Eleitores de quatro municípios gaúchos vão às urnas neste domingo

Eleitores de quatro municípios gaúchos vão às urnas neste domingo

Cidade Destaque Eleições 2015 Poder Política

Quatro municípios gaúchos terão votação de segundo turno neste domingo (30), das 8h às 17h. Em Porto Alegre, Canoas, Caxias do Sul e Santa Maria os eleitores poderão escolher entre os dois candidatos mais votados no primeiro turno.

Na Capital, a disputa é entre Nelson Marchezan Júnior (PSDB) e Sebastião Melo (PMDB). Em Caxias do Sul, concorrem Edson Néspolo (PDT) e Daniel Guerra (PRB). Em Canoas, enfrentam-se Beth Colombo (PRB) e Luiz Carlos Busato (PTB). Em Santa Maria, as opções são Valdeci Oliveira (PT) e Jorge Pozzobom (PSDB).

Em todo o Brasil, são 57 municípios com segundo turno, sendo 18 capitais, somando 32.986.856 de eleitores que devem voltar às urnas.

Para votar, basta levar um documento oficial com foto. São válidos documentos como certificado de reservista (no caso dos homens), carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação com foto e identidades funcionais. Certidões como de casamento ou de nascimento não serão aceitas. Mesmo que você vá levar o seu título, também precisará apresentar um documento com foto. No título, é possível consultar o número de inscrição, a zona eleitoral e a seção onde o eleitor irá votar.

No dia da votação, só é permitida a manifestação individual e silenciosa, com uso de bandeiras, broches e adesivos.

Fim da campanha de rua

Termina nesse sábado, o período de realização de propaganda eleitoral com uso de alto-falantes ou amplificadores de som. Também se encerra às 22h, o período para a distribuição de material gráfico e a realização de caminhada, carreata, passeata ou carro de som que transite pela cidade divulgando jingles ou mensagens de candidatos.

Horário da apuração

Conforme a presidente do TRE-RS, Liselena Robles Ribeiro, a consolidação dos resultados no Rio Grande do Sul é prevista para ocorrer entre 20h e 20h30min.

Votação paralela

O TRE-RS sorteou, na manhã desse sábado, as urnas que serão utilizadas na Votação Paralela – processo de auditoria usado pela Justiça Eleitoral, desde 2002, para comprovar a correta captação e contabilização do voto pela urna eletrônica. Foram selecionadas quatro urnas, uma de cada município gaúcho em que haverá segundo no Estado. A auditoria consiste em uma simulação da votação, com urnas eletrônicas e candidatos oficiais, que ocorre paralelamente à votação normal, no mesmo horário da eleição. Todo o processo é filmado e reproduzido simultaneamente em aparelho de TV no local. (Rádio Guaíba, com agências)

Eleições 2016: Em Porto Alegre o PP vai decidir entre Van Hattem e Cassiá para candidato a prefeito; por Voltaire Porto/Rádio Guaíba

Eleições 2016: Em Porto Alegre o PP vai decidir entre Van Hattem e Cassiá para candidato a prefeito; por Voltaire Porto/Rádio Guaíba

Cidade Eleições 2015 Notícias Poder Política Porto Alegre prefeitura

Mesmo compondo o núcleo de partidos da base da administração da Prefeitura de Porto Alegre, o PP bateu o martelo no que se refere a lançar candidatura própria ao Paço Municipal. O presidente estadual da legenda, Celso Bernardi, já fala em nomes. No momento, dois políticos foram credenciados pela direção da legenda e o processo de escolha vai ser interno. O ex-deputado estadual Cassiá Carpes e o atual deputado Marcel Van Hattem são as indicações.

Natural de Dois Irmãos, Van Hattem já trocou o domicilio eleitoral para Porto Alegre com a intenção de concorrer como prefeito. Enquanto isso, Cassiá se declara contente por ter sido apontado como candidato em potencial. O político ingressou recentemente no PP e a aproximação com a nova legenda iniciou quando ele foi candidato a vice, pelo Solidariedade, na chapa de Ana Amélia Lemos, do PP, que concorreu sem sucesso ao governo estadual, em 2014.

Para Bernardi, os escolhidos pelo partido são qualificados para assumir a prefeitura de Porto Alegre e a avaliação dos nomes vai ficar a cargo do diretório municipal do PP. “O que tem de ficar claro é que, neste momento, vai ser muito importante para nós termos candidatura própria. Os dois progressistas escolhidos para este processo têm plena capacidade de levantar as nossas bandeiras. Reconheço que ainda fizemos parte da atual administração, assim como também enfatizo que fizemos o possível para colaborar com a prefeitura de Porto Alegre”, amenizou.

Mesmo que já tenha nomes para definir o candidato, o PP ainda precisa avançar. Grande parte das legendas também cogita ter candidatura própria. Nesse contexto, o PP, até o momento, não fechou nenhuma aliança. Bernardi garante que esse vai ser o próximo passo.

Direção do PT sobe o tom das críticas ao governo Dilma/Temer

Direção do PT sobe o tom das críticas ao governo Dilma/Temer

Eleições 2015 Notícias Poder Política

Talvez por essa a presidente Dilma não esperasse. Após um curto período de tranquilidade, após as ameaças de impeachment que vinha sofrendo desde o início de seu segundo mandato, agora é o seu partido, o PT, que atacou o ajuste fiscal de seu governo. O documento lançado pela sigla propõe um “programa nacional de emergência” para mudar a política econômica. O texto, aprovado pelo diretório nacional petista, defende a redução dos juros, o aumento do gasto público e o uso das reservas cambiais para financiar obras. Petistas se queixam, deixando Dilma chateada (e quem a conhece bem, garante que muito irritada), e a presença da presidente no 36º aniversário do PT, neste sábado (27), segue incerta.

Ricardo Breier é eleito presidente da OAB/RS com 80% dos votos válidos

Ricardo Breier é eleito presidente da OAB/RS com 80% dos votos válidos

Direito Eleições 2015 Notícias Poder Política

O advogado Ricardo Ferreira Breier foi eleito presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – seccional do Rio Grande do Sul (OAB/RS) para o triênio 2016/2018. Com 90% das urnas apuradas em todo o Estado, o candidato da situação (Chapa 1 – OAB Mais) venceu o pleito com 80% dos votos válidos contra 20% do candidato da oposição (Chapa 3 – Muda OAB/RS), Paulo Peretti lamachia_breier_bertoluci (2)Torelly. Também foram eleitas as diretorias das subseções. Apurados em tempo real, os resultados foram anunciados pela Comissão Eleitoral, às 19h40min desta terça-feira (17). A votação em todo o Estado ocorreu por meio de urnas eletrônicas cedidas pelo TRE/RS.

No pleito, Claudio Lamachia, ex-presidente da OAB/RS e atual vice-presidente nacional da OAB, também foi eleito conselheiro federal. Com sua eleição pela chapa de Breier, a candidatura de Lamachia à presidência do Conselho Federal da OAB fica viabilizada. Ao longo da campanha, o dirigente reiterou que somente seria candidato ao cargo nacional se sua chapa fosse legitimada pelos advogados do Estado. A nova gestão na OAB/RS começará em 1º de janeiro de 2016, estendendo-se até 31 de dezembro de 2018. Breier vai suceder o atual presidente da Ordem gaúcha, Marcelo Bertoluci, que foi eleito conselheiro federal da entidade. Compõem a diretoria de Breier, Luiz Eduardo Amaro Pellizzer como vice-presidente; Rafael Braude Canterji, como secretário-geral; Maria Cristina Carrion Vidal de Oliveira, como secretária-geral adjunta e André Luis Sonntag, como tesoureiro.

Any Ortiz convida deputada do PSB para chapa feminina na disputa à Prefeitura da Capital. Liziane Bayer mantém cautela sobre convite

Any Ortiz convida deputada do PSB para chapa feminina na disputa à Prefeitura da Capital. Liziane Bayer mantém cautela sobre convite

Eleições 2015 Notícias Poder Política

Estimulada pelo resultado de mais uma pesquisa, que novamente coloca duas mulheres na preferência dos eleitores na disputa pela prefeitura de Porto Alegre, a deputada estadual Any Ortiz demonstrou interesse no Paço Municipal e defendeu a candidatura pelo PPS. Any confirmou, hoje, ter convidado a deputada estadual Liziane Bayer (PSB) para ser sua vice na corrida eleitoral de 2016.

A deputada do PPS foi enfática ao projetar uma chapa puramente feminina. “As pesquisas estão apontando uma preferência pelas mulheres e realmente me senti incentivada a fazer este convite a deputada Liziane. Realizamos u m bom trabalho no Parlamento, mas também temos capacidades para administrar o Executivo e, por isso, quero contribuir com o mesmo desempenho dedicado a Assembleia”, ressaltou.

A deputada Liziane Bayer admite a sondagem, entretanto evita responder sobre a viabilidade da chapa proposta. Entre os motivos, está o fato de Beto Albuquerque ser cogitado como candidato do PSB à Prefeitura. Beto apareceu em quinto na apuração mais recente e divulgada pelo jornal Coreio do Povo. Apesar das projeções, as intenções de Beto estão relacionadas à disputa pela presidência da república em 2018.
Sem censurar as ambições de Any Ortiz, dirigentes do PPS negam eventual candidatura própria. A tendência é permanecer na base da Prefeitura e apoiar a aliança que represente a atual a situação. Neste sentido, o diálogo é com o PMDB que almeja a manutenção do poder na administração municipal com o atual vice-prefeito, Sebastião Melo, encabeçando a chapa.
Assumir o poder no Paço Municipal não representa uma realidade distante para o PPS, já que o partido chegou a administrar a Capital. Foi em 2004, quando José Fogaça foi lançado pela legenda e venceu o petista Raul Pont no segundo turno. Na campanha de reeleição, em 2008, ele retornou ao PMDB e consolidou a aliança com o PDT, onde se se mantém até hoje. (Voltaire Porto/Rádio Guaíba)