Campanhas de Bolsonaro e Haddad terminam sem planos detalhados; por Tulio Kruse/O Estado de S.Paulo Os candidatos a presidente Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) Foto: Wilton Junior/ Estadão e Andre Penner/AP

Campanhas de Bolsonaro e Haddad terminam sem planos detalhados; por Tulio Kruse/O Estado de S.Paulo

A falta de detalhes nos planos de governo apresentados pelos candidatos à Presidência da República frustrou especialistas e deixou sem resposta alguns dos principais desafios do próximo governo. Da Previdência à agenda de inovação para o setor produtivo, há pouca clareza de como Jair Bolsonaro (PSL) ou Fernando Haddad (PT) realizarão algumas promessas em uma eventual gestão.

Após a oportunidade de debater soluções na campanha ter se perdido, representantes de entidades setoriais – que entregaram agendas de prioridades a partidos ao longo do ano – dizem que será necessário resgatar discussões com o governo eleito. Eles apontam para a falta de sintonia entre o que foi dito pelos candidatos, as propostas de especialistas, e medidas já em estudo pelo atual governo.

“Não dá para ter clareza do que eles estão propondo”, diz o diretor do Centro de Cidadania Fiscal (CCiF), Bernard Appy, sobre as propostas para a área tributária nos dois programas. “Vai ter de ser feita depois da eleição, essa discussão.”

A reportagem completa está em O Estado de São Paulo.

Destaque Eleições 2018 Notícias