Economia: Empresários do setor da construção estão otimistas e apontam intenção de aumentar investimentos

Economia: Empresários do setor da construção estão otimistas e apontam intenção de aumentar investimentos

Destaque Economia

A confiança dos empresários do setor de construção aumentou e a intenção de investimento é a maior desde novembro de 2014. É o que mostra a Sondagem Indústria da Construção, divulgada nesta quinta-feira (19) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Apesar do registro de leve recuo nos indicadores relacionados à produção, o índice de intenção de investimento chegou à marca de 42,2 pontos contra 37,9 pontos do mês anterior, o que mostra otimismo em relação aos rumos do setor. O indicador varia de zero a cem pontos. Quanto maior o valor, maior é a disposição do empresário para investir. “A confiança dos empresários aumentou, impulsionada pelas condições da empresa, principalmente. Os números mostram otimismo em relação aos rumos do setor”, afirma a economista da CNI Dea Fioravante.

unnamed(1)A pesquisa mostra, no entanto, que o índice de nível de atividade, que, em novembro, havia alcançado o maior nível dos últimos sete anos – 49,9 pontos –, recuou para 49 pontos. Já o índice de número de empregados caiu de 48,5 pontos para 47,4 pontos. O resultado era esperado, uma vez que o período entre novembro e janeiro é usualmente de baixa atividade para o setor, com registros históricos de desaceleração.

Quando os indicadores estão abaixo dos 50 pontos mostram queda da atividade e do emprego. No entanto, os dois índices estão muito próximos da linha divisória dos 50 pontos e superam os valores verificados no mesmo mês do ano passado. O nível de atividade é 3,4 pontos maior que o de um ano atrás e o de emprego está 4,2 pontos acima do de novembro de 2018.

EXPECTATIVAS OTIMISTAS – O indicador de expectativa de nível de atividade aumentou 2,4 pontos na comparação entre novembro e outubro, atingindo 57,3 pontos e o de novos empreendimentos e serviços saltou 2,7 pontos e está em 56,6 pontos. As expectativas quanto a compras de insumos e matérias-primas também melhoraram: o índice subiu 2,5 pontos na comparação mensal e 3,9 pontos na comparação anual, registrando 56,7 pontos.

Esta edição da pesquisa foi feita de 2 a 11 de dezembro com 469 indústrias da construção. Dessas, 166 são pequenas, 201 são médias e 102 são de grande porte.

Cerveja da FRUKI, BELLAVISTA, lança campanha de verão 29FEV – o dia dos encontros reais

Cerveja da FRUKI, BELLAVISTA, lança campanha de verão 29FEV – o dia dos encontros reais

Economia Negócios Notícias

A cerveja BELLAVISTA quer acabar de vez com as promessas que ficam apenas no “Vamos marcar?” e com as desculpas esfarrapadas utilizadas na hora de encontrar os amigos, familiares e colegas de faculdade. Aproveitando que 2020 é ano bissexto e tem um dia a mais, em um sábado, a BELLAVISTA lança a campanha de verão “#29FEV – o dia dos encontros reais”, que proporcionará diversos encontros reais neste dia, nos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. A BELLAVISTA, linha de cervejas premium da Bebidas FRUKI, é um produto que conecta as pessoas de forma despretensiosa. Sinônimo de qualidade, segurança e confiança a marca compartilha momentos e proporciona encontros reais. Esses encontros são experiências e trocas que valorizam momentos em que as pessoas consigam se divertir, conectar e estreitar vínculos. E, para isso, desde o seu lançamento, a BELLAVISTA facilita estes momentos, pois acredita que encontros reais merecem uma cerveja de verdade.

fruki2
Segundo Júlio Eggers, Diretor Administrativo da Bebidas FRUKI, em 2020 a BELLAVISTA vai implementar de forma mais intensa o ideal da marca e facilitar muitos encontros reais. “Desde o seu lançamento, nestes um ano e quatro meses, já facilitamos mais de 400 encontros com o envolvimento de aproximadamente três mil pessoas. Esta nova campanha vem para reforçar nosso posicionamento, 2020 será o grande ano dos encontros reais. Estamos muito entusiasmados em poder estar presente nestes momentos especiais e memoráveis” explica.
Promoção
A BELLAVISTA vai proporcionar o dia perfeito para curtir com os amigos. A partir de 30 de dezembro estará no ar uma promoção para concorrer a um encontro real. Para participar, basta seguir o perfil da marca no Instagram @cervejariabellavista. Publicar no feed ou stories do Instagram uma foto, um vídeo ou uma frase, respondendo à seguinte pergunta: “Por que eu mereço ganhar um encontro real no dia 29/02/20?”. Os participantes que postarem seus vídeos têm de deixar o perfil do Instagram aberto, marcando na publicação a @cervejariabellavista e usando as hashtags #encontrosreais e #29fevmarcado.
Os autores das respostas mais criativas vão receber um kit com 120 latas de cerveja da BELLAVISTA para fazer desse 29 de fevereiro o dia oficial dos Encontros Reais. Confira o regulamento em: www.29fevbellavista.com.br.

Gramado: Revisão do Plano Diretor irá priorizar recursos naturais; por Miron Neto/Gramado passado a limpo

Gramado: Revisão do Plano Diretor irá priorizar recursos naturais; por Miron Neto/Gramado passado a limpo

Destaque Economia

Os principais pontos que devem ser introduzidos no Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado de Gramado começaram a ser discutidos quinta-feira (19), com a presença de representantes do Executivo, profissionais liberais e membros da CEPA (Consultora de Estudios y Proyectos del Ambiente), empresa contratada e que já apresentou um diagnóstico ao prefeito Fedoca Bertolucci (PDT). Um dos aspectos da revisão do Plano está relacionada à Agenda Estratégica de Desenvolvimento Sustentável (programa de ação no tempo para os próximos 20 anos) e Plano de Mobilidade Urbana (trânsito de veículos, reestruturação viária, transporte público e ciclofaixas, por exemplo).
Para a secretária de Planejamento, Urbanismo, Publicidade e Defesa Civil Carmem Piazzi, a revisão compreenderá todos os dispositivos do Plano Diretor, desatualizados em relação a outras legislações e contrários às diretrizes urbanísticas da cidade. “Esta ação é a primeira de muitas que serão feitas. Trata-se da modificação do nosso Plano Diretor com ênfase na nossa paisagem, no que Gramado estava perdendo, que é a valorização dos seus recursos naturais. Tudo vai ser moldado conforme as necessidades da cidade”, explicou.

 

O presidente do Conselho do Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado José Carlos Silveira considera fundamentais as discussões sobre as alterações do Plano Diretor. “Este é um momento importantíssimo, porque Gramado cresceu demais, e faltava para nós uma visão mais ampla e mais profunda que esta equipe veio trazer. Essa conjunção de interesses e de esforços para que nós tenhamos uma cidade melhor, no momento em que o morador da cidade precisa de um carinho especial, é fundamental”, destaca Silveira.
A comissão de representantes do Município e profissionais liberais designada pelo prefeito Fedoca Bertolucci tem atribuições de desenvolver estudos técnicos que compõem a Agenda Estratégica, Plano de Mobilidade Urbana e Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado. Ela é formada por Carmen Piazzi, Adriane Casagrande, Luiz Quevedo, Jeferson Zatti, José Carlos Silveira, Victor Ferrari, Ricardo Peccin e Derson Casagrande. As propostas de alteração do Plano Diretor serão submetidas ao Conselho do Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado e passará, também, por audiências públicas.

Rodrigo Sisnandes integrará diretoria da ABRAPP

Rodrigo Sisnandes integrará diretoria da ABRAPP

Economia Notícias

O Diretor-Presidente da Fundação Família Previdência, Rodrigo Sisnandes Pereira, foi eleito para compor a Diretoria Executiva da ABRAPP (Associação Brasileira das Entidades Fechadas de Previdência Complementar). Definidos em voto entre associados, a posse dos novos dirigentes ocorrerá em janeiro. A nova mesa irá assumir mandato de três anos para o período de 2020 a 2022. Luis Ricardo Marcondes Martins continua na presidência da Associação.

Para Rodrigo Sisnandes, a participação neste colegiado vai ao encontro dos objetivos de expansão da Fundação. “Este é um fórum muito importante para defesa dos interesses das Entidades Fechadas de Previdência Complementar e dos participantes que fazem parte deste circuito. Atuaremos ativamente da agenda institucional da ABRAPP, a fim de fomentar o sistema, contribuir para o debate de novas soluções e trabalhar para democratizar o acesso à previdência privada sem fins lucrativos”.

A Fundação Família Previdência tem 40 anos de experiência no mercado. É o maior fundo de previdência do Rio Grande do Sul com um patrimônio de R$ 7,3 bilhões e 17.800 participantes e está entre as 20 maiores do país.

A ABRAPP representa cerca de 300 entidades. Hoje o segmento administra ativos da ordem de quase R$ 1 trilhão, equivalente a 14% do PIB e conta com 7,4 milhões de participantes e dependentes.

Pesquisa da FIERGS revela que 78,2% das indústrias do RS planejam investir em 2020

Pesquisa da FIERGS revela que 78,2% das indústrias do RS planejam investir em 2020

Destaque Economia

Pesquisa de Investimentos da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), divulgada nesta segunda-feira (16), revela que 64,4% das empresas gaúchas investiram em2019, 1,4 ponto percentual acima de 2018, mas ainda o terceiro pior resultado desde o início do levantamento, em 2010. Para 2020, 78,2% pretendem investir, especialmente na aquisição de novas máquinas e equipamentos, além da manutenção e da atualização daqueles em uso, com o objetivo de melhorar o processo produtivo. “Os resultados, tanto de 2019 quanto da perspectiva para 2020, acompanham o desempenho da economia no País. Contando com a expectativa de crescimento da economia, espera-se um quadro mais favorável para os investimentos industriais gaúchos no próximo ano”, afirma o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry.

Em 2019, 53,3% das empresas conseguiram cumprir a meta e realizar os investimentos – principalmente em aquisição de máquinas e equipamentos – conforme o planejado no início do ano, o maior patamar desde 2013, e 14,1 pontos percentuais acima de 2018. Segundo os empresários consultados na pesquisa, a reavaliação da demanda doméstica (para 56,8% das empresas) e o aumento inesperado do custo previsto (citado por 34,1%) foram os dois maiores motivos para a realização parcial ou o adiamento dos investimentos planejados, mas a grande dependência por recursos próprios também comprometeu.

Apesar da queda da taxa de juros, o sistema financeiro nacional pouco contribuiu para a realização dos investimentos das empresas e grande parte do valor foi, novamente, financiada com recursos próprios: 75,7%, em média, do total. “As dificuldades enfrentadas pelo setor industrial continuam limitando investimentos. O acesso ao crédito, embora tenha melhorado, permanece difícil, enquanto a ociosidade e a incerteza diminuíram, mas se mantêm elevadas”, explica Petry, ressaltando, ainda, a piora no mercado externo como outro obstáculo apontado pelos empresários gaúchos.

PERSPECTIVAS – Quase oito de dez empresas pretendem investir em 2020 o que, se confirmado, deve ser o maior nível desde 2013 (80,8%), 13,8 pontos percentuais acima do efetivado em 2019. Nos dois últimos anos, o resultado concreto do período corrente foi bem inferior ao projetado pelas empresas no ano anterior (-9,2, em 2018, e -7,4 pontos percentuais, em 2019), em grande parte, devido à incerteza que dominou o cenário político-econômico no período.
De acordo com os empresários que responderam a pesquisa, o investimento em maior competitividade deve continuar sendo a principal razão para a indústria gaúcha no próximo ano. Como em 2019, 43,2% das empresas deverão manter o foco de seus investimentos na melhoria do processo produtivo atual. A manutenção da capacidade produtiva recebe 17,6% das respostas, bem superior aos 11,5% de 2019. A introdução de novos produtos, com 16,2% das respostas, é o terceiro maior propósito dos investimentos para 2020, mantendo-se em patamares de importância similares ao de 2019. A Pesquisa foi realizada de 1º a 12 de novembro, com 203 empresas no Rio Grande do Sul, sendo 47 pequenas, 69 médias e 87 grandes.

 

Empresas que investiram no ano (% total das empresas)

noname

Intenção para 2020: 78,2%

Algumas conclusões da pesquisa

INVESTIMENTOS 2019

Investimentos voltaram a crescer, mas o nível ainda foi baixo
Menor frustração com os investimentos planejados desde 2013
Mercado doméstico restringiu os investimentos

Grande dependência de recursos próprios também comprometeu

Aquisição de máquinas e equipamentos foi novamente o principal tipo de investimento

PREVISÃO PARA 2020

Investimentos devem ganhar intensidade

Máquinas e equipamentos deverão ser mais uma vez o principal direcionamento

Melhora do processo produtivo deverá permanecer como maior objetivo

Orientação continuará sendo o mercado doméstico

 

RS: FIERGS diz a deputados por que apoia a Modernização Administrativa do Estado. Entidade lembra que há 30 anos o Relatório Sayad alertou  para o risco de falência do Estado

RS: FIERGS diz a deputados por que apoia a Modernização Administrativa do Estado. Entidade lembra que há 30 anos o Relatório Sayad alertou para o risco de falência do Estado

Economia Notícias

A Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS) entrega, nessa segunda-feira (9), a cada um dos deputados estaduais, um documento assinado pelo presidente Gilberto Porcello Petry manifestando “apoio às medidas encaminhadas à Assembleia Legislativa pelo Poder Executivo visando à modernização do setor público”. O texto explica as razões que tornam esta modernização necessária.  A FIERGS lembra que coordenou a elaboração do Relatório Sayad, que há 30 anos já alertava para o risco da falência das finanças públicas estaduais. “Mas, ainda há possibilidade de recuperar pelo menos parte do tempo perdido”, reforça Petry, dizendo aos deputados: “O voto de V. Exa. será decisivo no encaminhamento da modernização do Estado ou de ficarmos sempre lamentando a falta de segurança, de acesso à educação de qualidade, e de mais serviços de saúde para toda a sociedade”.
O documento entregue aos deputados mostra que o conjunto de propostas apresentado pelo Poder Executivo estadual objetiva promover grandes mudanças no gasto com pessoal, a maior despesa do Governo – 82% das despesas liquidadas em 2019, até agosto, o que, de acordo com a entidade, apresenta trajetória insustentável. De 2010 a 2018, o salto nominal dessa rubrica foi de 118%, muito acima da inflação –  61% –  e do crescimento da receita – 81%.
Segundo a FIERGS, o projeto ataca o problema em duas frentes. Na primeira delas, que são as alterações na carreira dos servidores, o objetivo é o de reduzir as vantagens funcionais, o que diminuirá o crescimento vegetativo da folha e fará as despesas de pessoal não se elevarem acima da receita corrente líquida. No segundo ponto, as mudanças nas regras previdenciárias, a intenção é frear o aumento explosivo do déficit da Previdência estadual. Para tanto, diz a FIERGS, haverá adequação às novas regras federais e alterações para a redução da razão ativos/inativos. “Na nova configuração de alíquotas para a contribuição previdenciária, a tabela é progressiva, de forma que, quem ganha mais, contribui mais. Além disso, servidores inativos também estão sujeitos à contribuição”, defende a Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul.
Por fim, o documento encaminhado aos deputados estaduais reforça que “vale lembrar que os servidores públicos não faziam contribuição previdenciária antes de 1998. Portanto, um grande número dos atuais aposentados e pensionistas não fizeram contribuições durante boa parte da sua vida ativa”. A entidade conclama também a sociedade gaúcha a apoiar o projeto, que ataca o principal problema das finanças públicas estaduais, o gasto com pessoal e que, se nada for feito, chegará o momento em que todos os recursos arrecadados serão destinados à folha de pagamento. “O resultado será menos recursos para serem destinados à saúde, educação, infraestrutura e segurança. Todos sairão perdendo”, finaliza.

Exportação brasileira de arroz beneficiado cresce mais de 40% em novembro

Exportação brasileira de arroz beneficiado cresce mais de 40% em novembro

Economia Negócios Notícias

O Brasil exportou quase 100 mil de toneladas de arroz beneficiado em novembro. O volume supera em mais de 40% a quantidade embarcada em outubro deste ano, destaca a Associação Brasileira da Indústria de Arroz (Abiarroz).

Em novembro, as exportações de arroz beneficiado totalizaram 97.346,48 toneladas, contra 55.943,79 t do mês anterior, segundo a associação.

O mercado brasileiro exportou para mais de 60 países em novembro. Os principais destinos foram Venezuela, Emirados Árabes Unidos, Gâmbia, Peru e Senegal.

Segundo Mário Pegorer, diretor-secretário da Abiarroz, uma das razões para o aumento das exportações em novembro foi o acúmulo de saída de navios nos portos. “Houve coincidência de datas de partida.”

No acumulado de janeiro a novembro, as exportações somaram 884.292,38 toneladas, conforme a Abiarroz, com base em dados divulgados pelo ComexSat, do Ministério da Economia.

Ainda de acordo com a Abiarroz, as importações de arroz beneficiado em novembro totalizaram 51,026,79 toneladas, o que garantiu ao Brasil em superávit de 46.319,69 t.

Porto Alegre ganha nova agência do Sicredi no centro financeiro da cidade

Porto Alegre ganha nova agência do Sicredi no centro financeiro da cidade

Economia Notícias

A Sicredi União Metropolitana RS encerra o seu ciclo de expansão de 2019 no próximo dia 9, às 16h, com a abertura de mais uma agência na Capital, localizada na Avenida Carlos Gomes, 221. A nova unidade foi uma demanda de moradores e empresas da região, que buscam atendimento mais próximo. “Mesmo com a grande oferta de instituições financeiras por perto, as pessoas querem contar com quem olhe para elas, realize um atendimento personalizado e invista os recursos na comunidade”, explica o diretor-executivo da cooperativa Gerson Kunkel.

A agência terá como foco principal prestar assessoria direcionada ao planejamento financeiro das pessoas e das empresas, com realização de encontros focados em educação financeira e profissionais disponíveis para consultorias nas residências e nas empresas dos arredores. “Estar presente na região é muito importante para a cooperativa. Além de disponibilizarmos nossas soluções financeiras que atendem as diversas necessidades dos associados, vamos auxiliar no desenvolvimento das empresas, das pessoas e da comunidade”, afirma o presidente da Sicredi União Metropolitana RS, Ronaldo Sielichow.

Criada com o conceito colaborativo, a agência dispõe de uma sala de reuniões e internet para os associados. O modelo de espaços compartilhados oferece a estrutura física para ser utilizada por todos associados.  Ao todo, 2019 contabiliza cinco novas agências e 102 vagas de emprego preenchidas. A expansão física da cooperativa continuará em 2020. Já em janeiro, Viamão receberá a terceira unidade do município.

Ricardo Santin será o novo presidente da ABPA

Ricardo Santin será o novo presidente da ABPA

Economia Negócios Notícias

O Conselho Diretivo da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) escolheu nesta quarta-feira Ricardo Santin como novo presidente da entidade que representa a avicultura e a suinocultura do País, a partir de abril de 2020. A escolha por unanimidade do nome de Santin ocorreu após um extenso processo seletivo que contou com 25 candidatos, entre grandes nomes do agronegócio empresarial do País. “Santin acumulou grande experiência como articulador político e institucional do setor produtivo, seja internamente ou nas incontáveis missões internacionais. Ele tem a capacidade técnica e de gestão necessárias para atuar como fio condutor da cadeia produtiva nacional”, analisa o presidente do Conselho Diretivo, Leomar Somensi.

O atual presidente da ABPA, o ex-ministro da Agricultura, Francisco Turra, deixará o cargo a partir de abril de 2020, após 12 anos à frente da associação. “Por conhecer tão profundamente sua competência e capacidade técnica, tenho grande confiança no excelente desempenho da gestão de Santin, nesta nova fase da ABPA” destaca Turra.

Advogado de formação e mestre em Ciências Políticas, Santin tem uma extensa carreira voltada para o agronegócio nacional.  Foi presidente do Conselho da CEAGESP, e atuou no Banco Nacional de Desenvolvimento Regional (BRDE), na Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), juntamente com Turra.

Seu ingresso na avicultura aconteceu em 2007, como assessor especial da Associação Brasileira dos Exportadores de Carne de Frango (ABEF). Foi um dos articuladores para a criação da UBABEF (unindo exportadores e produtores de aves) e da ABPA, com a unificação da avicultura e da suinocultura do País em uma única entidade.

Além dos cargos na ABPA, Santin também é presidente do Conselho do Instituto Ovos Brasil e vice-presidente do Conselho Mundial da Avicultura (IPC, sigla em inglês).

Santin também é membro do Conselho Empresarial do BRICS (CEBRICS), da Coalizão Empresarial Brasileira (CEB), do Conselho Empresarial Brasil-Estados Unidos (CEBEU), da Seção Brasileira do Conselho Empresarial Brasil-Japão, do Conselho Empresarial Brasil-México e do Conselho de Integração Internacional da CNI.

 

Giane Guerra é eleita “Jornalista de Economia do Ano”. Corecon-RS divlga, também, as melhores reportagens de Economia do ano

Giane Guerra é eleita “Jornalista de Economia do Ano”. Corecon-RS divlga, também, as melhores reportagens de Economia do ano

Destaque Economia
A jornalista Giane Guerra, do Grupo RBS, foi escolhida a Jornalista de Economia do Ano. A distinção, concedida pelo Conselho Regional de Economia do RS (Corecon-RS), é uma homenagem a um jornalista que se destacou na área de Economia durante o ano. A escolha do nome é feita, anualmente, pelo Corecon-RS e pelas de faculdades gaúchas que oferecem o curso de Jornalismo no Rio Grande do SulNatural de Porto Alegre, Giane Heidrich Guerra é formada em Jornalismo e em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do RS (PUCRS), onde também cursou parte da graduação em Economia. Fez MBA em Finanças e Mercado de Capitais pela Fundação Instituto de Administração (FIA), em 2012, e pós-MBA em Advanced Topics in Business Strategy da University of La Verne, da Califórnia (EUA), em 2014. Fez, ainda, diversos cursos livres, como o Writing Business News na Reuters Foundation, em Londres, e Jornalismo Multimídia, na RBS. Tem no currículo diversos prêmios na área econômica, além de coberturas nacionais e internacionais. Entrou no Grupo RBS em 2001, como estagiária. Atualmente, é colunista multimídia de Economia da Rádio Gaúcha, GaúchaZH, Zero Hora, RBS TV e rádio 102.3.

O Corecon-RS divulgou, também, os vencedores do “Prêmio de Reportagem de Economia 2019”. Na categoria Mídia Impressa, o 1º Lugar ficou para a matéria “Informalidade no mercado de trabalho”, de autoria do jornalista Leonardo Vieceli, da Jornal Zero Hora; o 2º Lugar para “Os 90 anos da crise de 1929”, produzida pelo jornalista Marcelo Beledeli, do Jornal do Comércio; e o 3º Lugar para a matéria “Pão nosso de cada dia”, de autoria da jornalista Juliana Bevilaqua, do Jornal Pioneiro. A matéria ““Um Horizonte em Expansão”, de autoria dos jornalistas Karine Menoncin, Marcos Graciani e Ítalo Bertão Filho, da Revista Amanhã, ficou com a Menção Honrosa. Na categoria Mídia Digital/OnLine, foi vencedora a matéria “Hora de você investir na bolsa? Um milhão de brasileiros estão lá”, de autoria da jornalista Karine Menoncin, do Portal Amanhã.

Os prêmios serão entregues durante solenidade oficial no dia 17 de dezembro, às 20 horas, no Hotel Continental (Largo Vespasiano Júlio Veppo, 77 – em frente à Rodoviária), em Porto Alegre. Na oportunidade também serão homenageados os vencedores do “Prêmio Corecon-RS 2019” — que destaca as melhores dissertações de Mestrado, artigos técnicos ou científicos e monografias ou trabalhos de conclusão de Curso —, o “Prêmio Economista do Ano” e o “Prêmio Economista Destaque do Ano”.