Bolsonaro discute reforma da Previdência com Major Vitor Hugo Presidente e líder do governo traçaram estratégias para a semana. Major Vitor Hugo tratou, com Bolsonaro, dos trabalhos da semana a respeito da reforma da Previdência Arquivo/Fabio Pozzebom/Agência Brasil

Bolsonaro discute reforma da Previdência com Major Vitor Hugo

O líder do governo na Câmara, deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), esteve com o presidente Jair Bolsonaro ontem (24), no Palácio da Alvorada. O tema da conversa, segundo o parlamentar, foi a reforma da Previdência.

“Tratamos sobre articulação política, sobre a próxima semana, como retomar os trabalhos para a aprovação da Nova Previdência, a questão dos votos na CCJ, o trabalho junto ao Felipe Francischini [presidente da CCJ] e ao Onyx [Casa Civil]”, disse Major Vitor Hugo, na saída da reunião.

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara vai ouvir o ministro da Economia, Paulo Guedes, na terça-feira (26) sobre a proposta de Reforma da Previdência.

Depois de agendas nos Estados Unidos e no Chile, Bolsonaro volta a tratar de política interna, em que a nova Previdência, como chama o governo, é prioridade. Ontem (23), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, pediu diálogo para aprovar a reforma.

“Precisamos manter o diálogo para mostrar à sociedade que essa reforma vem numa linha objetiva de reestruturar o sistema previdenciário de, principalmente, cobrar mais dos que ganham mais, uma alíquota maior; e menos dos que ganham menos”. Maia falou em São Paulo, após compromisso com o governador do estado, João Dória. Ele também afirmou que vai ajudar o governo na articulação política necessária.

Bolsonaro já disse que a responsabilidade da aprovação da reforma está com o Congresso e que confia nos parlamentares. Maia, no entanto, afirmou que o presidente precisa participar do processo. “O Poder Executivo, tenho certeza, seu presidente vai começar a convidar cada deputado que pensa em votar à favor para explicar os motivos da importância para o governo, para o país – principalmente – e vai assumir essa grande liderança em relação à sociedade, ao Executivo, e o Parlamento”, disse Maia.

Agência Brasil

Comunicação Destaque Notícias