Pesquisa da CDL POA aponta que 56% dos presentes de Dia dos Pais ainda serão comprados

Pesquisa da CDL POA aponta que 56% dos presentes de Dia dos Pais ainda serão comprados

Crianças Destaque Direito do Consumidor Economia Negócios

Falta pouco para o Dia dos Pais e ainda tem muito filho que deixou para comprar o presente na semana da celebração. Segundo pesquisa da Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Alegre (CDL POA), este é o período de maior foco nas vendas, com 56,1% das intenções de compra. Este ano, no entanto, os filhos estão dispostos a pagar mais. O ticket médio do presente está estimado em R$ 165, o que significa uma variação real de 7,66% em relação a 2017, considerando índices de inflação.

Cervejas especiais, vinhos e bebidas são os presentes que tiveram crescimento na demanda deste ano, com aumento de 75% em relação a 2017. O percentual demonstra atenção do cliente para a tendência de gourmetização de alguns nichos de mercado, que priorizam a experiência proporcionada pelo produto.

Na hora de decidir onde comprar, a preferência dos consumidores são os shoppings. Os centros que compras são considerados o melhor lugar para 62% dos entrevistados, enquanto as lojas de ruas têm 24,8% da preferência. Além disso, ser bem atendido é decisivo para os filhos durante a compra. O custo do presente deixou de ser fator decisivo neste Dia dos Pais, dando lugar para o bom atendimento, que lidera o ranking com 37,7%.

A análise, encomendada pela CDL Porto Alegre à Vitamina Pesquisa, teve como base entrevistas com 300 pessoas, entre homens e mulheres das classes A, B, C e D, maiores de 18 anos, que pretendem presentear seus pais.

Fundação Iberê Camargo lança novo site, inaugura duas exposições e amplia programa educativo

Fundação Iberê Camargo lança novo site, inaugura duas exposições e amplia programa educativo

Agenda Cidade Comunicação Crianças Cultura Notícias Porto Alegre Turismo

A Fundação Iberê Camargo, instituição cultural com sede em Porto Alegre/RS, inaugura uma série de ações e atividades que dão continuidade ao seu processo de reposicionamento e ampliação de sua programação. A abertura de duas novas exposições – Iberê Camargo: formas em movimento e a coletiva Caixa Preta –, o lançamento do novo website da Instituição e a ampliação do programa educativo acontecem no dia 18 de agosto, sábado.

De 18 de agosto a 7 de outubro, a exposição Iberê Camargo: formas em movimento reúne obras do artista e apresenta um recorte panorâmico de sua produção por meio de eixos temáticos que acompanham sua trajetória, desde seus desenhos de criança até as obras mais expressionistas dos anos 1980 e 1990. Organizada pelo Acervo em conjunto com o Programa Educativo da Fundação, a mostra traz cerca de 80 obras – muitas delas expostas na Fundação pela primeira vez – que demonstram a versatilidade e de Iberê e a potência de sua obra. Apoiada em um amplo projeto educativo – que estabelece uma concepção expandida de curadoria, alicerçada em uma dinâmica colaborativa e interativa – a exposição permite que o público dialogue com o espaço expositivo, que será transformado em ateliê. Está prevista uma intensa programação de atividades paralelas, como oficinas, seminários e cursos com diferentes linguagens e diferentes idades e propostas, Serão duas ou mais atividades por dia aos finais de semana, que contemplam crianças, adolescentes, adultos e famílias (veja no serviço abaixo as atividades do fim de semana de 18 e 19 de agosto).

Com curadoria de Bernardo José de Souza, Eduardo Sterzi, Fernanda Brenner e Veronica Stigger, a coletiva Caixa Preta apresenta, de 18 de agosto a 14 de outubro, obras de cerca de 40 artistas – entre fotógrafos, poetas, arquitetos, cineastas e artistas visuais – como Augusto de Campos, Júlio Plaza, Carlos Fajardo, Eliseu Visconti, Chelpa Ferro, Iberê Camargo, Manabu Mabe, Mauro Restiffe, Nuno Ramos, Oscar Niemeyer e Waltercio Caldas. Usando como metáfora a caixa-preta dos aviões – que registram importantes informações que antecedem um momento crítico, ao mesmo tempo em que guardam outras informações banais –, a exposição reflete sobre a relação entre arte e mundo, entre algumas obras de arte e o atual momento político do país e do mundo, mas também entre essas obras e o sistema das artes. Dessa forma, a exposição reúne “caixas-pretas” muito singulares, a serem localizadas, abertas, interpretadas e reinterpretadas. Os curadores pesquisaram e investigaram diversas coleções e acervos, públicos, privados e pessoais, na busca por elementos sem visibilidade, de interesse relativo ou simplesmente esquecidos, no intuito de aprofundar questões presentes nas muitas “caixas-pretas” com as quais convivemos, sejam elas de teor histórico, acadêmico ou artístico.

A exposição vai contar com uma série de atividades paralelas, como o Seminário Sobre acidentes e caixas-pretas do passado, do presente e do futuro, em que historiadores, engenheiros, filósofos e outros especialistas analisam as relações entre arte, política, ciência e história (veja no serviço abaixo as informações da primeira edição do seminário).

O novo site da Fundação – www.iberecamargo.org.br – vai ao ar também no dia 18, mais dinâmico e rico em conteúdo. A partir do site, o visitante pode acessar facilmente diversos conteúdos, como as notícias mais recentes e o calendário de eventos como exposições, shows, cinema, cursos, seminários e oficinais. Um dos destaques do site é a coleção completa de gravuras produzidas no Programa Artista Convidado do Ateliê de Gravura, reunindo mais de 300 obras de mais de 100 artistas de renome nacionais e internacionais e que hoje integram o acervo da instituição. Uma seção destinada ao Programa Educativo possibilita uma comunicação mais ágil para o agendamento de grupos e a realização de atividades e oficinas. Na seção Acervo estarão disponíveis mais de 400 obras de destaque da coleção da Fundação Iberê Camargo e outras 200 inéditas ou raramente acessíveis, muitas delas fotografadas pelo próprio artista ou por sua esposa e companheira D. Maria, que hoje se encontram em coleções públicas e privadas do Brasil e do exterior.

Desenvolvido pela empresa carioca Tuut com contribuições do designer Pablo Ugá, o site traz também informações sobre vida e obra de Iberê Camargo, a Fundação e as exposições já realizadas – desde a primeira, em 1999, quando a Instituição ainda funcionava na antiga residência de Iberê –, além de materiais relacionados, como catálogos e materiais didáticos. O planejamento, a gestão e a edição de conteúdo foram realizados por Gustavo Possamai, Bernardo de Souza, Gabriela Magagnin e Lucas Pierozan, membros da equipe da Fundação. Com design responsivo (que se ajusta automaticamente a monitores, tablets e smartphones), o novo site é bilíngue (português e inglês) e otimizado para facilitar o acesso de mecanismos de busca e possui integração com as mídias sociais, permitindo o compartilhamento fácil de informações.

 

PROGRAMAÇÃO DO FIM DE SEMANA

SÁBADO, 18 de agosto

Das 14h às 19h – Abertura das exposições Caixa Preta e Iberê Camargo: formas em movimento e lançamento do novo site da Fundação www.iberecamargo.org.br

Às 15h – atividade para adolescentes e adultos: Desenho de Modelo Vivo – oficina quinzenal de desenho de modelo vivo com diferentes acessórios. A oficina propõe exercícios de observação e desenho de figura humana, tal qual Iberê realiza em seu ateliê. Local: Ateliê de Criação. Vagas: 12. Duração: 40min. Os participantes poderão se inscrever para uma ou mais datas, contribuindo com o valor de R$10,00 por aula. Os participantes devem levar material de uso pessoal (recomenda-se:5 folhas A1, lápis 6B, apontador/estilete). As inscrições podem ser feitas pelo link: https://goo.gl/forms/98WroYPyyh5OMs552

Às 16h – atividade para jovens e adultos: Leitura dramatizada de contos do livro Gaveta dos Guardados, de Iberê Camargo. Local: sala de leitura, 3º andar. Vagas: 30

Às 16h – Conversa com os curadores da exposição Caixa Preta – Bernardo José de Souza, Eduardo Sterzi, Fernanda Brenner e Veronica Stigger. Local: auditório

Às 17h – 1º encontro do Seminário Caixa Preta – Encaixotando o Brasil: caixas pretas, caixas de Pandora e caixinha de surpresas da nossa história – palestra com o historiador Eduardo “Peninha” Bueno. Local: auditório

DOMINGO, 19 de agosto

Das 14h às 19h – Visitação às exposições Caixa Preta e Iberê Camargo: formas em movimento

Às 15h – atividade para famílias: Retrato de duplas (livre) – exploração das possibilidades da realização de um retrato utilizando a técnica do desenho, aliada aos sentidos táteis e visuais, investigando o vínculo afetivo e a memória estabelecida entre as duplas participantes. Vagas: 15 duplas, 30 participantes por inscrição prévia pelo link https://goo.gl/forms/DwvLOJnIVDniRGKk1

Às 16h – atividade para todas as idades: Conversando com Iberê – Laura Castilhos, representando a Confraria da Ilustração, irá dialogar com o público sobre as ilustrações realizadas por Iberê no seu livro No Andar do Tempo. Vagas: 30 participantes, com inscrição prévia, pelo link https://goo.gl/forms/Sa9IobuOgQNeHfts2

Às 16h – Cine Iberê – Enigma de Um Dia (20min, 1996, Brasil) e O Pintor (48min, 1995, Brasil), de Joel Pizzini – sessão única e comentada pelo diretor Joel Pizzini. Classificação livre. Entrada franca por ordem de chegada. Local: auditório

Às 17h – atividade para todas as idades: De três em três: desvendando o Iberê – mediação na mostra Iberê Camargo: formas em movimento. A cada domingo, três obras de Iberê serão apresentadas contando aquilo que há por trás do quadro, as histórias, curiosidades, especificidades técnicas ou percursos e influências. A atividade se repete aos domingos, até o dia 16 de setembro, sempre com novas obras abordadas. Vagas: 15, com inscrição prévia pelo link https://goo.gl/forms/ceNW5fOfqsUNh97t1 (é possível se inscrever para todas as edições ou apenas para uma delas no mesmo formulário)

Fundação Iberê Camargo – Avenida Padre Cacique, 2000

Visitação: sábados e domingos, das 14h às 19h (último acesso às 18h45min). De quarta a domingo, a Fundação Iberê Camargo também atende a grupos agendados. Para fazer um agendamento, basta ligar para o Programa Educativo – 51 3247 8000

ENTRADA FRANCA

Como chegar:

A Fundação Iberê dispõe de estacionamento pago, operado pela Safe Park.

As linhas regulares de lotação que vão até a Zona Sul de Porto Alegre param em frente ao prédio, assim como as linhas de ônibus Serraria 179 e Serraria 179.5. É possível tomá-las a partir do centro da cidade ou em frente ao shopping Praia de Belas. O retorno pode ser feito a partir do Barra Shopping Sul, por onde passam diversas linhas de ônibus com destino a outros pontos da cidade.

Pedestres e Ciclistas: existe uma passagem para que pedestres e ciclistas possam atravessar a via em segurança. A passarela é acessada pelo portão de entrada do estacionamento. A Fundação também dispõe de um bicicletário, localizado nos fundos do prédio.

Site: www.iberecamargo.org.br

Fanpage: www.facebook.com/fundacaoiberecamargo

Instagram: @ f_iberecamargo

Visita virtual Google Artes & Culture – https://goo.gl/wYr75v

Exposição Iberê Camargo: formas em movimento

Artista: Iberê Camargo

Curadoria: equipes do Acervo e Programa Educativo

Local: 3º e 4º andares

Período de exibição: de 18 de agosto a 7 de outubro de 2018

Classificação indicativa: Livre
Exposição Caixa Preta

Artistas: Alfi Vivern | Augusto de Campos e Julio Plaza | Carlos Augusto Lima | Carlos Fajardo | Carlos Zilio | Chelpa Ferro | Daniel Jacoby | Dirnei Prates | Eliseu Visconti | Fabiana Faleiros | Fernando Corona | Frederico Filippi | Gilberto Perin | Guilherme Peters e Roberto Winter | Iberê Camargo | Jac Leirner | Jeronimus Van Diest | Jordi Burch | José Marchand Assumpção | Kevin Simón Mancera | Letícia Lopes | Manabu Mabe | Mauro Restiffe | Nuno Ramos | Oscar Niemeyer | Pedro Motta | Pedro Victor Brandão | Rafael Borges Amaral | Regina Parra | Rodrigo Matheus | Runo Lagomarsino | Telmo Lanes e Rogério Nazari | Waltercio Caldas | Wilfredo Prieto

Curadoria: Bernardo José de Souza, Eduardo Sterzi, Fernanda Brenner e Veronica Stigger

Local: 2º andar

Período de exibição: de 18 de agosto a 14 de outubro de 2018

Classificação indicativa: Livre

Movimento da Fertilidade em Porto Alegre: iniciativa conscientiza população sobre a capacidade de ter filhos

Movimento da Fertilidade em Porto Alegre: iniciativa conscientiza população sobre a capacidade de ter filhos

Agenda Cidade Crianças Destaque Porto Alegre Saúde Tecnologia Trabalho

Os cuidados para preservar a fertilidade natural e os riscos da gravidez tardia são os objetivos do Movimento da Fertilidade  que desembarca na capital Porto Alegre em 28 de julho para uma manhã de atividades esportivas e um bate papo descontraído com equipe médicas especializadas em reprodução humana.  O público alvo são jovens em idade reprodutiva – dos 20 aos 35 anos, que representam hoje cerca de 25% da população do país. As atividades físicas acontecem no Parque Moinho de Vento.

Além de dar dicas de como otimizar a fertilidade por meio dos métodos naturais, os ginecologistas e embriologistas vão tirar dúvidas sobre os procedimentos de reprodução assistida.  A iniciativa da Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida (SBRA) também vai orientar àqueles que desconhecem os riscos de uma gravidez tardia – isso porque, de acordo com o IBGE, as gestações entre 30 e 39 anos aumentaram de 22,5% para 30,8% nos últimos anos. “Uma parcela da população que opta por adiar a gravidez ainda desconhece as chances do resultado ser bem sucedido. Queremos propagar essa mensagem porque a idade é um fator determinante para a fertilidade. Ao longo da vida, os óvulos envelhecem e a produção de espermatozoides perde qualidade. Todo esse processo demanda um planejamento prévio”, explica a presidente da SBRA, Hitomi Nakagawa.

Dr. Nilo Frantz, um dos representantes do Movimento da Fertilidade em Porto Alegre chama a atenção para a necessidade de homens e mulheres acompanharem de perto sua saúde reprodutiva.” Muitos casais deixam a gravidez para mais tarde sem saber qual seu real potencial fértil. Para não correr riscos, é importante que se faça avaliações periódicas, ressalta Dr. Nilo.

A programação matinal contempla ações educativas com foco na saúde, entre elas: aulas de dança, treinamento funcional e massagens express. A inscrição, é solidária, e deve ser realizada no ato do evento. Os interessados devem levar um pacote de fraldas, que será doado a entidades de acolhimento a mães e bebês carentes. Outras duas capitais das regiões Sul e Centro Oeste também sediam a terceira etapa do Movimento, Curitiba (PR) e Goiânia (GO), no dia 28 de julho.

Movimento da Fertilidade  – A primeira etapa aconteceu em Junho – mês mundial de conscientização sobre a fertilidade – na Região Nordeste. Mais de 500 pessoas estiveram presentes em Recife (PE), Fortaleza (CE) e Salvador (BA). A segunda etapa vai acontecer em 21 de julho nas capitais da região Sudeste e, no dia 4 de agosto, a ação nas dez cidades brasileiras se encerra em Brasília (DF).

DADOS – Organização Mundial da Saúde (OMS) considera infértil um casal que mantém relações sexuais sem métodos contraceptivos durante 12 meses sem engravidar. Segundo a OMS, há mais de 50 milhões de pessoas no mundo nessa condição sendo que 8 milhões de brasileiros podem ser inférteis. “Por isso, queremos estimular nas pessoas uma consciência sobre o tema e sobre a importância de adotar hábitos saudáveis de vida somado à uma rotina de acompanhamento médico”, afirma Nakagawa.

 

Serviço – Movimento da Fertilidade – Porto Alegre
Data: Sábado, 28 de julho de 2018

Horário: 8h às 11h

Local: Parque Moinho de Vento

Inscrição solidária: Os interessados devem doar um pacote de fraldas no dia do evento. As primeiras 200 pessoas ganharão um kit com camiseta + viseira.

 

Programação

08h00 – Abertura, credenciamento e entrega de kits mediante a inscrição solidária

08h20 – Aula de Zumba

09h00 – Orientação Médica: Movimento da Fertilidade – Prevenção da Infertilidade Humana

09h15  – Aula de FitDance

10h00 –  Intervalo

10h10 – Treino Funcional para Corrida (30 minutos funcional + 20 min caminhada)

10h50 – Encerramento e agradecimentos

Porto Alegre: Adotante das áreas verdes da Orla deverá ser conhecido nesta terça

Porto Alegre: Adotante das áreas verdes da Orla deverá ser conhecido nesta terça

Cidade Crianças Destaque Poder Política Porto Alegre Segurança Turismo

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente e da Sustentabilidade (Smams) realiza nesta terça-feira, 10, a abertura do envelope com a proposta da empresa interessada em adotar as áreas verdes do Parque Urbano da orla do Guaíba. O ato oficial está marcado para as 9h, na sede da Smams (avenida Carlos Gomes, 2120, sala 111), e contará com a participação do secretário municipal do Meio Ambiente e da Sustentabilidade, Maurício Fernandes. “A Smams é responsável pela administração de praças e parques desde 1976 e atua, desde 1986, com adoções de praças e parques, motivo pelo qual, essa nova adoção deverá servir de aprimoramento dos conceitos até então utilizados”, destaca Fernandes.

A manifestação de interesse terminou no dia 21 de junho e a proposta recebida será analisada com base nos requisitos dispostos no edital. Se aprovada, o adotante da orla será conhecido logo após a abertura do envelope.

Trecho 1 – A adoção poderá contemplar, além do trecho 1 da orla, que vai da Usina do Gasômetro até a Rótula das Cuias, incluindo a Praça Júlio Mesquita, outras áreas no entorno do Parque Urbano da orla do Guaíba, tais como: os canteiros centrais da avenida Edvaldo Pereira Paiva, as rótulas de trânsito e parte do parque ainda não revitalizado, entre o primeiro trecho e o Anfiteatro Pôr do Sol.

Contrapartida – O adotante poderá instalar conjunto de placas de sinalização visual, de natureza institucional, sem exploração comercial, respeitando a legislação e mediante análise da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e da Sustentabilidade (Smams). O prazo previsto para a adoção é de 12 meses, que poderá ser prorrogado por igual período. O adotante contribui para a cidade e constrói uma imagem positiva da sua marca junto aos cidadãos.

Trabalho infantil: MPT convida emissoras de rádio e TV para participarem de campanha com temática esportiva

Trabalho infantil: MPT convida emissoras de rádio e TV para participarem de campanha com temática esportiva

Crianças Destaque Direito Economia Negócios Trabalho

Campanha da Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho de Crianças e Adolescentes (Coordinfância), promovida pelo Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Sul (MPT-RS), recebeu o apoio da Associação Gaúcha de Emissoras de Rádio e Televisão (Agert). A instituição encaminhará o áudio e o vídeo da campanha a suas 341 emissoras afiliadas (155 emissoras AM, 164 FM e 22 estações de TV) , que podem aderir voluntariamente à campanha.

Além de rádios e TVs, foram também convidadas operadoras de salas de cinema do Estado. Com o grupo Flix Media, que cria anúncios pré-filme, foi realizada reunião no último mês; com as demais, o contato se deu mediante ofício. O Cine Victoria confirmou a participação na campanha.

A campanha tem como slogan “Quando a infância é perdida, não tem jogo ganho” e é mais uma iniciativa do MPT, que tem o combate ao trabalho infantil e a regularização do trabalho adolescente como uma de suas metas institucionais prioritárias. No Brasil, não é permitido trabalhar antes de 16 anos, exceto na condição de aprendiz, a partir dos 14. Entre os 16 e os 18 anos, pode-se trabalhar, desde que não seja em ambiente perigoso, insalubre, ou em horário noturno.

Nos últimos seis anos (2012 a 2017), 15.675 crianças e adolescentes no Brasil (até 17 anos) foram vítimas de acidentes graves no trabalho, segundo o Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, ferramenta do MPT e da Organização Internacional do Trabalho (OIT). Do total de vítimas, 72% (11.329) são do sexo masculino e 27,7% (4.346) são do sexo feminino.

 

Clique aqui para assistir ao vídeo

Câmara pode votar nesta quarta projeto da Escola sem Partido

Câmara pode votar nesta quarta projeto da Escola sem Partido

Agenda Comportamento Comunicação Crianças Cultura Destaque Educação Poder Política
A Câmara dos Deputados pode votar nesta quarta-feira (4) a proposta que cria o programa Escola sem Partido. O projeto altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) para afastar a possibilidade de oferta de disciplinas com conteúdo de “gênero” ou “orientação sexual” em escolas de todo o país.

Pelo texto do relator, deputado Flavinho (PSC-SP), cada sala de aula terá um cartaz com seis deveres do professor, entre os quais está a proibição de usar sua posição para cooptar alunos para qualquer corrente política, ideológica ou partidária. Além disso, o professor não poderá incitar os alunos a participar de manifestações e deverá indicar as principais teorias sobre questões políticas, socioculturais e econômicas.

Brasília - Deputado Flavinho (PSB/SP) fala durante discussão do processo de impeachment de Dilma, no plenário da Câmara (Valter Campanato/Agência Brasil)
Deputado Flavinho, relator do projeto Foto: Valter Campanato/ABr

Segundo o relator, o problema da doutrinação política e sexual no ambiente escolar é “latente, crônico e traumático” e tem sido negligenciado ao longo dos anos no Brasil. “Há muitos anos, tem sido jogado para debaixo do tapete e acobertado sob o manto da liberdade de expressão e da liberdade de cátedra dos doutrinadores travestidos de docentes. Não podemos mais permitir que os alunos, parte mais vulnerável do processo, e suas famílias sejam constantemente atacados em seus direitos e vilipendiados em suas convicções pessoais”, afirmou o deputado à Agência Brasil.

O projeto está pautado para ser votado na comissão especial criada para discutir o assunto e tramita em caráter conclusivo. Caso aprovado, pode ser encaminhado diretamente para apreciação do Senado. Como se trata de um tema polêmico, deputados podem recorrer para que a matéria também seja analisada pelo plenário da Câmara.

As diretrizes estabelecidas no projeto também devem repercutir sobre os livros paradidáticos e didáticos, as avaliações para o ingresso no ensino superior, as provas para o ingresso na carreira docente e as instituições de ensino superior.

O projeto inclui na LDB a ideia de que os valores de ordem familiar têm precedência sobre a educação escolar nos aspectos relacionados à educação moral, sexual e religiosa. Pelo texto de Flavinho, a lei entraria em vigor dois anos após aprovada.

Críticas

Crítico do Escola sem Partido, o deputado Bacelar (Pode-BA) já apresentou formalmente um voto contrário ao parecer de Flavinho. Segundo o parlamentar baiano, o projeto tem trechos inconstitucionais, e o texto apresentado pelo relator “não sana tais problemas, ao contrário, torna-os extremamente evidentes”.

“Não é razoável pensar na relação entre as liberdades de ensinar e de aprender sem considerar prioritariamente a base de toda a pedagogia, que é a relação ensino-aprendizagem. Para nós, não faz sentido a indagação do parecer ‘Até onde vai o direito de ensinar [do professor], de modo a não colidir com o direito de aprender [do aluno]?’ Na verdade, a liberdade de ensinar não existe sem a de aprender, e ambas não se concretizam se não houver relação ensino-aprendizagem efetiva”, afirmou Bacelar.

De acordo com o deputado, é um equívoco a matéria colocar a liberdade de aprender e de ensinar como aspectos contraditórios. “Além de colocar as liberdades de aprender e de ensinar como se fossem direitos antagônicos, e não interrelacionados em uma dinâmica sempre complexa, o relator afirma que a ‘liberdade de expressão’ do professor só pode ser exercida em contextos alheios ao exercício da sua função, o que é um absurdo.”

Bacelar afirmou ainda que a retirada do conteúdo de “gênero” ou “orientação sexual” é preconceituosa e fere a Constituição Federal. “Tal expressão traz consigo uma extrema distorção do que seriam estudos de gênero e não é sequer definida ou utilizada no meio acadêmico. É utilizada apenas por aqueles que, eles, sim, carregam uma ideologia muito clara: uma ideologia machista, autoritária, heteronormativa e avessa a direitos humanos”, argumentou Bacelar.

Para o relator da proposta, a medida não limita o plano curricular, “nem fere a liberdade de expressão do cidadão, que deve ser usada na sua esfera pessoal, e não no ambiente escolar”. Segundo Flavinho, a Constituição Federal não trata de “questões de gênero”, mas do devido respeito a todos, independentemente de raça, sexo, cor ou religião.

Cartaz

Pela proposta, deverá ser afixado em todas as escolas públicas e privadas do país um cartaz com o seguinte conteúdo, que seriam os deveres do professor :

1. Não se aproveitará da audiência cativa dos alunos, com o objetivo de cooptá-los para nenhuma corrente política, ideológica ou partidária;

2. Não favorecerá, nem prejudicará os alunos em razão de suas convicções políticas, ideológicas, morais ou religiosas;

3. Não fará propaganda político-partidária em sala de aula, nem incitará os alunos a participar de manifestações, atos públicos e passeatas;

4. Ao tratar de questões políticas, socioculturais e econômicas, apresentará aos alunos, de forma justa, as principais versões, teorias, opiniões e perspectivas concorrentes a respeito;

5. Respeitará o direito dos pais a que seus filhos recebam a educação moral que esteja de acordo com suas próprias convicções;

6. Não permitirá que os direitos assegurados nos itens anteriores sejam violados pela ação de terceiros, dentro da sala de aula.                                (Heloisa Cristaldo /Agência Brasil )

Caso Lázaro: Menino de 8 anos foi morto por disparo acidental da arma do pai do amigo, diz delegada; do Diário de Santa Maria

Caso Lázaro: Menino de 8 anos foi morto por disparo acidental da arma do pai do amigo, diz delegada; do Diário de Santa Maria

Crianças Destaque Direito Obituário Segurança

A Polícia Civil de Santa Maria convocou uma coletiva de imprensa na tarde desta sexta-feira para dar detalhes da investigação da morte do menino de 8 anos Lázaro Augusto Fernandes Peres, 8 anos (foto ao lado), encontrado morto no pátio em frente à casa de um amigo, no dia 19 de junho deste ano, no Bairro Caturrita. O menino tinha marcas de disparo de arma de fogo em um dos olhos.

Conforme a titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), Luiza Santos Sousa, que esteve à frente da investigação, Lázaro foi morto por um disparo acidental, efetuado com a arma do pai de seu amiguinho, que tem 9 anos. Inicialmente, o menino havia dito à delegada que Lázaro chegou já ferido no local, pedindo por socorro. O amigo teria aberto a porta da casa e perguntado o que havia acontecido, quando Lázaro caiu. Entretanto, em um novo depoimento, o menino confessou ter disparado por acidente, enquanto tentava mostrar a arma para o amigo. A reportagem completa está no Diário de Santa Maria.

Porto Alegre: 2º Ué?! Sopa! arrecada R$ 50 mil reais

Porto Alegre: 2º Ué?! Sopa! arrecada R$ 50 mil reais

Agenda Cidade Crianças Gastronomia Notícias

Sucesso de público e de renda. Esse é o resumo da 2ª edição do Ué?! Sopa! realizado na noite desta segunda-feira, 25 de junho, na Associação Leopoldina Juvenil. A renda arrecadada com o evento foi de R$ 50 mil reais e será revertida na totalidade para o projeto WimBelemDon que atende crianças e adolescentes em vulnerabilidade social da região sul de Porto Alegre. Cerca de 400 pessoas compareceram ao jantar que contou com sopas e doces feitos pelos chefs Marcelo Schambeck, Marcos Livi, Lucas Corazza, Marcelo Gonçalves, Mariana Dedavid, Amanda Selbach e Neka Menna Barreto.

26João Pires FOTOJUMPMarcelo Ruschel, fundador do WimBelemDon, agradeceu a todas as pessoas que colaboraram de alguma forma com o evento. “Temos que lembrar que tudo que a gente faz é para mudar para melhor e há 18 anos formamos cidadãos. Possibilitamos as ferramentas a cada criança e adolescente visando que alcancem seus sonhos”, afirma Ruschel. Já o embaixador do projeto Fernando Meligeni destacou que, desde que conheceu a iniciativa, foi como amor à primeira vista. “Vejo o quanto mudamos e influenciamos nossos educandos. Todos têm garra, atitude e perseverança em função das atividades proporcionadas pelo WimBelemDon”, destaca o ex-tenista.

O evento teve o violinista Hique Gomez como mestre de cerimônias. A parte cultural ficou por conta de Sady Homrich, das bandas Regional Laranjal e Jazz Gig, além do músico Maurício Barca Fingerstyle e do DJ Capra. Dufrio e Camicado patrocinaram o evento que teve o apoio da Associação Leopoldina Juvenil, Plaza Hotéis Resorts e Spas, GWA Turismo e Eventos, Destemperados, Uniritter, Della Nonna, Fruki, Dado Bier, Grand Cru, Bendito Design, QG Assessoria de Imprensa, RS Loca, Print Paper, Guarda Bem Self Storage, Impacto Vento Norte, OpenStage Music Store, Claudio Solano Gastronomia, Kieling Multimodal, Petit, Fernanda Rosa Flores Boutique e Autentique Eventos.

Porto Alegre: Projeto que reduz filas de espera para consultas com especialistas será lançado nesta quinta-feira

Porto Alegre: Projeto que reduz filas de espera para consultas com especialistas será lançado nesta quinta-feira

Agenda Cidade Crianças Destaque Marchezan Porto Alegre prefeitura Saúde

A prefeitura de Porto Alegre, o Hospital Sírio Libanês e o TelessaúdeRS-UFRGS anunciam nesta quinta-feira, 28, a ampliação de um projeto que ajudará a reduzir as filas de espera para consulta com especialista em cinco capitais brasileiras, entre elas Porto Alegre. O evento de lançamento ocorre às 18h desta quinta-feira, no Salão Nobre da prefeitura e contará com a presença o Ministro da Saúde, Gilberto Occhi, do prefeito Nelson Marchezan Júnior, do secretário municipal de Saúde, Erno Harzheim, do coordenador do TelessaudeRS-UFRGS, Roberto Umpierre, além dos gestores do Hospital Sírio Libânes, o diretor geral, Paulo Chapchap e o diretor executivo, Fernando Torelly.

Batizado de Regula+Brasil, faz parte do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS) e será implementado pelo Hospital Sírio-Libanês em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e a Prefeitura de Porto Alegre.