Bruna Marquezine estreia no cinema em “VOU NADAR ATÉ VOCÊ”

Bruna Marquezine estreia no cinema em “VOU NADAR ATÉ VOCÊ”

O Festival de Gramado exibiu segunda-feira à noite, na mostra competitiva, a estreia da atriz Bruna Marquezine no cinema com o longa “Vou nadar até você”, do diretor e fotógrafo Klaus Mitteldorf. Na terça pela manhã, durante os debates no hotel Serrazul, as perguntas foram concentradas na atriz e nos desafios para interpretar Ofélia, uma menina que decide ir ao encontro do pai nadando.

“Quando conheci o Klaus e o trabalho dele fiquei apaixonada e decidi que queria fazer arte com ele”, explicou no começo da coletiva, tendo que responder seguida sobre as cenas ousadas de sua personagem Ofélia.

“Tudo o que acontece no filme faz parte da história, nada é gratuito. Sabíamos o que queríamos passar para as pessoas. Tudo o resto é pequeno”, fez questão de dizer.

Em várias declarações Bruna reafirmou que o projeto “Vou nadar até você” veio no momento certo de sua vida e carreira.

“Foi uma experiência maravilhosa, uma alegria, que atendeu a um desejo e um sonho, uma necessidade de fazer cinema. Quero fazer mais e mais. Ofélia surgiu no momento que eu podia e merecia. Acredito que foi ela que me escolheu”, afirmou.

A preparação para o trabalho incluiu aulas de natação e um mergulho da intérprete nas águas da sétima arte. Algo que, segundo Bruna, aproxima ficção e realidade:

“Assim como ela entra numa jornada de autoconhecimento, também entrei nesse crescimento árduo. E isso não poderia ter sido melhor. Espero que o filme tenha um impacto positivo na vida das pessoas. O importante é fazer aquilo que você decide. Não conheço forma mais eficaz para falar sobre o ser humano do que a arte.”

— Trabalhamos com declarações, mas consideramos mais importante trabalhar com fatos. Embora o presidente Bolsonaro sempre tenha dito que sua prioridade são os Estados Unidos, o primeiro acordo concreto que o governo dele firmou foi com a União Europeia. Sabemos que o governo brasileiro está muito satisfeito com o acordo — disse Ybañez, que está há menos de um mês no posto de chefe da delegação da UE.

Comunicação Destaque Notícias