Porto Alegre: “Baila, minha Porta-Estandarte” conta no teatro a vida de Onira Pereira a maior porta-estandarte de todos os tempos

Porto Alegre: “Baila, minha Porta-Estandarte” conta no teatro a vida de Onira Pereira a maior porta-estandarte de todos os tempos

onira-748x425

O espetáculo musical “Baila, minha porta-estandarte” traz ao público dias 01 e 02 de maio, 20h, no Teatro Bruno Kiefer, da Casa de Cultura Mario Quintana, a vida e obra de uma das figuras mais marcantes do folclore gaúcho. Onira Pereira deixou seu nome eternizado nas avenidas e na memória carnavalesca do Rio Grande do Sul. Sinônimo de tradição, ela fez da figura da porta-estandarte sua própria vida e firmou-a dentro do folclore do Estado.Onira4

Destaque carnavalesco predominantemente gaúcho, a porta-estandarte possui em sua dança passos e elementos artísticos específicos, o que fazem de sua performance algo único e fortemente identitário com as raízes foliãs do Sul. E toda essa particularidade artística foi moldada através das apresentações de Onira Pereira dentro do carnaval. A própria evolução da porta-estandarte (enquanto dança, vestimenta e postura) passa pelas mãos de Onira, que tornou-se referência no assunto.

Onira levou o folclore da portaestandarte para além fronteiras, sendo também a primeira porta-estandarte a desfilar na Marquês de Sapucaí, sambódromo do carnaval carioca. Icônica baluarte do carnaval do Rio Grande do Sul, foi homenageada por grandes nomes da música e também multipremiada. Falar sobre Onira Pereira não é apenas contar sua vida, mas sim, trazer a público uma importância história de identidade cultural.

Aplausos para ela, que é considerada a maior porta-estandarte de todos os tempos.

Onira2Serviço:

ESPETÁCULO BAILA, MINHA PORTA-ESTANDARTE!

*Dias 01 e 02 de Maio
*TEATRO BRUNO KIEFER (Casa de Cultura Mário Quintana)
*Horários: 20h
*Ingressos: R$ 30,00
*Ponto de Venda: LL Tecidos (Pinto Bandeira, 345, centro – Porto Alegre) – A partir do dia 25/03 (segunda-feira)

FICHA TÉCNICA:

Direção Geral, produção e concepção: Kizzy Pereira e Édy Dutra

Roteiro: Édy Dutra

Figurinos: Fabi Ferreira

Cenografia: Mano Brum e Salmo Silva

Corpo de dança: ballet Feeligns 51 Produção Artística e porta-estandartes convidadas

Direção Musical: Tom Astral

Intérprete: Bruno Martins

Banda: Velha Guarda da Bateria da escola de samba Bambas da Orgia

Direção Audiovisual: Nilveo Pereira Christiano

Produção Gráfica: Gilberto Bica

Em 2011, Onira Pereira foi homenageada pela Império do Sol com o enredo: “Onira Pereira – A trajetória de uma estrela”


“Onira Pereira – A trajetória de uma estrela”
– Daniel Barbosa, Rodrigo Cordeiro, Diego Nicolau, Rafael Mikaiá, Rico Bernardes e Guilherme Dourado

BRILHOU NO CÉU, A ESTRELA CINTILIANTE A CLAREAR
COM HEBREUS GANHA FORÇA E VIDA, SIMBOLOGIA, UM DESPERTAR
A HISTÓRIA ELE ‘CRUZOU” COM BRAVOS CAVALEIROS TEMPLÁRIOS
NO EGITO, EM ROMA FOI, ETERNO RELICÁRIO
NOS PASSOS DO SENHOR, SURGE UM BELO CENÁRIO
E SEGUE O CORTEJO, SENHORA DO ROSÁRIO
ECOARAM OS BATUQUES DO TAMBOR
DA SEMENTE NASCEU A LINDA FLOR
A SUA VIDA PROTEGIDA POR EXU BARÁ
UM ESTANDARTE SEMPRE A TE GUIAR
NA TERRA DA ENCANTARIA, RENASCE INFINITA, SUA FÉ
AO GANHAR ONIRA, BONECA CAFÉ

É GUERREIRA! SUA ÁGUIA VAI VOAR
NUM MANTO AZUL E BRANCO REPOUSAR
ROMPER FRONTEIRAS, EVOLUIR
ABRINDO ALAS NA SAPUCAÍ

ORGULHO! A MÃE SAMBISTA VIU
NO GIRAR DE UM PAVILHÃO O  SEU LEGADO RESISTIU
MAS A LÁGRIMA ROLOU… E NA AVENIDA O SURDO SE CALOU
A ESPERANÇA VEM DA “UNIÃO”
QUE IMORTALIZA E “DESTACA” A TUA DANÇA
E HOJE MINHA IMPÉRIO SE ENCANTA
A AVENIDA SE LEVANTA PRA TE APLAUDIR
TEU NOME PARA SEMPRE ESTÁ GRAVADO
SÓ QUERO TE DIZER MUITO OBRIGADO

DE VERSOS, POEMAS FIZ UMA CANÇÃO
ONIRA PEREIRA ÉS INSPIRAÇÃO
HOJE A IMPÉRIO ETERNIZA A TUA ARTE
“BAILA MINHA PORTA ESTANDARTE”

 

Comunicação Destaque Notícias