Calote de concessionárias ameaça bancos públicos Sob risco de perderem contratos de rodovias e aeroportos, empresas já devem R$ 6 bilhões. Arquivo/Agência Brasil

Calote de concessionárias ameaça bancos públicos

Sem crédito no mercado e com problemas financeiros, concessionárias de rodovias e aeroportos acumulam dívida de quase R$ 6 bilhões com bancos públicos, especialmente o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Esse montante representa quase 90% da dívida de quatro concessionárias em dificuldades (Viracopos, Via-040, Rota do Oeste e Concebra). A maioria pode perder a concessão por não cumprir o contrato. Segundo especialistas, diante da atual situação das empresas, credores correm o risco de não receber todo o valor emprestado. O maior prejudicado seria o BNDES, mas, como alguns financiamentos tiveram garantias de outras instituições, o prejuízo pode respingar também nos bancos privados.

Leia mais em O Estado de S.Paulo

Comunicação Destaque Notícias