Porto Alegre: BikePOA bate recorde de viagens desde 2013

Porto Alegre: BikePOA bate recorde de viagens desde 2013

O novo sistema de compartilhamento de bicicletas de Porto Alegre, BikePOA, bateu recorde de utilização desde 2013, com 40.186 viagens em abril deste ano. Com base no número de usos de abril do ano passado, que registrou 27.184 viagens, o aumento é de 48%. Abril foi o primeiro mês de operação do novo sistema completo, depois de concluídas as instalações de 41 estações e com 410 bicicletas à disposição da população. Desde o início da operação, em fevereiro, foram registradas cerca de 80 mil viagens com as bicicletas compartilhadas em Porto Alegre. O segundo mês com número recorde foi novembro de 2013, quando as bicicletas foram utilizadas em 40.115 viagens. O sistema, operado pela Tembici, conta com o apoio do Itaú Unibanco.

O recorde já no primeiro mês é o reflexo da aceitação do novo sistema pelo público. “Uso o sistema BikePoa há quatro meses, três vezes por semana, para trabalhar. As novas bicicletas estão melhores e mais firmes. O sistema de troca de marchas também melhorou. Outra coisa que também ficou melhor foi o fato de poder colocar um código quando a bike apresenta problemas. Assim, na hora que outra pessoa vai fazer a retirada, não consegue finalizar o processo”, afirma o professor Gilian Vinícius, 28 anos.

Entre as melhorias do novo BikePOA está a ampliação do número de vagas nas estações, de 500 para 700, o que melhora a otimização do sistema. Além disso, as bicicletas são mais robustas, projetadas especificamente para o uso em grande escala e contam com dispositivo de trava com sistema antifurto. Coordenador de Projetos Cicloviários da EPTC, o arquiteto Antônio Carlos Selbach Vigna não tem dúvidas sobre o êxito do novo BikePoA. “A qualidade do sistema evoluiu bastante e já caiu no gosto da população, para o lazer e também para o trabalho, com uma média de mais de 1,3 mil viagens diárias na última semana. Esse número sobe diariamente. O pico das viagens tem ocorrido pelas 18h, sinal de que as bikes estão sendo utilizadas também para o deslocamento das pessoas até o trabalho.”

As estações mais utilizadas alteram durante a semana e o fim de semana. Nos sábados, domingos e feriados, normalmente a líder em retiradas é a estação Iberê Camargo, que demonstra uma utilização para lazer, com quase o limite do tempo de aluguel, 50 minutos. Durante os dias de semana, a líder em utilização é a Estação da Ufrgs Arquitetura, com um período de cerca de 20 minutos de uso, o que caracteriza a utilização das bicicletas para o deslocamento até a universidade.

Para mais informações e cadastro no BikePoa, basta acessar o site do projeto, ou fazer o download do app Bike Itaú na Apple Store ou Google Play.

Meses com recordes de utilização:

– Abril 2018: 40.186

– Novembro 2013: 40.115

– Abril 2017: 27.184

Viagens BikePOA em abril em diferentes anos:

– 2013: 22.212

– 2014: 19.245

– 2015: 16.948

– 2016: 12.804

– 2017: 27.184

– 2018: 40.186

Novas bicicletas:

– Design mais moderno e exclusivo para compartilhamento, sendo mais leves, ergonômicas e robustas

– Cesto adaptável para o tamanho da bagagem de mão do ciclista, sem acumular água ou sujeira

– Pneus com lados reflexivos e em aro 24 proporcionam uma pedalada mais dinâmica, segura e confortável. Possui tecnologia antifurto, exclusivo no Brasil

– Cobre-correntes que protege a roupa do ciclista

– Banco confortável e canote do selim com marcas para ajuste de altura

– Sistema de freios ‘Rollerbrake, com garantia de freadas mais seguras

– Configuração de marchas para três velocidades

– Refletores frontais e traseiros com sistema de iluminação “Dynamo”, com 10 mil horas de vida útil e que permanece aceso por até 90 segundos, dando mais segurança para quando o ciclista aguarda no semáforo

– Dispositivo de trava com sistema antifurto

Atuais estações:

– Layout exclusivo: bikes foram concebidas para operar de forma ágil, inteligente e simples

– Abastecimento por painéis solares que garantem a autossuficiência energética (preparadas para eventual uso de bicicletas elétricas futuramente)

– Solução modular para as bicicletas, sendo possível adicionar ou remover docks conforme a necessidade. Sem necessidade de fixação ao solo

– Média de 18 vagas por estação

– Quiosque com interface de pagamento digital, de forma mais didática e de fácil utilização, com comunicação sem fio que agiliza o processamento de pagamentos e a transmissão de dados

No aplicativo:

– Permite ao ciclista planejar o passeio, pagar e desbloquear a bicicleta com o código gerado pelo aplicativo

– Encontrar estações próximas manualmente ou usando GPS do dispositivo

– Encontrar bicicletas disponíveis por pontos de devolução livres

– Marcar as estações favoritas

– Encontrar rota para um destino com informações de distância e elevação

– Registrar as viagens com o GPS

Agenda Comportamento Comunicação Destaque Porto Alegre prefeitura Publicidade Segurança Tecnologia Trabalho Turismo