Porto Alegre: Prefeitura manda fechar bar Ocidente por falta de alvará; por Daiane Vivatti/Rádio Guaíba

Porto Alegre: Prefeitura manda fechar bar Ocidente por falta de alvará; por Daiane Vivatti/Rádio Guaíba

Cidade Comportamento Comunicação Cultura Destaque Direito Direito do Consumidor Economia Marchezan Negócios Porto Alegre prefeitura Segurança Turismo

Uma comissão da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE) de Porto Alegre determinou o fechamento do bar Ocidente, que funciona desde 1981 na rua General João Telles, no bairro Bom Fim. A decisão aparece no  Diário Oficial desta quarta-feira. Conforme a autuação, o local permanece sem o Alvará de Localização e Funcionamento definitivo, o que não é permitido para a atividade de entretenimento noturno. Ainda segundo o documento, a regularização tramita há anos junto a órgãos públicos, mas isso não livra o estabelecimento de ser autuado, já que o alvará em vigor ainda é provisório.

O extrato de decisão final estabelece multa de 415,7335 UFMs*, o que corresponde a R$ 1.623,52, já que a Prefeitura leva em conta, como agravante, a “reincidência específica na prática de infrações”.

foto-convite-1400x600O dono do bar Ocidente, Fiapo Barth, disse que até o momento não recebeu notificação e esclarece que o estabelecimento segue aberto. Barth destacou, ainda, que hoje pela manhã teve reunião com representantes da Prefeitura, e que ninguém citou o documento publicado no Diário Oficial.

O empresário acrescentou que, na ocasião, foram debatidos os passos ainda pendentes para regularizar a situação do bar e defendeu que jamais se recusou a adequar a casa à legislação. De acordo com ele, o processo corre há 28 anos e um dos principais entraves é o fato de o prédio ser centenário. O bar Ocidente é patrimônio cultural de Porto Alegre, mas o edifício não é tombado.

A SMDE informou que a decisão partiu da Comissão Judicante da Secretaria, com base em uma ação fiscalizatória do início do ano. Conforme a prefeitura, o bar teve prazo para recorrer, mas perdeu a oportunidade e, agora, foi autuado pela falta de alvará para operar como casa noturna.

A Secretaria Municipal de Urbanismo informou que o estabelecimento busca se regularizar como de entretenimento noturno, mas ainda não conseguiu as licenças previstas em lei.

Evento ocorre normalmente
Hoje à noite, o Ocidente recebe o lançamento do livro Nuances, 25 anos. Uma trajetória inconformada com a norma. Conforme o presidente da ONG Nuances – Grupo pela Livre Expressão Sexual, Célio Golin,  o evento está mantido.

A programação do Ocidente abrange festas e eventos de arte, música, literatura e teatro.

*Unidade Financeira Municipal (UFM): indexador de todos os tributos municipais; em 2017, equivale a R$ 3,9052. (Daiane Vivatti/Rádio Guaíba)

Morre o jornalista, professor e advogado Carlos Chagas

Morre o jornalista, professor e advogado Carlos Chagas

Comunicação Destaque Poder Política

O jornalista Carlos Chagas morreu, hoje, aos 79 anos, em Brasília. Reconhecido na carreira, Chagas atuou em veículos de comunicação de expressão no país, trabalhou como professor do Departamento de Comunicação da Universidade de Brasília (UnB) por 25 anos e publicou livros sobre o período da ditadura miliar no Brasil. Era formado em direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ).

A morte do jornalista foi informada em uma rede social pela filha Helena Chagas, também jornalista e ex-ministra da Secretaria de Comunicação Social do governo Dilma Rousseff.

Nascido em Três Pontas (MG), filho de um comerciante e de uma professora, Carlos Chagas começou a carreira de jornalista no fim dos anos 1950, quando ainda era estudante de Direito no Rio de Janeiro. A primeira contratação foi no jornal O Globo, em 1959.

Após concluir o curso universitário no final de 1960, trabalhou durante um ano e meio como jornalista e também como advogado de presos que cumpriam pena no presídio da ilha Grande (RJ). Em seguida, prestou concurso para promotor público e foi aprovado. Diante da impossibilidade de acumular as atividades de promotor e jornalista, optou pelo jornalismo.

Ao longo da carreira trabalhou no jornal O Estado de S. Paulo, na TV Manchete e no SBT.

Como professor da UnB, a partir de 1978, lecionou as disciplinas Ética e Legislação nos Meios de Comunicação e Problemas Sociais e Econômicos Contemporâneos, na graduação do curso de Comunicação, e Tópicos Especiais, no curso de pós-graduação.

Carlos Chagas foi assessor de imprensa da presidência da República no de maio a agosto de 1969, no governo do general Costa e Silva e lançou os livros “A Ditadura Militar e os Golpes Dentro do Golpe” que narra a trajetória do governo militar entre 1964 e 1969 e “A Ditadura Militar e a Longa Noite dos Generais”, que abrange o período de 1970 a 1985. (Agência Brasil)

Adriana Deffenti: duas estreias em um só fim-de-semana

Adriana Deffenti: duas estreias em um só fim-de-semana

Agenda Cidade Comportamento Comunicação Cultura Destaque Porto Alegre

Ela não para ! Cantora, compositora, instrumentista…  Adriana Deffenti terá uma agenda movimentadíssima entre os dias 05 e 07 de maio. Desafio número um: primeiro show voz + violão (com a participação especial da bailarina de flamenco Ana Medeiros, no Quintal Cultural. Desafio número dois: auxiliar cantores (de todos os níveis) a compreender e saber lidar com o palco sonorizado e o estúdio de gravação. Também com uma parceria e local especial: o técnico de som Bruno Klein, no Porta da Toca Estúdio.

Na sexta-feira, Adriana irá apresentar uma série de canções que inclui composições próprias, de seus discos e trabalhos anteriores, e outras que costuma tocar em seus momentos de intimidade, sempre com, e apenas, seu violão. Por isso a conversa fiada. Num ambiente para apenas 30 pessoas, será inevitável a conversa descontraída com o público.

“É um desafio que há muito tempo adiei. Sempre acompanhada por músicos como Angelo Primon e Michel Dorfman, meu nível de auto-exigência é, por vezes, castrador”, diz a cantora.. Mas uma hora tinha que me dar esse prazer”, diz a cantora, que também atribui aos seus 40 anos essa “coragem”

DSC_0415Ana Medeiros, maestra de dança flamenca e cantanholas da cantora, fará uma partcipação especial. “Nós duas temos uma sintonia fina, especial e amorosa e a Ana é um artista completa e intensa. Ainda nem preparamos nada, mas nem precisa muito. Tudo superflui entre nós.”

Já no sábado e domingo, fruto da vontade de ensinar o que não lhe foi ensinado e minimizar os problemas dos cantores sem, ou com pouca experiência de palco e estúdio, ela ministra o workshop: Saindo do chuveiro é um workshop com ênfase na prática das duas situações.

Noções de funcionamento das funções e uso dos equipamentos e vocabulário que envolve a parte técnica, uso do microfone, postura visam desmistificar os dois ambientes/situações, que assustam muitos cantores, principalmente em suas primeiras experiências.

Bruno Klein, técnico de som com larga experiência, irá esclarecer sobre a parte técnica, enquanto Adriana Deffenti ministrará as aulas de técnica vocal e interpretação para o canto nos ambientes de palco e estúdio.

Ao final do segundo dia, o estúdio abrirá as portas ao público, com uma apresentação dos alunos.

As vagas são limitadas a 10 participantes e 5 alunos-ouvintes (50% de desconto aos últimos)

Dia 5, às 22h

Quintal Cultural – Rua Luiz Afonso, 549 – Cidade Baixa
Show voz + violão – “Voz, violão e conversa fiada”
Participação da bailarina de flamenco Ana Medeiros

Ingressos R$ 15,00 apenas no local

Espaço limitado a 30 espectadores

Dias 6 e 7, das 10h às 19h
“Saindo do Chuveiro”
Workshop de canto, com ênfase na prática de palco e estúdio
Porta da Toca estúdio – Rua José do Patrocínio, 527 – Cidade Baixa
com Adriana Deffenti e Bruno Klein

Público-alvo: Todos interessados em cantar com sonorização e em estúdio.

Informações e inscrições: contato@rimacultural.com :: fone 51 9 8129 9999

Programa e outras informações no evento do Facebook:
https://www.facebook.com/events/1521709741196122/

Jornalista é encontrado morto em casa no bairro Azenha, em Porto Alegre. Corpo de Tagliene Padilha da Cruz, de 33 anos, estava envolto em cobertor e apresentava ferimentos na cabeça

Jornalista é encontrado morto em casa no bairro Azenha, em Porto Alegre. Corpo de Tagliene Padilha da Cruz, de 33 anos, estava envolto em cobertor e apresentava ferimentos na cabeça

Comportamento Comunicação Destaque

O jornalista Tagliene Padilha da Cruz, de 33 anos, foi encontrado morto na noite passada em seu apartamento na Avenida João Pessoa, no bairro Azenha, em Porto Alegre. Conforme informações preliminares, o caso ocorreu por volta das 21h.

Amigos de Tagliene buscavam contato com ele desde o início da manhã de ontem, mas não conseguiam localizá-lo. Uma amiga da vítima foi até o apartamento e pediu auxílio a uma vizinha, que possuía uma cópia da chave da casa. Ao entrarem, as mulheres encontraram o corpo de Tagliene enrolado em cobertores.

Ele apresentava um ferimento na cabeça e estava encapuzado. Não havia marcas de arrombamento na porta do apartamento, no entanto, os cômodos estavam revirados. A Polícia Civil deu início às investigações e trata o caso como homicídio. O crime será investigado pela delegada Roberta Bertoldo, da 2ª Delegacia de Homicídios da Capital. (Eduardo Paganella/Rádio Guaíba)

Porto Alegre: Câmara de Vereadores presta homenagem aos 60 anos da Rádio Guaíba

Porto Alegre: Câmara de Vereadores presta homenagem aos 60 anos da Rádio Guaíba

Comunicação Destaque

A Rádio Guaíba recebeu, hoje, homenagem pela passagem dos 60 anos em sessão ordinária realizada na Câmara Municipal de Porto Alegre. Fundada por Breno Caldas em abril de 1957, a emissora, integrante da Companhia Jornalística Caldas Júnior, festeja aniversário no domingo, 30 de abril. A proposição partiu do vereador Dr. Thiago Duarte (DEM). O evento, realizado após a transmissão do programa Esfera Pública, direto do Plenário Otávio Rocha, na Câmara, contou com a presença do diretor da empresa, Luciano Araújo da Silveira, e dos jornalistas Cristiano Silva e Juremir Machado da Silva.

Em nome da Mesa Diretora da Câmara, Dr. Thiago lembrou momentos e programas marcantes da emissora, como o Correspondente Renner (hoje Badesul), apresentado durante 46 anos pelo jornalista Milton Ferreti Jung, e a transmissão dos sinais do espaço enviados pela nave soviética Sputnik, em 1957. Dr. Thiago mencionou também o protagonismo da emissora em transmissões da área esportiva. “Ainda em 1957 ela entrou para o mundo esportivo com o Campeonato Gaúcho e, em 1958, cobriu a Copa do Mundo da Suécia, onde iniciou a referência ao slogan ‘A Rádio de Todas as Copas’”, destacou.

Na tribuna e em apartes, diversos vereadores de diferentes partidos prestaram homenagens à Rádio Guaíba. Dentre a trajetória da emissora, os vereadores destacaram a formação da Rede da Legalidade, onde o então governador Leonel Brizola defendeu a posse de João Goulart como presidente em 1961, coberturas esportivas e políticas como as Diretas Já e os processos de impeachment dos ex-presidentes Fernando Collor de Mello e Dilma Rousseff.

Agradecendo aos vereadores pela homenagem, o diretor-executivo Luciano Araújo dividiu a honraria com todos os funcionários da emissora. “Sabemos o quanto é difícil manter a programação no ar. Muitas vezes o profissional precisa deixar a família, viajar, mas é pela força de todos eles que tem se tornado possível manter nossa qualidade”, declarou Araújo, que recebeu do Legislativo um diploma em homenagem aos 60 anos da Guaíba.

Parlamentares

Outros vereadores da Capital também celebraram o aniversário da emissora. Mônica Leal (PP) disse que a Guaíba é um patrimônio rio-grandense. “São 60 anos de prestação de serviço, utilidade pública e cobertura dos fatos através de seus microfones”, atestou a vereadora, descrevendo a entidade como um exemplo de tradição e referência. “Mesmo atravessando mudanças na administração, ela sempre manteve-se sólida, cumprindo sua missão de repassar a verdade dos fatos aos ‘guaibeiros’”, garantiu.

Na mesma linha, Rodrigo Maroni (PR) reiterou a importância da Rádio Guaíba e do jornal Correio do Povo, que também integra a Caldas Júnior. “Infelizmente, muitos outros jornais ainda são panfletários, e participam de uma lógica que não é democrática”, expôs, parabenizando os veículos do grupo pela independência. “Na Guaíba é diferente, pois todos sentem-se contemplados em aspectos de opinião”, ressaltou o parlamentar.

Também prestaram homenagem à emissora, em apartes, os vereadores João Bosco Vaz (PDT), Dr. Goulart (PTB), Mendes Ribeiro (PMDB), Aldacir Oliboni (PT), Airto Ferronato (PSB), José Freitas (PRB), Roberto Robaina (PSOL), Sofia Cavedon (PT), Tarciso Flecha Negra (PSD), Idenir Cecchim (PMDB), Márcio Bins Ely (PDT), Cassiá Carpes (PP), Reginaldo Pujol (DEM), Felipe Camozzato (Novo), Mauro Pinheiro (Rede) e Cláudio Janta (SD). (Rádio Guaíba)

EXCLUSIVO: Já tem data novo show de Paul McCartney no Beira-Rio. Porto Alegre verá a comemoração de 50 anos de ‘Sargent Peppers Lonely Hearts Club Band’ em outubro

EXCLUSIVO: Já tem data novo show de Paul McCartney no Beira-Rio. Porto Alegre verá a comemoração de 50 anos de ‘Sargent Peppers Lonely Hearts Club Band’ em outubro

Agenda Cidade Comunicação Cultura Destaque Economia Negócios Porto Alegre Segurança

Beatlemaníacos se preparem !! Sir Paul McCartney promete grandes emoções na segunda passagem dele pelo Beira-Rio. O ex-Beatle se apresenta em Porto Alegre, no dia 13 de outubro, com a turnê comemorativa dos 50 anos de lançamento do álbum Sargent Peppers Lonely Hearts Club Band, de 1967. Ainda não estão disponíveis informações sobre a venda de ingressos. Em Porto Alegre, ele se apresentou pela primeira vez em novembro de 2010. Mais de 50 mil pessoas assistiram ao show da turnê “Up and Coming Tour”, no Estádio do Internacional.

Porto Alegre: BarraShoppingSul promove Fhits Fashion Day com desfile das tendências da estação. Tour pelas lojas, workshop de maquiagem e trend talk de moda com Alice Ferraz integram a programação para clientes

Porto Alegre: BarraShoppingSul promove Fhits Fashion Day com desfile das tendências da estação. Tour pelas lojas, workshop de maquiagem e trend talk de moda com Alice Ferraz integram a programação para clientes

Agenda Comunicação Destaque Direito do Consumidor Economia Negócios

Um dia para celebrar a moda e falar sobre as tendências da próxima estação. Essa é a proposta do Fhits Fashion Day no BarraShoppingSul, que acontece em 19 de abril. Um time especial de content creators do Fhits, primeiro multicanal de moda, beleza e comportamento 100% brasileiro capitaneado pela empresária de moda e tecnologia Alice Ferraz, vai desembarcar em Porto Alegre para comandar diversas atrações. Das 14 às 17h, as digital influencers Luiza Sobral, Cris Tamer, Rebeka Guerra, Claudia Bartelle e Silvia Braz e vão fazer um tour pelas lojas do BarraShoppingSul para escolher as apostas de outono-inverno. A ideia é montar looks e eleger as peças mais desejadas do momento para renovar  o closet para temporada de frio.

“O BarraShoppingSul tem um mix completo de moda, com lojas para diferentes estilos. O convite ao Fhits tem como propósito presentear nossos clientes com uma consultoria em tempo real das novidades, com dicas práticas de como aproveitar a próxima estação”, destaca a gerente de marketing do BarraShoppingSul, Tânia Nascimento.

A partir das 17h, o público vai aproveitar a programação especial na Praça Rosa dos Ventos. Alice Salazar, um dos maiores nomes de maquiagem nas redes sociais brasileiras, irá realizar um workshop com dicas práticas de make com as cores da estação. Na sequência,Alice Ferraz assume o palco para capitanear um Trend Talk sobre as tendências da estação e como usá-las no dia a dia O destaque da programação será o desfile com looks chancelados pelo time Fhits, às 19h.

Após o evento, às 20h30, Alice Ferraz realizará uma sessão de autógrafos do seu primeiro livro Moda à Brasileira, na Riachuelo. “É um guia para dominar a moda sendo você mesma. Um passo a passo para criar seu próprio moodboard, tão necessário para ativar a criatividade e encontrar a confiança de uma pessoa bem-vestida”, destaca a CEO do Fhits.

 

Programação Fhits Day
14h às 17h – Tour Fhits pelas lojas
17h às 18h – Workshop de maquiagem Alice Salazar
18h às 19h – Trend Talk Alice Ferraz
19h – Desfile
20h30 – Autógrafos livro Alice Ferraz na Riachuelo

Livros: Helena Gayer lança “Me diga quem eu sou, Uma bipolar em busca da sanidade” na Livraria Cultura do Bourbon Country

Livros: Helena Gayer lança “Me diga quem eu sou, Uma bipolar em busca da sanidade” na Livraria Cultura do Bourbon Country

Agenda Cidade Comunicação Cultura Destaque Porto Alegre Saúde

Helena Gayer é funcionária pública na prefeitura de Pelotas. Depois de cursar um ano de oceanografia, mudou de área e se formou em jornalismo na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre. “Sou bipolar. Fui diagnosticada quando tinha 21 anos. Ou seja, vivo entre dois mundos. Nunca sei para que lado estou indo até mergulhar num dos extremos.”  De maneira sincera e sem poupar detalhes, Helena depõe sobre sua vida com o transtorno de bipolaridade. Em uma narrativa não linear, a autora percorre da infância até a vida adulta retratando as crises de mania e depressão com crueza, minúcia e fervor. Na quarta-feira, 19 de abril, às 19hs ela lança na Livraria Cultura/Bourbon Country, o livro onde dividiu a doença em fases.

Crises e diagnóstico:

Quando adolescente, Helena sofria uma oscilação radical de humor e passou por intensos episódios de depressão, especialmente depois da separação de corpos dos pais. Aos 21 anos, depois do primeiro surto de mania, foi diagnosticada com o transtorno de bipolaridade. Em algumas dessas crises, Helena correu risco de morte e abusos.

“Voltei a frequentar o Submarino Amarelo, agora de forma mais intensa. Passava dias inteiros gravitando ao redor do bar como um satélite insano e obcecado. Minha trajetória só foi interrompida na noite em que comecei a esbravejar com uma cliente. Ela era mais uma entidade maligna. Dessa vez o dono se irritou e me expulsou do bar com um golpe de alguma arte marcial que até hoje não identifiquei. Só sei que me pegou pelos braços e me fez voar como uma pena.”

Internações

Cada uma dessas crises foi seguida de uma internação. Foram dez ao longo da vida da autora, que as relata com intensidade:

“As internações me vêm à mente como um pesadelo vívido. Através da pequena janela gradeada chegava a esperança em forma de raios de sol. A cela era fria, só havia uma cama de ferro e um colchão. Nada transmitia aconchego, conforto. Tudo era punição, castigo, violência.”

Medicação

Helena também descreve os efeitos colaterais da forte medicação em seu organismo, especialmente os do lítio:

“O efeito colateral do uso de lítio se manifesta inicialmente no tremor das mãos. (…) Me lembro dos almoços no restaurante universitário em que eu tinha de controlar a mão para que o garfo não fosse parar fora da boca.”

Superação

A autora apresenta um relato íntimo sobre como é viver, sobreviver e constantemente se rearranjar nessa realidade tão dura e tantas vezes negligenciada. Ao se abrir e descrever com detalhes as inúmeras tentativas de ter uma vida normal, ela deixa escapar um pedido para que se tenha um olhar mais apurado em direção à pessoa com transtorno psiquiátrico, não só à doença.

Antes de esse livro ser publicado, ela estava há dez anos sem passar por internações, o que foi possível graças a um longo processo de autoconhecimento e a incrível capacidade de renascer após cada crise.

“Apesar de não ter uma imagem imaculada, aprendi que a capacidade de se reerguer é o grande trunfo de um bipolar e, no meu caso, essa foi a maior prova de amor por mim mesma.”

 

Páginas: 120

Tiragem: 6 mil

Preço:

R$ 29,90

E-book: R$19,90

Lançamento: 17/04

Palavras-chave: memórias, relato, autobiografia, bipolaridade, transtorno bipolar, internação, depressão, mania, dor, descoberta, superação

 

Porto Alegre: Procissão do Morro da Cruz gera bloqueios de trânsito

Porto Alegre: Procissão do Morro da Cruz gera bloqueios de trânsito

Agenda Cidade Comunicação Cultura Destaque Poder Política Porto Alegre prefeitura Turismo

Em razão da realização da tradicional Procissão do Morro da Cruz – Paixão de Cristo, que acontece nesta sexta-feira, 14, a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) autorizou o bloqueio de trânsito nas vias que compreendem o trajeto dos fiéis.

O fechamento das ruas inicia-se às 5h de quinta-feira, 13, até às 19h30 de sexta, 14, para a organização do evento. O itinerário abrange as ruas 1º de Março (a partir da Vidal de Negreiros), Santo Alfredo até o Morro da Cruz, zona Leste da Capital. Durante o percurso, os bloqueios serão totais nessas vias. As linhas de ônibus que circulam na região terão seus trajetos alterados. Agentes da EPTC estarão mobilizados para organizar a circulação nos locais.

Desvios das linhas 344 Santa Maria e 344.1 Santa Maria/Clemente Pereira

– Sentido Centro-bairro: rua Vidal de Negreiros, rua Saldanha da Gama, rua Primeiro de Setembro, rua Vinte e Seis de Dezembro, rua Nove de Junho.

– Sentido bairro-Centro: rua Nove de Junho, rua Vinte e Seis de Dezembro, rua Primeiro de Setembro, rua Saldanha da Gama, rua Santa Maria, av. Bento Gonçalves.

 

André Haar volta ao comando do Rio Grande no Ar; por Luciana Vicente/Correio do Povo

André Haar volta ao comando do Rio Grande no Ar; por Luciana Vicente/Correio do Povo

Agenda Cidade Comunicação Cultura Destaque Tecnologia Vídeo

André Haar retorna ao comando do telejornal Rio Grande no Ar, da Record TV RS, a partir desta segunda-feira. O programa, com exibições diárias, das 7h28min a 8h55min, contará agora com uma reportagem especial, destacando ações positivas realizadas no Estado. Abrirá mais espaço para as participações ao vivo dos repórteres que estão na rua e manterá a prestação de serviços e analise de notícias. Haar buscará intensificar a interatividade e a proximidade com o telespectador e, na medida do possível, as perguntas deles devem ser respondidas e sugestões e denúncias aproveitadas.

Para o jornalista, o público do telejornal matutino busca se atualizar antes de sair de casa sobre o que aconteceu enquanto estava dormindo, como está a cidade e o que irá transcorrer no dia. Gisa Guerra, atual apresentadora, passará a fazer entradas com notícias e comentários. Depois de oito anos trabalhando na Record TV RS, Haar deixou a emissora, no ano passado, para se dedicar a um intercâmbio de estudos em Portugal, no Instituto Politécnico de Leiria (IPLeiria), onde cursou várias disciplinas, como práticas de cozinha, enologia e comunicação, o que o levou a conhecer as cinco unidades da instituição.

Mestre em Processos e Manifestações Culturais (Feevale), ele tornou-se embaixador do IPLeiria na área de ensino e pretende promover e divulgar os acordos voltados à educação entre Brasil e Portugal, proferir palestras sobre o tema e estimular a busca por uma graduação naquele país. Com o desejo de continuar se especializando, ele já começa a analisar a possibilidade de realizar um doutorado.