 30 de setembro e 1º de outubro, das 9h às 21h, no Centro de Eventos FIERGS. O evento 100% gratuito vai promover debates, vivências, apresentações e reflexões sobre a educação do futuro. A abertura oficial será realizada no dia 30 de setembro, às 14h. Na sequência, ocorrerá a palestra principal com o navegador e empreendedor Amyr Klink, que compartilhará suas vivências de mais de 30 anos em projetos como Travessia do Atlântico Sul a Remo (1984) ainda única no mundo, Invernagem Antártica em solitário (1989) e Antártica com a Família (2006). Mais de 20 profissionais nacionais e internacionais, referência nos mais diferentes segmentos da educação, estarão em Porto Alegre para o evento. “Sem educação, não há inovação e menos ainda se tirará proveito dos potenciais da Indústria 4.0. Precisamos colocar a educação como prioridade da pauta para ajudar a mudar esse cenário”, afirma o superintendente do Sesi-RS, Juliano Colombo, durante almoço de apresentação do evento, nesta segunda-feira (16).

O Brasil está entre as dez primeiras economias do mundo, mas, ao mesmo tempo, ocupa os piores lugares no ranking educacional da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Debater se os índices educacionais atuais de aprendizagem na Educação Básica possibilitam vislumbrar a manutenção ou crescimento da economia brasileira é o ponto central do painel Educação e Desenvolvimento Socioeconômico, na tarde do dia 30 de setembro. Convidam para uma reflexão sobre o tema a presidente-executiva do movimento nacional Todos Pela Educação, Priscila Cruz; e a especialista em Educação, com ênfase em Gestão, Planejamento e Financiamento de Políticas Públicas e ex-secretária de Educação do Rio Grande do Sul Mariza Abreu. Completa o grupo Paulo Blikstein, professor associado no Teachers College, Columbia University, onde dirige o Transformative Learning Technologies Lab, e líder de projetos de FabLearn – construindo laboratórios avançados de fabricação digital em escolas de ensino fundamental e médio em quatro continentes.
Já o Seminário Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e a Inovação na Escola vai tratar sobre inovações no currículo escolar brasileiro envolvendo métodos ativos, novas linguagens e pedagogia por projetos. Para falar sobre o assunto, estará o doutor em Informática na Educação pela UFRGS e em pós doutoramento na Universidade de Stanford, André Raabe. Ele também é professor e pesquisador da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), onde coordena o Laboratório de Inovação Tecnológica na Educação e o Grupo de Informática na Educação da Univali. O seminário também envolve o doutor em Oceanografia Biológica pela Universidade de São Paulo (USP), com experiência em docência em Ensino Básico, Formação de Professores e Avaliação, Miguel Thompson.
Experiências de outros países serão compartilhadas no painel Educação Comparada: Promoção da aprendizagem, como alguns países têm enfrentado esse desafio?, na tarde do dia 1º. O psicólogo inglês Adrian Ingham, graduado pela Universidade de Londres e pós-graduado pelo King’s College, defendeu sua tese de mestrado sobre liderança escolar no Brasil. Ele atuou por 25 anos como professor e diretor de escolas em Londres e vem dividir suas reflexões e experiências. Junto com Ingham estará Chi Sum Tse, que trabalha para a equipe do Pisa for Schools na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), em Paris, com experiência em mais de mil escolas em todo o mundo e contribuições para diversos ministérios de Educação. Também participa do painel Candido Alberto Gomes, com doutorado em Educação (Ph.D.) pela Universidade da Califórnia e consultor de diversas organizações nacionais e internacionais, entre elas a UNESCO, pela qual tem diversas obras publicadas.
No Seminário sobre formação de professores, dentro do Sesi com@Ciência, também será apresentado o caso de Panambi. Na cidade, o Sesi participa da discussão das bases curriculares e metodológicas do trabalho docente, juntamente com a Secretaria Municipal de Educação e os professores nas áreas de Educação Infantil, Alfabetização, Anos Iniciais e Anos Finais do Ensino Fundamental, que está no segundo ano de trabalho. A iniciativa também tem parceria com a Associação Comercial e Industrial de Panambi. “A metodologia do Sesi-RS é baseada na formação do cidadão de forma integral, ao promover a reflexão e a solução de problemas no contexto em que vivemos, em uma abordagem que considere o raciocínio lógico sem esquecer a importância do desenvolvimento da sensibilidade. Tudo isto dentro do mundo que faz sentido para os estudantes. Enfatizamos as conexões entre o que eles aprendem na escola e suas atividades cotidianas e, mais tarde, no trabalho”, finaliza a gerente da área de Educação do Sesi-RS, Sônia Bier. Além de palestras, painéis, relatos de casos, oficinas, debates, apresentações artísticas, fazem parte da programação atividades de interação, como as Oficinas Maker e o Museu de Ciência e Tecnologia da PUC.

O papel do Sesi na educação
O Sesi-RS conta com quatro Escolas de Ensino Médio nas cidades de Pelotas, Sapucaia do Sul, Montenegro e Gravataí. Ainda estão previstas outras duas unidades, uma em São Leopoldo, que inicia suas atividades em 2020, e outra em Caxias do Sul. A proposta de ensino é baseada em práticas instituições de educação de excelência no Brasil e no mundo, e mescla a preparação para o Mundo do Trabalho com excelência acadêmica. As aulas ocorrem em salas-ambiente específicas para cada área do conhecimento, como Linguagens, Matemática e Ciências Humanas, laboratórios de Ciências da Natureza e infraestrutura para Teatro e Música, com mesas dispostas em círculos, que proporcionam a composição de grupos com perspectiva colaborativa.

A tecnologia é uma aliada no ensino, que se dá por projetos de pesquisa ativa, estímulo ao desenvolvimento, capacitação e experimentação. Os programas de educação do Sesi também incluem a robótica. No segundo ano, inicia a parceria com o Senai-RS, que disponibiliza cursos de qualificação profissional. Outro diferencial são oficinas e projetos para o Mundo do Trabalho, bem como visitas técnicas. A escola pioneira, de Pelotas, foi classificada pelo Ministério da Educação como uma das mais inovadoras e criativas do País. O resultado do projeto, iniciado em 2014, com a abertura da escola de Pelotas, pode ser calculado em premiações em eventos científicos de abrangência nacional e internacional. Entre elas estão 32 nas áreas de Ciências da Natureza, Matemática e Engenharia, dois destaques em feiras na Tunísia e Escócia e sete premiações em torneios de robótica.
O Sesi com@Ciência também reforça o posicionamento do Sesi-RS como um propulsor da qualificação da educação do Rio Grande do Sul. Em relação à educação pública, um exemplo desse movimento é a parceria com a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) na realização da Formação Continuada de Professores e Gestores da Rede Pública de Ensino do Rio Grande do Sul. O projeto qualifica diretores e professores em módulos de gestão escolar, culturas juvenis, projetos e tecnologias, a partir da metodologia das Escolas Sesi de Ensino Médio. Inicialmente, a capacitação envolve 450 profissionais, entre gestores e professores, que realizam o curso nas cidades de Sapucaia do Sul, Pelotas, Caxias do Sul, Novo Hamburgo, Montenegro e Gravataí. A ideia é compartilhar a metodologia, para que possa ser replicada em escolas públicas do Estado.
Mais informações, inscrições e programação podem ser acessadas pelo link www.sesirs.org.br/evento/sesi-comciencia ou pela Central de Relacionamento 0800 51 8555.

 

Com novos saques, aplicativo do FGTS lidera ranking em loja virtual

Com novos saques, aplicativo do FGTS lidera ranking em loja virtual

Destaque Direito Direito do Consumidor Economia Tecnologia Trabalho
O aplicativo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) figura na primeira colocação na lista de “top apps” gratuitos da Play Store, loja virtual de programas para dispositivos móveis do sistema operacional Android. O programa do fundo e o da Caixa estão entre os principais, juntamente com opções populares como Whatsapp, Facebook, Instagram e Kwai.]

Os “top apps” são uma das categorias da loja virtual Play Store. O ranking é definido por critérios próprios e não públicos do Google, conglomerado controlador da loja. A posição do ranking não é dada, assim, pelo número de downloads. O aplicativo do FGTS, por exemplo, marcava até a data da publicação 60 mil downloads. Já Facebook e Whatsapp chegavam à casa dos 90 milhões de carregamentos.

Por meio dele é possível consultar o valor disponível para saque imediato, canal de pagamento, extrato, saldo e tirar dúvidas sobre o benefício. Para instalar, é necessário dar informações como CPF, nome, data de nascimento e cadastrar uma senha. O site da Caixa traz um passo-a-passo para o procedimento.

O aplicativo foi atualizado no início do mês. Entre os novos recursos incluídos está a consulta do processo de saque imediato e adesão a ele. A ferramenta também passou a disponibilizar informações e permitir consulta para o saque aniversário.

Na Play Store, na escala de 1 a 5 o app possuía média de 3,2. A nota é dada pelos usuários que fazem o carregamento de cada app. Nos comentários, muitas pessoas reclamavam que a atualização da versão havia vindo com problemas (ou bug, no linguajar popular utilizado para equipamentos e serviços de informática).

Diante das reclamações, a Caixa respondeu no espaço de comentários que havia enfrentado problemas mas que o procedimento de cadastramento havia sido corrigido e que poderia ser novamente realizado para viabilizar a instalação e o uso do app.

Saque imediato

O app ganha popularidade no contexto do início dos saques imediatos do FGTS anunciados pelo governo federal. No primeiro sábado, a Caixa registrou 12 milhões de transações relacionadas ao pagamento. Já foram creditados quase R$ 5 bilhões nas contas de trabalhadores atendidos com o benefício. (Agência Brasil)

Primeiro transplante de pulmão intervivos realizado fora dos Estados Unidos completa 20 anos. Cirurgia foi realizada pelo médico José Camargo e equipe na Santa Casa de Porto Alegre

Primeiro transplante de pulmão intervivos realizado fora dos Estados Unidos completa 20 anos. Cirurgia foi realizada pelo médico José Camargo e equipe na Santa Casa de Porto Alegre

Agenda Destaque Saúde

Referência internacional na área de transplantes, a Santa Casa de Misercórida de Porto Alegre celebrará no próximo dia 17 de setembro uma grande realização: os 20 anos do primeiro transplante de pulmão intervivos feito fora dos Estados Unidos. Realizado pelo médico José Camargo e equipe, o momento histórico será relembrado no dia 23 de setembro, às 17h, com uma comemoração no CHC Santa Casa.

O primeiro paciente a receber partes de pulmões de pessoas vivas foi o curitibano Henrique Busnardo, de 12 anos à época. Em 1995, Henrique contraiu bronquiolite obliterante, doença que obstrui os bronquíolos dificultando a expiração e provocando o aumento progressivo do volume pulmonar, a ponto de deformar a caixa torácica.  Com apenas 12% da capacidade pulmonar prevista, Henrique não suportava deitar e dormiu agachado durante dois anos, usando oxigênio de forma contínua.

No dia 17 de setembro de 1999, três salas do Pavilhão Pereira Filho receberam Henrique e seus pais Márcia e Amadeu. Nos procedimentos, que duraram mais de cinco horas e envolveram cerca de 20 profissionais da Santa Casa, foi retirada a  metade inferior do pulmão direito do pai e a metade inferior do pulmão esquerdo da mãe, para substituir os pulmões destruídos do Henrique. Com capacidade respiratória normal, ele se formou em Direito e, 20 anos depois, leva vida normal em Curitiba.

Desde 1999 foram realizados 40 transplantes desse tipo, sendo que 37 deles em crianças ou adolescentes. Cinco desses pacientes eram estrangeiros, uma condição em que o transplante intervivos é o único possível, por conta de uma portaria que não permite a doação de órgãos de brasileiros para receptores estrangeiros.

O transplante intervivos, com todos os desafios de envolver duas cirurgias em pessoas sadias (os doadores), tem sido empregado em pacientes graves que não teriam condições de sobreviver à espera de um improvável doador cadavérico tendo tórax de tamanho compatível com a caixa torácica de uma criança.

Projeto Comprador deve movimentar R$ 10 milhões em negócios durante a Wine South America. Duzentos e trinta representantes do trade nacionais e internacionais participarão da maior feira setorial da América Latina

Projeto Comprador deve movimentar R$ 10 milhões em negócios durante a Wine South America. Duzentos e trinta representantes do trade nacionais e internacionais participarão da maior feira setorial da América Latina

Agenda Comunicação Destaque Gastronomia Negócios

Entre os dias 25 e 27 de setembro, 230 compradores do Brasil e do Exterior estarão na 2ª edição da Wine South America – Feira Internacional do Vinho, em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha. Supermercadistas, varejistas, importadores, representantes de lojas de vinhos e restaurantes participarão do Projeto Comprador, viabilizado por meio de parceria da Milanez & Milaneze/Veronafiere – empresa promotora do evento -, com o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e o Governo do Estado do Rio Grande do Sul, através da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR/RS). A expectativa é ampliar o volume de negócios prospectados em setembro de 2018, quando foi encaminhada a comercialização de R$ 6 milhões em vinhos, espumantes e sucos. No total, a 2ª Wine South America deverá movimentar um volume de R$ 10 milhões.

Estão confirmados 203 representantes do trade de todos os estados brasileiros, 100 deles viabilizados pelo governo estadual gaúcho, 48 por meio do convênio Valorização do Vinho Brasileiro, do Ibravin e Sebrae Nacional, 30 por meio da parceria entre Wine South America, Ibravin e Sebrae Nacional e outros 25 trazidos exclusivamente pela feira. Além dos profissionais nacionais, os projetos Wines of Brasil e 100% Grape Juice of Brazil, subsidiados pelo Ibravin e pela Apex-Brasil, trarão 27 compradores de 13 países como Bélgica, Chile, China, Colômbia, Estados Unidos, Irlanda, Paraguai, Polônia, Reino Unido e Rússia.

De acordo com o secretário da Agricultura do Rio Grande do Sul, Covatti Filho, a realização da feira fortalece ainda mais o setor e a imagem do Estado e do país como um grande produtor da cadeia vitivinícola.

“A abertura de novos mercados por meio de rodadas de negócios e a conquista de clientes certamente são pontos de grande interesse para nossas empresas. Mais do que a importância econômica, com a participação de compradores de vários países, a Wine South America permitirá a evolução do setor por meio de masterclasses, conferências, debates sobre o mercado e apresentação de pesquisas e tendências de consumo”, acredita.

A Wine South America contará com 300 marcas expositoras, sendo 180 nacionais. Neste ano, o evento profissional também está ampliando a participação de expositores internacionais, com a presença de 12 países do Velho e do Novo Mundo. Além do Brasil, produtores da França, Itália, Espanha, África do Sul, Argentina, Áustria, Chile, Portugal, Uruguai, Eslovênia, Líbano e Estados Unidos estão confirmados.

O gerente de Promoção dos projetos Wines of Brasil e do 100% Grape Juice of Brazil, Diego Bertolini, afirma que a Wine South America chega ao segundo ano como uma das principais feiras setoriais na América Latina, atraindo o trade, imprensa especializada e ainda ajudando na divulgação da região como um destino enoturístico.

“A exportação de vinhos brasileiros passa pela experiência e pelo conhecimento dos nossos rótulos e da cultura que envolve a elaboração dos nossos vinhos. Somente no primeiro semestre deste ano, tivemos um aumento de mais de 60% na venda para o Exterior e acreditamos que o Projeto Comprador vai contribuir para um incremento ainda maior nos embarques de produtos até o final do ano”, projeta.

Bertolini acrescenta que o Wines of Brasil e o 100% Grape Juice of Brazil estão entre as principais ações de promoção comercial da América Latina, contribuindo para o aumento da presença do vinho e do suco de uva brasileiros no mercado internacional.

“Este será um dos maiores Projeto Comprador já realizados, com a participação de 27 importadores vindos principalmente dos países-alvo dos projetos setoriais, que incluem América Latina, Estados Unidos e China. Além do vinho, terão compradores específicos para o suco de uva das principais redes de supermercados do Chile, Paraguai e Ásia”, complementa.

Marcos Milaneze, diretor da Milanez & Milaneze, empresa do grupo Veronafiere, reforça: “A vinda de compradores para a feira, além de facilitar o fechamento de negócios, ajuda no fomento ao enoturismo, no relacionamento com as vinícolas e na consolidação do Brasil como um mercado de vinhos importante no cenário internacional”.

Além dos 203 compradores nacionais e dos 27 internacionais, a Wine South America receberá a visita de 16 formadores de opinião do país e do Exterior, através dos Projetos Imagem, promovidos entre Ibravin, Sebrae e Apex-Brasil. Serão 10 jornalistas e influenciadores digitais dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, além do Distrito Federal, e outros seis especialistas em vinhos do Paraguai, Estados Unidos e Inglaterra.

Sobre a Wine South America
Realizada pela Milanez & Milaneze, empresa do grupo Veronafiere, líder na realização de exposições na Itália e segundo em volume de negócios da Europa, a Wine South America tem todo o know-how da Vinitaly, que por mais de 50 anos é a feira referência mundial do setor de vinhos.

SERVIÇO
2ª Wine South America – Feira Internacional do Vinho
Quando: de 25 a 27 de setembro de 2019 (quarta a sexta-feira), das 14h às 21h
Onde: Fundaparque (Alameda Fenavinho, 481), em Bento Gonçalves (RS) – Brasil Ingressos: no site www.winesa.com.br
Públicos-alvo: importadores e exportadores de bebidas; distribuidores e atacadistas; supermercados e hipermercados; bares, restaurantes, hotéis, padarias e lojas de conveniência; lojas especializadas em artigos de luxo; sommeliers; e varejistas
Outras informações: no site www.winesa.com.br, pelo e-mail info@winesa.com.br ou pelo telefone (54) 3455.6711
Patrocínio: Sicredi, Caixa, Companhia Riograndense de Saneamento – Corsan, Governo do Estado do Rio Grande do Sul, BRDE e Badesul