Anos Dourados:  Edgar Pozzer promove baile anual no Caixeiros Viajantes em setembro

Anos Dourados: Edgar Pozzer promove baile anual no Caixeiros Viajantes em setembro

Se você tem saudade dos Anos Dourados da Reitoria ou simplesmente adora dançar de rosto colado em um evento aconchegante com jantar caprichado e música romântica de primeira, reserve a noite de 14 de setembro, às 20h, para mais uma edição do baile anual estrelado pelo cantor Edgar Pozzer.

Em um grande reencontro no Clube Caixeiros, o eterno crooner-galã do Conjunto Norberto Baldauf, Bar Girasole e dez discos solo estará acompanhado de José Vidal & Quarteto, Participação de Helena Ruperti e Cezar Teixeira. “O repertório promete, com muito bolero, samba-canção, bossa nova, música italiana e algumas modernidades”, diverte-se o artista.

Os ingressos já estão à venda pelos telefones (51) 99966-2704, 99984-4150 e 99914-5269 (com atendimento das 15h às 18h no Salão de Festas do clube). Localizado na rua Dona Laura nº 646 (bairro Rio Branco), o Caixeiros Viajantes fica próximo à avenida Goethe e ao Parcão.

Nascido em Galópolis, reduto de descendentes de imigrantes italianos na Serra Gaúcha, Edgar Pozzer é um dos ícones da música romântica no Rio Grande do Sul, graças ao talento como intérprete e ao carisma de galã dos bailes, festivais e programas da antiga rádio Farroupilha e da hoje extinta tevê Piratini.

19419114
Pozzer à frente do histórico Conjunto Melódico Norberto Baldauf, nos estúdios da TV Piratini, na década de 1960 Foto: Reprodução

A trajetória musical de Edgar começou na década de 1940, com a mudança dos Pozzer para a cidade de Canela, onde o pai abriu um restaurante. No estabelecimento, ele começou a ensaiar seus primeiros passos como cantor, ainda adolescente, já faturando prêmios na rádio local. Aos 20 anos, já em Caxias do Sul (onde cantava na orquestra dos Irmãos Guerra), concluiu os estudos escolares e serviu ao Exército, ele decidiu tentar a sorte em Porto Alegre.

Na Capital, amargou dois meses como vendedor da Enciclopédia Britânica e se inscreveu no concurso nacional “A Voz de Ouro ABC”, promovido pelas Empresas Associadas de Assis Chateaubriand e pelos eletrodomésticos ABC. O primeiro lugar no Estado e o vice nacional em 1958, com o bolero “El Reloj”, além de um título de cantor-revelação da revista “Rouxinol”, abriram as portas para o sucesso.

O auge da carreira de Edgar Pozzer coincidiu com a sua entrada no famoso conjunto de Norberto Baldauf em 1960 e com a explosão mundial da música italiana na segunda metade daquela década. Eram tempos de romantismo explícito, com Domenico Modugno, Pepino di Capri e os festivais da canção de San Remo.

O terreno era mais do que favorável a um intérprete que unia talento vocal, bom gosto no repertório e pinta de galã, chegando a atuar como modelo fotográfico para anúncios jornais e revistas. Até hoje ele trata o assunto como bom humor, desconversando quando vem à tona o rótulo de “muso” das plateias femininas.

Além de tês LPs gravados com o saudoso Conjunto Melódico de Norberto Baldauf entre 1962 e 1983, a discografia solo de Edgar Pozzer inclui três LPs e sete CDs – a maioria gravados e distribuídos em esquema independente, autofinanciado pelo próprio cantor.

Edgar Pozzer também foi um bem-sucedido homem da noite, com a sua boate Girasole, a mais longeva de Porto Alegre. De 1970 a 2017, foram 47 anos com o mesmo nome, mesmo proprietário, mesmo endereço na rua Vieira de Castro (bairro Santana) e até o mesmo garçom.

edgar 2Relembrando os Anos Dourados: Ícone gaúcho da música romântica, o cantor Edgar Pozzer promove mais um edição de seu baile anual

14 de setembro de 2019 (sábado) • 20h

Clube Caixeiros Viajantes de Porto Alegre

Rua Dona Laura nº 646 (Bairro Rio Branco)

Reserve já o seu ingresso:

(51) 99914-5269 (15h às 18h) • 99966-2704 • 99984-4150

Agenda Comunicação Cultura Destaque Notícias Trabalho Vídeo