Bolsonaro indica que Vélez Rodríguez pode ser demitido do MEC na segunda; João Caminoto/O Estado de S.Paulo Presidente Bolsonaro Foto: Tânia Rego/EBC

Bolsonaro indica que Vélez Rodríguez pode ser demitido do MEC na segunda; João Caminoto/O Estado de S.Paulo

O presidente Jair Bolsonaro insinuou nesta sexta-feira, 5, que o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, deixará o cargo na segunda-feira, 8.  Desde que assumiu, Vélez tem enfrentado uma série de problemas na pasta. “Está bem claro que não está dando certo. É uma pessoa bacana, honesta, mas está faltando gestão, que é uma coisa importantíssima. Vamos tirar a aliança da mão esquerda e pôr na mão direita ou na gaveta”

A declaração foi dada durante café da manhã que reuniu diretores de jornais e repórteres de TV, no Palácio do Planalto. O Estado estava entre os convidados.

Bolsonaro admitiu que Vélez poderá ser reaproveitado em outra pasta, mas disse não ter decidido  onde. “Quem decide sou eu. Segunda é o dia do fico ou não fico. A situação da educação será resolvida”, argumentou ele.

Questionado sobre a influência do escritor Olavo de Carvalho no governo – e, especialmente, no Ministério da Educação –, Bolsonaro disse que isso não existe. “Tem pouca gente do Olavo na Educação”, declarou.

O ministro enfrenta suscessivas crises desde o início do governo e viu um aumento do desgaste nas últimas semanas com disputas internas, mais de 15 exonerações, medidas polêmicas e recuos.

 

Leia mais em O Estado de São Paulo.

Destaque