Porto Alegre: Adriana Deffenti lança álbum Controversa nesta quarta-feira no Theatro São Pedro

Porto Alegre: Adriana Deffenti lança álbum Controversa nesta quarta-feira no Theatro São Pedro

Agenda Cidade Cultura Notícias

A maravilhosa cantora e compositora gaúcha, Adriana Deffenti, apresenta novo álbum intitulado Controversa. O show, que terá a participação especial de Valéria Barcellos (ex Valéria Houston), marca o lançamento do novo CD no dia 13 de novembro, no Theatro São Pedro Após uma pausa de 13 anos, desde o último trabalho (‘Adriana Deffenti’ em 2006, lançado na Argentina) Adriana reúne 10 canções e além de composições autorais, conta também com Nei Lisboa, Bianca Obino, Ramiro Macedo e Arthur de Faria. A produção do álbum é assinada por Ives Mizoguchi e Bernard Simon.

Esse trabalho foi possível por meio do Fundo Municipal de Apoio à Produção Artística e Cultural (Fumproarte), em um edital vencido em 2016. “Demorou pra acontecer, então tem um pouco de tudo que fiz nesses anos. O resultado é um pop bastante contemporâneo. Quando a canção dá ares de previsibilidade, logo te surpreende com um arranjo intrigante, em que metade das canções do disco são de minha autoria. A música milonga da casa tomada, de Arthur de Faria, não foi feita pra mim, mas quase. Ele me mostrou ela em 2007 dizendo que era a minha cara. Concordei e gravei 12 anos depois”, explica a compositora.

Cantora e compositora de Porto Alegre.  Sua música é uma mistura de muitos gêneros diferentes, como o folklore argentino, jazz, samba, mas essencialmente MPB (música popular brasileira). De formação clássica, começou seus estudos de música aos nove anos, se especializando em flauta transversal. Antes de se lançar como cantora, em 1998, teve diversas experiências em dança, teatro e música, do clássico ao contemporâneo. Desde 2002, leciona aulas de técnica vocal e canto popular, cursos e preparação vocal de grupos. Como cantora, seu foco está na voz e suas intermináveis maneiras de expressão, transitando naturalmente por diferentes estilos em interpretações de técnica elaborada. Tem dois CDs lançados: ‘Peças de Pessoas’ [2002] e ‘Adriana Deffenti’ [2006] o último lançado na Argentina pelo selo Random Records, trabalhos recompensados com o Prêmio Açorianos de Música na categoria Melhor Intérprete de MPB. Compõe desde o início dos anos 2000, mas apenas após 2013 direcionou seu trabalho à criação de canções. Atualmente tem sua canção “Controversa” executada por diversos intérpretes da cena local gaúcha.

Adriana também dá aulas de canto e preparação vocal, além de produzir e reeditar espetáculos e agitar a cena artística gaúcha como nas obras Las canciones de Almodóvar, Onde anda o rock’n’roll, tributo Elis e Tom e Ópera as 7 caras da verdade. De formação clássica, começou os estudos de música aos nove anos, se especializando em flauta transversal. Antes de se lançar como cantora em 1998, teve diversas experiências em dança, teatro e música, do clássico ao contemporâneo.

 

FAIXAS DE CONTROVERSA

Romance Acidental (de Adriana Deffenti; Bateria – André Garbini; Baixo – Jéssica Berdet; Guitarra, piano elétrico, órgão e synths – Bernard Simon; Guitarra e órgão – Ives Mizoguchi; Voz e flautas – Adriana Deffenti).

 

Boca (de Bianca Obino; Bateria – André Garbini; Percussão – Diih Neques; Baixo – Jéssica Berdet; Guitarras – Bernard Simon e Ives Mizoguchi; Voz – Adriana Deffenti).

 

Malabarismo Íntimo (de Adriana Deffenti; Bateria – André Garbini; Percussão – Diih Neques; Baixo – Zé Natálio; Teclado – Leonardo Bittencourt; Guitarras, teclados e synths – Bernard Simon e Ives Mizoguchi; Voz – Adriana Deffenti).

 

Milonga Da Casa Tomada (de Arthur de Faria; Bateria – André Garbini; Percussão – Diih Neques; Baixo – Jéssica Berdet; Teclado – Leonardo Bittencourt; Guitarras, clarinete e synths – Bernard Simon; Guitarras, synths e sax – Ives Mizoguchi; Voz – Adriana Deffenti).

 

Controversia (de Adriana Deffenti – versão de Gustavo Claveria; Percussão – Diih Neques; Violão – Bernard Simon; Voz – Adriana Deffenti).

 

Outono (de Ramiro Macedo; I Violino – André Rocha de Souza Borba; II Violino – Miriã Farias; Viola – Thiago de Souza Pinto; Violoncelo – Jonathan Guilherme Pires dos Santos; Voz – Adriana Deffenti; Arranjo – Ives Mizoguchi).

 

Pôquer No Escuro (de Nei Lisboa; Teclado – Leonardo Bittencourt; Synths e efeitos – Bernard Simon e Ives Mizoguchi; I Violino – André Rocha de Souza Borba; II Violino – Miriã Farias; Viola – Thiago de Souza Pinto; Violoncelo – Jonathan Guilherme Pires dos Santos; Voz – Adriana Deffenti).

 

Eco (de Adriana Deffenti; Bateria – André Garbini; Baixo – Zé Natálio; Guitarras e Synths – Bernard Simon e Ives Mizoguchi; Voz – Adriana Deffenti).

 

Relax (de Adriana Deffenti; Bateria – André Garbini; Percussão – Diih Neques; Baixo – Jéssica Berdet; Piano Elétrico e órgão – Leonardo Bittencourt; Guitarras – Bernard Simon e Ives Mizoguchi; Voz – Adriana Deffenti).

 

Controversa (feat. Valéria Barcellos; Bateria – Marquinhos Fê; Percussão – Giovanni Berti; Baixo – Lucas Esvael; Teclado – Michel Dorfman; Violão e cavaco – Gilberto Oliveira; Trompete – Alex Jardim “Anjinho”; Trombone – Huberto Martins “Boquinha”; Sax e flauta – Rodrigo Siervo; Voz – Adriana Deffenti e Valéria Barcellos).

A capa do CD é um registro da fotógrafa Heloisa da Costa Medeiros. O resultado é contemporâneo, contestador e de uma beleza incomensurável, conforme a própria Adriana define. A ideia das fotos, que foram feitas em um depósito de manequins, surgiu a partir de uma ideia de Heloisa que foi rapidamente aceita por Adriana. Em um primeiro momento alguns amigos e conhecidos em comum e logo a parceria virou amizade e admiração. “Eu me identifico como ela trabalha intuitivamente com a imagem e eu trabalho intuitivamente com o som”, define a cantora.

 

FICHA TÉCNICA (show):

Direção Artística: Adriana Deffenti

Direção Musical: Ives Mizoguchi e Bernard Simon

 

BANDA

Bateria – André Garbini

Percussão – Diih Neques

Baixo – Jéssica Berdet

Teclado – Leonardo Bittencourt

Guitarras, clarinete, violão, synths,

sax e teclados adicionais – Ives Mizoguchi e Bernard Simon

Voz – Adriana Deffenti, flauta, violão e castanholas

 

Iluminação: Maurício Moura

Cenografia: Bernardo Zortea

Projeções: fotos de Heloísa Medeiros e Maurício Capellari

Sonorização: Celito Borges

Figurino: RGLOOR LAB

 

Produção: Lu Bitello – Engenho da Arte


Classificação: Livre

 

tratadas_0004
Controversa foi produzido por Ives Mizoguchi e Bernard Simon. O show terá a participação especial de Valéria Barcellos. Foto: Heloisa Medeiros

SERVIÇO:

Dia 13 de novembro

Quarta-feira, às 21h
Theatro São Pedro (Praça Marechal Deodoro, s/n° / Centro Histórico / Porto Alegre)

 

INGRESSOS:

Plateia: R$ 30,00

Cadeira extra: R$ 30,00

Camarote central: R$ 30,00

Camarote lateral: R$ 30,00

Galeria: R$ 30,00

Clique aqui para compra de ingressos online

Venda na bilheteria local:

HORÁRIOS E DIAS DE ATENDIMENTO:

De segunda a sexta, das 13h às 18h30 ou até o horário de início do espetáculo. Sábados e domingos, das 15h até o horário de início do espetáculo.

 

FORMAS DE PAGAMENTO:

Dinheiro, Visa (débito), Mastercard (débito) e Banricompras (débito).

Porto Alegre: UFRGS homenageará Luis Fernando Verissimo nesta terça-feira no 1º Prêmio do Centro Cultural da UFRGS

Porto Alegre: UFRGS homenageará Luis Fernando Verissimo nesta terça-feira no 1º Prêmio do Centro Cultural da UFRGS

Agenda Cidade Cultura Destaque

Aos 83 anos e com uma vasta coleção de crônicas, textos humorísticos, romances e obras publicadas por todo o país e pelo mundo, Luis Fernando Verissimo será o homenageado do 1º Prêmio do Centro Cultural da UFRGS. A cerimônia ocorrerá nesta terça, 12.  A distinção é uma justa homenagem a um dos maiores intelectuais que o Brasil produziu nas últimas décadas. A cerimônia ocorrerá  nesta terça-feira,12 , às 19h, com entrada livre, no Centro Cultural da UFRGS. (Rua Eng. Luiz Englert, 333)

O Centro Cultural receberá na data dedicada ao escritor diversos artistas da cena cultural de Porto Alegre. Os atores Anderson Vieira, Ilana Kaplan e Mirna Spritzer lerão, ao lado do diretor de cinema Jorge Furtado, textos escritos ao longo da trajetória de Verissimo e selecionados pelo professor Giba Assis Brasil. A performance musicada ficará a cargo de uma dupla de peso, com um toque especial de jazz com o pianista Ras Vicente e o trompetista Luiz Fernando Rocha (membro do saudoso Jazz 6, grupo formado nos bares porto alegrenses e que contava com o filho de Erico Verissimo no sax alto).

75521961_3051306368217520_1912420032055345152_n“Tivemos a ideia de organizar o prêmio a fim de fazer um tributo aos difusores culturais, a quem promove a arte e a cultura de maneira geral. A universidade distingue os pesquisadores e valoriza esse aspecto, no entanto, penso que faltava uma homenagem da UFRGS a personalidades que se tornam de certa forma embaixadores do Rio Grande do Sul país afora, como é o caso do Luis Fernando”, afirma Claudia Boettcher, diretora do Centro Cultural e do Departamento de Difusão Cultural da UFRGS.

De modo a prestar a honra ao mestre de obras como O analista de Bagé e As mentiras que os homens contam, o 1º Prêmio Centro Cultural da UFRGS será uma escultura feita pelo artista Mauro Fuke. O trabalho, feito em madeira, será revelado ao público na cerimônia de entrega e será baseado nas espécies florestais que nomeiam as salas do Centro Cultural.

A ideia de outorgar este prêmio surgiu a partir da iniciativa da diretora do Centro Cultural e da coordenadora de Programação do espaço, Lígia Petrucci, em conversa informal. A produtora cultural da universidade ilustra que o nome de Luis Fernando Verissimo foi o primeiro e único pensado pela dupla. “Quando pensamos em fazer esse tipo de premiação, nosso nome prioritário foi o do Luis Fernando. Ele é um dos maiores cronistas do nosso país e completou em 2019 a marca de 50 anos de textos jornalísticos. Além disso, ele é uma voz fundamental para a nossa sociedade. Seus escritos que combinam humor, reflexões filosóficas e políticas são guiados por uma grande inteligência que é a dele. Nós temos que agradecer por termos uma pessoa como o Luis Fernando, que é lido por todo o Brasil. O nosso Verissimo”, argumenta Petrucci.

Museu de Arte Contemporânea Associação de Amigos organiza leilão de arte e coquetel em prol da construção da nova sede da instituição

Museu de Arte Contemporânea Associação de Amigos organiza leilão de arte e coquetel em prol da construção da nova sede da instituição

Agenda Cidade Cultura Destaque

 

 

Nomes reconhecidos no campo da arte como Walmor Correa, Xadalu, Claudia Hamerski, Élida Tessler, Heloisa Crocco, Tulio Pinto, Maria Tomaselli, Zoravia Bettiol, Paula Plim e Oskar Metsavaht estão entre mais de uma centena de artistas que se engajaram na causade  arrecadar fundos em prol da construção da nova sede do Museu de Arte Contemporânea (MACRS)e doaram integralmente suas obras para a ocasião. Também o experiente leiloeiro Daniel Chaieb e as principais galerias de arte da capital doaram suas comissões em apoio ao projeto do novo MAC no IV Distrito – em Porto Alegre. Galerias tradicionais no mercado de arte local participam, ainda, com obras dos mestres Iberê Camargo, Vasco Prado, Xico Stockinger e Danúbio Gonçalves. Com isso a Associação dos Amigos do Museu de Arte Contemporânea do RS, em parceria com a Secretaria da Cultura (Sedac), realizará na noite do dia 19 de novembro, o 2º Leilão de Arte Contemporânea, a partir das 21h, na ala residencial do Palácio Piratini.

O projeto da nova sede do MACRS no IV Distrito (Rua Comendador Azevedo, 256, bairro Floresta) transcenderá os tradicionais espaços expositivos, rompendo paradigmas de intervenção e interação urbana, transformando a relação das pessoas com o museu e representará uma nova experiência no campo social da arte.

De estilo neoclássico, a ala residencial da sede do governo do Estado é um espaço exclusivo e que nunca serviu de cenário para um evento aberto à comunidade. O prédio, localizado no Centro Histórico de Porto Alegre, é patrimônio cultural, levou quase 20 anos para ser concluído e foi feito com material vindo da França, dos alicerces ao gesso.

O leilão será antecedido de um coquetel beneficente, reinaugurando o Salão de Verão e jardim da residência oficial, cujo ingresso, no valor de R$ 500,00, será doado ao projeto do museu. O convite pode ser adquirido pelo telefone (51) 9 9114-2033. Doações também podem ser feitas pelo mesmo número, com Aline. A DJ e performer Julha Franz será responsável pela playlist musical que recepcionará os convidados benemerentes pré-leilão.

mac562AAMACRS

A Associação é uma instituição privada de caráter público, sem fins lucrativos e trabalha voluntariamente para desenvolver projetos que repensam o papel do museu no século 21. “Com a finalidade de integrar as ações que buscam recursos para garantir a sustentabilidade econômica do MACRS, que atualmente abriga mais de 1.300 obras, contamos com amplo apoio das principais galerias de arte da cidade e de expressiva representação dos artistas” diz o arquiteto Marcio Carvalho, presidente da AAMACRS.

Através desta rede de diferentes colaboradores, o objetivo é colecionar gestos de doação que possibilitam transformar o MACRS IV Distrito em um museu vivo e aberto a manifestações contemporâneas em torno da arte, cultura e ação social. “Um museu educativo, inclusivo e dedicado ao desenvolvimento humano, trabalhando diretamente com os artistas e os diversos públicos locais para receber visitantes de todos os lugares”, explica André Venzon, artista visual e diretor do MACRS.

Galerias de arte e moldurarias que apoiam a causa

Arte&Fato, Bella Vista Arte & Molduras, Bolsa de Arte, Calafia, Delphus, Edelweiss, Galart, Galeria Duque, Galeria Gravura, Genuína Obra, Gestual, Mamute e Martini Arte.

Serviço

2º Leilão de Arte Contemporânea da AAMACRS

Quando: 19 de novembro, das 21h às 23h, na ala residencial do Palácio Piratini (Praça Mal. Deodoro, s/n, Centro Histórico, Porto Alegre) – Salão dos Espelhos.
*Evento aberto a colecionadores e público interessado mediante cadastramento prévio pelo telefone (51) 9 9114-2033.

Feira do Livro: Flávio Dutra autografa hoje “Quando Eu Fiz 69”

Feira do Livro: Flávio Dutra autografa hoje “Quando Eu Fiz 69”

Agenda Cidade Destaque Feira do Livro

O Flávio Dutra é uma daquelas figuras queridas por todas – caldaveis ou não, como ele diria – e todos. Um atento observador da cena política, cultural, esportiva, frasista e provocador nato. Prova de tudo isso está no título do livro que ele autografa hoje na Feira do livro de Porto Alegre, “Quando Eu fiz 69”. A obra celebra a idade do autor, mas ele jura que não é autobiográfico e não é mesmo. “O título do livro se presta a interpretações maliciosas, mas não é o caso”, esclarece Dutra. “Geralmente comemora-se as datas redondas, múltiplas de cinco ou dez, mas decidi antecipar o registro”, acrescenta.

Para quem não conhece meu amigo, o Flávio Dutra é jornalista, trabalha há mais de 40 anos nos principais veículos do Rio Grande do Sul e tem uma longa e bem sucedida trajetória em cargos públicos. Conheci ele na Rádio Gaúcha e desde então trago um ensinamento, “Felipe, o problema não é o que tu fala é a altura com tu fala. Nem todo mundo tem que saber o que estás pensando ou dizendo para outrem.” Vá a Feira, compre o livro e se delicie com as 69 crônicas, divididas em quatro temas presentes no blog dele, o excelente Via Dutra, no Coletiva.net e também nas redes sociais do Flavinho: Crônicas da Mesa ao Lado, Crônicas da Comunicação, Crônicas da Nostalgia e Crônicas da Maturidade. Quem me conhece sabe que eu adoro Phrase Book, por isso adorei a ideia do Flavinho de separar 69 frases espirituosas, dele e de outras pessoas e coloca-las no fim do livro.

73460737_409299786622448_4307983125671051264_nQuando eu fiz 69

8 de novembro, 18:30
Praça de Autógrafos, Praça da Alfândega, s/nº – Centro Histórico
Porto Alegre, RS 90020-015 Brasil
+ Google Map

Flávio Dutra
Editora Farol 3 Editores

Porto Alegre: OAB-RS manifesta interesse em adotar o Largo dos Açorianos

Porto Alegre: OAB-RS manifesta interesse em adotar o Largo dos Açorianos

Cidade Destaque Porto Alegre

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RS) encaminhou na tarde desta quarta-feira, 30, ofício à Prefeitura manifestando interesse em adotar o Largo dos Açorianos. Nos próximos dias, a proposta da entidade deverá ser encaminhada à Secretaria Municipal do Meio Ambiente e da Sustentabilidade (Smams), seguindo os mesmos moldes do edital de Chamamento Público, cujo prazo expirou às 10h desta quarta. A adoção será compartilhada entre a OAB-RS e a Caixa de Assistência dos Advogados.

O prazo previsto para a adoção é de 12 meses, que poderá ser prorrogado por igual período. Os principais serviços a serem realizados pelo adotante são corte de grama, manutenção dos canteiros, limpeza dos espelhos d’água, varrição e recolhimento de lixo, manutenção preventiva das bombas hidráulicas e instalação de sinalização de educação ambiental e informativa com placas, respeitando especificações técnicas previstas no documento. Clique aqui para acessar a íntegra do edital.

O Largo dos Açorianos é um dos cartões postais da cidade e, dois meses depois de reinaugurado, se tornou um ponto de encontro no coração da cidade. Os finais de semana de sol atraem um público que aproveita o local revitalizado, com muito paisagismo e infraestrutura moderna.

Porto Alegre: Aprovado o projeto que institui programa de Residência Jurídica

Porto Alegre: Aprovado o projeto que institui programa de Residência Jurídica

Cidade Direito Notícias

A Câmara Municipal aprovou, em sessão ordinária nesta quarta-feira, 30, por 27 votos favoráveis e sete contrários, o projeto de lei (PL) do Executivo que institui o Programa de Residência Jurídica (PRJ), no âmbito da Procuradoria-Geral do Município de Porto Alegre (PGM). O objetivo é o aperfeiçoamento profissional de bacharéis em Direito egressos da graduação há no máximo cinco anos, que passarão por processo seletivo. O PL irá agora para redação final no Legislativo e depois será encaminhado ao prefeito Nelson Marchezan Júnior, que terá 15 dias úteis para sancioná-lo.

Os residentes prestarão auxílio aos procuradores do Município em suas atribuições institucionais, com o acompanhamento do Centro de Estudos de Direito Municipal (Cedim), órgão auxiliar da PGM, criado pelo artigo 9º da lei complementar 701, de 18 de julho de 2012. “O programa vai estimular a formação, a qualificação e a atuação profissional voltada à administração pública municipal, proporcionando conhecimentos teóricos e práticos aos residentes na área jurídica”, diz o prefeito. Marchezan acrescenta que a residência jurídica abrangerá atividades de ensino, pesquisa e extensão, com a finalidade de oferecer aos bacharéis em Direito o conhecimento da advocacia pública e fomentar o interesse pela participação em concurso público para a função de procurador municipal.

O projeto de lei prevê também a criação de 60 bolsas de residentes jurídicos, no valor de R$ 2,5 mil, que serão concedidos mensalmente para o cumprimento de 30 horas semanais. A duração será de 12 meses, prorrogáveis uma vez por igual período. Fica vedada a concessão de bolsa de residente jurídico a servidor público.

Técnico superior – Porto Alegre passará a contar também com um Programa de Residência Técnico Superior (PRTS) para aperfeiçoamento profissional de bacharéis em Engenharia, Arquitetura, Economia, Administração, Biologia e Contabilidade que tenham concluído a graduação há no máximo cinco anos. Para ingressar no período de residência, os interessados passarão também por processo seletivo. O projeto de lei (PL) do Executivo criando a extensão foi aprovado por 23 votos favoráveis e cinco contrários, na mesma sessão ordinária da Câmara Municipal desta quarta-feira, 30. Depois de concluída a redação final, será enviado para sanção pelo prefeito.

Neste caso, os residentes irão executar atividades de apoio aos servidores efetivos com formação técnico-superior, com supervisão da Escola de Gestão Pública (EGP) e das secretarias municipais a que estiverem vinculados. Serão criadas 60 bolsas, divididas em dez para cada uma das seis áreas de graduação incluídas no programa.

 

Risorama: Porto Alegre recebe neste fim de semana, o maior festival de humor do País

Risorama: Porto Alegre recebe neste fim de semana, o maior festival de humor do País

Agenda Cidade Cultura Notícias

Nos dias 1º e 2 de novembro, Porto Alegre recebe a sua primeira edição do Festival Risorama, mostra de comédia stand-up em formato de bar que reúne grandes nomes do humor nacional, com apresentações no Bar Opinião (Rua José do Patrocínio, 834 – Cidade Baixa), a partir das 20h. Ingressos estão à venda.

O festival, que conta com mais de 16 anos de história com sessões lotadas em todas as suas apresentações, reúne, no primeiro dia (1º), sexta-feira, nomes como o humorista Victor Sarro (um dos maiores nomes do humor da atualidade, elenco fixo do programa “Anitta Entrou no Grupo”, do Multishow, passando como roteirista de programas como “Encontro com Fátima Bernardes”, “Tudo pela Audiência”, “Programa do Porchat”, entre outros); Cris Pereira (com o seu personagem “bagual” Gaudêncio, um típico morador do interior e, no caso gaúcho, em que faz um tradicionalista ferrenho que conta seus casos e acasos engraçados, prometendo levar o público para as gargalhadas); Osmar Campbell (que participou do “Bolada UOL”, com Bruno Motta, comentando com muito humor a Copa do Mundo, foi apresentador do “Cantadas VEVO”, para o portal VEVO, integrante do programa Fritada, no Multishow, e do “República do Stand-up”, do Comedy Central, além do “Maratona do Humor”, quadro de improvisação do programa “Tudo É Possível”); Gio Lisboa (de Porto Alegre, um dos novos talentos do humor nacional, passando pelos mais importantes comedys clubs do país, com participação no “Programa Stand-Up”, no Comedy Central), e Carol Zozzoli (um dos grandes nomes femininos na comédia, foi integrante do Transalouca, da Transamérica, participou de quadro na Rede Record, roteirista do É Tudo Improviso, da Band, entre outros renomados programas).

Já no sábado (2), a programação reúne Nando Viana (um dos principais nomes do humor da atualidade, com um dos canais no Youtube que mais crescem no páis, participante do “A Culpa É do Cabral, do canal Comedy Central, sucesso na Netflix com seu especial “Nando Viana – Da turma do Fundão desde 1981”); Nil Agra (que já passou pelos mais populares quadros de humor da TV brasileira, como o Humor na Caneca do Jô Soares e República do Stand up do Comedy Central, fez também parte do elenco principal do programa Estranho Show de Renatinho, no Multishow, ao lado dos também humoristas Tata Werneck, Maurício Meirelles, Murilo Couto e Marco Gonçalves, seus parceiros de banda do qual atuou como baterista, e atualmente está no ar com os programas A História Bêbada e Entre Risos no Comedy Central); Rodrigo Marques (um dos principais nomes do humor no país e apresentador do programa “A Culpa é do Cabral”, no Comedy Central, que conta com mais de 1,5 milhão de acessos no Youtube e 300 mil fãs no Facebook), Ed Gama e Marcos Castro (dupla conhecida por suas imitações e paródias, sucesso com o quadro “Famosos Cantam” e seus números inéditos em canal no Youtube), e Ursa Malgarizi (um dos grandes sucessos femininos no stand-up, fez parte do grupo Elas por Elas, fez parte do show de stand-up feminino Mamacitas, além da homenagem aos dez anos da morte de Dercy Gonçalves).

Pioneiro festival de stand-up no Brasil, Risorama reúne os maiores nomes do humor em um único show (Créd. Nilton Russo)
Pioneiro festival de stand-up no Brasil, Risorama reúne humoristas em show único. Foto: Nilton Russo

A curadoria do Festival Risorama é feita pelo humorista paranaense Diogo Portugal, que também será o mestre de cerimônias das duas noites, um dos pioneiros do stand-up no Brasil e que é sucesso em vários projetos na televisão e na internet. “Para o Risorama de Porto Alegre pensei em convidar diferentes perfis de humoristas. Temos nomes que são de destaque na televisão, no rádio e na internet, bem como uma mistura entre humoristas de projeção local e nacional. Assim é o risorama, um encontro do bom humor”, explica.

Festival Risorama Porto Alegre é apresentado pela Previsul, com patrocínio do Madero e apoio da Ticket Log. A realização da Secretária Especial da Cultura e o Ministério da Cidadania. Os ingressos estão disponíveis pelo site sympla.com.br/opiniao, a partir de R$ 25 (meia-entrada + taxa admistrativa). Confira também a opção de ingresso solidário, por R$ 30 (+ taxa administrativa). Todos os espetáculos são acompanhados de intérpretes de Libras.  Siga as novidades e informações do Risorama por meio das redes sociais oficiais, no Facebook @risoramaoficial e Instagram @risoramaoficial

 

Formato de Bar e de Comedy Club – Um dos diferenciais do Risorama é o seu formato. Considerada a “balada do humor”, o evento é produzido em espaços que se transformam em um grande bar, como um verdadeiro e amplo comedy club itinerante, com cadeiras e mesas compartilhadas, serviço de garçom e venda de bebidas e comidas de boteco. “O Risorama foi pioneiro em seu formato no Brasil. O público pode dar boas risadas, comer umas comidinhas de boteco, tomar uma boa cerveja com os amigos e aproveitar o show dentro desse clima. É essa a atmosfera da balada do humor”, completa Diogo Portugal.

Confira a programação:

1º de novembro
(Sexta)

– Diogo Portugal
– Cris Pereira
– Gio Lisboa
– Victor Sarro
– Carol Zoccoli
– Osmar Campbell

2 de novembro
(Sábado)

– Diogo Portugal
– Nando Viana
– Ursa Malgarizi
– Ed Gama e Marcos Castro
– Nil Agra
– Rodrigo Marques

 

Serviço:
Festival Risorama Porto Alegre | Tour 2019
Data: 1º e 2 de novembro (sexta e sábado)
Horário: A partir das 20 horas – Abertura da casa 18h30
Local: Bar Opinião (Rua José do Patrocínio, 834 – Cidade Baixa)
Classificação: 16 anos
Apresentação: Previsul
Patrocínio: Madero
Apoio: Ticket LOg
Ingressos: sympla.com.br/opiniao

Porto Alegre: Kleiton & Kledir + Nenhum de Nós em temporada no Theatro São Pedro

Porto Alegre: Kleiton & Kledir + Nenhum de Nós em temporada no Theatro São Pedro

Agenda Cidade Notícias

Estreado em Belo Horizonte (MG) em 27 de setembro num Palácio das Artes lotado, o show Kleiton & Kledir + Nenhum de Nós foi como um desdobramento natural da edição do programa de TV “Depois daquele álbum, veiculado pelo Canal Bis. Na edição exibida em 31 de agosto, o Nenhum de Nós tocou quase na íntegra o repertório do segundo álbum da dupla, Kleiton & Kledir (1981).

A consequência do programa foi o convite, por parte da banda, para uma apresentação em conjunto com a dupla em Belo Horizonte. E por sugestão de Kledir, o show foi totalmente integrado de maneira que todos ficam no palco ao longo da apresentação. O sucesso do show Kleiton & Kledir + Nenhum de Nós nessa estreia em Minas Gerais já gerou convites para outras apresentações pelo Brasil.

GuilhermeLeiteFotografia-Nenhumdenós-KLeitoneKledir-7
Nenhum de Nós com KLeiton e Kledir. Foto: Guilherme Leite

Depois da apresentação no Rio de Janeiro dia 08 de novembro na Fundição Progresso, entram em temporada no Theatro São Pedro, em Porto Alegre, de 28 de novembro a 1º de dezembro, e na sequência, em 4 de dezembro, subirão ao palco do Centro de Convenções da UFSM na cidade de Santa Maria (RS) para a quarta apresentação deste show que junta Nenhum de Nós e Kleiton & Kledir o tempo todo no palco, alternando no roteiro os maiores sucessos do grupo e da dupla.

Na estrada desde 1980, o Nenhum revela que se não fosse a influência dos Almôndegas, leia-se Kleiton & Kledir envolvidos nesta banda que marcou a geração do final da década de 70 por sua irreverência, talvez não tivesse encarado tal jornada até aqui.

Donos de um estilo musical inovador e um simpático sotaque gaúcho, a música de Kleiton & Kledir marcou a cultura brasileira nos últimos anos. O sucesso de mais de 20 discos gravados em português (e um em espanhol) rendeu shows pelo mundo em lugares como EUA, Europa, Oriente Médio e América Latina. Já, o Nenhum de Nós, que acabar de completar 33 anos de estrada, tem na bagagem mais de dois mil shows realizados, e 17 discos, três DVDs e um EP lançados.

Kleiton & Kledir revelam que unir a música da dupla com a do Nenhum de Nós no palco é algo desafiador e prazeroso ao mesmo tempo. A ideia de todos, neste show, é que todos fiquem todo o tempo em cena e, melhor, cantando todas as músicas. Durante o show, há pouquíssimos momentos dedicados aos solos. A proposta busca apresentar ao público uma música, totalmente, integrada do início ao fim.

Juntos no palco o tempo inteiro do show, alternando sucessos do repertório de ambos os artistas, estarão Sady Homrich (bateria), João Vicenti (piano e acordeão), Carlos Stein (violão e guitarra), Veco Marques (violão, banjo e guitarras), Thedy Corrêa (violão e vocal), Kleiton Ramil (violino e vocal), Kledir Ramil (violão e vocal), acompanhados por Estevão Camargo no baixo. Entre os hits dos dois artistas que o público poderá conferir neste encontro único, estão “Nem Pensar”, “Amanhã ou Depois”, “Você Vai Lembrar de Mim”, “Fonte da Saudade”, “Sobre o Tempo”, “Paixão”, “Vira Virou” e “Deu Pra Ti”.

KLEITON & KLEDIR + NENHUM DE NÓS

Datas: 28, 29 e 30 de novembro, de quinta a sábado – Horário: às 21h

Data: 01 de dezembro, domingo – Horário: às 18h

Local: Theatro São Pedro – Praça Marechal Deodoro, s/n°

Informações: 3227-5300 e 3227-5100

DESCONTOS

50% para associados da AATSP (ingressos limitados)
50% para estudantes, jovens de baixa renda e pessoas com deficiência (40% da lotação)
50% para idosos

50% para sócios do Clube do Assinante do Jornal Zero Hora

INGRESSOS

GuilhermeLeiteFotografia-Nenhumdenós-KLeitoneKledir-24
Nenhum de Nós com KLeiton e Kledir. Foto: Guilherme Leite

– Clique aqui e compre seu ingresso Online

– Na bilheteria do Theatro São Pedro. Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 13h às 18h30 ou até o horário de início do espetáculo. Sábados e domingos, das 15h até o horário de início do espetáculo.

Forma de pagamento: dinheiro, Visa (débito), Mastercard (débito) e Banricompras.

VALORES

Para as sessões de 28, 29, 30 de novembro e 01 de dezembro (de quinta a domingo).

Plateia: R$ 140,00

Cadeiras Extras: R$ 130,00
Camarote Central: R$ 110,00

Camarote Lateral: R$ 80,00
Galerias: R$ 50,00

Duração: 90 minutos I Classificação: Livre

Porto Alegre: Shopping TOTAL realiza ações especiais para o público sênior

Porto Alegre: Shopping TOTAL realiza ações especiais para o público sênior

Agenda Cidade Notícias

Na tarde desta sexta-feira (25), o público “60+” receberá uma atenção ainda maior do Shopping TOTAL, em alusão ao Dia Internacional da Pessoa Idosa. O projeto “Bem-Estar TOTAL”, que acontece mensalmente no empreendimento, terá uma edição especial voltada a este contingente da população, que possui mais de 65 anos de idade e, no Brasil, cresceu 26%, entre 2012 e 2018. O “Bem-Estar TOTAL” conta com o apoio da Panvel, ATS Hospitalar, Ótica São José e Quem Disse, Berenice?, que oferecerão serviços gratuitos aos participantes, como a demonstração de produtos, aferição de pressão, exame de acuidade visual e maquiagem, respectivamente. Esta primeira parte da ação acontece das 13h às 16h, próximo à Praça de Alimentação do Shopping (no segundo piso – Rua Gonçalo de Carvalho).

Na segunda parte da tarde, o bate-papo do “Bem-Estar TOTAL” abordará assuntos de grande relevância para a terceira idade e também para os seus familiares e cuidadores. Esta edição abordará cuidados no trânsito, primeiros-socorros, manobra RCP e tecnologia. O uso da internet por idosos cresceu mais de 50% no Brasil, segundo um estudo da Universidade Aberta da Catalunya. Para a geração “sênior”, a tecnologia tem papeis múltiplos: de informar e integrar, mas também o de cuidar, pois as inovações tecnológicas têm contribuído tanto para a saúde, quanto para a qualidade de vida das pessoas com mais de 65 anos.

Não é de hoje que o Shopping tem se dedicado a este público com mais experiência de vida. Há 15 anos, realiza a Caminhada TOTAL, atualmente com um grupo animado de 50 pessoas com mais de 50 anos de idade, que se encontram duas vezes por semana para caminhadas, danças e exercícios físicos no empreendimento. A maioria dos participantes está na faixa entre 80 e 98 anos e esbanja simpatia, energia e bom-humor. O grupo é coordenado pela professora de educação física e gerontóloga, Rita Longarai.

 

Serviço:

O quê? Bem-Estar TOTAL

Onde? Próximo à praça de alimentação (no segundo piso – Rua Gonçalo de Carvalho).

 

Das 13h às 16h:

ATS: aferição de Pressão

Quem disse Berenice: maquiagem

Ótica São José: exame de acuidade visual

Panvel: demonstração de produtos

 

Das 16h às 18h:

Bate-Papo

Temas: tecnologia, cuidados no trânsito, primeiros-socorros e manobra RCP

Parceiros/palestrantes: EPTC e Guilherme Menezes, da empresa Integrar Gerações

ONG Parceiros Voluntários reúne escolas da capital no 16º Fórum Tribal Metropolitano com o tema #QualOMundoQueEuQuero?

ONG Parceiros Voluntários reúne escolas da capital no 16º Fórum Tribal Metropolitano com o tema #QualOMundoQueEuQuero?

Agenda Cidade Crianças Destaque

Com o tema #QualOMundoQueEuQuero? A edição de 2019 encerra em Porto Alegre com o encontro que irá reunir cerca de 300 estudantes na sexta-feira (25), das 13h às 16h30min, no SESC (Av. Protásio Alves, 6220). Estão programadas 14 oficinas e apresentações culturais em torno dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU (ODS). Maior movimento de voluntariado infantojuvenil do Brasil, Tribos nas Trilhas da Cidadania é desenvolvida na rede escolar há 16 anos pela ONG Parceiros Voluntários.

 

De maio à outubro, 18 mil estudantes de quase 600 escolas gaúchas colocaram a mão na massa e se dedicaram a desenvolver 2,5 mil ações de voluntariado focadas nos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU (ODS).  O projeto Tribos nas Trilhas da Cidadania, maior movimento de voluntariado infanto juvenil do Brasil, criado pela ONG Parceiros Voluntários, ganha força ano a ano e nesta 16ª edição elegeu como tema #QualOMundoQueEuQuero?

 

Apresentações teatrais Colégio Rainha do Brasil_créd banco de imagens Rainha do Brasil 3
Apresentações teatrais Colégio Rainha do Brasil Foto: Rainha do Brasil

Para o Fórum Tribal Metropolitano,  grande encontro destinado a concluir os trabalhos de 2019, o local escolhido para receber cerca de 300 alunos, foi o espaço verde do SESC (Av. Protásio Alves, 6220), no dia 25  de outubro (sexta-feira), das 13h às 16h30min. A tarde será recheada com 14 oficinas realizadas por escolas da capital e da região metropolitana e por uma rede de parceiros formada pela ONG EcoSurf, DMAE, PROERD, OAB, Escola Brahma Kumaris, Ouvidoria da Secretaria da Justiça Cidadania e Direitos Humanos do RS, Polícia Rodoviária Federal, Escoteiros do Brasil, Polícia Civil e o Pólo Educacional PEMSE.

 

A Escola Estadual Matias de Albuquerque será um dos destaques no evento. Os alunos do Ensino Fundamental participam com a oficina de bonecas Abayomis, símbolo de resistência, tradição e poder feminino da cultura afro-brasileira.  A palavra abayomi tem origem ioruba e significa “aquele que traz felicidade ou alegria” e remete ao período escravocrata, quando as mulheres negras faziam bonecas para seus filhos com pedaços de suas saias, único tecido encontrado em navios negreiros, para acalmar e trazer alegria às crianças. Os jovens tribeiros estarão confeccionando as peças com roupas e tecidos descartados para reverterem em recursos para a escola. Destaque em  Educação Ambiental e Financeira, a Matias de Albuquerque  também irá promover a Oficina Fantoches com resíduos descartados.

 

Nove alunos do Colégio Rainha do Brasil, dois deles surdos, estarão apresentando a peça Humanizar é Preciso, focada em críticas às políticas públicas, com pequenas esquetes que trabalham racismo, machismo, pobreza, politica do idoso, LGBTfobia e meritocracia. Na abertura do Fórum, um grupo de estudantes do Colégio Leonardo da Vinci Alfa estarão promovendo uma roda de conversa sobre o que são os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável e o impacto no Planeta.

 

O Colégio São Judas Tadeu, que tem como principal ação de voluntariado visitas à Clínica Esperança de Amparo à Criança, instituição dedicada a atender crianças e adolescentes portadoras do vírus HIV entre outras vulnerabilidades, participa do Fórum com a Oficina: Como tornar sua escola sustentável.

Como funciona Tribos nas Trilhas da Cidadania?

Nas escolas gaúchas públicas e privadas do Rio Grande do Sul jovens de 5 a 20 anos do ensino Infantil, Fundamental e Médio se reúnem, de maio a outubro de cada ano, em “Tribos” no turno invertido da escola para desenvolverem ações de voluntariado organizado. Os estudantes escolhem uma ou mais trilha dentro dos temas propostos “Educação para a Paz”, “Meio Ambiente” e “Cultura”. Essas ações são realizadas com o acompanhamento dos educadores após um diagnóstico feito pelos alunos sobre questões que consideram prioritárias em suas escolas e comunidades. No final de cada edição, em outubro, o conjunto de escolas tribeiras de cada região do Estado se reúnem em Fóruns Tribais para trocarem experiências, apresentarem os seus projetos e celebrarem os resultados alcançados. Em 16 anos, Tribos  já mobilizou 155mil crianças e adolescentes.

A metodologia é o coração do Programa VALORES NA EDUCAÇÃO da ONG e tem a chancela da UNESCO, além de ser certificada pela Fundação Banco do Brasil e reconhecida pelo Prêmio Itaú/Unicef. Promove a postura de participação social, cidadã e empreendedora, conforme orientações da Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), Plano Nacional de Educação e Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). 

DEPOIMENTOS

 

Colégio Leonardo da Vinci Alfa_cred banco de imagens Leonardo da Vinci Alfa
Colégio Leonardo da Vinci Alfa. Foto: Leonardo da Vinci Alfa

“Nossa escola está engajada desde 2013. É muito importante seguir dando oportunidade para os jovens serem protagonistas de ações voluntárias, onde vão percebendo o desafio de observar a realidade, planejar e agir de maneira positiva. Com Tribos os alunos descobrem que cada um pode fazer a diferença, manifestar suas ideias, atuar para uma sociedade melhor, ser agente de transformação”, diz  Regina Centeno, Diretora da Escola Estadual Gonçalves Dias.

 

“Em pouco tempo percebemos o resgate de alunos que eram considerados “problema” e já tivemos pais procurando a escola para matricular seus filhos por conta de Tribos. Alguns ex alunos ainda fazem questão de vir a escola para participar do projeto”, comenta Cristine Lersch, educadora da Escola Estadual Prudente de Moraes.

 

“Comecei no início deste ano e já tive muitas experiências legais. Estou me aproximando de pessoas interessantes, aprendendo a fazer diferença na vida das pessoas com ações simples. Quem é tribeiro ajuda sem pedir nada em troca. É incrível ver o sorriso no rosto de outra pessoa, é motivador. Participar de Tribos nos faz conhecer universos novos e nos une em um mesmo objetivo: o de fazer o bem”, destaca Hellen Victoria Cunha do Nascimento, 15 anos, aluna da Escola Estadual Prudente de Moraes.

 

PROGRAMAÇÃO

 

                      

Abertura com Música

A aluna da escola São Judas Tadeu, Maria Fernanda Costa, fará uma apresentação com músicas populares e o Hino Riograndense. Aproximadamente 15 minutos

 

 

13h30min
Bate-papo sobre os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU (ODS) Os alunos da escola Leonardo da Vinci Alfa irão promover um debate sobre o tema entre os participantes. 20 minutos 13h45min
   

 

Teatro: Peça Humanizar é Preciso

A escola Rainha do Brasil, por meio do teatro, fará uma crítica a deficiência das políticas públicas para a criança e o adolescente, idosos, saúde pública, LGBTFOBIA, alimentação para todos, segurança pública, educação pública de qualidade, entre outros. Apresentação de 35 minutos.

 

 

14h05min
Espaço coletivo Lanche da tarde

 

Lanche compartilhado realizado pelos alunos como um piquenique. Aproximadamente  25 minutos 14h45min
Escola Matias de Albuquerque

 

 

Oficina de confecção de bonecas Abayomi –

A escola traz o resgate da cultura afro brasileira, valorizando as raízes para a construção de uma sociedade reflexiva e sensível. Trabalha as questões ambientais com a reutilização de material da indústria têxtil, reduzindo os impactos ambientais.

 

45 minutos 15h10min
Escola Matias de Albuquerque Oficina de confecção de Fantoches com resíduos descartados. Através da separação e reutilização de resíduos serão construídos fantoches para brincadeiras infantis.

 

45minutos 15h10min
ONG Ecosurf

 

 

– Exposição de ossos de animais marinhos, e resíduos (micro-plástico, plástico, etc…) coletados nas ações de praia;

– Exposição de animais marinhos empalhados;

– Imagens mostrando o impacto do plástico na vida marinha e na vida das pessoas;

– Apresentação do Livro Infantil “100 Formas de Impactar o Mundo”

– Apresentação do projeto de aluna participante do Grupo Horizontes RB, sobre o plástico.

– Terá ponto de coleta de tampinhas

 

45 minutos 15h10min
PEMSE Palhaçaria – Mostrar como a palhaçaria pode ajudar no processo de autoconhecimento, saúde e bem estar.

 

45 minutos 15h10min
DMAE Oficina Cuidados com a Água 45 minutos 15h10min
  Escola São Judas Tadeu Oficina: Como tornar sua escola sustentável

 

Bate-papo  sobre a cultura sustentável em uma instituição educacional a partir do protagonismo juvenil. O reconhecer-se como co-autor da degradação e o empoderamento de suas responsabilidades e ações para a mudança de cenário permite que o desafio coletivo possa ser respondido mais rapidamente.

 

45 minutos 15h10min
PROERD

 

 

Oficina: BM na Prevenção às Violências

Será priorizado, por meio de jogos, palestras e desenhos, temas como a Comunicação Não Violenta, bullying, entre outros.

45 minutos 15h10min
Ouvidoria da Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Estado do RS

 

Oficina “Tema de Casa”, uma oficina de muita diversão para pais, cuidadores e crianças de 2 a 10 anos, com o intuito de criar vínculo afetivo, reduzir a agressividade e propor uma transformação no comportamento de crianças que desconhecem o tratamento com carinho, doação de tempo e amor na família. 45 minutos 15h10min
BRAHMA KUMARIS

 

 

Oficina “Vivendo Valores na Educação” (VIVE), voltada a educadores para buscar  melhoria do clima na escola, redução da violência escolar, entre outros. 45 minutos 15h10min
OAB Oficina OAB vai à Escola 45 minutos 15h10min
POLICIA RODOVIÁRIA FEDERAL

 

Oficina Trânsito Seguro – Bate papo sobre a  importância das boas práticas no trânsito. 45 minutos 15h10min
ESCOTEIROS DOS BRASIL

 

Oficina “Conhecendo o Movimento Escoteiro”

Os Escoteiros do Brasil irão realizar diversas dinâmicas e jogos que reforçam os princípios e o método escoteiro

45 minutos 15h10min
POLICIA CIVIL Programa Mais Garantias, Programa Papo de Responsa.

Roda de conversa para auxiliar na prevenção à violência,  através de esclarecimentos e informações para diminuir conflitos, abrangendo comunidade escolar e comunidades em geral.

45 minutos 15h10min
Professora IDA BEATRIZ STEQUES Oficina “A Prática do Coletivo através dos Jogos Cooperativos. 45 minutos 15h10min
. Painel Construção coletiva dos alunos: Após as oficinas os alunos construirão um painel com o tema: # Qual o Mundo que eu Quero? 20 minutos 16h
  Finalização do Fórum Foto oficial com o painel criado pelos alunos 10 minutos 16h30min