Porto Alegre: Mesa Redonda debate Violência na Escola

Porto Alegre: Mesa Redonda debate Violência na Escola

Agenda Comportamento Crianças Educação Notícias Porto Alegre Segurança Tecnologia

Frente as inúmeras notícias recorrentes de violência nas escolas, um grupo de profissionais de diversas áreas decidiu promover uma rodada de debates multidisciplinar sobre as origens e manifestações do problema e os  caminhos para ação e prevenção. O objetivo é buscar ajudar os gestores e professores de escolas, que também são vítimas da violência, a diminuir esse alto índice de casos que vem acontecendo no país. Evento GRATUITO voltado para pais, alunos, professores, administradores e funcionários de escolas particulares e públicas. Aberto à participação do público.

aniServiço

Nome do Evento:  Mesa Redonda: Violência na Escola

Debatedores: Anissis Moura Ramos (psicóloga), Dirnei Vieira Júnior (advogado), Carolina Lehnemann Ramos (pedagoga) e Carolina Contreiras (pedagoga).

Dia: 15/07/19

Horário: 19h

Local: Naco Pães e Cafés na Rua Mucio Teixeira 313 – Menino Deus

Evento gratuito – não precisa inscrição

 

Porto Alegre: Memorial aborda História e Historiografia LGBTI+

Porto Alegre: Memorial aborda História e Historiografia LGBTI+

Agenda Comportamento Cultura Notícias

Na próxima terça-feira (02), às 19 horas, o núcleo de Ação Educativa do Memorial do RS realiza o painel História e Historiografia LGBTI+, no auditório do primeiro andar. A atividade conta com a participação da mestra em História Augusta Silveira de Oliveira, do professor doutor Benito Bisso Schmidt, do graduando em História Caio Tedesco e da doutoranda em História Lauri Miranda. A entrada é franca.

Serão discutidas as possibilidades de desconstrução de preconceitos, a partir da História, e a construção de uma sociedade mais justa. Conforme a organização do evento, a historiografia é elaborada a partir de questionamentos presentes. Olhamos para o passado em busca de respostas, de questionamentos, de historicização daquilo que é naturalizado e toda uma gama de possibilidades.

Há cerca de 50 anos, Marsha P. Johnson deu início à Rebelião de Stonewall, marco na História LGBTI+ (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transgêneros, Intersexuais e toda e qualquer outra pessoa que se identifique com o espectro LGBT) em âmbito internacional. Hoje, estamos em tempos de fake news e da invenção de uma suposta ideologia de gênero, ou seja, a disseminação do ódio a quem é considerado diferente permanece. Assim, torna-se imprescindível que a História, enquanto ciência, tenha reconhecida sua potência na construção de futuros dignos para corpos, existências e identidades plurais.

A atividade ocorre em diálogo com a exposição De Stonewall ao Nuances: 50 Anos de Ação, realizada pelo curso de Museologia da UFRGS em parceria com o Nuances — Grupo pela Livre Expressão Sexual, no primeiro andar do Memorial do RS, até 14 de julho. De terça a sábado, das 10 h às 18 h; domingos e feriados, das 13 h às 17 h. Entrada franca.

Integrantes do Painel História e Historiografia LGBTI+

Augusta Silveira de Oliveira:

Graduada em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2015), com período de mobilidade acadêmica na Universidade de Buenos Aires e bolsa do programa ESCALA Estudantil. É mestra pela mesma instituição (2018), com bolsa do CNPq. Possui experiência nas áreas dos Estudos de Gênero e História LGBT, com destaque para as temáticas da participação política das mulheres no Brasil e da história do movimento de travestis e transexuais em Porto Alegre.

Benito Bisso Schmidt :

Professor do departamento e do programa de pós-graduação em História da UFRGS. Também integra o corpo docente do mestrado Profissional em Ensino de História – PROFHIST. Integra o grupo de pesquisa em Teoria e Metodologia da História; e o Laboratório de Ensino de História e Educação (LHISTE), ambos vinculados ao CNPq. Ministra disciplinas na área de Teoria e Metodologia da História e pesquisa sobre temas como gênero biográfico, história social da memória, história do trabalho, história das relações de gênero e ditaduras na América Latina.

Caio de Souza Tedesco:

Graduando em História na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Professor de História e organizador do Coletivo pela Educação Popular TransENEM. Também faz estágio em História e Educação Patrimonial no Memorial do Rio Grande do Sul. Tem interesse e experiência em Estudos de Gênero, Ensino de História e Historiografia LGBTI+. Realizou seu Trabalho de Conclusão de Curso sobre Historiografia Queer, no qual analisou a operação historiográfica no National Museum LGBT: History and Culture.

Lauri Miranda:

Professora, pesquisadora e bacharel em História pela Universidade Federal de Rondônia. Especialista em Psicopedagogia, com mestrado em História e Estudos Culturais pela Universidade Federal de Rondônia e doutoranda em História pela UFRGS.

Contatos: memorial.acaoeducativa@gmail.com  e (51) 3224-7159.

Legendas fotos: a exposição De Stonewall ao Nuances: 50 Anos de Ação segue em cartaz no Memorial do RS até 14 de julho (foto: Mariângela Machado)

 

Painel História e Historiografia LGBTI+

Com Augusta Silveira de Oliveira, Benito Bisso Schmidt, Caio de Souza Tedesco e Lauri Miranda.

Dia 02 de julho (terça-feira), às 19 horas, no auditório do primeiro andar. Entrada franca.

Memorial do Rio Grande do Sul

Rua Sete de Setembro, 1020 / Centro Histórico de Porto Alegre

RS: Internacional cria Diretoria de Inclusão Social no Dia Internacional do Orgulho LGBTI+

RS: Internacional cria Diretoria de Inclusão Social no Dia Internacional do Orgulho LGBTI+

Comportamento Comunicação Direito Esporte Notícias

 

 

Cada vez mais plural, o Clube do Povo segue fazendo jus a sua histórica alcunha e dá uma passo gigante rumo à quebra de paradigmas dentro do ambiente do futebol. Em atitude pioneira, nesta sexta-feira, 28 de junho, uma data simbólica que marca o Dia Internacional do Orgulho LGBTI+, o Colorado oficializa a criação da Diretoria de Inclusão Social. Vislumbrando ações que proporcionem um sentimento de pertencimento para minorias e pessoas que encontram maiores barreiras para se estabelecer de um modo geral na sociedade, a medida visa a amplificar o papel do Clube na luta contra o racismo, xenofobia, homofobia e demais preconceitos que em nada somam na humanidade.

torcida_antiga_280619Ligada à Vice-Presidência de Relacionamento Social, a pasta prevê ações específicas para a inclusão de minorias sociais, além de conectar e consolidar projetos já realizados pelo Clube. Para mais, a medida vai ao encontro da decisão do Superior Tribunal Federal (STF) de criminalizar a homofobia, e a determinação do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), de fiscalizar com maior rigor e punir os clubes por atitudes homofóbicas dentro dos estádios.

Origem popular acompanha o Clube durante a sua trajetória

A luta contra preconceitos ganha força. Contudo, não é de hoje que o Clube do Povo abre caminho por essa estrada. A essência popular e de pluralidade social do Inter está presente desde os seus primeiros anos, quando abrira espaço ao combate contra o racismo e a xenofobia no futebol gaúcho. Afinal, a união entre diferentes culturas está presente desde a nossa origem – “Internacional”.

“O Inter é um clube que tem um histórico popular muito forte, um histórico de inclusão, de ser do povo e agregar todos os torcedores, todos os segmentos da sociedade. Entendemos que precisamos ter uma diretoria de inclusão social para que possamos fazer algumas ações mais efetivas e trabalhar de uma forma mais específica nesses segmentos”, explica o vice-presidente de relacionamento social, Norberto Guimarães.

 

 

Tudo está dentro de um natural contexto de evolução institucional. Pioneiro no Brasil com o modelo de associação popular Academia do Povo e o maior percentual de mulheres em seu quadro social (25%), o Inter ataca e defende em várias áreas sensíveis de nossa sociedade. A Fundação de Educação e Cultura do Internacional (FECI) carrega a tradição de mais de 40 anos de trabalhos sociais junto à comunidade, oferecendo atividades de amparo a jovens carentes.


Torcedores de baixa renda têm acesso ao Beira-Rio graças ao plano Academia do Povo

Recentemente, junto à ONU, duas importantes iniciativas foram promovidas, com a realização da Copa dos Refugiados no Gigante e o apoio a HeForShe, campanha que faz alerta sobre a violência contra as mulheres. Já em 2019, uma ação foi parar dentro de campo, mais precisamente na camiseta dos jogadores, estampadas com um patch em apoio ao Observatório da Discriminação Racial no Futebol.

Na madrugada desta sexta-feira (28/06), mais uma demonstração de defesa por uma sociedade livre de preconceitos: a cobertura do Gigante ganhou luzes coloridas para homenagear o Dia Internacional do Orgulho LGBTI+, dando início às ações em alusão à data.
Gigante da Beira-Rio ganhou as cores da campanha contra homofobia nesta sexta-feira

De acordo com Najla Diniz, diretora do novo setor, o objetivo é amplificar essas ações e buscar parceiros para aplicá-las de maneira mais contundente. “A primeira coisa que a gente quer fazer é um levantamento das ações esparsas, para que elas passem a ser efetivas e permanentes, e deixem de ser movidas apenas pelo calendário”.

Deste modo, muitas iniciativas importantes vêm sendo tomadas como tradição no Clube do Povo do Rio Grande do Sul. No entanto, é um longo caminho a ser percorrido e as dificuldades fazem parte do processo de mudança dentro da sociedade na qual o Clube está inserido. Gradativamente, vamos ultrapassando etapas para alcançar uma participação efetiva neste cenário, com coragem para tocar em questões mais sensíveis.

Entre as suas funcionalidades, o setor será um elo entre as diferentes ações sociais promovidas pelo Inter, recordista entre clubes brasileiros neste quesito. Muito em parte pelo importante trabalho junto aos consulados, que arrecadam milhares de agasalhos, brinquedos, alimentos e demais donativos para redistribuir a centros de caridade ou diretamente em áreas de risco.

 

 

@diegolopesphoto-1

 

Livros: J. J. Camargo lança “Se você para, você cai” com palestra no Centro Histórico Cultural da Santa Casa

Livros: J. J. Camargo lança “Se você para, você cai” com palestra no Centro Histórico Cultural da Santa Casa

Cidade Comportamento Cultura Destaque Saúde Trabalho

O Dr. J.J. Camargo não para nunca. Sorte dos leitores que acabam de ganhar mais um livro repleto de humanismo. São textos de alta qualidade que propõem uma reflexão sobre o sentido da vida, o investimento em pesquisas científicas e, principalmente, a troca de experiências entre médicos e pacientes. As crônicas do Dr. J.J. apresentam histórias emocionantes como a de médicos que morreram tentando transportar órgãos para transplantes ou a de pessoas que poderiam estar se aposentando mas decidem ter uma vida ativa porque acreditam que ainda têm muito a contribuir. A sessão de autógrafos do novo livro acontece dia 25 de junho, às 18h e terá palestra seguida de autógrafos, no Centro Histórico Cultural da Santa Casa.

Há ainda um texto que é uma verdadeira homenagem ao também médico e escritor Moacyr Scliar: “Mesmo quando passou a ser reconhecido como escritor de renome internacional, jamais deixou de exercer sua atividade médica, pelo contrário, dedicou-lhe mais energia para seguir atendendo pacientes e ensinando, depois que descobriu o fascínio de interagir com a inquietude da mocidade.”

Em vez de histórias e dor, em Se você para você cai o leitor encontra relatos de gratidão, amizade, solidariedade e, acima de tudo, valorização da vida, com o olhar de um médico que está sempre disposto a acolher seus pacientes, nem que o único tratamento possível seja ouvi-los.

 

se_voce_para_voce_cai_9788525438430_hdSe você para, você cai J. J. Camargo

Formato: 14 x 21 cm |

208 páginas |

R$ 38,90

AUTÓGRAFOS:

25 de junho às 18h: palestra seguida de autógrafos no Centro Histórico Cultural da Santa Casa

 

 

 

J.J. Camargo é professor de cirurgia torácica na Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA). Doutor em pneumologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), onde se formou em 1970, fez especialização na Clínica Mayo (EUA). Foi pioneiro em transplante de pulmão na América Latina em 1989 e o primeiro a realizar transplante de pulmão com doadores vivos fora dos EUA, em 1999. É responsável por dois terços dos transplantes de pulmão feitos até hoje no Brasil. É diretor do Centro de Transplantes da Santa Casa de Misericórdia, presidente da Academia Sul-Rio-Grandense de Medicina (ASRM) e membro titular da Academia Nacional de Medicina. Publicou três livros na sua especialidade e é autor de Não pensem por mim (crônicas, AGE, 2008), A tristeza pode esperar (crônicas, L&PM Editores, 2013) e Do que você precisa para ser feliz? (crônicas, L&PM Editores, 2015), O que cabe em um abraço (crônicas, L&PM Editores, 2016) e Felicidade é o que conta (crônicas, L&PM Editores, 2017). Possui uma coluna semanal no caderno Vida do Jornal Zero Hora.

 

 

 

 

 

 

Livros: Record lança novos ensaios de Scruton e Sowell. Pensador inglês é atração do ‘Fronteiras do Pensamento’ em Porto Alegre e São Paulo no mês de julho

Livros: Record lança novos ensaios de Scruton e Sowell. Pensador inglês é atração do ‘Fronteiras do Pensamento’ em Porto Alegre e São Paulo no mês de julho

Comportamento Cultura Destaque Economia

Dois expoentes do pensamento conservador e liberal, o inglês Roger Scruton e o americano Thomas Sowell lançam novos ensaios pela Editora Record. John Gray completa a tríade de grandes ensaístas com O silêncio dos animais. Scruton, estará, em julho no Brasil, onde palestrará no Fronteiras do Pensamento, em Porto Alegre e São Paulo.  Intelectual que analisa as grandes correntes do pensamento ocidental, ele  é autor de obras sobre filosofia, política e estética. Professor na Inglaterra e nos Estados Unidos, Scruton é um dos expoentes do pensamento conservador contemporâneo e grande polemista.

LIVRO3Considerado um dos mais importantes filósofos da atualidade, lecionou na Universidade de Londres e, atualmente, é professor na Universidade de Buckingham. É membro da British Academy, do Centro de Ética e Política Pública em Washington e da Sociedade Real de Literatura. Integra também o Future Symphony Institute, dedicado a popularizar a música clássica.

É autor de obras como Estética da arquitetura, A alma do mundo, O rosto de Deus e As vantagens do pessimismo. Além de seus livros e produções acadêmicas, produziu para a BBC o documentário Por que a beleza importa?.

Segundo Roger Scruton, a beleza está desaparecendo do mundo porque vivemos como se ela não importasse. Seu livro mais recente é Tolos, fraudes e militantes, lançado no Brasil em 2018 e que investiga o que se tornou a esquerda hoje e como a ideologia evoluiu ao longo do século XX.

Nesta breve e magistral introdução à tradição conservadora, Roger Scruton, um dos maiores intelectuais britânicos da atualidade, oferece aos leitores um convite ao mundo da filosofia política, LIVRO2explicando a história e a evolução do movimento conservador ao longo dos séculos. Em Conservadorismo: Um convite à grande tradição, reúne ensaios sobre a trajetória do pensamento conservador.

Pupilo de Friedman, Thomas Sowell questiona políticas afirmativas

Muitas teses foram propostas para tentar explicar os motivos das diferenças – sociais, econômicas e de outras naturezas – entre indivíduos, grupos e nações. Há quem defenda que os menos favorecidos são vítimas da genética. Outros creem que os menos afortunados são vítimas dos mais afortunados. Mas e se, na realidade, houver uma tentativa ignorante – ou intelectualmente desonesta – de interpretar dados para que sirvam a agendas políticas e acadêmicas? O renomado economista Thomas Sowell apresenta seus argumentos em Discriminação e disparidades.

Maria Elena Johannpeter participa do SAS Forum Brazil

Maria Elena Johannpeter participa do SAS Forum Brazil

Agenda Cidade Comportamento Destaque

Referência nacional quanto o tema é voltado para o Social, Maria Elena em sua fala, irá destacar a relevância do crescimento do Capital Social em uma nação: valores éticos de uma sociedade, capacidade associativa, grau de confiança dos seus cidadãos e consciência cívica. Faz parte da apresentação uma máxima que a gaúcha costuma sempre ressaltar em seus pronunciamentos: “Trabalhar os valores internos faz despertar na pessoa o seu verdadeiro valor, o que a torna mais ativa e socialmente transformadora do mundo ao seu redor”. Maria Elena P. Johannpeter representa a ONG Parceiros Voluntários no SAS Forum Brazil, promovido pelo SAS, em 6 de junho, às 10h, no Villa Blue Tree, em São Paulo. A primeira edição do SAS Forum Brazil, marcada para os dias 5 e 6 de junho, terá uma agenda totalmente dedicada a temas relacionados às novas tecnologias, como Big Data, transformação digital, inovação, Internet das Coisas, Inteligência Artificial, Indústria 4.0, cibersegurança, ciência de dados, entre outros. Durante dois dias, a programação contará com palestras, apresentações de casos de sucesso e debates.

Promovido pelo SAS, líder global em Analytics, o Forum – cujo tema é A revolução analítica e os novos instrumentos da transformação digital -, terá uma série de palestras e apresentações voltadas para empresas do setor público e privado. Estão programadas, ainda, apresentações de casos de sucesso de empresas e órgãos como Itaú, SKY, B3, JBS, HDI Seguros, Claro, Nestlé, Portobello, Dataprev, TCU, Capes, entre outros.

Entre os palestrantes já confirmados, estão Luiza Trajano, presidente do conselho de administração do Magazine Luiza; Maria Elena P. Johannpeter, presidente do Conselho de Administração da ONG Parceiros Voluntários; Denis Balaguer, diretor de Inovação da EY; Martha Gabriel, professora, pesquisadora e escritora; Gustavo Fosse, diretor de TI do Banco do Brasil; Antranik Haroutiounian, diretor de Pesquisa e Desenvolvimento do Bradesco; Auna Mattar, diretora de Big Data, Analytics e IA na TIM Brasil; e Lucas Mendes, diretor-geral da WeWork no Brasil.

Também estarão presentes alguns dos principais executivos e especialistas do SAS, como Cássio Pantaleoni, presidente do SAS Brasil; Marvio Portela, vice-presidente do SAS América Latina; Wilson Raj, diretor global de Customer Intelligence; David Stewart, diretor de Soluções de Inteligência de Segurança para Bancos; Dan Harmeson, diretor global de Estratégias de IoT; e John Sjaastad, diretor global de Risk Consulting.

SERVIÇO

SAS Forum Brazil 2019
Datas: 5 e 6 de junho
Local: Villa Blue Tree – Rua Castro Verde, 266 – Jardim Caravelas – São Paulo – SP
Inscrições gratuitas: https://www.sas.com/br/forum

Porto Alegre: Residências com mais de cinco animais devem ter registro de canil

Porto Alegre: Residências com mais de cinco animais devem ter registro de canil

Comportamento Destaque

Denúncias via 156 sobre excesso de cães e gatos em áreas residenciais são frequentes. Apenas neste ano já foram 148 registros. A situação pode ser evitada caso as pessoas que abrigam em suas casas ou apartamentos mais de cinco cães e gatos solicitem junto ao município autorização de canil ou gatil, conforme determina a Lei Complementar 694/12. O gestor da Unidade de Fiscalização Ambiental, Luciano Pandolfo, explica que, nestes casos, uma equipe da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e da Sustentabilidade (Smams),  vistoria os espaços de convívio destes animais, confere a documentação e repassa as informações aos veterinários da Diretoria Geral de Direitos Animais, que emitirão a autorização, caso não sejam encontradas irregularidades, ou solicitarão adequação às normas sanitárias do município.
“É o melhor caminho para evitar conflitos com vizinhos. Mais de 90% dos canis precários que autorizamos foram criados após reclamações registradas via 156”, pondera o gestor. Pandolfo alerta que nem todos possuem conhecimento dos cuidados básicos para a guarda de animais como, por exemplo, definir espaços adequados à mobilidade de seus mascotes, com cobertura e ventilação adequadas, sempre permitindo a exposição diária ao sol. 0 piso também deve ser de material liso, lavável e impermeável, propiciando escoamento dos dejetos.
Os espaços domésticos com mais de um animal exigem dos tutores uma atenção especial com a alimentação, além  de água em quantidades adequadas ao tamanho do cão ou gato, com recolhimento das sobras após cada refeição. Também se deve evitar a circulação dos animais em áreas vizinhas e manter um rotineiro acompanhamento médico-veterinário.
“É importante ter sempre em mãos atestados de saúde e vacinação. Por fim, boas condições de higiene exigem cuidados diários, fundamentais para os bichos e para que se evitem as queixas de vizinhos incomodados com o odor e ruído. Animais bem tratados e alimentados costumam ser tranquilos”, conclui Pandolfo.
Onde solicitar – Protocolo Central, na rua Sete de Setembro, 1123 – 2° andar, com documento de identidade, desenho ou croqui do local e quantidade de animais, idade, sexo, pelagem, nome espécie e raça, carteira de vacinação anti-rábica, atestado de sanidade emitido por médico-veterinário. Além disso, descrever como é feita a limpeza e destino dos dejetos produzidos.

Workshop Café Fon Fon: Bicicleta, Arte & Comunicação são os temas do encontro com a jornalista e documentarista Denise Silveira em 1* de junho

Workshop Café Fon Fon: Bicicleta, Arte & Comunicação são os temas do encontro com a jornalista e documentarista Denise Silveira em 1* de junho

Agenda Cidade Comportamento Destaque Turismo

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Sustentabilidade de Porto Alegre (SMAMS) e o Café Fon Fon convidam para o Workshop “Bicicleta, Arte e Comunicação”, parte das comemorações pela 35a. Semana do Meio Ambiente e dos sete anos do espaço cultural mais charmoso da cidade. O workshop será realizado pela jornalista gaúcha Denise Silveira, radicada há 25 anos em São Paulo. Ela trabalhou nos principais veículos de comunicação do país e recebeu Menção Honrosa no Mobifilm 2018, o Festival Brasileiro de Filmes sobre Mobilidade e Segurança no Trânsito, pelo documentário “Ciclovia Musical”. Ela dirigiu, roteirizou e fez assessoria de imprensa para o projeto que incentiva a educação ambiental, esporte, saúde, lazer e cultura com roteiros de bicicleta e paradas para concertos de música instrumental. “Vou trazer alguns cases como a Ciclovia Musical, falar sobre a importância da educação ambiental e cultural, mobilidade ativa, a minha experiência na Bélgica e na Holanda, o papel do cicloativismo para o meio ambiente, o recorte do empoderamento feminino e do ativismo negro na bike, e as últimas pesquisas de comunicação. Uma ação educativa e de sensibilização para o uso da bicicleta como meio de transporte”, diz Denise.

DeniseSilveira2
Workshop acontece dia 1* de junho no Café Fon-Fon

A documentarista foi selecionada pela Federação Europeia de Ciclistas para falar no painel sobre mídia na conferência Velo-city 2019, que será realizada no final de junho, em Dublin, Irlanda. É o maior encontro do cicloativismo mundial. O Café Fon Fon, da pianista Bethy Krieger e do saxofonista Luizinho Santos, é um ponto cultural referência da música de qualidade e da cozinha vegetariana e orgânica. Será o primeiro workshop sobre o assunto realizado no local. “O Café Fon Fon tem muito orgulho de oferecer a atividade na busca de maior conscientização e ativismo, em especial na semana do meio ambiente, reforçando o comprometimento dos seus sócios com a questão da ecologia” afirmam Bethy e Luizinho.
O workshop vai abordar ainda roteiro e narrativa como ferramenta de divulgação e também a sua importância para combater fake news, além de produção de conteúdo e assessoria de imprensa. Técnicas para quem quer aprimorar a comunicação para projetos que envolvam educação ambiental, mobilidade e cultura. Startups, estudantes, jornalistas, produtores culturais, ativistas, poderão trazer seus cases para análise em grupo. Às 17h, um passeio grátis de bicicleta para os participantes do workshop acontece na Redenção para homenagear a Semana do Meio Ambiente. A Yellow apoia o pedal e vai disponibilizar alguns vouchers. E a Rede Bike Anjo vai orientar o pelotão para que a volta seja feita em segurança.

09h30 – Recepção e welcome tea (porque amamos chá) com playlist de músicas que falam de bicicleta.
10h – Ciclovia Musical – como a ideia de trazer público para um festival de música ajuda a incentivar a educação ambiental, cultural e a tirar a bicicleta do noticiário policial no Brasil. Exibição do documentário Ciclovia Musical, Menção Honrosa no Mobifilm 2018.
12h Almoço vegetariano (porque apoiamos a causa animal), troca de experiências e network.
14h – Roteiro e narrativa. Exibição de trechos do filme Festival Vermelhos, sobre o festival de música no meio da Mata Atlântica, em Ilhabela, SP. E trechos da performance Récital pour un Masseur (Recital para um Massagista), de Tal Isaac, na 33 Bienal.
16h – Dicas para não pagar mico na hora de divulgar – assessoria de imprensa x produção de conteúdo. A última pesquisa do Comunique-se comentada.
Vagas limitadas
Investimento: R$ 85 (oitenta e cinco reais)

Promoção SMAMS – A inscrição no workshop será grátis para as 10 primeiras pessoas que se inscreverem. Os 10 contemplados terão apenas que arcar com o custo de R$ 25 pelo almoço vegetariano.

Pedalada Grátis para todos os participantes
17h – Volta de bicicleta na Redenção em homenagem ao Dia Mundial do Meio-Ambiente com apoio da Rede Bike Anjo e Yellow.

Realização: Café Fon Fon ​
Apoio: SMAMS, Yellow, Bike Anjo POA, Justo.
Informações: workshopbike@yahoo.com
Inscrições: https://www.sympla.com.br/workshop-bicicleta-arte–comunicacao__524535

Porto Alegre: Jornada da Sociedade Brasileira de Psicanálise de Porto Alegre debate em setembro O Caminho da Dor

Porto Alegre: Jornada da Sociedade Brasileira de Psicanálise de Porto Alegre debate em setembro O Caminho da Dor

Agenda Comportamento Notícias Saúde

A Sociedade Brasileira de Psicanálise de Porto Alegre debaterá os CAMINHOS DA DOR, na Jornada 2019, que acontece nos dias 27 e 28 de setembro, em Porto Alegre. Segundo os organizadores, a intenção é convocar os participantes a pensar o psiquismo em sua origem e como o desencontro precoce entre o corpo e a mente pode gerar caminhos tortuosos, onde a dor não encontrando o simbolismo necessário, se transforma em doença.  O evento é uma iniciativa anual da SBPPA que propõe uma discussão profunda sobre os grandes temas da psicanálise na atualidade. Seu compromisso é estimular debates, reflexões e troca de experiências, a partir das conferências e palestras de profissionais experts no assunto escolhido para cada edição. O aprimoramento profissional, enriquecendo a prática psicanalítica, é o seu grande objetivo.

SBPAA 13ª edição, que acontecerá este ano, terá como tema central a Psicossomática. A abordagem é inédita no Rio Grande do Sul, pouco difundida no país e será apresentada por grandes nomes internacionais.  A SBPPA traz para Porto Alegre alguns dos principais especialistas no assunto, proporcionando aos participantes o acesso a um conhecimento diferenciado e exclusivo. Marilia Ainsenstein (França) – Membro da Sociedade Psicanalítica de Paris (SPP) e da Sociedade Psicanalítica Helênica (SPH), Psicoterapeuta do Instituto de Psicossomática de Paris (IPSO). Também filósofa e de origem grega, grande parte de sua obra tem como foco tratar dos temas relacionados ao corpo, ao sono, ao trabalho psíquico, a metapsicologia, além de incursionar na filosofia e literatura. David Maldavsky (Argentina) – Doutor em Filosofia e Letras, escreveu mais de vinte livros sobre teoria, psicopatologia e clínica psicanalítica, assim como sobre metodologia de análise de discurso. Várias de suas obras foram traduzidas para o inglês, francês e português. Foi durante 24 anos docente na Universidad de Salvador (USal) e foi decano da Faculdad de Psicología y Ciencias Sociales da Universidad Hebrea Argentina Bar Ilán. Atualmente dirige o Doutorado em Psicologia e o Mestrado em Problemas e Patologias do Desvalimento na Universidad de Ciencias Empresariales Y Sociales (UCES), assim como o Comité de Investigación de la Asociación Internacional de Psicoanálisis de Pareja y Familia (AIPPF). Admar Horn (Brasil) – Médico (UERJ), psicanalista, membro da Sociedade de Psicanálise de Paris (SPP), do Instituto de Psicossomática de Paris Pierre Marty (IPSO) e da Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio de Janeiro PROGRAMAÇÃO Três conferências, mesa redonda, temas livres, curso, supervisão e lançamento do livro “(título do livro)” de Marilia Aisenstein.

A expectativa é de atrair participantes do estado, de outros centros brasileiros e dos países da América Latina. Dada a relevância do tema e dos conferencistas, o evento será realizado no hotel Sheraton Porto Alegre, em um auditório com capacidade para 350 pessoas.

 

SERVIÇO;

A SOCIEDADE BRASILEIRA DE PSICANÁLISE DE PORTO ALEGRE A SBPPA, filiada à Associação Psicanalítica Internacional (IPA), à Federação Latino-Americana de Psicanálise (FEPAL) e à Federação Brasileira de Psicanálise (FEBRAPSI), oferece formação psicanalítica para médicos e psicólogos, além de proporcionar cursos, seminários clínicos, palestras e grupos de estudo para a comunidade. Mantém o Centro de Atendimento Psicanalítico, CAP, que oferece atendimento psicanalítico à comunidade em consultórios privados e com honorários compatíveis com a renda.

O evento é destinado aos membros da SBPPA e também aberto aos demais psicanalistas, psicólogos, médicos, estudantes universitários e de cursos de formação.

QUANDO: 27 e 28 de setembro de 2019.

LOCAL: hotel Sheraton Porto Alegre

INSCRIÇÕES: http//sbpdepa.org.br

Caso Sidão ou quando a empatia é derrotada pelo constrangimento; por Débora de Oliveira*

Caso Sidão ou quando a empatia é derrotada pelo constrangimento; por Débora de Oliveira*

Artigos Comportamento Destaque Esporte

Vivemos um mundo de deboche generalizado.
As pessoas criam memes de política e dão risada da roubalheira, da corrupção, do descaso.
As pessoas criam gifs de cenas que deveríamos lamentar, propagam stickers de situações constrangedoras de amigos e conhecidos, e viralizam vídeos “engraçados” expondo quem sequer conhecem e que talvez se sentiriam péssimos se fossem eles no lugar delas tendo a vida, assim, exposta.
Por essas e tantas outras, não me surpreende que ontem o goleiro que teve uma tarde infeliz tenha recebido a votação de craque do jogo como piada materializada em votos desse mundo cruel da internet.
Levante o dedo quem aí nunca teve aquele dia que deu tudo errado no trabalho!! Aquele dia de cão que tu te sente péssimo e quer ir pra casa se esconder debaixo das cobertas para ver se as coisas voltam a se encaixar!! Pois agora imagine se esse teu momento de fraqueza profissional vire deboche para todo mundo rir, vire assunto no País, vire prêmio e vire teu mundo?! Como você se sentiria?! Como ficaria teu emocional?! Tu sabe o quanto trabalha e o quanto se dedica, os que te criticam e riem de ti sabem?! Sabem tuas lutas, tua história e tua dedicação para ser cada dia melhor?!
Quantos “Sidãos” são bombardeados diariamente nesse caos virtual que vivemos…
Quantos imbecís curtimos, compartilhamos, retuitamos, encaminhamos… e quanto imbecís também nos tornamos por esse simples clique.
O dia que as pessoas aprenderem sobre empatia, não precisaremos mais ensinar sobre constrangimento.
Boa semana a todos!
E meu respeito à você, @sidao_12 !!

 

37692527_1069090213243441_4880504448071237632_n*Débora de Oliveira, jornalista e apresentadora do SBT Esporte