Porto Alegre: 12º Festival da Canção Aliança Francesa acontece em 18 de outubro. A final nacional também acontecerá na capital gaúcha, no dia 30 de novembro

Porto Alegre: 12º Festival da Canção Aliança Francesa acontece em 18 de outubro. A final nacional também acontecerá na capital gaúcha, no dia 30 de novembro

Agenda Cultura Notícias

Na sexta, 18 de outubro, às 20h, a Aliança Francesa Porto Alegre realiza a 12ª edição do Festival da Canção Aliança Francesa. O evento acontecerá no Salão de Atos da UFRGS, em Porto Alegre. A entrada é franca, por ordem de chegada, com doação de 1 quilo de alimento não perecível. As portas serão abertas às 19h.

Uma das novidades dessa 12ª edição é a adoção de um novo nome para o Festival, que passa a se chamar Festival da Canção Aliança Francesa. A ideia por trás dessa mudança é valorizar a diversidade cultural existente por trás da língua francesa, integrando músicas de países francófonos da África, da América e da Europa.

O espetáculo é composto pela apresentação de dez candidatos que interpretarão sucessos da canção francesa e francófona. A premiação para o primeiro lugar é uma viagem a Paris, um ano de francês na Aliança Francesa Porto Alegre e quatro horas de gravação da canção vencedora no Estúdio Audio Porto. O primeiro e o segundo colocados da etapa de Porto Alegre participam ainda da Final Nacional, onde concorrem com os vencedores de outras seis capitais. Nesse ano, essa etapa também será realizada na capital gaúcha, no dia 30 de novembro de 2019. Os selecionados para e edição 2019 são Bruna Caselani, Cristina Fernández, Eduardo Fronckowiak, Elisa Freese, Fernanda Abbott, Fernanda Copatti, Gabriel Mazzini, João Arthur Moschen, Juliano Barreto e Maria Cláudia Sanchotene.

Do clássico ao contemporâneo, o repertório dos candidatos de 2019 agrada a todos os gostos e públicos. Rock, pop e clássicos compõem a programação, com músicas interpretadas por artistas como Édith Piaf, Charles Aznavour, Amel Bent e Ben l’Oncle Soul, entre outros. A banda que vai preparar os candidatos nos ensaios e acompanhá-los no dia da final é composta pelo diretor artístico do Festival Otávio Moura (bateria), Bruno Vargas (baixo), Jackson Spindler (piano) e Angelo Primon (violão).

Em sua etapa regional de Porto Alegre, o Festival da Canção Aliança Francesa é realizado pela Aliança Francesa Porto Alegre, com o patrocínio da Timac Agro, o financiamento da Secretaria de Estado da Cultura do Rio Grande do Sul, coprodução do Departamento de Difusão Cultural da UFRGS e apoio do Consulado Geral da França em São Paulo, Club Med, Air France, Estúdio Musitek, Audio Porto, Chandon, Liz Pâtisserie Française, Totosinho e Pubblicato.

12º FESTIVAL DA CANÇÃO ALIANÇA FRANCESA
Sexta, 18 de outubro de 2019, às 20h
Salão de Atos da UFRGS: Av. Paulo Gama, 110 – Bom Fim, Porto Alegre
Entrada franca, por ordem de chegada, com doação de 1 quilo de alimento não perecível.

Fundação Bienal de Artes Visuais do Mercosul promove debates em Porto Alegre, Caxias do Sul e Pelotas a partir desta terça-feira

Fundação Bienal de Artes Visuais do Mercosul promove debates em Porto Alegre, Caxias do Sul e Pelotas a partir desta terça-feira

Destaque

Chegar, encontrar e aprender junto. Essa é a proposta do Território Kehinde, uma ação da Fundação Bienal de Artes Visuais do Mercosul formada por debates e rodas de conversa que propõem a construção coletiva de saberes. Durante os meses de outubro e novembro, a instituição promoverá cinco encontros gratuitos para discutir temas como arte, cultura e femininos em três cidades do Rio Grande do Sul: Porto Alegre, Caxias do Sul e Pelotas.

As atividades fazem parte do programa educativo da Bienal 12, que busca criar espaços de escuta e de troca entre o público em geral e agentes da educação, com diversas ações que estão sendo realizadas durante este ano.  “O Territorio Kehinde parte de um marco na literatura contemporânea brasileira, o romance Um Defeito de Cor e sua protagonista, para reunir mulheres, seus pensamentos, suas formas de invenção de mundo e as artes visuais contemporâneas. Culturas contemporâneas, femininos, raça, arte e educação são o mote desses encontros. São mulheres e alguns homens cujas vozes são indispensáveis para pensar o nosso tempo e esses atravessamentos”, explica o curador educativo da Bienal 12, Igor Simões, que participará de todas as mesas do projeto.

O primeiro encontro ocorre no próximo dia 8 de outubro, às 19h, no Centro Histórico-Cultural Santa Casa, em Porto Alegre, com a presença da curadora-chefe Andrea Giunta e da curadora Fabiana Lopes falando sobre os temas que serão explorados durante a Bienal 12. No mesmo dia, às 20h, as professoras Carmen Capra, Luciana Loponte e Celina Alcântara discutem os espaços educativos e as relações entre mostras, salas de exposição, salas de teatro e salas de aula. A segunda ativação também será na capital gaúcha, no dia 31 de outubro, com três rodas de conversa entre agentes da educação.

Caxias do Sul receberá o terceiro encontro do Território Kehinde. No dia 6 de novembro, às 19h, no Sesc, a discussão será sobre artes visuais e raça com participação da artista, educadora e curadora independente Renata Sampaio e do artista Xadalu, conhecido pela profunda relação com a cultura indígena no Rio Grande do Sul. No dia seguinte, 7 de novembro, será a vez de Pelotas receber o projeto, com um debate na Biblioteca Pública da cidade entre a historiadora da arte e ativista Izis Abreu e a professora Dedy Ricard falando sobre mulheres negras e arte.

O encerramento das atividades será com um quinto encontro, marcado para o dia 12 de novembro, em Porto Alegre, com ativações no Centro Histórico-Cultural Santa Casa e no Centro Cultural CEEE – Erico Verissimo. Confira a programação completa no serviço abaixo.

As atividades do programa educativo fazem parte da programação da Bienal 12. A mostra de arte contemporânea será realizada em Porto Alegre de 16 de abril a 5 de julho de 2020, no Museu de Arte do Rio Grande do Sul, no Memorial do Rio Grande do Sul, na Praça da Alfândega, no Centro Histórico-Cultural Santa Casa e na Fundação Iberê Camargo.

A Bienal 12 tem patrocínio do Santander, copatrocínio do Banrisul, apoio de Unimed e Unicred, apoio institucional de Secretaria de Estado da Cultura do Rio Grande do Sul, Memorial do RS, MARGS, UERGS, CHC Santa Casa, Fundação Iberê Camargo e Theatro São Pedro, realização do programa educativo pela Fecomércio / SESC RS e realização da Lei Federal de Incentivo à Cultura e da Fundação Bienal de Artes Visuais do Mercosul.

 

SERVIÇO
Programa Educativo da Bienal 12 – Território Kehinde
As inscrições podem ser feitas gratuitamente no site www.fundacaobienal.art.br
Cada atividade tem duração de 90 a 120 minutos

1º encontro – Porto Alegre​, dia 8 de outubro no Centro-Histórico Cultural Santa Casa
19h ​- Os Femininos e o Pensamento Curatorial da Bienal 12
Com Andrea Giunta e Fabiana Lopes

20h ​- Educativos, Mostras e Docências em Artes Visuais: Lugares de Criação
Com Carmen Capra, Luciana Loponte e Celina Alcântara

2º encontro – Porto Alegre​, dia 31 de outubro no Centro-Histórico Cultural Santa Casa
10h ​- As Instituições de Arte e os Educativos
Com Mônica Hoff, Carla Batista e Marga Kremer

14h ​- Mediações e Mediadores, Professoras e Professores
Com Mônica Hoff, Carol Mendoza e Larissa Fauri

17h ​- A Sala de Aula como Espaço de Criação e Sabotagem
Com Carmen Capra e Estêvão da Fontoura

3​º encontro – Caxias do Sul​, dia 6 de novembro no Sesc Caxias do Sul
19h ​- Raça e Artes Visuais em Terra Brasil
Com Xadalu e Renata Sampaio

4​º encontro – Pelotas​, dia 7 de novembro na Biblioteca Pública Pelotense
19h ​- Território de Mulheres Negras e a Arte
Com Izis Abreu e Dedy Ricardo

5​º encontro – Porto Alegre​, dia 12 de novembro no Centro-Histórico Cultural Santa Casa
10h​ – Artes, Femininos e Pensamentos Contemporâneos
Com Daniela Kern, Élle de Bernardini e Mitti Mendonça

14h​ – ​Femininos e Cultura
Com Winnie Bueno, Joanna Burigo e Fernanda Bastos
Porto Alegre, dia 12 de novembro no Centro Cultural CEEE – Erico Verissimo

17h​ – Territórios de Kehinde
Com Ana Maria Gonçalves
Participação: Izis abreu e Dedy Ricardo

BEE GEES ALIVE faz shows em Porto Alegre e Novo Hamburgo esta semana

BEE GEES ALIVE faz shows em Porto Alegre e Novo Hamburgo esta semana

Agenda Cultura Destaque

A Bee Gees Alive é o primeiro tributo brasileiro a divulgar e interpretar a obra dos Bee Gees, reproduzindo fielmente a mítica banda inglesa, com produção de grandes espetáculos, em que impecáveis performances de interpretação, conquistam absoluto sucesso em todos os locais em que se apresentam.

A qualidade do trabalho, e as incríveis semelhanças físicas e vocais, levaram a crítica especializada internacional a aclamar a Bee Gees Alive como a melhor e principal banda tributo aos Bee Gees do planeta em 2003, motivo que faz o grupo ocupar o posto de um dos mais importantes – senão o mais importante – espetáculo de performances cênicas e musicais fiéis de uma das principais bandas da década de 70.

A Vinte anos, a banda Bee Gees Alive percorre o Brasil fazendo shows com lotação esgotada por onde passa. O show anterior One Night Only – The Show, foi visto por mais de 1.000.000 de pessoas desde a sua estreia em 1.999, e a cada apresentação, arrastaram multidões que se emocionavam em todos os locais em que se apresentaram.

Executando clássicos como Massachusetts, Words, To Love Somebody, Stayin´Alive, More Than a Woman, I Started a Joke, Lonely Days, Night Fever, More Than a Woman, How Deep is Your Love e tantos outros sucessos que marcaram a carreira dos Bee Gees, o tributo leva uma experiência rara aos fãs e apreciadores dos irmãos Gibb, apresentando todos os sucessos em um só espetáculo.

Com dedicação e trabalho, a Bee Gees Alive prova que os Bee Gees vivem, e revivem seus espetáculos na performance desta banda que também mostra para quem gosta de Bee Gees, que o sonho é eterno.

 

bee_gees_alive__sera_atracao_na_sala_palma_de_ouro_saltoPorto Alegre:

Serviço:

 

Data: 11 de Outubro Sexta

Horário: 21h

Local: Teatro do Bourbon Country

Duração: 90 minutos

Classificação Etária: 12 anos

Valores:

 

R$140,00 Camarote

R$120,00 Plateia Baixa

R$100,00 Plateia Alta

R$80,00 Mezanino

R$70,00 Galerias

 

CANAIS DE VENDA OFICIAIS
*sujeito a taxa de conveniência

Bilheteria do Teatro do Bourbon Country
Av. Túlio de Rose, 80 / 301 – Porto Alegre, RS. De segunda a sábado, das 13h às 21h; domingos e feriados, das 14h às 20h.

Uhuu
https://uhuu.com
falecom@uhuu.com

DESCONTOS

50% de desconto para sócios e um acompanhante do Clube do Assinante RBS, limitado a 100 ingressos, somente na sessão de estreia. Vendas somente na bilheteria do Teatro.

40% de desconto para clientes Km de vantagens: a cada 200 km o participante tem direito ao desconto em qualquer ingresso, limitado a 4 ingressos por CPF. Limitado a 50 ingressos por sessão do espetáculo. Válido para compras somente no site.

** Política de venda de ingressos com desconto: as compras poderão ser realizadas nos pontos de venda físicos, mediante apresentação de documentos que comprovem a condição de beneficiário. Nas compras realizadas pelo site e/ou call center, a comprovação deverá ser feita no ato da retirada do ingresso na bilheteria e no acesso às casas de espetáculo.

 

Novo Hamburgo

 

Serviço

 

Data: 12 de Outubro Sábado

Horário: 21h

Local: Teatro FEEVALE

Duração: 90 minutos

Classificação Etária: 12 anos

 

Valores:

 

R$150,00 Camarote

R$120,00 Plateia Baixa

R$100,00 Plateia Alta

R$80,00 Frisa

R$70,00 Balcão Nobre

 

CANAIS DE VENDA OFICIAIS
*sujeito a taxa de conveniência

Bilheteria do Teatro do Bourbon Country
Av. Túlio de Rose, 80 / 301 – Porto Alegre, RS. De segunda a sábado, das 13h às 21h, e domingo e feriados, das 14h às 20h.

Bilheteria do Teatro Feevale
Local: ERS-239, 2.755, Novo Hamburgo, RS. De segunda a sexta-feira, das 12h às 21h; sábados, das 9h às 13h.

Uhuu
https://uhuu.com
falecom@uhuu.com

DESCONTOS

50% de desconto para os 100 primeiros assinantes dos jornais do Grupo Sinos para titular e acompanhante. Vendas apenas na Bilheteria do teatro.

40% de desconto para clientes Km de vantagens: a cada 200 km o participante tem direito ao desconto em qualquer ingresso, limitado a 4 ingressos por CPF. Limitado a 50 ingressos por sessão do espetáculo. Válido para compras somente no site.

20% de desconto para assinante dos jornais do Grupo Sinos para titular e acompanhante. Vendas apenas na Bilheteria do teatro.

20% de desconto para funcionários das empresas do Feevale Techpark e um acompanhante. Desconto válido para compras na bilheteria.

20% de desconto para funcionários e graduados da Universidade Feevale e um acompanhante.

** Política de venda de ingressos com desconto: as compras poderão ser realizadas nos pontos de venda físicos, mediante apresentação de documentos que comprovem a condição de beneficiário. Nas compras realizadas pelo site e/ou call center, a comprovação deverá ser feita no ato da retirada do ingresso na bilheteria e no acesso às casas de espetáculo.

Governo apresenta para deputados a reforma administrativa nesta segunda. Semana promete polêmicas na Assembleia; por Jéssica Moraes/Rádio Guaíba

Governo apresenta para deputados a reforma administrativa nesta segunda. Semana promete polêmicas na Assembleia; por Jéssica Moraes/Rádio Guaíba

Destaque

As alternativas de projetos para as reformas administrativa e da previdência do Estado, que nesta segunda-feira serão detalhados a deputados, estão concluídas, internamente, desde abril. Mesmo assim, nesse domingo à noite, o governador Eduardo Leite (PSDB) encabeçou uma reunião preparatória, e restrita ao núcleo do Executivo que trabalha diretamente nos projetos, como os secretários da Casa Civil, Otomar Vivian (PP), e do Planejamento, Leany Lemos, além do líder do governo na Assembleia, deputado Frederico Antunes (PP). O núcleo é integrado ainda pela Fazenda e pela PGE.

Ficou estabelecido que o argumento para o encaminhamento das propostas neste momento será o de que não adianta o Executivo continuar asfixiado pela despesa se não a detalhar. Também ficou definido como contrapor as resistências das áreas da Educação e da Segurança, as mais numerosas, e cujos pagamentos, juntos, consomem 70% da folha mensal.

O governo tem formatado uma dezena de opções de projetos, de forma a ter alternativas para negociação. A diversidade se deve ainda à fartura de legislações: além de leis e decretos, 56 estatutos regem 17 carreiras. Ao cruzar diferentes bases, a conclusão foi de que uma reestruturação que levasse em conta tudo que não é salário básico (como horas extras, diárias, cargos em comissão e vantagens) poderia gerar economia de até R$ 1,5 bilhão (uma folha mensal) no primeiro ano de implementação. Mas como não é possível incluir tudo o que extrapola o básico, há uma atenção especial às chamadas vantagens pessoais. Elas compreendem os avanços (de 3% e 5%), os adicionais (que podem chegar a 25%), gratificações e funções gratificadas incorporadas.

Parlamentares avaliam razões dos projetos

A decisão do governo do Estado de chamar os aliados hoje para tratar dos projetos com mudanças nas carreiras do funcionalismo e na previdência aumentou a inquietação na base aliada, onde parte dos deputados questiona os objetivos e o momento da iniciativa. Parlamentares de diferentes siglas que dão sustentação ao Executivo citam um punhado de razões para embasar o entendimento de que colocar em curso o debate sobre carreiras e previdência faltando praticamente dois meses para o fim do ano legislativo mais ajuda a tirar o foco de outras fontes de tensão do que a alcançar metas concretas.

Pelo menos cinco fatores ajudam a alavancar as desconfianças. O primeiro é o fato de o governo insistir em chamar os holofotes para dois temas polêmicos sem que tenha apresentado antes uma alternativa viável de regularizar os salários dos servidores ou anunciar como pretende pagar o décimo terceiro de 2019. O segundo é que mudanças nas carreiras e na previdência não têm impacto sobre o déficit nas contas no curto prazo, ou seja, não resolvem os problemas mais urgentes do Estado. O terceiro é voltar a dois assuntos impopulares em pleno início de articulação nos partidos para as eleições municipais de 2020, e nas quais mais de uma dezena de deputados estaduais anuncia pretensões de concorrer.

Ainda, sobre a previdência, há dúvidas porque a antecipação contradiz o entendimento majoritário no núcleo do governo, de só formatar os textos no RS após a reforma da Previdência nacional passar no Congresso, evitando idealizar mudanças que esbarrassem na legislação. E, na semana passada, o Senado decidiu deixar o segundo turno da votação para a segunda quinzena de outubro. “O governo pode até expor a questão da previdência, mas só vai ter noção do necessário depois que se completar o texto no Senado, que deve ser votado ainda em outubro em segundo turno. Então, não sei se teremos alguma coisa sobre previdência, acho difícil, sem encerrar no Senado, que o Executivo aqui formate algo”, admite o líder do governo na Assembleia, deputado Frederico Antunes (PP).

Semana promete polêmicas na Assembleia

O último fator a colocar em xeque a estratégia do Executivo é sua decisão de pautar reformas complexas em uma semana na qual já estavam previstas decisões no Legislativo que afetam de diferentes modos o funcionalismo. Na terça-feira, por exemplo, a CCJ segue a discussão sobre a legalidade do pagamento dos honorários de sucumbência aos procuradores do Estado. A Casa decide ainda se a PEC 276/2019 vai para votação. De autoria do deputado Fábio Ostermann (Novo), a PEC extingue a licença-capacitação, antiga licença-prêmio, e já foi modificada para evitar judicialização. No entanto, segue há seis semanas na ordem do dia, porque não há certeza sobre sua aprovação no plenário.

“Espero que a tônica dos projetos que o governo vai enviar não seja a de mexer em direitos adquiridos. Tudo que porventura possa ser modificado tem que ser para a frente. Para trás, é instabilidade no Estado democrático de direito”, avisa o líder do Dem, Thiago Duarte. “O governador decidiu pagar mais aos procuradores, sem lei autorizativa. E fala em reformar carreiras. A pergunta é: ele vai começar a reforma pelo andar de cima? Pela Fazenda e pela PGE?”, questiona o deputado Sebastião Melo (MDB).

Ainda na terça-feira, deputados de diferentes siglas articulam a solicitação formal para que o Executivo retire a urgência do projeto do novo Código Ambiental, que altera quase 500 pontos da legislação atual. A iniciativa ocorrerá após manifestação idêntica do Ministério Público, e de seus críticos associarem o novo código ao projeto da Mina Guaíba. Os servidores reclamam ainda que o texto prevê a contratação de pessoas físicas ou jurídicas, além de convênios e parcerias, em procedimentos de licenciamento. Com a urgência, o projeto, protocolado em 27 de setembro, precisa ser votado em até 30 dias. Depois, passa a trancar as votações.

Obituário: Morre Ruben Toillier, ex-presidente da Oktoberfest; por Bruna Lovato e Rafael Cunha/Gazeta do Sul

Obituário: Morre Ruben Toillier, ex-presidente da Oktoberfest; por Bruna Lovato e Rafael Cunha/Gazeta do Sul

Notícias Obituário

Um dos grandes nomes de Santa Cruz do Sul faleceu na manhã deste domingo, 6. Ruben Toillier, de 71 anos, ex-presidente da Oktoberfest e antigo proprietário do Restaurante da Gruta estava internado no Hospital Santa Cruz por causa de um câncer. O velório começou às 15 horas na Capela da Funerária Halmenschlager, na Avenida Independência 1.356. O sepultamento será nesta segunda-feira, às 9 horas, no Cemitério Evangélico Centenário de Rio Pardinho.

Clique aqui e leia a íntegra na Gazeta do Sul.

Pagamentos instantâneos podem aumentar receita de bancos em US$ 500 bi.  Já bancos que não adotarem modelos inovadores devem perder receita

Pagamentos instantâneos podem aumentar receita de bancos em US$ 500 bi. Já bancos que não adotarem modelos inovadores devem perder receita

Economia Negócios Notícias
As formas de realizar pagamentos em todo o mundo estão se tornando cada vez mais instantâneas, invisíveis (feitas por meio digital) e gratuitas. Nesse cenário, os bancos que investirem em inovação tecnológica podem aumentar as receitas com pagamentos em US$ 500 bilhões até 2025. Essa é a conclusão de um relatório da empresa Accenture, feito com base em pesquisa a 240 executivos de pagamentos de bancos de 22 países, entre eles o Brasil.

Por outro lado, bancos que não adotarem modelos de negócios inovadores, segundo o documento, devem perder receitas. A estimativa de perda é de até 15% da receita global de pagamentos dos bancos, o equivalente a US$ 280 bilhões, devido ao crescimento de pagamentos digitais e pela concorrência com instituições não bancárias, as chamadas fintechs – empresas de tecnologia no setor financeiro.

A pesquisa indica que, atualmente, 46 países possuem uma solução de pagamento instantâneo e mais 12 planejam implementar uma em breve. No Brasil, segundo afirmou o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, no final do último mês, o projeto de pagamentos instantâneos será concluído em 2020, antes mesmo do Federal Reserve (banco central dos Estados Unidos), que só tem previsão lançar o modelo em 2024.

Por meio do pagamento instantâneo, a ideia é que pessoas e empresas possam transferir dinheiro em tempo real, sem restrição de horário. As transações com dinheiro em espécie ou por meio de transferências bancárias – Transferência Eletrônica Disponível (TED) e Documento de Ordem de Crédito (DOC) e débitos – serão substituídas por pagamentos instantâneos.

Receita global

O estudo da Accenture constatou que a receita global de pagamentos provavelmente crescerá a uma taxa anual de 5,5%, passando de US$ 1,5 trilhão em 2019 para mais de US$ 2 trilhões até 2025. Mas esse crescimento ficará restrito a bancos que transformarem seus modelos de negócios para adotar as mais recentes tecnologias e se concentrarem em fornecer mais valor agregado em serviços para seus clientes.

O relatório é baseado em um modelo de análise de risco de receita, para medir tendências de métodos de pagamentos entre consumidores e projeta mudanças no comportamento, na tecnologia e na regulamentação dos agentes de mercado.

Segundo o documento, nos próximos seis anos, os bancos vão enfrentar pressão adicional sobre as receitas de transações e taxas de cartões, com os métodos livres de impostos colocando em risco 8% da receita de pagamentos. Além disso, a concorrência de instituições não bancárias em pagamentos invisíveis – por meio dos quais os pagamentos são concluídos em uma carteira virtual em um aplicativo ou dispositivo móvel – colocará em risco 3,9% das receitas bancárias.

A substituição do cartão por pagamentos instantâneos, em que os fundos são liquidados e transferidos em tempo real e os bancos oferecem pouco ou nenhum juro, é projetada para colocar um risco adicional de 2,7% nas receitas de pagamentos.

O cenário se baseia nos atuais declínios em receitas de transações e taxas de cartões, em que a regulamentação vem desencadeando a compressão de taxas e a tecnologia, substituindo o papel dos bancos nos novos modelos de pagamentos. Entre 2015 e 2018, a receita das transações de cartão de crédito de clientes corporativos caiu 33%; a receita de transações com cartão de débito de pessoa física caiu quase 15%; e a receita oriunda de cartões de crédito caiu quase 12%.

A pesquisa mostra ainda que o setor está ciente dos desafios colocados pelas novas tecnologias em pagamentos. Mais de dois terços (71%) dos executivos entrevistados concordam que os pagamentos estão se tornando gratuitos; quase três quartos (73%) acreditam que a maioria dos pagamentos já é invisível ou o será nos próximos 12 meses; e ainda mais executivos (78%) disseram que os pagamentos já são ou se tornarão instantâneos nos próximos 12 meses.

O levantamento foi feito este ano com executivos dos seguintes países: Austrália, Brasil, Canadá, China (continente e Hong Kong), Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Índia, Indonésia, Itália, Japão, Malásia, México, Noruega, Cingapura, Espanha, Suécia, Tailândia, Emirados Árabes Unidos, Reino Unido e Estados Unidos. (Agência Brasil)

Porto Alegre: Vereador André Carús é transferido para Cadeia Pública; por Lucas Rivas e Franceli Stefani/ Rádio Guaíba e Correio do Povo

Porto Alegre: Vereador André Carús é transferido para Cadeia Pública; por Lucas Rivas e Franceli Stefani/ Rádio Guaíba e Correio do Povo

Destaque

O vereador André Carús (MDB) foi transferido, nessa sexta, do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) para a Cadeia Pública de Porto Alegre. A Justiça acatou pedido da Polícia Civil e prorrogou prisão temporária do parlamentar até quinta-feira. O parlamentar ficará em uma galeria que contém hoje 50 presos e terá direito a receber visitas, como os demais apenados. Já os funcionários em cargos de confiança indicados pelo vereador para atuarem na Prefeitura de Porto Alegre foram liberados pela Polícia Civil.

Responsável pelas investigações, o delegado Max Otto Ritter, titular da 1ª Divisão de Combate à Corrupção (Decor), solicitou a prorrogação da prisão de Carús por entender que os trabalhos avançaram e as provas coletadas, até o momento, embasaram o pedido. Além dos depoimentos, os materiais apreendidos consolidaram o avanço das investigações.

A prisão temporária foi avalizada pela juíza Cláudia Junqueira Sulzbach, da 5ª Vara Criminal de Porto Alegre. Durante o período detido, Carús permaneceu em silêncio. Apenas um dos funcionários detidos prestou depoimento à Polícia, mas os dois indicados pelo vereador garantiram contribuir com a investigação.

Clique aqui e leia a íntegra no site do Correio do Povo.

Bolsonaro mantém ministro do Turismo no cargo após indiciamento

Bolsonaro mantém ministro do Turismo no cargo após indiciamento

Notícias

O presidente Jair Bolsonaro pretende manter no cargo o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, indiciado nesta sexta-feira pela Polícia Federal por suposto desvio de recursos por meio de candidaturas-laranja nas eleições de 2018. Na ocasião, Marcelo Álvaro presidia o PSL em Minas. “O presidente da República aguardará o desenrolar do processo. O ministro permanece no cargo”, disse o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, ao ser questionado pelo Estadão/Broadcast.

Desde o início das investigações sobre a atuação de Marcelo Álvaro e de seus assessores, Bolsonaro indicou que aguardaria a apuração da PF para definir o futuro do ministro. Nos últimos dias, o presidente tomou posição semelhante para justificar a permanência no posto do líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), que foi alvo de mandados de busca e apreensão da PF em setembro. Bolsonaro tem dito que é preciso ter algo “mais concreto” contra Bezerra e que ele tem feito um bom trabalho junto aos parlamentares.

Leia a íntegra no site do Correio do Povo.

Plano de recuperação judicial da Artecola é homologado em menos de uma semana

Plano de recuperação judicial da Artecola é homologado em menos de uma semana

Destaque Direito

O plano de recuperação Judicial da Artecola foi homologado, na tarde desta quinta-feira (3), pelo juiz Alexandre Kosby Boeira, da Vara de Falências e Concordatas da Comarca de Novo Hamburgo. A aprovação pelos credores em assembleia tinha ocorrido na última sexta-feira (27). O prazo de menos de uma semana para a homologação pela Justiça é avaliado como forte indicativo de solidez da proposta. “Tivemos um trabalho muito ajustado entre nossa equipe interna e a consultoria jurídica que nos assessorou ao longo do processo”, ressalta o presidente executivo da Artecola, Eduardo Kunst. “Além disso, a administradora judicial também foi muito presente na construção dessa proposta. Todos convergiram para que tivéssemos um plano realista e capaz de viabilizar o entendimento entre as partes envolvidas”, enfatiza Kunst.

Designado pela Justiça, o administrador judicial Laurence Medeiros vê a efetiva concessão da recuperação judicial como um marco importante no processo de reestruturação da companhia. “A aprovação do plano demonstra que a empresa possui credibilidade com seus credores e o mercado. E permitirá a retomada do crescimento, possibilitando o cumprimento do plano proposto”, avalia Laurence Medeiros, da Medeiros & Medeiros Administração Judicial.

Gilberto Gornati, sócio do escritório Thomaz Bastos, Waisberg, Kurzweil Advogados, também destaca o papel de cada grupo na homologação. “Recuperação judicial não se constrói e não se resolve por iniciativa de apenas uma das partes. Tivemos a clara demonstração de confiança dos credores para a reestruturação da empresa. A equipe da Artecola, todo o histórico da companhia e o potencial de se reerguer, junto a esse voto de confiança, são os componentes que levaram ao resultado positivo”, avalia o advogado que assessora a empresa. O escritório é especializado em reestruturação de operações societárias e financeiras, entre outras competências.

HISTÓRICO – O processo de recuperação judicial da Artecola se iniciou em 5 de fevereiro de 2018, com o encaminhamento do pedido à Justiça e, na sequência, seu deferimento. O plano aprovado prevê o pagamento negociado de todos os credores, definindo prioridades e estabelecendo prazos e formas de liquidação. “Nosso objetivo sempre foi preservar a saúde financeira do negócio químico, que é a origem de nossa empresa, um negócio saudável, capaz de produzir resultados positivos a todas as partes interessadas e seguir gerando valor”, ressalta o Presidente Executivo. “Estamos aprendendo muito neste período, e esse aprendizado resultará em uma empresa muito melhor e mais eficiente”, assegura.

A ARTECOLA – Com 71 anos completados no dia 5 de maio de 2019, a Artecola se insere no grupo de menos de 0,4% das empresas brasileiras (dados do IBGE) que alcançam essa maturidade. Na atual estrutura, a empresa conta com três áreas de negócios: Indústria (com adesivos e laminados especiais para aplicações nos mais diversos segmentos industriais, como calçadista, moveleiro, papel e embalagem, automotivo e construção civil), Consumo (através da marca AFIX®, oferece um portfólio completo em soluções para construir e reformar, atendendo tanto o especialista como o usuário do “faça você mesmo”), e Extrusão (chapas termomoldáveis diferenciadas, de alta performance e sustentáveis para os segmentos automotivo, moveleiro, sanitário e de equipamentos). No Brasil, mantém unidades no Rio Grande do Sul e São Paulo, e está presente em outros cinco países da América Latina (Argentina, Colômbia, Chile, México e Peru) com nove plantas produtivas.

A visão para o futuro próximo é clara: Se manter como referência em soluções diferenciadas, sustentabilidade social e ambiental e solidificar ainda mais a reputação da marca institucional. “Estamos energicamente alinhados a esse princípio e renovados com muita determinação e confiança nos novos rumos da organização”, finaliza Eduardo Kunst. Mais informações podem ser obtidas em www.artecolaquimica.com.br e nas mídias sociais da Artecola Química.

Porto Alegre: Futebol de robôs na EXPO CIEE-RS

Porto Alegre: Futebol de robôs na EXPO CIEE-RS

Agenda Notícias Porto Alegre Tecnologia Trabalho

Uma disputa de futebol de robôs é uma das atrações da EXPO CIEE-RS que vai acontecer em Porto Alegre, na próxima semana (09 e 10). Promovida pelo grupo do Polo Marista de Formação Tecnológico Rubem Berta, quer chamar a atenção para o avanço das novas tecnologias que poderão ser visitadas na EXPO CIEE-RS Centro de Eventos CIEE (Rua Dom Pedro II, 861).

Com foco em capacitação, orientação e direcionamento profissional do público jovem, a EXPO CIEE-RS será realizada pela primeira vez em Porto Alegre, numa iniciativa do Centro de Integração Empresa Escola do Rio Grande do Sul. Voltado a estudantes de Ensino Médio e Superior, o evento é gratuito e alia conhecimento e entretenimento.

O evento que acontece há 22 edições em São Paulo e esta será a primeira vez na capital gaúcha. Os interessados devem acessar o site do CIEE para realizar a inscrição e escolher os turnos que deseja participar. No momento, já são 1.700 inscrições. A expectativa é impactar mais de 300 mil pessoas, já que os participantes poderão acompanhar a programação pelas mídias sociais.
Confira a programação do evento: 
09 de outubro
Teatro – MANHÃ
09:00 Abertura CIEE-RS
09:15 Mídias Sociais: Capu
09:30 Inovação: Gil Giardelli
10:30 Intervalo – Visitação EXPO CIEE-RS
11:00 Empreendedorismo: Ayrton Ramos – SEBRAE
11:30 Show Pop Banda Duque e Galo
Teatro – TARDE
14:15 Profissões do Futuro: Paulo Kendzerski
14:45 Empreendedorismo Social: Felipe Machado
15:15 Intervalo – Visitação EXPO CIEE-RS
15:45 Protagonismo Juvenil: Rafael dos Santos
16:00 Mundo do Trabalho Batalha de Rimas
16:30 Hip Hop Show Grupo Rafuagi
SALAS-MANHÃ
Sala 1
08:30 Comitê Trajetória Profissional: Amcham Porto Alegre
11:00 Games: Carlos Idiart
Sala 5
09:30 Oficina Tecnologia da Informação: CWI
Sala 6
09:00 Carreiras e empreendedorismo – Roberta Motta e Manoela Ziebell
11:00 Planejamento de Carreira: Ronald P. Filho
SALAS-TARDE
Sala 1
14:30 Startups: Trashin e Quiper Fresh Amcham Porto Alegre
15:30 Inteligência Artificial: Giovanni Comunello Júnior
16:00 Google For Education – Daniel Garrido
Sala 5
15:00 Oficina Tecnologia da Informação: CWI
Sala 6
14:30 Empreendedorismo SEBRAE
10 de outubro 
Teatro – MANHÃ
09:00 Boas-vindas Capu
09:15 Ser Aprendiz/Estagiário é… Cases
09:30 Empreendedorismo Sustentável: Felipe Machado
10:00 Inteligência Artificial: Giovanni Comunello Júnior
10:30 intervalo – visitação EXPO CIEE-RS
11:00 Inclusão pelo Esporte: Débora de Oliveira e atletas
11:45 Show Banda Duque e Galo
Teatro TARDE
14:15 Portal de Oportunidades: Painel CIEE-RS
14:45 Influenciadores Digitais: Comunicadores da Rádio Atlântida
15:15: Intervalo – Visitação EXPO CIEE-RS
15:45 Protagonismo Juvenil: Rafael dos Santos
16:00 Mundo do Trabalho Batalha de Rimas
16:30 Hip Hop Show Grupo Rafuagi
SALAS
Sala 1
09:00 Desenvolvimento de Lideranças: Rodrigo Selback
10:00 Dicção e Oratória Oficina CIEE-RS
11:00 Games: Carlos Idiart
Sala 5
09:30 Oficina Tecnologia da Informação CWI
Sala 06
11:00 Planejamento de Carreira: Ronald P. Filho
SALAS-TARDE
Sala 1
14:00 Startups: O amor é simples e ONL Amcham Porto Alegre
15:30 Neurociência – Renata Rosat
16:30 Gestão de Carreiras: Angelita Garcia
Sala 5
15:00 Oficina Tecnologia da Informação: CWI
Sala 6
14:30 Empreendedorismo SEBRAE