Calendário eleitoral corta dez dias de propaganda gratuita no rádio e na TV

Calendário eleitoral corta dez dias de propaganda gratuita no rádio e na TV

Começou a valer nesta segunda-feira, 09, a lei eleitoral que proíbe nomear, contratar, admitir, demitir (…) remover, transferir ou exonerar servidor público até as eleições de outubro. A regra exclui cargos em comissão e nomeações no Judiciário, Ministério Público e “órgãos da Presidência da República”.

A três meses do pleito, o TSE reuniu-se nesta segunda-feira com as emissoras e rádio e TV, em Brasília, para orientar sobre o acesso aos dados do Tribunal para divulgação dos resultados a partir dos dados da Justiça Eleitoral.

O calendário eleitoral está definido desde dezembro. Dia 17 de julho, por exemplo, é o último dia para o eleitor que pretende votar em trânsito se habilitar.

A partir do dia 20, abre-se a temporada das convenções que oficializarão os candidatos de cada partido, que deve terminar até 5 de agosto.

A partir de 20 de julho também ficam proibidas enquetes (“amostras sem método científicos”). As pesquisas já precisam ser registradas na Justiça Eleitoral desde janeiro.

Leia mais em Jornal Já

Comunicação Destaque Notícias