Distrito Jazz promove três dias e noites de imersão na música instrumental a partir desta quinta-feira em Porto Alegre

Distrito Jazz promove três dias e noites de imersão na música instrumental a partir desta quinta-feira em Porto Alegre

Cidade Cultura Destaque Música

Em sua primeira edição, o Distrito Jazz movimentará a capital a partir de hoje, promovendo encontros e shows no Quarto Distrito entre quinta-feira e sábado. À noite, as atividades acontecerão no Agulha, com apresentações de expoentes artistas locais, nacionais e internacionais que vão adentrar a madrugada com jam sessions afiadas. No line up estão a cantora e compositora francesa Camille Bertault, acompanhada do pianista paraibano Salomão Soares, o trio paulista Årvoll e os gaúchos Kiai, Kula, Marmota, Karmã, Trabalhos Espaciais Manuais, Julio Herrlein, além de convidados especiais.

Durante o dia, os participantes terão um QG no Pâtissier, restaurante do apaixonado por jazz e chef de mão cheia, Marcelo Gonçalves. Além de aproveitarem as iguarias e trilha sonora especial em frente às inúmeras lareiras da casa, os músicos poderão ensaiar, criar e experimentar no local, enquanto o público poderá participar de masterclasses e bate-papos sobre o mercado do jazz. Entre os destaques das atividades, estão debates com a curadora musical Luiza Morandini e a cantora Dani Gurgel – que acabam de retornar do maior evento de mercado do jazz, que acontece em Bremen (Alemanha), o JazzAhead. O palestrante francês Jacques Figueras também participará, trazendo dicas e informações sobre carreira profissional na música.

Com curadoria de Bruno Melo, produtor cultural e jazzlover de carteirinha, o Distrito Jazz pretende oferecer ao público e aos artistas três dias de imersão na música instrumental em ambientes propícios à inventividade e criatividade dentro e nos arredores do Quarto Distrito de Porto Alegre. “O festival chega com a vontade de expandir a relação dos músicos da cena local com o que está acontecendo no mundo, propiciando assim momentos de imersão e co-criação, levando ao público todas essas fusões. Acima de tudo, queremos criar um território afetivo, para que músicos possam se encontrar, ensaiar e interagir”, explica Melo.

Os ingressos para o festival estão à venda em www.sympla.com.br. O passaporte para os três dias, que inclui todas as atividades e shows, custa R$ 140. O público que quiser conferir os shows também pode comprar ingressos individuais para cada uma das datas.

SAIBA MAIS SOBRE OS PARTICIPANTES

LINE UP
Camille Bertault Quartet (França)
A cantora e compositora francesa Camille Bertault está em turnê para o lançamento mundial do disco “Pas de géant” pela Sony França, através do selo de Nova York especializado em jazz OKeh Records. O título do disco é uma homenagem ao clássico “Giant Steps” de John Coltrane. Camille foi inicialmente descoberta nas redes sociais (mais de 800 mil visualizações e 30 mil seguidores no Facebook), onde ela canta solos dos maiores mestres do jazz. Sua interpretação de Giants Steps de John Coltrane causou furor. Nesse álbum, que tem produção musical do arranjador e trompetista Michael Leonhart, ela interpreta Maurice Ravel, Serge Gainsbourg, Françoise Hardy, além de composições próprias que versam sobre questões existenciais, sobre falha, sobre o ser humano, suas provações e tribulações. No álbum, a artista busca revelar seus caminhos musicais, passando pelo piano clássico, Chanson francesa, Gainsbourg, sem esquecer o teatro, os musicais, Michel Legrand, Jacques Demy e é claro, jazz e música brasileira, ambos influências muito fortes em suas composições.

7njjzUBq
Årvoll

Årvoll (São Paulo/Noruega)
Årvoll foi formado no final de 2014 com o intuito de misturar o orgânico com o eletrônico. Combine Medeski, Martin & Wood com Radiohead na receita para uma trilha sonora de Wes Anderson: está aí o barulho da Årvoll. Radicado em São Paulo, o trio traz a tona suas próprias músicas capaz de agradar gostos musicais ecléticos, criando uma atmosfera muito além do que a pequena quantidade de integrantes. O grupo é formado por Alexandre Vianna (piano, rhodes, synth bass e moog), Ricardo Martelli (sax tenor, soprano, barítono e flauta) e Stian Olsen (bateria e percussão).

Kula
Formado por Franco Salvadoretti (flauta transversal), Ronaldo Pereira (sax tenor), Rodrigo Arnold (contrabaixo), Michel Dorfman (piano) e Martin Estevez (bateria), o quinteto tem a premissa de popularizar este gênero secular e de extrema importância na história do desenvolvimento musical popular, o jazz e a música instrumental. Com o lançamento recente de seu primeiro álbum, intitulado “Kula”, que concorreu em cinco categorias no Prêmio Açorianos de Música 2016, o grupo tem como foco principal o trabalho autoral, fazendo também releituras dos mestres do jazz, como Parker, Coltrane, Miles, dentre outros. O que chama a atenção nas interpretações e performances ao vivo é a entrega emocional da banda, muito comum nas raízes africanas e no spiritual jazz. Durante o Distrito Jazz, será possível acompanhar de perto toda fé e energia que o Kula entrega, pois o significado deste nome, se resumido em duas palavras, seria “reciprocidade espiritual”.

Júlio Herrlein Quarteto
No evento Distrito Jazz, o Julio Herrlein Quarteto fará o show de abertura para a cantora francesa Camille Bertault. O quarteto, composto por Julio “Chumbinho” Herrlein (guitarra, composições e arranjos), Diego Ferreira (saxofonista brasileiro radicado nos EUA), Marquinhos Fê (bateria) e Edu Saffi (contrabaixo acústico), apresentará um repertório autoral que revisita os mais de 20 anos de carreira de Julio Herrlein, em composições e arranjos originais, juntamente com músicas inéditas. O quarteto dialoga com a música instrumental voltada à improvisação, fundindo elementos do jazz e da música brasileira. A apresentação também contará com as participações especiais de Rafael Müller (bateria) e Felipe Schütz (contrabaixo) que, juntamente com Herrlein, formam o grupo Triálogo.

I8Lmxvwq
Kiai Grupo

Kiai Grupo
Ki (気) + Ai (合) significa, segundo a filosofia oriental, “concentração de energia”. A exteriorização da energia corporal concentrada é expressa em um grito: KIAI. Composto por Marcelo Vaz (teclado/piano), Lucas Fê (bateria), Dionisio Souza (baixo elétrico) e, na sua primeira formação, também por Zazá Soares (guitarra), o Kiai Grupo nasceu do desejo de pesquisar ritmos e experimentar possibilidades sonoras.

Karmã
A linha de Karman, invenção do científico Theodore von Karman, é uma convenção usada para definir o limite entre a atmosfera terrestre e o espaço exterior. Em prática, é o lugar onde a aurora boreal se manifesta, expressão visual da costura tênue que nos une ao cosmos. Nessa mesma busca de conexão universal que se unem Yvan Etienne (saxofone tenor e sampler), Felipe Schütz (contrabaixo acústico), Eduardo Moro (guitarra) e Rafa Müller (bateria), formando o quarteto franco-brasileiro de música instrumental Karmã. O grupo explora nas suas composições diversas vertentes do jazz, da música brasileira e música eletrônica, criando sonoridades singulares que transitam entre o etéreo e o dinâmico.

Q9hpwGXF
Marmota

Marmota
A Marmota é uma banda em constante metamorfose. Fundada em 2011, adequa seu trabalho aos mais diversos ambientes. Além de dois álbuns autorais com um estilo bastante próprio, realizou shows nas casas mais conhecidas de Porto Alegre; turnês pelo Brasil e Europa; além de direção musical, criação de trilhas sonoras e execução destas em diversos contextos. “A Margem” (2017), seu mais recente álbum, não segue tendências: antes constitui, com suas influências, caminhos a serem margeados. A Marmota é formada pelos músicos André Mendonça (baixo acústico), Bruno Braga (bateria), Leonardo Bittencourt (piano) e Pedro Moser (guitarra).

Trabalhos Espaciais Manuais
Trabalhos Espaciais Manuais (TEM) é uma pequena orquestra de música popular que surgiu em Porto Alegre e está em atuação desde 2013. A banda desenvolveu sua sonoridade através do formato Baile-Show, onde estilos como o samba, o funk, jazz e o rock são misturados em uma atmosfera dançante. Em 2017, com a faixa “Farofa de Banana”, que integra seu primeiro EP, a banda foi selecionada para participar da coletânea “John Armstrong presents AfroBeat Brasil”, lançada mundialmente através do selo londrino BBE. Em março de 2018, lançou seu primeiro álbum, produzido por Marcelo Fruet. Nesse mesmo ano, a TEM abriu o show do Bixiga 70 na cidade de Porto Alegre e se mostrou revelação no festival MECA Maquiné. Em 2019, apresentou-se no Festival Psicodália, sendo muito bem recebida pelo público.

fwYcxJ5J
Jacques Figueras

TALKS
Jacques Figueras
Produtor cultural e músico, o francês Jacques Figueras, que reside no Brasil há mais de dez anos, assina trabalhos com importantes nomes como Madeleine Peyroux, Mike Stern, Sumi Jo, Paris Jazz Big Band, Gregory Porter, entre muitos outros. Produziu “Song for Maura”, álbum que promoveu o encontro do renomado saxofonista e clarinetista Paquito D’Rivera com o Trio Corrente, vencedor do Grammy Award em 2013 e Latin Grammy em 2014, ambos na categoria “melhor álbum de jazz latino”. Jacques fundou também o site e blog “O Assunto é Produção”, referência para a nova geração de músicos e produtores, em que estimula interessados em produção e gestão de carreira.

1IFylDmm
Dani Gurgel

Dani Gurgel
Nascida em São Paulo em 1985, Gurgel iniciou seus estudos musicais aos três anos, no programa de musicalização do Clam, escola de música gerida pelo Zimbo Trio, estrela da bossa nova. Durante os 15 anos em que lá estudou, mais tarde como monitora e acompanhante dos alunos mais novos, Dani se imergiu na música instrumental através do piano, flauta, saxofone e baixo elétrico. Como saxofonista tenor e barítono, também foi membro de duas big bands, Domus e ULM, a segunda comandada pelo saxofonista Roberto Sion. Aos 18 anos, Dani começou a compor suas próprias canções, o que a inspirou a se aventurar em um novo instrumento: sua voz. Seus discos são lançados no Brasil pela Da Pá Virada, seu próprio selo e produtora na qual atua junto à pianista Debora Gurgel e ao baterista e produtor musical Thiago Rabello. Os títulos têm lançamento Europeu através do selo alemão Berthold Records, e no Japão pela gravadora Rambling Records. Dani Gurgel já levou sua música ao Tokyo Jazz Festival, Festival Jazz a la Calle (Uruguay), Festival de Jazz del CCPA (Paraguay), Festival Brasilicata (Italia), Fiesta del Libro y la Cultura (Colombia), Blue Note Tokyo, Blue Note Beijing, Billboard Live Osaka, Cotton Club, Bogui Jazz (Madrid), Café Vinilo (Buenos Aires).

Luiza Morandini
Luiza é curadora musical, formada em comunicação e enveredou para o caminho da produção cultural e, como se o fluxo natural a empurrasse, sua carreira desembocou na música: trabalhou com Jorge Mautner, com o pianista, produtor e curador, Benjamim Taubkin, co-produziu shows, festivais, séries musicais e mais uma pilha de projetos relacionados a encontrar e valorizar o fazer sonoro. Ainda que rejeite o rótulo, Luiza encontrou, enfim, um para chamar de seu: é curadora musical. “Ainda resisto a este nome porque acredito que é um longo aprendizado e ainda estou no caminho. Por outro lado, ‘produtora’ não é o suficiente. Estou em eterna construção”, conta. Hoje, além de integrar o time do Mercado Manual e fazer, ao lado da Floristas, shows incríveis acontecerem, Luiza cuida da programação e curadoria das respeitadas JazzNosFundos e JazzB ao lado de Maximo Levy, o fundador das casas. “São cerca de 60 shows por mês, com foco principal no jazz e na música instrumental, mas com espaço para a canção, os cantautores, para a música do mundo, eletroacústica, etc.”, enumera. A dupla ainda faz a curadoria de projetos como o FAM Festival (Scheeeins!), o Pátio Jazz Sessions (Shopping Pátio Higienópolis), entre outros. “É um trabalho intenso e muito prazeroso”, resume.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

DIA 27, QUINTA-FEIRA
Pâtissier
17h – Talk de abertura do Distrito Jazz e roda de conversa com músicos, produtores, curadores e donos de bar. O bate-papo tem mediação do curador do festival Bruno Melo e participação do jornalista Paulo Moreira, o professor e pesquisador Francisco Marshall, a produtora Alice Castiel, a jornalista e idealizadora da revista Clandestina Amanda Zulke, além dos programadores de bar Toni Missel (London Pub) e Isadora Pisoni (512).
18h – Workshop sobre improviso com Lucas Fê
19h – Palestra com Jacques Figueras sobre Music Branding (streaming)

Agulha
21h – Marmota
22h – Kiai
23h – Trabalhos Espaciais Manuais
00h – Jam session

DIA 28, SEXTA-FEIRA
Pâtissier
18h – Talk sobre o mercado do jazz – Do Rio Grande do Sul para o mundo, com Stian Olsen (Noruega) e Leonardo Bittencourt (RS)
19h30 – Talk com Dani Gurgel (SP) – Impressões sobre o Jazzahead 2019 (streaming)

Agulha
21h – Karmã
22h – Årvoll
23h – Kula Jazz
00:00 – Jam session

DIA 29, SÁBADO
Pâtissier
18:00 – Masterclass com Julio Herrlein
19:00 – Talk com Luiza Morandini apresentando o CCMI (streaming)

Agulha
21:00 – Julio Herrlein
22:00 – Camille Bertault + Salomão Soares
23:00 – Jam session

SERVIÇO
DISTRITO JAZZ
Dias 27, 28 e 29 de junho
Pâtissier (Rua Marquês do Pombal, 128 – Moinhos de Vento)
Agulha (Rua Conselheiro Camargo, 300 – São Geraldo)

INGRESSOS
www.sympla.com.br

Combo limitado para os três dias, incluindo shows e atividades
Preço único: R$ 140

Shows de quinta-feira, dia 27 de junho
Lote Promocional: R$ 40 | Meia-entrada: R$ 50 | Solidário: R$ 50 | Inteiro: R$ 100

Shows de sexta-feira, dia 28 de junho
Lote Promocional: R$ 40 | Meia-entrada: R$ 50 | Solidário: R$ 50 | Inteiro: R$ 100

Shows de sábado, dia 29 de junho
Lote Promocional: R$ 60 | Meia-entrada: R$ 70 | Solidário: R$ 70 | Inteiro: R$ 140

Descontos:
– Meia-entrada: Para o benefício da meia-entrada (50% de desconto), é necessária a apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE) na entrada do espetáculo. Os documentos aceitos como válidos estão determinados na Lei Federal 12.933/13.
– Solidário: Valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não-perecível ou itens de higiene pessoal, disponível para qualquer pessoa. As doações deverão ser entregues no Agulha, no momento da entrada no evento. É imprescindível entregar a doação para fazer uso do benefício do desconto, caso contrário será cobrada a diferença do valor do ingresso na bilheteria.

FICHA TÉCNICA
Realização: Agulha e Jazz ao Sul
Curadoria: Bruno Melo
Produção: Guilherme Netto, Larissa Ely, Cris Brum, Yan Loureiro
Técnico de som: Olimpio Machado
Técnico de luz: Kevin Brezolin
Identidade visual: Afonso de Lima
Assessoria de Imprensa: Jéssica Barcellos Comunicação
Locais: Agulha, Pâtissier
Apoio: Pâtissier, Person Pianos, MS Produções, Brizza, Cervejaria FIL
Plataforma de ingresso: Sympla

Porto Alegre: Benito Di Paula apresenta turnê “Fim de Papo” dia 18 de maio no Teatro do Bourbon Country

Porto Alegre: Benito Di Paula apresenta turnê “Fim de Papo” dia 18 de maio no Teatro do Bourbon Country

Agenda Cidade Destaque Música Porto Alegre Trabalho Vídeo

Autodidata, pianista, cantor e compositor. Estas são algumas palavras que podem ser usadas para descrever o artista Benito Di Paula, que após 48 anos de estrada, apresenta a sua nova e última turnê, “Fim de Papo”. Benito Di Paula passará por mais de 120 cidades entre Brasil, Itália, Portugal, França e Estados Unidos. Em Porto Alegre a única apresentação será no dia 18 de maio, no Teatro do Bourbon Country. “Pensei neste nome por ser de fato o fim de um longo e delicioso papo que venho tendo com meus fãs, de forma ininterrupta, há quase 50 anos. Rodarei o Brasil novamente, retornarei a cidades que visito quase que anualmente e outras tantas que pedem meu show a tempos e nesta tour, estarão no roteiro, incluindo o exterior. Após um novo papo começa! Um papo mais calmo, em shows pontuais e alguns projetos que quero colocar em prática, já há algum tempo”.

Entre os projetos mencionados por Benito, está a gravação de um Especial Ao Vivo, com grandes convidados, previsto para meados de 2020. Em seu legado, são 35 discos gravados e mais de 45 milhões de cópias vendidas pelo mundo. Nessa nova turnê, Benito preparou releituras dos seus maiores sucessos para o público, com releituras dos seus principais sucessos, até o álbum “Essa Felicidade é Nossa”, lançado em 2016.

Os shows contarão com a presença do filho, Rodrigo Vellozo. As apresentações acontecem em Recife, Natal, Fortaleza, Rio de Janeiro, Porto Alegre e São Paulo em casas de teatro da Opus. Confira o serviço completo abaixo.

Benito Di Paula inovou o samba na década de 70 ao introduzir o piano aos seus shows. Levou as suas músicas para o mundo inteiro, passando por México, Japão, Estados Unidos, Angola, Argentinas e outros. Entre os seus maiores sucessos destacam-se “Charlie Brown”, “Mulher Brasileira”, “Retalhos de Cetim”, “Do Jeito Que a Vida Quer” e “Ah, Como Eu Amei”.

 

Porto Alegre (RS)

Dia: 18/05 – Sábado, às 21h

Duração: 90min.

Classificação: Livre

 

Teatro do Bourbon Country (Avenida Tulio de Rose, 80 –  Shopping Bourbon Country  – Passo d’Areia)

www.teatrodobourboncountry.com.br

 

Setor

Valor

Meia-Entrada

Galeria Alta Direita

R$100,000

R$50,00

Galeria Alta Esquerda

R$100,00

R$50,00

Galeria Mezanino Direita

R$80,00

R$40,00

Galeria Mezanino Esquerda

R$80,00

R$40,00

Mezanino

R$120,00

R$60,00

Plateia Baixa

R$180,00

R$90,00

Plateia Alta

R$140,00

R$70,00

Camarote

R$200,00

R$100,00

 

 

– 50% de desconto para sócios do Clube do Assinante RBS somente na estreia – limitado a 100 ingressos e vendas apenas na bilheteria;

– 50% de desconto para titulares dos cartões Zaffari Card e Bourbon Card somente na estreia – limitado a 100 ingressos

– 10% de desconto para sócios do Clube do Assinante RBS nos demais ingressos;

 

* Crianças até 24 meses que fiquem sentadas no colo dos pais não pagam

**Descontos não cumulativos a demais promoções e/ ou descontos;

*** Pontos de vendas sujeito à taxa de conveniência;

**** Política de venda de ingressos com desconto: as compras poderão ser realizadas nos canais de vendas oficiais físicos, mediante apresentação de documentos que comprovem a condição de beneficiário. Nas compras realizadas pelo site e/ou call center, a comprovação deverá ser feita no ato da retirada do ingresso na bilheteria e no acesso ao auditório;

***** A lei da meia-entrada mudou: agora o benefício é destinado a 40% dos ingressos disponíveis para venda por apresentação. Veja abaixo quem têm direito a meia-entrada e os tipos de comprovações oficiais no Rio Grande do Sul:

– IDOSOS (com idade igual ou superior a 60 anos) mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.

– ESTUDANTES mediante apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE) nacionalmente padronizada, em modelo único, emitida pela ANPG, UNE, UBES, entidades estaduais e municipais, Diretórios Centrais dos Estudantes, Centros e Diretórios Acadêmicos. Mais informações: www.documentodoestudante.com.br

– PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E ACOMPANHANTES mediante apresentação do cartão de Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social da Pessoa com Deficiência ou de documento emitido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que ateste a aposentadoria de acordo com os critérios estabelecidos na Lei Complementar nº 142, de 8 de maio de 2013. No momento de apresentação, esses documentos deverão estar acompanhados de documento de identidade oficial com foto.

– JOVENS PERTENCENTES A FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA (com idades entre 15 e 29 anos) mediante apresentação da Carteira de Identidade Jovem que será emitida pela Secretaria Nacional de Juventude a partir de 31 de março de 2016, acompanhada de documento de identidade oficial com foto.

– JOVENS COM ATÉ 15 ANOS mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.

– APOSENTADOS E/OU PENSIONISTAS DO INSS (que recebem até três salários mínimos) mediante apresentação de documento fornecido pela Federação dos Aposentados e Pensionistas do RS ou outras Associações de Classe devidamente registradas ou filiadas. Válido somente para espetáculos no Teatro do Bourbon Country e Auditório Araújo Vianna.

– DOADORES REGULARES DE SANGUE mediante apresentação de documento oficial válido, expedido pelos hemocentros e bancos de sangue. São considerados doadores regulares a mulher que se submete à coleta pelo menos duas vezes ao ano, e o homem que se submete à coleta três vezes ao ano.

******Caso os documentos necessários não sejam apresentados ou não comprovem a condição do beneficiário no momento da compra e retirada dos ingressos ou acesso ao teatro, será exigido o pagamento do complemento do valor do ingresso.

CANAIS DE VENDAS OFICIAIS (sujeito à taxa de serviço):

Site: www.uhuu.com

Atendimento: falecom@uhuu.com

 

CANAIS DE VENDAS OFICIAIS (sem taxa de serviço):

Bilheteria do Teatro do Bourbon Country: Av. Túlio de Rose, nº 80 / 2º andar (de segunda a

sábado, das 10h às 22h, e domingo e feriado, das 14h às 20h)

No local: somente na data da apresentação, a partir das 16h.

 

Formas de pagamento:

Internet: Visa, Master, Diners, Hiper, Elo, American.

Bilheteria: Dinheiro, Visa, Master, Diners, Hiper, Elo, American e Banricompras (débito).

“TOTAL Fest” terá hoje parte da verba revertida para o Instituto do Câncer Infantil

“TOTAL Fest” terá hoje parte da verba revertida para o Instituto do Câncer Infantil

Agenda Cidade Destaque Música Notícias

Um domingo para se divertir e, de quebra, fazer o bem para os pacientes do Instituto do Câncer Infantil. O evento “TOTAL Fest”, promovido pelo Shopping TOTAL no dia 28 de abril, até às 18h, reunirá diversas atrações, e tem como um de seus parceiros o ICI. Todas as vendas feitas através dos Food Trucks terão 15% da renda revertida para o Instituto.

No local, haverá a Feira do Gibi de Porto Alegre, com exposição de peças raras, últimos lançamentos e materiais nacionais e importados. O tradicional encontro de carros antigos promovido pelo Veteran Car Club, também estará disponível ao público. A Feira de Vinil, com Vinyl Market e discotecagem, terá discos que fizeram história, nacionais, internacionais e novas edições. Para o público infantil, passeio de mini fusca com a Fusqueta Kids.

Em caso de chuva, o evento será transferido para a próxima edição, dia 19 de maio.

 

TOTAL FEST

Quando: 28 de abril

Onde: Largo Cultural, Shopping TOTAL

Horário: 10h às 18h

Dometila Café em plena Nova York. Claiton Franzen está de volta com suas rosas e novidades como espumantes e vinhos com marca própria

Dometila Café em plena Nova York. Claiton Franzen está de volta com suas rosas e novidades como espumantes e vinhos com marca própria

Agenda Cidade Cultura Destaque Economia Gastronomia Música Negócios Porto Alegre Trabalho Turismo

Dometila2

Ele está de volta. A saudade das conversas com os clientes e uma proposta de remontar o melhor lugar para se ir a dois em Porto Alegre, em plena Nova York – por enquanto na Rua no bairro Auxiliadora e não na Big Apple, mas quem sabe um dia… -, fizeram com que Claiton Franzen, o homem que recepciona seus clientes queridos com pétalas de rosa, reinaugure o Dometila Café. O nome da casa presta homenagem a Domitila de Castro, a marquesa de Santos, Dometila5que ficou conhecida por seu romance com dom Pedro I.” Portanto, vou matar a saudade de comer o maravilhoso sanduíche José Bonifácio, preparado no pão ciabatta com recheio de carne de panela desfiada, tomate, cogumelo-de-paris, mussarela, requeijão, azeite e orégano, ouvindo boa música, bebendo champagne gelado e histórias maravilhosas do Claiton.

Dometila7Entre as novidades, Claiton reservou um espaço para exposições artísticas e fará também o lançamento de uma linha de produtos com a marca Dometila. Os clientes poderão levar para casa Espumantes, Vinhos e outros produtos feitos especialmente para o Café, com a supervisão de Claiton Franzen. Quem quiser poderá solicitar as delícias criadas em casa, uma tele entrega dos famosos sanduíches, bolos e delícias do Dometila funcionará entre 16h30 e 01h.

O novo Dometila Café abre as portas, na rua Nova York – 108, a partir da primeira quinzena de maio.

Porto Alegre: Sidney Magal volta neste sábado com a turnê ‘Bailamos – 50 Anos’ no Araújo Vianna

Porto Alegre: Sidney Magal volta neste sábado com a turnê ‘Bailamos – 50 Anos’ no Araújo Vianna

Agenda Música Notícias

 

O cantor Sidney Magal está chegando a Porto Alegre, no dia 13 de abril, para apresentar, mais uma vez, a turnê que comemora 50 anos de carreira, no palco do Auditório Araújo Vianna. Os ingressos estão à venda no site Uhuu ou na Bilheteria do Teatro do Bourbon Country.

Neste show em comemoração aos seus 50 anos de carreira, Magal revista todos os sucesso que marcaram épocas, como “Meu Sangue Ferve”, “Tenho”, “Sandra Rosa” e “Me Chama Que eu Vou”.  O repertório da turnê ‘Bailamos 50 Anos’ também terá covers de clássicos de nomes como Roberto Carlos, Rita Lee, Ultraje a Rigor, entre outros.

Além destas canções, Sidney Magal apresentará a inédita “Um Brinde À Vida”, lançada em 2018, que conta com participação do rapper Rincon Sapiência.

 

SIDNEY MAGAL em Porto Alegre

Quando: 13 abril, sábado, às 21h30

Onde: Auditório Araújo Vianna (Av. Osvaldo Aranha, 685)

Ingressos: R$ 60 a R$ 150

Venda online: Uhuu

Porto Alegre: Produtores culturais lançam circuito independente de shows

Porto Alegre: Produtores culturais lançam circuito independente de shows

Agenda Cidade Música Notícias

Porto Alegre acaba de ganhar um circuito independente de shows. Idealizado pelo historiador de arte Diego Groisman, o produtor cultural Bruno Melo e a cantora Miriane Brock, o Circuito Orelhas quer fortalecer o cenário musical da capital e impulsionar novos artistas, promovendo shows de variados portes, para públicos diversos e em diferentes palcos da cidade, sempre associando artistas que vêm se destacando na cena musical a shows de abertura ou participações especiais de artistas locais. Os três amigos, apaixonados por música, já trabalharam juntos na produção de alguns dos maiores eventos musicais da cidade, como Rolling Stones, Paul McCartney, Roger Waters, Andrea Bocelli e Foo Fighters, e vão levar toda a expertise das megaproduções para realizar eventos com custo menor e preços mais acessíveis.

Na agenda do circuito, já estão confirmados três shows para este ano: do músico Chico Chico, filho da cantora Cássia Eller, que fará sua estreia no palco doAgulha, dia 11 de maio, acompanhado de seu parceiro musical, João Mantuano; da banda paulista Samuca e a Selva dia 15 de junho no mesmo local; e da atriz, cantora e compositora Clarice Falcão, lançando disco ainda inédito no Opinião no dia 2 de agosto. E tem mais: com o objetivo de criar uma comunidade com presença frequente nos shows e que goste de estar sempre de orelhas antenadas descobrindo novos artistas, o Orelhas vai dar benefícios e descontos especiais para quem for assíduo no circuito.

Os primeiros ingressos, para o show de Chico Chico e João Mantuano, já estão à venda pelo www.sympla.com.br com preços a partir de R$ 30 em lote promocional. Confira o serviço completo abaixo.

SHOWS JÁ CONFIRMADOS

Chico Chico e João Mantuano – dia 11 de maio, no Agulha – vendas abertas

Samuca e a Selva – dia 15 de junho, no Agulha – vendas em breve

Clarice Falcão – dia 2 de agosto, no Opinião – vendas em breve

SERVIÇO

CHICO CHICO E JOÃO MANTUANO

Dia 11 de maio, sábado, às 22h

Agulha (Rua Conselheiro Camargo, 300 – São Geraldo, Porto Alegre/RS)

Abertura do bar: 19h

Classificação etária: 16 anos

Ingressos:

Lote promocional: R$ 30 (vendas somente online)

1º lote: Solidário R$ 40 / Meia-entrada R$ 40 / Inteiro R$ 80

2o lote: Solidário R$ 50 / Meia-entrada R$ 50 / Inteiro R$ 100

* Solidário – Valor reduzido, com a doação de 1kg de alimento não perecível ou itens de higiene pessoal, disponível para qualquer pessoa. As doações deverão ser entregues no Agulha, no momento da entrada ao evento. É imprescindível entregar a doação para fazer uso do benefício do desconto, caso contrário será cobrada a diferença do valor do ingresso na bilheteria.

** Meia-entrada – Para o benefício da meia-entrada (50% de desconto), é necessária a apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE) na entrada do espetáculo. Os documentos aceitos como válidos estão determinados na Lei Federal 12.933/13.

Vendas:

Online: Sympla

Agulha: somente no do evento, a partir das 19h, conforme disponibilidade

Porto Alegre: O final de semana é de Toquinho no Theatro São Pedro. Músico faz show e confere estreia nacional  do musical Casa de Brinquedos

Porto Alegre: O final de semana é de Toquinho no Theatro São Pedro. Músico faz show e confere estreia nacional do musical Casa de Brinquedos

Agenda Cidade Crianças Cultura Destaque Direito do Consumidor Música Porto Alegre Turismo

O cantor, compositor e violonista Toquinho desembarca no Theatro São Pedro neste fim de semana por dois motivos muito especiais. O músico vem aPorto Alegre para assistir à estreia nacional do musical infantil Casa de Brinquedos, inspirado no mais importante e premiado trabalho de sua carreira, e aproveitará a passagem pela cidade para fazer um show especial em comemoração aos seus mais de 50 anos de estrada.

A curta temporada de apresentações do musical infantil Casa de Brinquedos será de 29 a 31 de março. As primeiras sessões ocorrem nesta sexta-feira, às 10h, 14h10 e 16h, e serão fechadas para escolas. As apresentações abertas para o público serão sábado e domingo, às 16h. Já o show Toquinho 50 Anos, que reúne grandes sucessos da carreira do músico, acontecerá no sábado à noite, às 21h. Os ingressos para as atrações estão à venda emwww.teatrosaopedro.com.br e na bilheteria do Theatro São Pedro.

 

Casa de Brinquedos
Musical Casa de Brinquedos, inspirado na obra homônima do cantor, estreia em Porto Alegre. Foto: Mariana Machado

SOBRE O MUSICAL CASA DE BRINQUEDOS

Com músicas de Toquinho e Mutinho, o espetáculo realizado pela Script Produções tem texto e direção de Carla Candiotto, cenário e figurino de Kleber Montanheiro, luz de Wagner Freire e direção musical e arranjos vocais de Daniel Tauszig. Com 60 minutos de duração e sete atores em cena cantando ao vivo, a peça dosa na mesma medida texto e música. Foram selecionadas sete das onze canções do disco para integrar o musical, entre elas AquarelaO CadernoA BailarinaO Robô, entre outras.

 

Para dar vida às canções e encenar o espetáculo, a diretora Carla Candiotto (prêmios APCA e Coca-Cola Femsa) foi buscar na história a origem desses brinquedos. A proposta do musical é estimular a criatividade, passando a importância e o significado da alma de cada brinquedo de forma irreverente e divertida.

 

Divertido e atual, o texto do espetáculo foi criado pela diretora durante os ensaios. A montagem tem o estilo característico de Carla Candiotto (criadora da premiada Cia Le Plat du Jour, ao lado de Alexandra Golik) – rápidas movimentações em cena, corre-corre, luta e bordões que marcam cada personagem. A paixão pela turma, a linguagem do rap e brincadeiras de quente e frio ajudam a deixar o espetáculo identificado com o universo da garotada.

 

SOBRE O SHOW TOQUINHO 50 ANOS

O espetáculo inicia com Toquinho e seu inconfundível violão, transformando a cena numa sala de visitas, tocando canções que o acompanham desde a infância, que sempre cantou entre amigos. Desta forma, vai interpretando trechos de canções que ele curtia muito em sua meninice, tudo de maneira muito natural; vai definindo alguns blocos num roteiro emocional, sem preocupação didática ou cronológica.

 

Inspirado na vocação e no amor à música homenageia mitos de sua adolescência, que vieram a se transformar em amigos: Tom Jobim, com os clássicos Este seu olharCorcovadoEu sei que vou te amarSe todos fossem iguais a vocêBaden Powell, com Berimbau, e seu grande mestre Paulinho Nogueira, comBachianinha n.º 1. As amizades e parcerias também estão presentes nas canções que fez com Mutinho (Escravo da alegriaO Caderno), e também comJorge Ben Jor, na interpretação de Que Maravilha, seu primeiro sucesso.

 

Toquinho não se esquece do universo infantil; seu talento e sua capacidade de dialogar com as crianças estão presentes em A Bicicleta e A Casa, e encerra o espetáculo com os grandes sucessos que fez com Vinicius de Moraes, incluindo nesse final o grande sucesso Aquarela. Uma síntese dessa criativa parceria de 10 anos.

 

São fragmentos saborosos de 50 anos de talento, virtuosismo, amizades, parcerias, shows e discos pelo Brasil e pelo mundo. Construindo histórias, colocando à prova sentimentos, vivenciando euforias, encontros e solidões, fazendo, todavia, prevalecer sempre a alma transformadora do artista a congregar em torno de sua música a admiração de adultos e crianças, seduzidos pela sua perseverança em ser feliz.

 

É essa felicidade que Toquinho leva ao palco, entrelaçado a seu violão, de quem se tornou irmão e amigo, até confundirem-se em madeira e pele, cordas e coração.

 

SERVIÇO

CASA DE BRINQUEDOS

Sessões abertas ao público: dias 30 e 31 de março, sábado e domingo, às 16h

Theatro São Pedro (Praça Mal. Deodoro, s/n – Centro Histórico – Porto Alegre/RS)

 

Ingressos:

Galeria: R$ 40,00 (inteiro) / R$ 20,00 (meia-entrada)

Camarote Lateral: R$ 60,00 (inteiro) / R$ 30,00 (meia-entrada)

Camarote Central: R$ 70,00 (inteiro) / R$ 35,00 (meia-entrada)

Plateia: 80,00 (inteiro) / R$ 40,00 (meia-entrada)

Cadeiras Extras: R$ 80,00 (inteiro) / R$ 40 (meia-entrada)

 

SERVIÇO

TOQUINHO – 50 ANOS

Dia 30 de março, sábado, às 21h

Theatro São Pedro (Praça Mal. Deodoro, s/n – Centro Histórico – Porto Alegre/RS)

 

Ingressos:

Galeria: R$ 80,00 (inteiro) / R$ 40,00 (meia-entrada)

Camarote Lateral: R$ 160,00 (inteiro) / R$ 80,00 (meia-entrada)

Camarote Central: R$ 200,00 (inteiro) / R$ 100,00 (meia-entrada)

Plateia: 240,00 (inteiro) / R$ 120,00 (meia-entrada)

Cadeiras Extras: R$ 240,00 (inteiro) / R$ 120,00 (meia-entrada)

 

VENDAS PARA OS ESPETÁCULOS

– Online: www.teatrosaopedro.com.br

– Bilheteria do Theatro São Pedro: de segunda a sexta-feira, das 13h até o horário de início dos espetáculos. Quando não há espetáculo, das 13h às 18h30. Nos sábados e domingos, das 15h até o horário de início dos espetáculos.

 

Descontos*:

50% para associados da AATSP

50% para estudantes, jovens de baixa renda e pessoas com deficiência
50% para idosos

50% para associados titulares Clube do Assinante ZH e um acompanhante

*mediante apresentação de documentos que comprovem o direito ao benefício

 

Mais informações para o público:

(51) 3227.5100 / 3227.5300 com a equipe do Theatro São Pedro

Porto Alegre: Projeto Memória Viva será lançado no Teatro de Arena. O ator e diretor Mauro Soares estreará a série de depoimentos

Porto Alegre: Projeto Memória Viva será lançado no Teatro de Arena. O ator e diretor Mauro Soares estreará a série de depoimentos

Agenda Cidade Cultura Destaque Música Porto Alegre prefeitura

Nesta próxima terça-feira (26), às 19h, o Teatro de Arena (Av. Borges de Medeiros, 835 – escadarias do Viaduto Otávio Rocha), símbolo representativo de resistência à Ditadura Militar (1964-1985) no cenário cultural porto-alegrense, abre suas portas para revisitar a memória de seus protagonistas: os artistas que deixaram seu legado à casa de espetáculos – muitos continuam contribuindo até hoje com uma história que atravessa cinco décadas. É que está marcado para este dia o lançamento do projeto Memória Viva. A realização é da Secretaria da Cultura (Sedac), Instituto Estadual de Artes Cênicas (IEACen),com a curadoria do Theatro São Pedro e tem o apoio do Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos e Diversões (Sated RS) e da Associação de Amigos do Teatro de Arena e é aberto ao público.

Mauro Soares
Mauro Soares

De março em diante, a Sedac planeja gravar depoimentos com outros atores gaúchos e do cenário nacional que passarem por Porto Alegre. A ideia da Secretaria é formalizar, a partir de agora, novas parcerias para que o material esteja disponível em mídia digital para consulta em breve.

Em meio à seção de peças censuradas no Arena, no período da Ditadura, encontram-se documentos carentes de digitalização e que se traduzem no cerne deste projeto. São peças, com palavras ou trechos rabiscados que acabavam por alterar a concepção dramatúrgica dos textos por força da censura. Também faz parte deste material acervo de vídeos com entrevistas de atores e diretores, arquivados em VHS.

Conhecedor profundo do acervo, o ator e diretor Mauro Soares, que se dedica ao Arena até hoje, estreará os depoimentos do projeto dando início a um grande desafio: deixar documentado histórias que misturam realidade e ficção, vida e palco. E, assim, ir à contramão da carência cada vez maior de registros de profissionais que passaram por teatros gaúchos. “Percebemos que, a cada dia, estas referências estão se perdendo. Por isso, registrar estas histórias é um compromisso com a memória do teatro gaúcho” – ressalta Ruben Oliveira, diretor do IEACen.

Mauro Soares, estreou no teatro em 1966, atuando na peça Os Deuses Riem, em Pelotas, sob direção de J. R. Mendonça. Mudou-se para Porto Alegre em 1977, onde continuou a carreira de ator. Entre seus trabalhos como ator destacam-se: Os Dragões do 21º Dia (1978), O Evangelho Segundo Zebedeu (1978), A Lata de Lixo da História (1979), Esta É a Sua Vida (1981) e Doce Vampiro (1982). Em 2000, atuou em O Pagador de Promessas, com direção de Roberto Oliveira; em 2003, em Homem não Chora, direção de Shirley Rosário; em 2004, voltou a atuar sob a direção de Luciano Alabarse, em Antígona, recebendo o prêmio Açorianos de melhor ator coadjuvante. Continuou a parceria em Hamlet (2006), Medeia (2007), Édipo (2008), Platão 2 em 1 (2009), Bodas de Sangue (2010), Inimigos de Classe (2012), Ifigênia em Áulis + Agamênon (2013), A Vertigem dos Animais Antes do Abate (2014) e Crime Woyzeck (2015).

 

O Boticário cria selo de identificação de seus produtos veganos

O Boticário cria selo de identificação de seus produtos veganos

Música Negócios Notícias

Em 2019, O Boticário passará a identificar em todos os seus pontos de comunicação quais dos seus produtos já são veganos. Maquiagem, que conta com as linhas Make B. e Intense, já tem 30% do portfólio da categoria com itens sem nenhuma matéria-prima de origem animal. A iniciativa atende à demanda cada vez mais frequente de consumidores que desejam saber que também podem contar com esse tipo de produto dentro de sua marca preferida.

O selo de identificação dos produtos veganos do Grupo Boticário é proprietário e, para sinalizar e categorizar o que são cosméticos veganos, a empresa seguiu o padrão estabelecido pelas certificadoras. “Estamos em um movimento crescente de substituição de matérias-primas de origem animal para vegetal, mineral, biotecnológica ou sintética – sempre mantendo o foco na qualidade, performance, estabilidade, segurança e eficácia dos produtos”, afirma o diretor de Marketing do Boticário, Alexandre Bouza.

Essa busca por métodos alternativos não é novidade para a marca. Há quase 20 anos, o Grupo Boticário não realiza teste em animais e foi a primeira empresa brasileira a desenvolver a pele 3D e os organs-on-chip para simular as condições de uso em órgãos humanos. “O Boticário já contava com produtos veganos em seu portfólio – o que estamos fazendo é dando mais clareza para a comunicação com o consumidor. Loja, catálogo, e-commerce, todos os pontos serão fontes de informação para quem quiser escolher produtos veganos do Boticário”, finaliza Bouza.

DJ Chernobyl, Tonho Crocco e Lucio Brancato lançam o single “Dura”

DJ Chernobyl, Tonho Crocco e Lucio Brancato lançam o single “Dura”

Cidade Cultura Destaque Música

Disponível em todas as plataformas digitais o single Dura reúne DJ Chernobyl, Tonho Crocco e Lucio Brancato em um mantra que vai do funk e eletro-cumbia à melodias de sitar. Com influências africanas, brasileiras e do dub jamaicano, a letra conta um pouco da experiência que o vocalista da Ultramen viveu na Índia, em 2017. O trabalho sai pela Loop Discos.

Com gírias e expressões locais, a letra fala de como a vida tem o lado puro, apesar da dureza “Comecei a escrever a letra lá ainda, e chegando aqui o Fredi [Chernobyl] me mostrou uma base que era bem hipnótica, bem mantra, e eu consegui adequar a letra para o som dele. Aí virou o nosso som”, nos contou Tonho Crocco. Ao unir a letra à base do DJ Chernobyl, a ideia de adicionar a sitar, instrumento tradicional da música indiana, veio naturalmente. E assim Lucio Brancato, jornalista e um dos raros músicos que toca o instrumento no sul do país, se juntou ao time de peso do single.

 

Leia mais em Culturissima.