Empresas públicas de Porto Alegre devem publicar seus demonstrativos financeiros até o final de abril

Empresas públicas de Porto Alegre devem publicar seus demonstrativos financeiros até o final de abril

Cidade Destaque Direito Direito do Consumidor Economia Porto Alegre prefeitura

A lei que estipula obrigatoriedade na publicação de demonstrativos financeiros para empresas públicas de Porto Alegre, em vigor desde dezembro de 2018, deve produzir os primeiros efeitos ao final do mês de abril.

unnamed(1)
A lei é de autoria do vereador Felipe Camozzato (Novo). Foto: CMPA

De acordo com o texto, aprovado por unanimidade pela Câmara de Vereadores, passou a ser obrigatório que estatais de Porto Alegre disponibilizem seus balanços financeiros na internet, até o final do primeiro quadrimestre do ano subsequente, com acesso irrestrito à população. Para o autor da proposta, vereador Felipe Camozzato (Novo), a medida auxilia na fiscalização das entidades. “A aprovação do projeto é sinônimo de mais transparência e nivelamento da gestão pública aos moldes da privada. Isso é um avanço muito grande para a Capital e uma ferramenta para atuação fiscalizadora dos cidadãos porto-alegrenses”, afirma.

A lei é um marco na construção de um melhor padrão de governança para as empresas municipais, uma vez que a necessidade de apresentação das demonstrações contábeis por parte das empresas estatais decorre diretamente da Constituição (art. 173, § 1º, I e II), bem como da Lei Federal nº 6.404, de 1976, e alterações posteriores (art. 176). Além disso, desde 2016, há expressa previsão de adequação das empresas estatais ao regime típico das empresas privadas.

CNI reitera posição contrária ao tabelamento do frete

CNI reitera posição contrária ao tabelamento do frete

Destaque Direito Direito do Consumidor Economia Negócios Notícias Poder Política

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) vê com preocupação os efeitos que o tabelamento do frete e eventuais indexações de preços podem trazer para a economia e para a livre concorrência.  Para a indústria, fixação de preços mínimos prejudica livre mercado e já trouxe efeitos negativos para a economia e para a recuperação do mercado de trabalho.

Estudo recente da entidade mostrou os impactos negativos trazidos à economia brasileira em 2018 pela política de tabelamento, entre eles a redução do crescimento do PIB em R$ 7,2 bilhões e prejuízos à recuperação do mercado de trabalho. De acordo com a CNI, com menor crescimento da economia, 203 mil postos de trabalho deixaram de ser criados.

“A política de preços mínimos traz distorções para a economia e não representa solução eficaz para os problemas hoje enfrentados por caminhoneiros autônomos”, afirma o presidente da CNI em exercício, Glauco José Côrte.

Europa lança diretrizes éticas para o uso da inteligência artificial

Europa lança diretrizes éticas para o uso da inteligência artificial

Destaque Direito Direito do Consumidor Economia Educação Mundo Tecnologia
Um grupo de especialistas da União Europeia divulgou nesta semana um documento com diretrizes éticas para nortear o desenvolvimento de tecnologias de inteligência artificial. Estas são utilizadas em diversas atividades, da seleção as publicações mostradas nas redes sociais a sistemas de avaliação de crédito.

O termo inteligência artificial é empregado para caracterizar sistemas que ofertam serviços a partir de uma sofisticada capacidade de processamento de informação, semelhante ou até superior à de seres humanos. Determinadas tecnologias já tiveram desempenhos melhores do que de pessoas, seja em um jogo, em um diagnóstico ou no reconhecimento de imagens ou textos.

O documento faz parte de um processo da União Europeia para estabelecer uma visão “centrada em humanos” para a construção de soluções “confiáveis” desse tipo de sistemas. Esta pode se materializar tanto em legislações e normas administrativas como em orientações gerais para os fabricantes e projetos de pesquisa.

Uma diretriz é a relevância da participação e do controle dos seres humanos, com objetos técnicos que promovam o papel e os direitos das pessoas, e não prejudiquem estes. Uma orientação complementar é a garantia de que os sistemas considerem a diversidade de segmentos e representações humanas (incluindo gênero, raça e etnia, orientação sexual e classe, entre outros), evitando atuações que gerem discriminação.

Segundo o documento, os sistemas de IA devem ser “robustos” e “seguros”, de modo a evitar erros ou a terem condição de lidar com estes, corrigindo eventuais inconsistências. Esses problemas podem ter sérios impactos na sociedade, como a discriminação de pessoas no acesso a um serviço ou até mesmo quedas de bolsas cujas compras e vendas de ações utilizam essas tecnologias.

Ao mesmo tempo, o texto destaca a necessidade de assegurar a transparência dos sistemas. Isso porque a opacidade dessas tecnologias pode trazer riscos, uma vez que seu caráter inteligente torna mais difícil entender porque determinada operação ou decisão foi tomada de uma determinada maneira e não de outra. Assim, os autores defendem que um sistema de IA deva ser “rastreável” e “explicável”, para que não haja dificuldades na compreensão de sua atuação.

Pelo documento, essas soluções técnicas devem assegurar a privacidade e o controle dos cidadãos sobre seus dados. As informações coletadas sobre um indivíduo não podem ser utilizadas para prejudicá-lo, como em decisões automatizadas que o discriminam em relação a alguém. Estudos já mostraram como essas tecnologias podem incorporar vieses, privilegiando, por exemplo, pessoas brancas em detrimento de negros na caracterização ou na oferta de um serviço.

O vice-presidente para o Mercado Único Digital da União Europeia, Andrus Ansip, destacou a importância do tema. “A dimensão ética da Inteligência Artificial não é só um luxo ou um acréscimo. É somente com confiança que nossa sociedade pode se beneficiar plenamente dessas tecnologias. Uma IA ética é uma proposta que traz ganhos e que pode ser uma vantagem competitiva para a Europa: ser uma líder de tecnologias de IA centradas em pessoas que usuários possam confiar”. ( Jonas Valente / Agência Brasil)

Porto Alegre: Oskar Metsavaht é presença confirmada na FBV

Porto Alegre: Oskar Metsavaht é presença confirmada na FBV

Agenda Cidade Destaque Direito do Consumidor Economia Negócios

Fundador e diretor de criação e estilo da Osklen, Oskar Metsavaht, é o palestrante que abrirá o segundo dia do Congresso Brasileiro do Varejo, na 7ª Feira Brasileira do Varejo (FBV). Sua palestra acontece no dia 29 de maio, às 9h30, no Centro de Eventos da FIERGS, e estima reunir um público de 750 pessoas com quem irá dividir seus cases e processos criativos. Metsavaht carrega em seu trabalho duas fortes marcas: a arte e a sustentabilidade.

Idealizador do studio OM.art, no Jockey Club do Rio de Janeiro, que abriga um espaço expositivo com conteúdos de reflexão sobre arte, ciência e filosofia e onde está instalado seu atelier de artes plásticas e seu escritório para desenvolvimento de projetos de arte. É fundador e presidente do Instituto-e, organização não- governamental que realiza diversos projetos socioambientais, além de ser Embaixador da Boa Vontade da UNESCO para Cultura de Paz e Sustentabilidade. À frente da Osklen, foi pioneiro a falar em moda sustentável ao lançar, em 1998, a primeira t-shirt feita em algodão orgânico. Ao longo de 10 anos, já reciclou mais de 1 milhão e meio de garrafas PET para criação de peças e-fabrics.

O Congresso Brasileiro do Varejo acontece nos dias 28,29 e 30 de maio. Os ingressos estão disponíveis no site www.feirabrasileiradovarejo.com.br. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 3025.8300 ou pelo e-mail fbv@feirabrasileiradovarejo.com.br.

 

Senado decide que consumidor tem direito a celular reserva. Para virar lei são necessárias novas votações na Câmara

Senado decide que consumidor tem direito a celular reserva. Para virar lei são necessárias novas votações na Câmara

Comunicação Direito do Consumidor Notícias
O Senado aprovou ontem (11) uma lei que garante ao consumidor o direito de receber um telefone celular reserva enquanto o seu estiver na assistência técnica para reparos. O texto se refere apenas a aparelhos ainda na garantia. O texto veio da Câmara, mas, como sofreu alterações no Senado, volta para apreciação dos deputados.

O projeto inicial, de 2015, previa que o aparelho reserva deveria apenas fazer e receber ligações. O Senado incluiu a obrigatoriedade de acessar a internet, usando o plano de dados do consumidor. A sessão foi realizada na manhã desta quinta-feira e foi presidida por Eduardo Gomes (MDB-TO).

Segundo o texto aprovado hoje, basta o consumidor apresentar o aparelho defeituoso na assistência técnica autorizada. O aparelho reserva deverá ser oferecido gratuitamente. O consumidor deverá devolvê-lo nas mesmas condições em que o recebeu.

“Já consideramos aqui o celular como instrumento e ferramenta de trabalho. Essa iniciativa é uma importante conquista do consumidor brasileiro”, disse o senador Eduardo Gomes. Caso a Câmara confirme as alterações do Senado, o projeto vai à sanção presidencial, alterando o Código de Defesa do Consumidor. (Agência Senado)

Bolsonaro sanciona lei do novo Cadastro Positivo

Bolsonaro sanciona lei do novo Cadastro Positivo

Destaque Direito do Consumidor Economia Notícias
O presidente Jair Bolsonaro sancionou hoje (8), em cerimônia no Palácio do Planalto, a nova Lei do Cadastro Positivo, que torna automática a adesão de consumidores e empresas ao banco de dados que já existe desde 2011, mas cuja participação dos clientes era voluntária. A matéria foi aprovada pelo Congresso Nacional no mês passado.

O serviço do Cadastro Positivo é prestado por empresas especializadas, que avaliam o risco de crédito de empresas e de pessoas físicas com base em históricos financeiro e comercial. Atualmente, esse banco de dados reúne informações de aproximadamente 6 milhões de pessoas. A perspectiva, com a nova lei, que torna a adesão automática, é que alcance 130 milhões de consumidores, segundo o governo.

Além do presidente, acompanharam a cerimônia os ministros da Economia, Paulo Guedes, e da Secretaria-Geral da Presidência, Floriano Peixoto. O secretário de Produtividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa, destacou o alcance da nova lei, que deve incluir milhões de pessoas atualmente fora do mercado de crédito.

“De acordo com estimativas, as mudanças no Cadastro Positivo pode beneficiar cerca 130 milhões de pessoas, inclusive 22 milhões de brasileiros hoje que estão fora do mercado de crédito, embora já apresentem bons históricos de adimplência”, afirmou.

De acordo com o Banco Mundial, a nova lei pode reduzir em até 45% a inadimplência no país, que atualmente atinge mais de 60 milhões de pessoas, segundo dados apresentados pelo secretário. Carlos da Costa também disse que a expectativa é que, nos próximos anos, sejam injetados na economia, em decorrência do Cadastro Positivo, cerca de R$ 1 trilhão em investimentos, sendo que, desse total, cerca de R$ 520 bilhões apenas no âmbito das pequenas e médias empresas.

Banco de dados

O texto aprovado no Congresso e agora sancionado incluiu um dispositivo que estabelece que a responsabilidade do banco de dados, das fontes de informações e dos consulentes por danos causados ao cadastrado será objetiva e solidária, como previsto no Código de Defesa do Consumidor.

A nova lei também estabelece a exigência de que os gestores de bancos de dados realizem ampla divulgação das normas que disciplinam a inclusão no cadastro, além da possibilidade e de formas de cancelamento prévio.

A lei exige ainda que o Banco Central encaminhe ao Congresso Nacional, no prazo de até 24 meses, relatório sobre os resultados alcançados com as alterações no Cadastro Positivo, com ênfase na ocorrência de redução ou aumento dos juros.

Acesso ao crédito

De acordo com a Confederação Nacional dos Dirigentes Logistas (CNDL) e o SPC Brasil, a nova lei do Cadastro Positivo deve tornar o acessso ao crédito mais fácil e com juros menores para os consumidores adimplentes. Para o presidente da CNDL, José César da Costa, a reformulação nas regras dos cadastro dará mais precisão na análise de crédito.

“O Cadastro Positivo eleva o Brasil ao patamar de nações do primeiro mundo que já usam o modelo, assim como os Estados Unidos e União Europeia. As novas regras permitirão, principalmente, que micro e pequenos empresários tenham acesso a informações já utilizadas por instituições financeiras de grande porte, gerando maior segurança no processo de concessão de crédito e estimulando a competição na oferta de crédito entre fintechs, cooperativa, pequenas financeiras e empresas do varejo”, afirma.

Pontuação

Com o Cadastro Positivo, pessoas físicas e jurídicas terão um score de crédito, ou seja, uma nota determinada a partir da análise de estatística dos hábitos de pagamento, de relacionamento com o mercado e dos dados cadastrais. Para quem consulta, apenas o score de crédito estará visível. O histórico de hábitos de pagamentos do cadastrado só será disponibilizado mediante prévia autorização.

No histórico de pagamentos ou na composição do score não serão incluídos elementos relacionados à origem social, etnia, saúde, informações genéticas, sexo, e convicções políticas, religiosas e filosóficas. (Agência Brasil)

Porto Alegre: EPTC tem curso grátis de Noções de Mecânica Básica para Mulheres

Porto Alegre: EPTC tem curso grátis de Noções de Mecânica Básica para Mulheres

Agenda Cidade Destaque Direito do Consumidor Educação Porto Alegre Tecnologia Trabalho

Prosseguem abertas as inscrições para um novo curso de Noções de Mecânica Básica para Mulheres, inserido no Projeto Mulheres em Foco, desenvolvido pela Coordenação de Educação para a Mobilidade (CEM), da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC).

O curso tem apoio do Grupo Autosul e participação da técnica Elaine Rotert. São 40 vagas disponíveis. A aula será das 8h30 às 12h do dia 10 de abril, quarta-feira, na sede da empresa (rua João Neves da Fontoura nº 7, bairro Cidade Baixa). As inscrições são gratuitas, disponíveis na plataforma Sympla. Outras informações pelo email educ@eptc.prefpoa.com.br, ou pelo fone 3289-4486 / 4487.

A atividade Noções Básica para Mulheres faz parte do Projeto EPTC EDUCA, coordenado pela CEM, que prevê, também, uma série de cursos e palestras sobre questões diversas em relação à mobilidade urbana. Alguns cursos são presenciais e outros disponíveis à distância na plataforma EAD.

Elaboração de Parklets
Ainda para abril, igualmente gratuito, está previsto o curso sobre Elaboração de Parklets, com apresentação da arquiteta Vanessa Gross e do engenheiro Marcos Feder, da Gerência de Planejamento de Trânsito e Circulação (GPTC) da EPTC. As inscrições para o curso de parklets estão disponíveis no link.

Demais cursos presenciais do 1º semestre:
Maio – O Transporte Público em Porto Alegre;
Junho – Sinalização;
Julho – Conhecendo o Planejamento de Trânsito e as Demanda da População.

Cursos à distância:
Multiplicadores de Educação para o Trânsito (20 horas);
Pedalando com Segurança (10 horas);
Direção Defensiva (10 horas);
Motociclista Consciente (10 horas).

Cursos à distância EPTC/EAD.

RS: Empresários entregam manifesto ao governador Eduardo Leite pedindo mais diálogo sobre ICMS

RS: Empresários entregam manifesto ao governador Eduardo Leite pedindo mais diálogo sobre ICMS

Direito Direito do Consumidor Economia Negócios Notícias

Uma tarde de mobilização política para o setor empresarial. Entidades de classe aceitaram o convite da Bancada do Partido Novo na Assembleia Legislativa – representada pelos deputados Fábio Ostermann e Giuseppe Riesgo – e levaram ao governador do Estado, Eduardo Leite, a preocupação acerca do Decreto nº 54.308/2018, que regulamenta a restituição do ICMS. O Sindha – Sindicato de Hospedagem e Alimentação de POA e Região, integrando a comitiva, apresentou o ponto de vista dos empresários da gastronomia e hotelaria sobre o tema.

“Com essa medida, o Estado aumenta a inadimplência como um todo. Além disso, o mais razoável seria continuarmos discutindo, pois nós estamos ao lado do governo. Esta carga, que foi imputada neste momento, um dos mais difíceis que já vivemos, precisa de mais diálogo e avaliação sobre algo que seja bom para a sociedade de forma geral, e não só para a arrecadação do Estado”, ponderou o presidente do Sindha, Henry Chmelnitsky, com ênfase no pedido por mais diálogo e nova apreciação.

Os deputados proponentes reiteraram o pedido de sensibilização quanto aos impactos “desta mudança que tira o sono dos empresários gaúchos”. O governador prometeu retomar a análise junto à Secretaria da Fazenda. “Estamos dispostos a discutir essas situações para identificar o melhor caminho”, afirmou Eduardo Leite.

O documento apresentado ao governo estadual sugere três medidas que podem atenuar os impactos negativos das mudanças, como, em curto prazo, a revogação da complementação do ICMS, tornando facultativa a adoção do ajuste para fins de restituição, ou a facultatividade do ajuste e prorrogação da sua aplicação por, no mínimo, seis meses; e, a médio prazo, a revisão do modelo de substituição tributária adotado no RS, com o objetivo de reduzir a burocratização no recolhimento do imposto. Assinaram o manifesto, além dos deputados do Novo, as seguintes entidades: Sindha, Fecomércio, Federasul, Abrasel, Sincodive/Fenabrave-RS, ACPA e CDL-POA.

 

Turismo & Tecnologia: Canela ganha uma aplicativo inovador. O Guia de Canela desenvolvido por Sandra Pecis, Marina Gil e Ilana Bonder  traz inovações e roteiros personalizados para os cerca de 5 milhões de visitantes da cidade serrana

Turismo & Tecnologia: Canela ganha uma aplicativo inovador. O Guia de Canela desenvolvido por Sandra Pecis, Marina Gil e Ilana Bonder traz inovações e roteiros personalizados para os cerca de 5 milhões de visitantes da cidade serrana

Cidade Crianças Cultura Destaque Direito do Consumidor Economia Negócios Notícias Tecnologia Trabalho Turismo
1445608432
Canela oferece tranquilidade, hospitalidade, compras, opção de lazer, gastronomia, belezas naturais, parques, matas nativas e turismo aventura.

A cidade de Canela ganhou essa semana um aplicativo para smartphones. Desenvolvido pela jornalista Sandra Pecis, pela empresária Marina Gil e pela webdesigner Ilana Bonder para a Prefeitura Municipal da cidade, o Guia de Canela traz uma série de inovações e roteiros personalizados para os visitantes da Serra gaúcha, que em 2018, ultrapassaram a marca de 5 milhões de pessoas. “Quando pensamos no aplicativo, vínhamos de uma constatação: a Internet está cheia de informações desencontradas sobre Canela, que confundem os visitantes. Com tanta informação disponível, no que confiar?”, comenta Sandra Pecis, que apostou em um produto interativo e no conteúdo com sabor local.

A ideia de oferecer gratuitamente um produto inovador contou com a receptividade do secretário de Turismo Ângelo Sanches e do prefeito Constantino Orsolin, que agora vão investir na divulgação do aplicativo, seguros de ter nas mãos um grande diferencial.

A ideia de facilidade de uso foi a base do projeto criado por Ilana Bonder, baseada em Nova York, onde cursa o último semestre do mestrado em Tecnologia e Arte Digital Interativa da New York University. “Criei um modelo de navegação para auxiliar o usuário a descobrir todas as funcionalidades do produto. E como o grande diferencial do aplicativo é a qualidade e o sabor local do conteúdo, o foco foi facilitar esse entendimento e a exploração de cada seção proposta”, explica Ilana. Criadora do tradicional Festival de Bonecos e hoje diretora do jornal Nova Época de Canela, Marina Gil, resume: “O visitante se sentirá como se estivesse acompanhado de um guia local”. Para Marina, o guia é um presente da gestão município para toda a comunidade canelense pois beneficia o turismo e todo o seu entorno.

O aplicativo Guia de Canela é gratuito e pode ser encontrado para download na Google Play para usuários de smartphones Android e na Apple Store para IPhones.

1445608357
Canela oferece tranquilidade, hospitalidade, compras, opção de lazer, gastronomia, belezas naturais, parques, matas nativas e turismo aventura.

 

Porto Alegre: O final de semana é de Toquinho no Theatro São Pedro. Músico faz show e confere estreia nacional  do musical Casa de Brinquedos

Porto Alegre: O final de semana é de Toquinho no Theatro São Pedro. Músico faz show e confere estreia nacional do musical Casa de Brinquedos

Agenda Cidade Crianças Cultura Destaque Direito do Consumidor Música Porto Alegre Turismo

O cantor, compositor e violonista Toquinho desembarca no Theatro São Pedro neste fim de semana por dois motivos muito especiais. O músico vem aPorto Alegre para assistir à estreia nacional do musical infantil Casa de Brinquedos, inspirado no mais importante e premiado trabalho de sua carreira, e aproveitará a passagem pela cidade para fazer um show especial em comemoração aos seus mais de 50 anos de estrada.

A curta temporada de apresentações do musical infantil Casa de Brinquedos será de 29 a 31 de março. As primeiras sessões ocorrem nesta sexta-feira, às 10h, 14h10 e 16h, e serão fechadas para escolas. As apresentações abertas para o público serão sábado e domingo, às 16h. Já o show Toquinho 50 Anos, que reúne grandes sucessos da carreira do músico, acontecerá no sábado à noite, às 21h. Os ingressos para as atrações estão à venda emwww.teatrosaopedro.com.br e na bilheteria do Theatro São Pedro.

 

Casa de Brinquedos
Musical Casa de Brinquedos, inspirado na obra homônima do cantor, estreia em Porto Alegre. Foto: Mariana Machado

SOBRE O MUSICAL CASA DE BRINQUEDOS

Com músicas de Toquinho e Mutinho, o espetáculo realizado pela Script Produções tem texto e direção de Carla Candiotto, cenário e figurino de Kleber Montanheiro, luz de Wagner Freire e direção musical e arranjos vocais de Daniel Tauszig. Com 60 minutos de duração e sete atores em cena cantando ao vivo, a peça dosa na mesma medida texto e música. Foram selecionadas sete das onze canções do disco para integrar o musical, entre elas AquarelaO CadernoA BailarinaO Robô, entre outras.

 

Para dar vida às canções e encenar o espetáculo, a diretora Carla Candiotto (prêmios APCA e Coca-Cola Femsa) foi buscar na história a origem desses brinquedos. A proposta do musical é estimular a criatividade, passando a importância e o significado da alma de cada brinquedo de forma irreverente e divertida.

 

Divertido e atual, o texto do espetáculo foi criado pela diretora durante os ensaios. A montagem tem o estilo característico de Carla Candiotto (criadora da premiada Cia Le Plat du Jour, ao lado de Alexandra Golik) – rápidas movimentações em cena, corre-corre, luta e bordões que marcam cada personagem. A paixão pela turma, a linguagem do rap e brincadeiras de quente e frio ajudam a deixar o espetáculo identificado com o universo da garotada.

 

SOBRE O SHOW TOQUINHO 50 ANOS

O espetáculo inicia com Toquinho e seu inconfundível violão, transformando a cena numa sala de visitas, tocando canções que o acompanham desde a infância, que sempre cantou entre amigos. Desta forma, vai interpretando trechos de canções que ele curtia muito em sua meninice, tudo de maneira muito natural; vai definindo alguns blocos num roteiro emocional, sem preocupação didática ou cronológica.

 

Inspirado na vocação e no amor à música homenageia mitos de sua adolescência, que vieram a se transformar em amigos: Tom Jobim, com os clássicos Este seu olharCorcovadoEu sei que vou te amarSe todos fossem iguais a vocêBaden Powell, com Berimbau, e seu grande mestre Paulinho Nogueira, comBachianinha n.º 1. As amizades e parcerias também estão presentes nas canções que fez com Mutinho (Escravo da alegriaO Caderno), e também comJorge Ben Jor, na interpretação de Que Maravilha, seu primeiro sucesso.

 

Toquinho não se esquece do universo infantil; seu talento e sua capacidade de dialogar com as crianças estão presentes em A Bicicleta e A Casa, e encerra o espetáculo com os grandes sucessos que fez com Vinicius de Moraes, incluindo nesse final o grande sucesso Aquarela. Uma síntese dessa criativa parceria de 10 anos.

 

São fragmentos saborosos de 50 anos de talento, virtuosismo, amizades, parcerias, shows e discos pelo Brasil e pelo mundo. Construindo histórias, colocando à prova sentimentos, vivenciando euforias, encontros e solidões, fazendo, todavia, prevalecer sempre a alma transformadora do artista a congregar em torno de sua música a admiração de adultos e crianças, seduzidos pela sua perseverança em ser feliz.

 

É essa felicidade que Toquinho leva ao palco, entrelaçado a seu violão, de quem se tornou irmão e amigo, até confundirem-se em madeira e pele, cordas e coração.

 

SERVIÇO

CASA DE BRINQUEDOS

Sessões abertas ao público: dias 30 e 31 de março, sábado e domingo, às 16h

Theatro São Pedro (Praça Mal. Deodoro, s/n – Centro Histórico – Porto Alegre/RS)

 

Ingressos:

Galeria: R$ 40,00 (inteiro) / R$ 20,00 (meia-entrada)

Camarote Lateral: R$ 60,00 (inteiro) / R$ 30,00 (meia-entrada)

Camarote Central: R$ 70,00 (inteiro) / R$ 35,00 (meia-entrada)

Plateia: 80,00 (inteiro) / R$ 40,00 (meia-entrada)

Cadeiras Extras: R$ 80,00 (inteiro) / R$ 40 (meia-entrada)

 

SERVIÇO

TOQUINHO – 50 ANOS

Dia 30 de março, sábado, às 21h

Theatro São Pedro (Praça Mal. Deodoro, s/n – Centro Histórico – Porto Alegre/RS)

 

Ingressos:

Galeria: R$ 80,00 (inteiro) / R$ 40,00 (meia-entrada)

Camarote Lateral: R$ 160,00 (inteiro) / R$ 80,00 (meia-entrada)

Camarote Central: R$ 200,00 (inteiro) / R$ 100,00 (meia-entrada)

Plateia: 240,00 (inteiro) / R$ 120,00 (meia-entrada)

Cadeiras Extras: R$ 240,00 (inteiro) / R$ 120,00 (meia-entrada)

 

VENDAS PARA OS ESPETÁCULOS

– Online: www.teatrosaopedro.com.br

– Bilheteria do Theatro São Pedro: de segunda a sexta-feira, das 13h até o horário de início dos espetáculos. Quando não há espetáculo, das 13h às 18h30. Nos sábados e domingos, das 15h até o horário de início dos espetáculos.

 

Descontos*:

50% para associados da AATSP

50% para estudantes, jovens de baixa renda e pessoas com deficiência
50% para idosos

50% para associados titulares Clube do Assinante ZH e um acompanhante

*mediante apresentação de documentos que comprovem o direito ao benefício

 

Mais informações para o público:

(51) 3227.5100 / 3227.5300 com a equipe do Theatro São Pedro