Braskem adere à Aliança global para combater descarte de resíduo plástico no meio ambiente

Braskem adere à Aliança global para combater descarte de resíduo plástico no meio ambiente

Negócios Notícias

 

 

A Braskem se juntou a um grupo de cerca de 30 grandes companhias para ajudar a acabar com os resíduos de plástico no meio ambiente. A Aliança para o Fim dos Resíduos Plásticos já inicia suas atividades dedicando US$ 1 bilhão (R$ 3,7 bilhões) a projetos e desenvolvimento de tecnologias para acabar com o descarte de plásticos no meio ambiente, especialmente nos oceanos. A Aliança tem a meta de aumentar o investimento para até US$ 1,5 bilhão (R$ 5,5 bilhões) nos próximos cinco anos. “Nenhum de nós deseja um meio ambiente repleto de resíduos plásticos. Este é um desafio global sério e complexo que exige ações rápidas e forte liderança. Esta nova Aliança é o esforço mais abrangente já feito para dar fim ao descarte de plásticos no meio ambiente”, disse Fernando Musa, presidente da Braskem. “O plástico é um material extremamente eficiente que ajuda a minimizar nosso impacto no meio ambiente em quase todos os aspectos da vida moderna. Mas precisamos trabalhar para minimizar o descarte, assim como para reciclar e recuperar o plástico depois de usado.”

Essa iniciativa ocorre na sequência do anúncio do posicionamento realizado pela Braskem a favor da Economia Circular que definiu iniciativas próprias para ampliar sua atuação em reciclagem e na produção de novas resinas renováveis. Além disso, a empresa anunciou o esforço em prol de novas tecnologias e modelos de negócios que privilegiem o reuso do plástico.

Agora a Braskem se une à Aliança, que é uma organização sem fins lucrativos e inclui toda a cadeia de valor dos plásticos: empresas que produzem, utilizam, vendem, processam, coletam e reciclam plásticos. Isso inclui fabricantes de químicos e plásticos, transformadores, companhias de bens de consumo, revendedores e empresas que trabalham com gestão de resíduos. A Aliança tem como parceiro estratégico o Conselho Empresarial Mundial para o Desenvolvimento Sustentável.

Entre os projetos iniciais anunciados pela aliança destacam-se as parcerias com prefeituras de diversas cidades para projetar sistemas integrados de gestão de resíduos em grandes áreas urbanas com baixa infraestrutura, especialmente aquelas onde há rios que transportam vastas quantias de resíduos plásticos do continente para o oceano.

Além disso, ela vai colaborar com organizações intergovernamentais, como as Nações Unidas, e custear a rede de incubadoras da Circulate Capital para desenvolver e promover tecnologias, modelos de negócios e empreendedores que trabalham pela prevenção de plásticos no oceano e pela gestão de resíduos e reciclagem, entre outras iniciativas.

As empresas a seguir são membros fundadores da Aliança: a brasileira Braskem, BASF, Berry Global, Chevron Phillips Chemical Company LLC, Clariant, Covestro, Dow, DSM, ExxonMobil, Formosa Plastics Corporation, U.S.A., Henkel, LyondellBasell, Mitsubishi Chemical Holdings, Mitsui Chemicals, NOVA Chemicals, OxyChem, PolyOne, Procter & Gamble, Reliance Industries, SABIC, Sasol, SUEZ, Shell, SCG Chemicals, Sumitomo Chemical, Total, Veolia, e Versalis (Eni).

Para mais informações, por favor www.endplasticwaste.org

TV: Novo Bom Dia Rio Grande traz Daniel Scola de volta para televisão

TV: Novo Bom Dia Rio Grande traz Daniel Scola de volta para televisão

Agenda Comunicação Destaque

 

Com o propósito de investir ainda mais no jornalismo hiperlocal, com informações em tempo real sobre o que acontece no Rio Grande do Sul, a RBS TV traz novidades na sua grade de programação durante a manhã. A partir da próxima segunda-feira (21), o Bom Dia Rio Grande passa a ter duas horas de duração, das 6h às 8h da manhã, com mais entradas ao vivo dos repórteres e maior interatividade com o público. O objetivo é valorizar o conteúdo local com formato mais leve e descontraído, antecipando as principais notícias para o telespectador que se prepara para sua jornada diária. 

Uma das novidades do programa será a participação do jornalista Daniel Scola. O gerente-executivo da Rádio Gaúcha, atualmente âncora do Gaúcha Atualidade, será responsável por trazer comentários sobre os principais assuntos do dia direto da Redação Integrada de Porto Alegre. Serviços como a previsão do tempo e a situação do trânsito na Capital e pelo Rio Grande do Sul serão constantemente atualizados durante o programa. Os conteúdos sobre as regiões do Interior do Estado também terão mais espaço, com mais entradas ao vivo do time de repórteres da RBS TV. O Bom Dia Rio Grande ainda ganha o quadro Sabia Dessa?, com a repórter Giulia Perachi, que abordará assuntos de comportamento, saúde e bem-estar, duas vezes por semana. 

As modificações também priorizam a proximidade com o público. Um número de telefone será disponibilizado para que os gaúchos possam enviar mensagens por meio do WhatsApp e participar em tempo real das principais discussões do dia.  

– Teremos mais tempo para compartilhar com nosso público as informações que interessam aos gaúchos e ser a companhia no início da manhã. Esperamos que nossa audiência tenha um mapa com as informações necessárias para o dia que começa, do clima e trânsito até as discussões políticas e econômicas que vão fazer diferença na vida das pessoas – destaca o diretor de Jornalismo da RBS TV, Cezar Freitas.

Ao apresentar tais mudanças, a RBS TV busca fortalecer ainda mais sua relação com os gaúchos e atender aos desejos manifestados em recentes estudos de audiência. As atualizações na grade de programação são resultado de um movimento da Rede Globo, que trará outras novidades em todo o país.  

Partido Novo RS divulga nome dos CCs escolhidos em processo seletivo para equipe da Assembleia

Partido Novo RS divulga nome dos CCs escolhidos em processo seletivo para equipe da Assembleia

Destaque Política

O Partido Novo RS divulga o resultado do processo seletivo para os integrantes da bancada na Assembleia Legislativa. Coordenada pelo economista Frederico Cosentino, a equipe será composta pelo assessor jurídico Pedro Moreira, pelo assessor econômico Bruno Breyer Caldas, e pelo assessor de comunicação Maurício Tomedi.

A escolha dos assessores foi realizada a partir de critérios técnicos, com análise de currículo e entrevistas. Também não foi exigida filiação partidária para os interessados participarem da disputa. Segundo Cosentino, os profissionais deveriam apenas estar alinhados aos valores e princípios do partido.

“Fizemos uma seleção ampla e aberta para todos aqueles que têm interesse em contribuir com o nosso trabalho. Vamos implementar novas práticas na política com o objetivo de fazer bom uso do dinheiro público”, ressaltou Cosentino, que comandou o processo, junto ao diretório estadual do Partido Novo.

Ao todo, 345 pessoas participaram da seleção, das quais 164 para a vaga na assessoria de comunicação, 113 para a assessoria jurídica e 68 para a assessoria econômica. Foram recebidos currículos de profissionais de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, entre outros estados.

Nas eleições de outubro de 2018, o Partido Novo elegeu sua primeira bancada na história da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. Os deputados estaduais Fábio Ostermann e Giuseppe Riesgo obtiveram, respectivamente, 48.897 e 16.224 votos no pleito.

Conheça os profissionais que irão compor a equipe de bancada do Partido Novo na Assembleia Legislativa:

Frederico Cosentino

Coordenador da bancada do Partido Novo

Economista, formado pela UFSM em 2014. É especialista em finanças pela UFRGS. Filiado ao Partido Novo desde 2015, foi candidato a deputado federal em 2018 e obteve 10.446 votos. Entre 2017 e 2018, atuou como assessor parlamentar no gabinete do vereador Felipe Camozzato na Câmara Municipal de Porto Alegre. Iniciou sua trajetória profissional no Banrisul, em 2012.

Maurício Tomedi

Assessor de comunicação

Jornalista, formado pela PUC-RS em 2012. Possui especialização em Cultura Digital e Redes Sociais pela Unisinos. Atuou como coordenador da Assessoria de Comunicação da Famurs entre 2015 e 2019. Também tem passagens pela Assessoria de Comunicação Social da Secretaria Estadual do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável e pela Rádio Gaúcha.

Pedro Moreira

Assessor jurídico

Doutor em Direito pela Universidade Autônoma de Madri, atualmente é assessor da Procuradoria de Justiça Cível do Ministério Público do RS e professor na Faculdade Monteiro Lobato. Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela UFRGS, possui mestrado em Direito pela mesma universidade. É também especialista em direito constitucional.

Bruno Breyer Caldas

Assessor econômico

Economista, formado pela UFRGS, possui mestrado em Administração com ênfase em Finanças e doutorado em Economia pela mesma universidade. É pesquisador da Fundação de Economia e Estatística (FEE) e professor adjunto da PUCRS. Também foi vice-presidente do Conselho Regional de Economia do Rio Grande do Sul (Corecon/RS).

Destilaria H. Weber promove 1º Torneio de Cocktails

Destilaria H. Weber promove 1º Torneio de Cocktails

Agenda Notícias

A Destilaria H. Weber será palco de uma grande competição entre bartenders de todo o país para a escolha do melhor drink autoral. O 1º Torneio de Cocktails promovido pela empresa acontece no próximo dia 27, em Ivoti, e promete agitar o mundo da coquetelaria e da mixologia. Os participantes serão desafiados a elaborarem uma caipirinha na primeira etapa e um coquetel autoral na segunda etapa. “Queremos que os profissionais conheçam os produtos Weber Haus e criem drinks variados utilizando nossas cachaças, licores e gins. Ao apreciarem nossas bebidas, eles serão incentivados a servirem em seus bares”, explica o diretor de Marketing, Mateus Weber.

O vencedor do torneio ganhará um espaço de destaque na sede da Weber Haus, com um quadro contendo a sua foto e nome. Para participar, é necessário ter experiência mínima com o mundo da coquetelaria e as inscrições e o regulamento já estão disponíveis no site da empresa: www.weberhaus.com.br. A inscrição é um alimento não-perecível e as arrecadações serão doadas para o Hospital de Ivoti.

A competição, realizada em parceria com a Art Flair Bartenders – escola de bartenders de Porto Alegre, terá um total de 30 bartenders. “Será um momento único onde o profissional poderá mostrar toda a sua criatividade e o seu talento”, observa Mateus. Os competidores serão avaliados por uma equipe de jurados com ampla experiência no mundo das bebidas. Entre eles estão Denise Hörlle, gerente de vendas internacionais da Weber Haus , grande conhecedora em destilados e drinks pelo mundo; Orestes de Andrade Jr., presidente da secção gaúcha da Associação Brasileira de Sommeliers (ABS-RS); e o bartender Rafael Câmara dos Santos, que representou a empresa na segunda edição do Concurso Nacional de Rabo de Galo, no final de 2018 em São Paulo, e ficou entre os três primeiros colocados.

 

SBT RS vence a Record TV e registra a melhor audiência desde 2008; por  Hialley Gouveia/Na Telinha

SBT RS vence a Record TV e registra a melhor audiência desde 2008; por Hialley Gouveia/Na Telinha

Destaque

O SBT Rio Grande do Sul fechou 2018 com o melhor ano em audiência desde 2008. Sua média anual foi de 4,3 pontos na média 24 hrs e alcançou 3,8 milhões de telespectadores em 2018. Já no mês de dezembro deste ano, a emissora obteve excelentes números e garantiu, mais uma vez, a vice-liderança em todas as faixas horárias.

Na média das 24 horas, das 6h às 30h, a emissora foi vice-líder pelo 18º mês seguido e cravou 4,3 pontos, contra 3,1 da terceira colocada (Record TV) e 12,5 da primeira (RBS/Globo). Comparando dezembro de 2017 com dezembro de 2018, a emissora cresceu 30%. O SBT RS é a emissora que mais cresceu no período.

No período matutino, no ar das 6h às 12h, o SBT conquistou a vice-liderança e marcou 3,7 pontos, contra 2,1 da terceira colocada (Record TV) e 7,4 da primeira (RBS/Globo). Já no período da tarde, o SBT prossegue na vice pelo 9º mês consecutivo, marcando 5,0 pontos, contra 4,5 da terceira colocada (Record TV) e 13,6 da primeira (RBS/Globo).

Na faixa noturna, o SBT manteve a vice-liderança pelo 17º mês consecutivo e obteve em dezembro, marcou 5,7 pontos, contra 4,5 da terceira colocada (Record TV) e 21,8 da primeira (RBS/Globo).

A emissora gaúcha permanece na vice-liderança na faixa horária da madrugada, das 24h às 30h, e em dezembro atingiu a segunda maior média do ano. Nesta faixa, o SBT cravou 2,7 pontos, contra 1,1 da terceira colocada (Record TV) e 7,1 da primeira colocada (RBS/Globo). Vale lembrar que, em dezembro de 2018, a emissora atingiu 2,9 milhões de telespectadores.

Confira abaixo o desempenho dos programa locais:

– Anonymus Gourmet garantiu a vice-liderança isolada com 6,7 pontos, contra 3,0 da terceira colocada (Record TV) e 16,2 da primeira (RBS/Globo). O programa alcançou 651 mil telespectadores neste mês.

– O Masbah! manteve a vice-liderança com 7,6 pontos, contra 1,8 da terceira colocada (Record TV) e 17,5 da primeira (RBS/Globo). O programa atingiu, em dezembro, 657 mil telespectadores. Obteve uma média com 316% mais audiência que a terceira colocada.

– Já o SBT Rio Grande 2ª edição alcançou 815 mil de telespectadores neste mês e obteve 3,4 pontos de audiência.

– O SBT Rio Grande garantiu a vice-liderança com 5,2 pontos, contra 3,7 da terceira colocada (Record TV) e 14,5 da primeira (RBS/Globo). O jornal alcançou 1,2 milhão telespectadores em dezembro.

– O SBT Esporte atingiu 814 mil telespectadores no mês de dezembro e obteve 4,4 pontos.

Fonte: Fonte: Kantar IBOPE Media -MW – Porto Alegre Dados Domiciliares e Individuais (Rat% e Cov#) período: 2007 a 2018 – Dados arredondados com 1 casa decimal.

Veja na íntegra o decreto que flexibiliza a posse de armas de fogo.  Porte, direito de circular portando armamento, não foi incluído no texto

Veja na íntegra o decreto que flexibiliza a posse de armas de fogo. Porte, direito de circular portando armamento, não foi incluído no texto

Destaque

O decreto que flexibiliza a posse de armas de fogo no país entra em vigor após sua publicação no Diário Oficial da União. O porte de arma de fogo, ou seja, o direito de andar com a arma na rua ou no carro, não foi incluído no texto. Veja a seguir a íntegra do decreto assinado nesta terça-feira pelo presidente Jair Bolsonaro.

DECRETO Nº , de 2019

Altera o Decreto nº 5.123, de 1º de julho de 2004, que regulamenta a Lei nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003, que dispõe sobre registro, posse e comercialização de armas de fogo e munição, sobre o Sistema Nacional de Armas – SINARM e define crimes.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, caput, inciso IV, da Constituição, e tendo em vista o disposto na Lei nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003,

DECRETA:

Art. 1º O Decreto nº 5.123, de 1º de julho de 2004, passa a vigorar com as seguintes alterações:

“Art. 12. ………………………………………………………………………………………… ………………………………………………………………………………………………………

VIII – na hipótese de residência habitada também por criança, adolescente ou pessoa com deficiência mental, apresentar declaração de que a sua residência possui cofre ou local seguro com tranca para armazenamento.

§ 1º Presume-se a veracidade dos fatos e das circunstâncias afirmadas na declaração de efetiva necessidade a que se refere o inciso I do caput, a qual será examinada pela Polícia Federal nos termos deste artigo.

………………………………………………………………………………………………………

§ 7º Para a aquisição de armas de fogo de uso permitido, considera-se presente a efetiva necessidade nas seguintes hipóteses:

I – agentes públicos, inclusive os inativos:

a) da área de segurança pública;

b) integrantes das carreiras da Agência Brasileira de Inteligência;

c) da administração penitenciária;

d) do sistema socioeducativo, desde que lotados nas unidades de internação a que se refere o inciso VI do caput do art. 112 da Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990; e

e) envolvidos no exercício de atividades de poder de polícia administrativa ou de correição em caráter permanente;

II – militares ativos e inativos;

III – residentes em área rural;

IV – residentes em áreas urbanas com elevados índices de violência, assim consideradas aquelas localizadas em unidades federativas com índices anuais de mais de dez homicídios por cem mil habitantes, no ano de 2016, conforme os dados do Atlas da Violência 2018, produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública;

V – titulares ou responsáveis legais de estabelecimentos comerciais ou industriais; e

VI – colecionadores, atiradores e caçadores, devidamente registrados no Comando do Exército.

§ 8º O disposto no § 7º se aplica para a aquisição de até quatro armas de fogo de uso permitido e não exclui a caracterização da efetiva necessidade se presentes outros fatos e circunstâncias que a justifiquem, inclusive para a aquisição de armas de fogo de uso permitido em quantidade superior a esse limite, conforme legislação vigente.

§ 9º Constituem razões para o indeferimento do pedido ou para o cancelamento do registro:

I – a ausência dos requisitos a que se referem os incisos I a VII do caput; e

II – quando houver comprovação de que o requerente:

a) prestou a declaração de efetiva necessidade com afirmações falsas;

b) mantém vínculo com grupos criminosos; e

c) age como pessoa interposta de quem não preenche os requisitos a que se referem os incisos I a VII do caput.

§ 10. A inobservância do disposto no inciso VIII do caput sujeitará o interessado à pena prevista no art. 13 da Lei nº 10.826, de 2003.” (NR)

“Art. 15. …………………………………………………………………………………………

Parágrafo único. Os dados de que tratam o inciso I e a alínea “b” do inciso II do caput serão substituídos pelo número de matrícula funcional, na hipótese em que o cadastro no SIGMA ou no SINARM estiver relacionado com armas de fogo pertencentes a integrantes da Agência Brasileira de Inteligência.” (NR)

“Art. 16. …………………………………………………………………………………………

………………………………………………………………………………………………………

§ 2º Os requisitos de que tratam os incisos IV, V, VI e VII do caput do art. 12 deverão ser comprovados, periodicamente, a cada dez anos, junto à Polícia Federal, para fins de renovação do Certificado de Registro.

……………………………………………………………………………………………..” (NR)

“Art. 18. …………………………………………………………………………………………

………………………………………………………………………………………………………

§ 3º Os requisitos de que tratam os incisos IV, V, VI e VII do caput do art. 12 deverão ser comprovados, periodicamente, a cada dez anos, junto ao Comando do Exército, para fins de renovação do Certificado de Registro.

………………………………………………………………………………………………………

§ 5º Os dados de que tratam o inciso I e a alínea “b” do inciso II do § 2º serão substituídos pelo número de matrícula funcional, na hipótese em que o cadastro no SIGMA ou no SINARM estiver relacionado com armas de fogo pertencentes a integrantes da Agência Brasileira de Inteligência.” (NR)

“Art. 30. …………………………………………………………………………………………

………………………………………………………………………………………………………..

§ 4º As entidades de tiro desportivo e as empresas de instrução de tiro poderão fornecer a seus associados e clientes, desde que obtida autorização específica e obedecidas as condições e requisitos estabelecidos em ato do Comando do Exército, munição recarregada para uso exclusivo nas dependências da instituição em provas, cursos e treinamento.” (NR)

“Art. 67-C. Quaisquer cadastros constantes do SIGMA ou do SINARM, na hipótese em que estiverem relacionados com integrantes da Agência Brasileira de Inteligência, deverão possuir exclusivamente o número de matrícula funcional como dado de qualificação pessoal, incluídos os relativos à aquisição e à venda de armamento e à comunicação de extravio, furto ou roubo de arma de fogo ou seus documentos.” (NR)

Art. 2º Os Certificados de Registro de Arma de Fogo expedidos antes da data de publicação deste Decreto ficam automaticamente renovados pelo prazo a que se refere o § 2º do art. 16 do Decreto nº 5.123, de 2004.

Art. 3º Para fins do disposto no inciso V do caput do art. 6º da Lei nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003, consideram-se agentes operacionais da Agência Brasileira de Inteligência os servidores e os empregados públicos vinculados àquela Agência.

Art. 4º Fica revogado o § 2º-A do art. 16 do Decreto nº 5.123, de 2004.

Art. 5º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 15 de janeiro de 2019; 198º da Independência e 131º da República.

Exportações da indústria gaúcha registram crescimento de 22% em 2018

Exportações da indústria gaúcha registram crescimento de 22% em 2018

Destaque Economia Negócios

As exportações do Rio Grande do Sul fecharam o ano de 2018 com crescimento de 18,2% em relação a 2017, totalizando US$ 21 bilhões. A indústria registrou alta de 22% no período, com US$ 15,4 bilhões, mas se desconsiderar as operações com as plataformas de petróleo e gás (US$ 2,8 bilhões), as vendas para o exterior encerram o ano em queda de 0,5%, enquanto as exportações totais têm expansão de 2,2%. “Alguns segmentos importantes da pauta de exportações do Estado foram prejudicados pela crise econômica na Argentina, país que reduziu a demanda por importados de origem gaúcha em 21,5% este ano. Já a indústria de Alimentos, que atualmente tem a maior participação nas exportações do setor secundário, sofre com a diminuição nas vendas para o exterior de carne de frango e suíno “. alerta o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry.

O segmento de Alimentos, responsável por 15,1% do total exportado pelo Estado, é atingido pelos efeitos negativos provenientes da operação Trapaça e dos embargos da Rússia, que reduziram as exportações das carnes nos últimos dois anos. Celulose e papel (78,7%), Coque e derivado do petróleo e de biocombustíveis (207%), Metalurgia (33,1%) e Madeira (9,6%) foram os segmentos que tiveram melhor desempenho no ano. Alimentos (-6,6%), Químicos (-6,9%), Veículos automotores, reboques e carrocerias (-4,5%) e Materiais elétricos (-31,2%) assinalaram as maiores quedas anuais entre as 24 categorias para as quais houve algum embarque em 2018. Os principais destinos dos produtos gaúchos em 2018 foram China (14,2%, atingindo US$ 6,1 bilhões, principalmente soja), Holanda (671,6%, alcançando US$ 1,8 bilhão, valor atípico devido à plataforma de petróleo de US$ 1,5 bilhão) e Argentina (-21,5%, registrando US$ 1,5 bilhão, principalmente automóveis, caminhonetas e utilitários).
As importações do Rio Grande do Sul totalizaram US$ 11,3 bilhões em 2018, registrando crescimento de 13,7%. Os produtos mais comprados foram Bens intermediários (+15,8%, totalizando US$ 6,6 bilhões).

Dezembro – No último mês do ano, a indústria do Rio Grande do Sul registrou variação positiva de 4,9% em comparação com dezembro de 2017, alcançando US$ 1,2 bilhão. O setor secundário representou em dezembro 78,7% das exportações do Estado, que tiveram contração de 0,1% em relação ao mesmo mês do ano passado. Os segmentos com melhor desempenho foram Celulose e papel (86,8%), Alimentos (13,7%) e Tabaco (5,3%), enquanto as influências negativas foram Couro e calçados (-14,3%), Veículos automotores, reboques e carrocerias (-27,3%) e Madeira (-30,3%).

Cris Zimmermann assume comercialização de edições especiais da revista PRESS

Cris Zimmermann assume comercialização de edições especiais da revista PRESS

Comunicação Economia Negócios Notícias

A Athos Editora está reprogramando seus produtos para 2019. A revista Press Advertising, que está completando 22 anos de vida, passa a ter suas edições impressas com circulação trimestral, nos meses de Março, Junho, Setembro e Dezembro. Nos mesmos meses irá circular as edições da Press Agrobusiness, publicação segmentada para os operadores do agronegócio do Rio Grande do Sul.

Para os demais meses, a editora está programando o lançamento de edições especiais. A primeira delas será a Press Porto Alegre, a ser lançada em abril. A publicação vai trazer matérias de fundo sobre os planos para o futuro da cidade; análises sobre o que emperra o seu crescimento; as belezas e atrativos da capital dos gaúchos; os grandes personagens e a história de Porto Alegre, entre outros temas.

Além da Press Porto Alegre, serão lançados novos títulos no decorrer do ano. Todos segmentados.

Para conduzir a comercialização de espaços nessas edições especiais, a Athos Editora está contratando a publicitária Cris Zimmermann, que possui grande expertise em representação de veículos, tendo atuado na Editora Escala, Starter, Vitrine de Mídia e Editora Alto Astral, entre outros.

“A Press é uma marca de grande credibilidade na mídia gaúcha e estou muito motivada para a série de projetos especiais que vamos desenvolver ao longo do ano. Vem muita coisa boa aí e a Press Porto Alegre é apenas o começo, um excelente começo”, diz ela.

Julio Ribeiro, diretor Geral da Athos Editora salienta que o perfil da Cris Zimmermann é muito afinado com o perfil da empresa. “Nós somos fazedores, não ficamos paralisados pelas dificuldades do mercado, vamos lá e fazemos. E a Cris tem este perfil, uma profissional que acredita no seu trabalho e nos veículos aos quais empresta o seu talento”, conclui Ribeiro.

Saúde: Hospital Mãe de Deus e ACC Camargo assinam acordo de cooperação médico-científica em Oncologia

Saúde: Hospital Mãe de Deus e ACC Camargo assinam acordo de cooperação médico-científica em Oncologia

Cidade Destaque Saúde

Referência hospitalar no Sul do Brasil, o Hospital do Câncer Mãe de Deus e o A.C.Camargo Cancer Center, referência internacional no diagnóstico, tratamento, ensino e pesquisa, assinaram um acordo de cooperação médico-científica que visa oferecer aos pacientes de câncer do Sul do Brasil ampliação das linhas de cuidado com a doença e acesso a tratamentos raros.

O objetivo é avançar em discussões, trocas de informações e parâmetros que permitam implementar o desenvolvimento dos cuidados com a doença. Haverá, também, cooperação em atividades de ensino, pesquisa e formação de corpo técnico e clínico, benchmarking operacional, intercâmbio de melhores práticas de governança e entre os profissionais.

Conforme o Superintendente Geral da Associação Educadora São Carlos (AESC), mantenedora do Hospital do Câncer Mãe de Deus, Fernando de Barros Barreto, “a cooperação com o A.C.Camargo Cancer Center permitirá ao Hospital do Câncer Mãe de Deus acelerar seu posicionamento como o mais importante centro de tratamento de câncer em Porto Alegre e no Rio Grande do Sul”. Líder em conhecimento científico sobre Oncologia, o A.C.Camargo é uma das maiores referências mundiais em ensino, pesquisa e tratamento multidisciplinar do câncer, oferecendo assistência de alta complexidade.

Para o patologista e diretor médico do A.C.Camargo, Victor Piana de Andrade, “o propósito é levar o conhecimento que fomentamos dentro do A.C.Camargo para outros centros de excelência e, desta forma, propagar pelo país as melhores práticas, como o nosso Tumor Board, que são reuniões científicas entre o corpo clínico para definir a melhor conduta baseada em evidências científicas, paciente a paciente”.

Fábio Pereira Fraga, Superintendente Executivo do Hospital do Câncer Mãe de Deus, reforça que “o objetivo é estabelecer uma parceria estratégica que garanta acesso e pleno domínio de novas tecnologias de tratamento para a população. Assim ampliamos nossas fontes de conhecimento, melhoramos a assistência ao paciente e o desenvolvimento contínuo de nossa equipe”. A opinião é compartilhada por Marcos Cunha, Superintendente Executivo de Negócios do A.C.Camargo. “Esta atuação em conjunto permite a evolução do modelo de disseminação de nossa expertise enquanto Cancer Center, proporcionando o melhor cuidado ao paciente oncológico”.

CNN anuncia canal brasileiro, liderado por Douglas Tavolaro. Novo canal de notícias será distribuído na TV paga e via multiplataforma e é fruto de licenciamento da CNN International; do Meio & Mensagem

CNN anuncia canal brasileiro, liderado por Douglas Tavolaro. Novo canal de notícias será distribuído na TV paga e via multiplataforma e é fruto de licenciamento da CNN International; do Meio & Mensagem

Comunicação Destaque Negócios

 

Por meio de um acordo de licenciamento de marca, o Brasil ganhará uma versão nacional do canal CNN. Com o nome de CNN Brasil, a nova plataforma de notícias está sendo lançada no País por um grupo liderado pelo jornalista Douglas Tavolaro (ex-vice-presidente de jornalismo da RecordTV) e pelo empresário Rubens Menin.

A notícia da nova operação da CNN foi divulgada à imprensa no início da tarde desta segunda-feira, 14, poucos minutos depois de a Record anunciar a saída de Tavolaro do grupo, que será substituído na vice-presidência de jornalismo por Antonio Guerreiro.

Tavolaro deixou Record e Guerreiro assumiu como VP de Jornalismo

De acordo com o comunicado, a CNN Brasil estará disponível para assinantes de TV paga, como um canal 24 horas de notícias e também poderá ser acessado por meio de plataformas digitais.O lançamento da versão brasileira do canal foi realizado pelo grupo, liderado por Tavolaro e Menin, por meio de um acordo de licenciamento com a CNN International Commercial (CNNIC), que abrange o acesso a propriedades do grupo, como o conteúdo internacional produzido pela CNN.

A estrutura do canal, bem como a contratação de equipes de jornalismo e produção e a construção da identidade da marca serão realizadas nos próximos meses. A CNN Brasil terá abrangência em todo o território nacional e contará com agências de notícias em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e correspondentes no exterior.

O novo licenciamento não tem a ver com as operações da CNN International e CNN em Español, que continuarão disponíveis no Brasil. No novo negócio, Douglas Tavolaro ocupará a posição de CEO da CNN Brasil, enquanto Rubens Menin será presidente de administração do conselho de administração da CNN Brasil.