Estado publica edital para venda dos terrenos do Ginásio da BM e da Academia dos Bombeiros. Os dois terrenos serão vendidos em lote único no valor total de R$ 125.888.000,00

Estado publica edital para venda dos terrenos do Ginásio da BM e da Academia dos Bombeiros. Os dois terrenos serão vendidos em lote único no valor total de R$ 125.888.000,00

Agenda Cidade Destaque Negócios Poder Política Porto Alegre Segurança

A Secretaria da Modernização Administrativa e dos Recursos Humanos (Smarh) publicou no Diário Oficial desta quarta-feira o edital para a realização de licitação de concorrência para venda de dois terrenos de propriedade do governo do Estado em Porto Alegre. São eles, o Ginásio de Esportes da Brigada Militar e da Academia do Corpo de Bombeiros.

O lote do Ginásio de Esportes da Brigada Militar possui uma área de 9.849,17m², localizado na Rua Felipe de Oliveira, nº 15. O lance inicial de venda para esse terreno é de de R$ 40.522.000,00. O outro é o terreno onde funciona a Academia do Comando do Corpo de Bombeiros Militar do RS, localizado na Rua Silva Só, nº 300, compreendendo uma área de 24.788,56m², no valor inicial de venda de R$ 85.366.000,00. Os dois terrenos serão vendidos em lote único no valor total de R$ 125.888.000,00.

A abertura dos envelopes da concorrência acontece no dia 26 de março, às 10h, na Sala da Central de Licitações – Celic, localizada na Avenida Borges de Medeiros, nº 1501, 2º andar do prédio do Centro Administrativo Fernando Ferrari (Caff), em Porto Alegre.. Os interessados deverão apresentar suas propostas em dois envelopes. O primeiro contendo a documentação exigida para a habilitação e, o segundo, com a proposta.

Parte do pagamento do valor ofertado do lote único fica condicionado à execução de áreas construídas, por parte do comprador, onde serão instalados os empreendimentos para o Complexo do Comando-Geral e da Academia de Bombeiro Militar e o Complexo de Educação Física da Academia de Polícia Militar, até o limite de R$ 34.996.309,72. Outra parte é feita por meio de caução, em uma parcela de 5% sobre o valor da avaliação, entregue no dia da concorrência. O saldo restante será quitado em duas vezes: 50% no prazo de 30 dias, a contar da publicação do resultado final da homologação no Diário Oficial do Estado. Os outros 50% no ato de assinatura do contrato de promessa de compra e venda e permuta por área construída, mediante apresentação de guia de arrecadação.

A permuta por área construída prevê as futuras instalações do Complexo do Comando-Geral e da Academia de Bombeiro Militar na área onde funciona o Centro Estadual de Treinamento Esportivo (Cete), que terá sua utilização maximizada, pois além de servir à comunidade, também será aproveitada pelos Bombeiros. E do Complexo de Educação Física da Academia de Polícia Militar em área localizada na Avenida Coronel Aparício Borges, 2001. Ambos terrenos de propriedade do Estado na Capital. (Rádio Guaíba)

Casa de Carlos Araújo à beira do Guaíba é colocada à venda. Residência onde morou Dilma Rousseff abrigou vários encontros da política gaúcha e nacional nos últimos anos

Casa de Carlos Araújo à beira do Guaíba é colocada à venda. Residência onde morou Dilma Rousseff abrigou vários encontros da política gaúcha e nacional nos últimos anos

Agenda Cidade Destaque dilma Negócios Política Porto Alegre Prédio

Seis meses após a morte de Carlos Araújo, os herdeiros do advogado e ex-deputado colocaram a casa onde ele viveu boa parte da vida à venda. No local, à beira do rio Guaíba, Araújo recebia políticos de todas tendências políticas para longas conversas e jantares que seguidamente atravessavam a madrugada. A residência pode ser considerada um “monumento político”  da recente história do Estado e do País. No texto, “Um homem que tinha histórias para contar”, a jornalista Rosane de Oliveira, lembra que: “A casa em que Carlos Araújo viveu nas últimas décadas, à beira do Guaíba, no bairro Tristeza, diz muito sobre o animal político que ele era. Da varanda envidraçada vê-se a ilha em que esteve preso na época da ditadura. Em vez de apagar da memória as más lembranças, Araújo fazia questão de contar histórias e fazer articulações políticas olhando para a Ilha das Pedras Brancas, cenário de um dos capítulos mais dramáticos da vida de militante de esquerda capturado pelas forças da repressão.”

No livro, “O lado B dos Candidatos”, os jornalistas Chico de Gois e Simone Iglesias relatam que: – A casa em que Dilma e Araujo moravam na Zona Sul de Porto Alegre, às margens do Rio Guaíba, sempre foi ponto de encontros políticos. Abrigou inúmeras reuniões partidárias, almoços e jantares para tratar de campanhas eleitorais. Era 1986, Araujo concorria à reeleição para deputado estadual. Num sábado, convidou companheiros de partido e amigos para um jantar. ‘Ele organizou um churrasco para o pessoal que trabalhou na campanha. Dilma foi dormir, não gostava muito de farra. Lá pelas onze da noite, sai ela de dentro da casa, vestindo um chambre e chinelos. Passou reto por todos nós, sem dar uma palavra. foi até a churrasqueira, recolheu uns cinco, seis espetos com carne. Jogou tudo no rio. Virou para todos nós e disse: ‘Acabou o churrasco. Quero dormir'”, conta um dos convidados.

A casa está à venda na imobiliária Vera Bernardes, pelo valor de R$ 2,5 mi.

Gedeão Pereira é o novo presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae/RS

Gedeão Pereira é o novo presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae/RS

Agronegócio Destaque Economia Negócios Poder Política

O presidente do Sistema Farsul, Gedeão Silveira Pereira, 68 anos, é o novo presidente do Conselho Deliberativo Estadual (CDE) do Sebrae/RS. A eleição seguida de posse ocorreu no final da manhã desta terça-feira, 20 de fevereiro, durante reunião extraordinária na sede da organização, em Porto Alegre. O pleito se fez necessário tendo em vista o falecimento de Carlos Rivaci Sperotto que completaria, no final deste ano, sua terceira gestão à frente da presidência do Sebrae/RS.

Gedeão diz estar honrado por assumir o cargo deixado pelo “grande presidente Carlos Sperotto” e destaca a importância dos pequenos negócios para o Estado. “São 450 mil microempreendedores individuais, 308 mil microempresas e 92 mil empresas de pequeno porte no Rio Grande do Sul. São estes milhares de empreendedores que promovem o crescimento do nosso Estado e é para eles que nós trabalharemos com afinco até o fim desta gestão”, afirma.

Não haverá alteração na Diretoria Executiva do Sebrae/RS, que é formada por Derly Fialho, diretor-superintendente; Ayrton Ramos, diretor Técnico, e Carlos Schütz, diretor de Administração e Finanças. O novo presidente permanece à frente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae/RS até o fim deste ano, quando ocorre a eleição para o quadriênio 2019-2022.

Gedeão Pereira, é de Bagé, médico veterinário formado em 1971 pela Universidade Federal de Santa Maria. Proprietário e administrador da Estância Santa Maria e de outras quatro estâncias, é criador de gado das raças Hereford e Poll Hereford, além de agricultor.

Sua atuação no agronegócio é além porteiras. Já foi diretor da Associação Brasileira de Criadores de Hereford e Braford e presidente do Sindicato/Associação Rural de Bagé por dois mandatos. Atualmente, além de presidente do Sistema Farsul e do Conselho Deliberativo do Sebrae/RS, é delegado representante na CNA, membro da Federação de Associações Rurais do Mercosul (grupo FARM) e presidente do Fórum Mercosul da Carne (FMC).

Gedeão é defensor da melhoria genética dos animais e diversificação das propriedades. Diz que a mudança no agronegócio passa por atividades múltiplas: além do gado de corte, é preciso silvicultura, arroz, soja, forrageira, sorgo e milho, como ele faz em suas cinco propriedades.

Procon orienta consumidores sobre compras no Liquida Porto Alegre

Procon orienta consumidores sobre compras no Liquida Porto Alegre

Agenda Cidade Destaque Direito Direito do Consumidor Economia Negócios Poder Política Porto Alegre prefeitura Tecnologia

O Procon Porto Alegre orienta os consumidores sobre como usufruir das opções de descontos oferecidos por 3.300 lojas físicas e da Internet durante a 22ª edição do Liquida Porto Alegre, que ocorre a partir desta sexta-feira, 16 até 26 de fevereiro na Capital. Tradicional evento de promoção de descontos nos preços de produtos e serviços o Liquida Porto Alegre deve movimentar este ano R$ 1,175 bilhão. De acordo com o diretora executiva do Procon, Sophia Martini Vial, o consumidor deve sempre realizar uma pesquisa prévia de comparação de preços, pois grandes diferenças de valores podem ocorrer para uma mesma mercadoria, uma vez que os descontos podem chegar até 70%, com grande variação de uma loja pra outra. O levantamento de preços deve ser feito também nas compras pela Internet. “Confira os preços em pelo menos cinco lojas distintas, pois diferenças de preços podem ocorrer ate mesmo em estabelecimentos integrantes da mesma rede”, afirma Sophia.

“Além disso o consumidor deve ter em mente se o produto que se quer adquirir é realmente necessário e se está adequado ao seu orçamento, estabelecendo patamares do valor que pode pagar”, alerta. Ela adverte que se o produto esta saindo de linha o consumidor deve barganhar o preço, pois peças de reposição não tem um prazo para estarem disponíveis em assistências técnicas. Se o produto está saindo de linha ainda existe uma obrigação do fabricante de manter as peças de reposição em estoque. “O Código de Defesa do Consumidor não estipula prazos de manutenção em estoque de peças, mas diz que tem de ser por período razoável. Por exemplo, uma geladeira tem que durar no mínimo, cinco a oito anos, então este é o prazo mínimo que o fabricante tem que ter nas peças para repor naquele produto”, conclui.

Na hora da compra a diretora do Procon aconselha pechinchar para adequar o produto no orçamento do consumidor, ainda que as mercadorias estejam em promoção. “Neste caso, efetuar o pagamento à vista proporciona mais possibilidades de se obter um desconto ainda maior”, diz Sophia. “É muito importante que o consumidor exija na hora da compra a nota fiscal, pois é o documento que garante o direito da troca do produto ou reparo do serviço adquirido”, afirma.

O Procon recomenda, ainda, fazer o teste de funcionamento do produto na loja para constatar se está em perfeitas condições de uso. Se a mercadoria for entregue à domicílio, é necessário inspecioná-la, conferindo a voltagem do aparelho.

Direito de Arrependimento – Quando o consumidor realiza compras fora da loja física do fornecedor, utilizando a Internet, correio, telefone ou catálogo, o cliente tem o direito de desistir da compra efetuada até sete dias após a entrega da mercadoria, podendo receber o valor gasto, mesmo que o produto não apresente defeito. Já no caso das trocas de produtos, o Procon salienta que a loja não é obrigada a trocar mercadorias que não apresentem falhas. O consumidor deve previamente ficar ciente se o fornecedor aceita promover a troca do produto sem defeito.

Nas compras pela Internet, o consumidor deve consultar, na página do Procon, o banner “Procon alerta: evite estes sites”, para atestar a idoneidade do fornecedor. “O consumidor deve verificar na hora da compra se no site estão presentes informações como CNPJ, endereço físico e telefone da empresa. É possível ainda verificar se o CNPJ que consta no site corresponde ao cadastrado na Receita Federal”, destaca Sophia Vial.

Reclamações – No site do Procon, os internautas podem fazer download da legislação consumerista e efetuar reclamações por meio do banner do Atendimento Eletrônico. O horário de funcionamento presencial vai das 9h às 17h, na sede do Procon, na rua dos Andradas, 686, Centro Histórico. Diariamente, 90 fichas são distribuídas para o atendimento ao público. O Procon municipal também disponibiliza para a população uma loja no terminal 1 do Aeroporto Salgado Filho, em funcionamento das 12h às 18h. O Procon Porto Alegre é um órgão vinculado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE).

RS: 32 municípios sobem de categoria no Mapa do Turismo

RS: 32 municípios sobem de categoria no Mapa do Turismo

Agenda Agronegócio Destaque Direito do Consumidor Economia Negócios Turismo

O Ministério do Turismo atualizou a categorização dos municípios que compõem o Mapa do Turismo Brasileiro. Esse instrumento é importante para acompanhar o desempenho da economia do turismo nos municípios e serve também como balizador de políticas do setor e direcionamento de verbas federais. De acordo com a nova categorização, 32 municípios do Rio Grande do Sul tiveram crescimento econômico pelo setor, seja por terem aumentado o número de empregos através do turismo, ampliado os estabelecimentos formais de hospedagem ou o fluxo de turistas domésticos e internacionais.

“O trabalho de categorização permite que o gestor responsável pelo turismo no município acompanhe a evolução da atividade de maneira clara e rápida. Com a definição de que esse trabalho será realizado a cada dois anos, será possível definir com mais clareza as políticas públicas a serem adotadas e os investimentos que deverão ser feitos”, explica o diretor do Departamento de Ordenamento do Turismo (DEOtur), do Ministério do Turismo, Rogério Antônio Cóser.

Por outro lado, outros 24 municípios do estado tiveram redução em suas categorias – Alto Alegre, Arambaré, Araricá, Bagé, Barão do Triunfo, Camaquã, Campo Bom, canoas, Cidreira, Condor, Derrubadas, Doutor Maurício Cardoso, Doutor Ricardo, Farroupilha, Maratá, Palmares do Sul, Protásio Alves, Relvado, Roque Gonzales, São Gabriel, São Luiz Gonzaga, Torres, Viamão e Xangri-lá. Importante ressaltar que a categorização é um processo dinâmico e perene que, assim como o Mapa do Turismo Brasileiro, deverá ser atualizado e aperfeiçoado periodicamente. Assim, se um município teve seu fluxo turístico e seus estabelecimentos formais de hospedagem ampliados, provavelmente, na próxima edição da categorização, quando os dados dele serão novamente considerados, ele poderá mudar de categoria.

APOIO DO MTUR – De olho na melhoria da infraestrutura de cidades cuja classificação foi reduzida, o MTur já destinou, desde 2003, aproximadamente R$ 44,5 milhões para

Alto Alegre, Arambaré, Bagé, Barão do Triunfo, Camaquã, Campo Bom, canoas, Cidreira, Condor, Derrubadas, Doutor Maurício Cardoso, Doutor Ricardo, Farroupilha, Maratá, Palmares do Sul, Protásio Alves, Relvado, Roque Gonzales, São Gabriel, São Luiz Gonzaga, Torres e Xangri-lá para obras de sinalização, pavimentação, revitalização de praças, construção de centros culturais e pórticos, reurbanização, entre outros.

Segundo a portaria 39/2017 do MTur, somente municípios classificados entre ‘A’ e ‘D’ podem pleitear apoio a eventos geradores de fluxo turístico. De acordo com a nova categorização, as cidades – Anta Gorda, Capivari do Sul, Coronel Bicaco, Cruzeiro do Sul, Dona Francisca, Estrela Velha, Floriano Peixoto, Gramado doa Loureiros, Guarani das Missões, Inhacorá, Itaara, Marques de Souza, Muçum, Nova Alvorada, Nova Pádua, Pinto bandeira, Salvador das Missões, Santa Tereza, Santiago, São Nicolau, Sertão Santana, Severiano de Almeida, Três cachoeiras, Tuparendi – agora na categoria ‘D’, passam a poder contar com até R$ 150 mil por ano do governo federal para a realização de festejos. Já Esteio, Guaíba, Lagoa Vermelha, Mostardas, Panambi, São José dos Ausentes e Soledade, classificadas como ‘C’, têm direito a um limite de R$ 400 mil, enquanto Nova Petrópolis, agora na categoria ‘B’, passa a acessar um teto de R$ 500 mil.

Todos os municípios – de A a E – estão aptos a pleitear recursos de infraestrutura, como construção de estradas e rodovias de interesse turístico; orlas e terminais fluviais, lacustres ou marítimos; reforma de terminais rodoviários intermunicipais e interestaduais, de aeroportos, ferrovias e estações férreas de interesse turístico; sinalização turística, entre outros.

O Rio Grande do Sul conta com 371 cidades no Mapa do Turismo Brasileiro, classificadas da seguinte maneira: A (02), B (12), C (37), D (210) e E (110).

CONFIRA AS MUDANÇAS DE CATEGORIAS – As novas categorias já estão disponíveis no endereço www.mapa.turismo.gov.br.

» Os 32 municípios que cresceram:

Anta Gorda

Capivari do Sul

Coronel Bicaco

Cruzeiro do Sul

Dona Francisca

Esteio

Estrela Velha

Floriano Peixoto

Gramado dos Loureiros

Guaíba

Guarani das Missões

Inhacorá

Itaara

Lagoa Vermelha

Marques de Souza

Mostardas

Muçum

Nova Alvorada

Nova Pádua

Nova Petrópolis

Panambi

Pinto Bandeira

Salvador das Missões

Santa Tereza

Santiago

São José dos Ausentes

São Nicolau

Sertão Santana

Severiano de Almeida

Soledade

Três Cachoeiras

Tuparendi

RS: Exportações do agronegócio iniciam 2018 em alta

RS: Exportações do agronegócio iniciam 2018 em alta

Agronegócio Destaque Economia Negócios

O primeiro mês do ano foi marcado pela alta nas exportações do agronegócio gaúcho. Janeiro registrou a soma de US$ 796 milhões, um crescimento de 15,4% na comparação com o mesmo período de 2017. O setor foi responsável por 62% do total comercializado pelo estado. Em volume, foram embarcadas 1,279 milhão de toneladas de produtos provenientes do meio rural. Os dados foram divulgados pela Assessoria Econômica do Sistema Farsul, nesta segunda-feira, dia 19.

Os números são resultado do bom desempenho da soja em grãos, com aumento de 46,5%, que garantiu 9% a mais em vendas do complexo soja. Cereais (7,9%), puxado pelo arroz (68,1%), e fumo (167,8%) também colaboraram para o resultado. Apesar da queda de 6,4% no grupo carnes, a carne bovina atingiu um crescimento de 70,7% no valor exportado.

Em relação a dezembro de 2017, o resultado também foi positivo, chegando a 10,1% no valor e 42% no volume exportado. O resultado está diretamente ligado ao resultado do complexo soja (26,6%), cereais (363,9%) e produtos florestais (18,4%). Mesmo com crescimento de 32% na venda de carne bovino, o grupo carnes teve uma queda de 4,9% influenciado por carne de frango (-7,4%) e carne suína (-15%).

A China mantém o posto de principal destino dos produtos do agronegócio gaúcho, com 32,6% de participação no valor exportado. Em segundo lugar aparece os Estados Unidos com 7% das vendas. Em terceiro lugar, a Bélgica aparece com 5%, assumindo um posto que vinha sendo da Rússia.

 

Confira o Relatório de Comércio Exterior na íntegra.

Segundo Summit Talks debaterá sobre mulheres e startups de sucesso

Segundo Summit Talks debaterá sobre mulheres e startups de sucesso

Destaque Negócios Tecnologia

A segunda edição do Summit Talks vai tratar do protagonismo feminino no próximo dia 21 de fevereiro, no Gram Fiestas, em Gramado. Três  empreendedoras à frente de empresas disruptivas do Brasil debaterão sobre o tema mulheres e grandes startups. A Summit Talks é a extensão da Gramado Summit ao longo do ano. Mensalmente, um evento itinerante leva grandes cases do empreendedorismo digital para palestras e debates. O evento faz parte da programação oficial da Gramado Summit, que ocorre de 08 a 10 de agosto de 2018, e também integra a programação de aniversário dos 30 anos da Rossi & Zorzanello. A ação é aberta e gratuita para todos que já garantiram sua credencial para o evento de startups do país. O objetivo é proporcionar conhecimento e promover, cada vez mais, o debate da Nova Economia no Brasil.

Viviane Sedola (Growth Hacker), Rochelle Silveira (Bela Pagamentos) e Clarissa Santiago (Guide 121) contarão suas trajetórias e avaliarão o cenário empreendedor do país. A mediação será de Rafael Ribeiro, diretor executivo da Associação Brasileira de Startups (ABStartups).

Viviane Sedola – É co-fundadora da Kickante, maior plataforma brasileira de financiamento coletivo. Relações Públicas e expert de crowdfunding no Brasil, acumula mais de 10 anos de atuação nas áreas de comunicação, marketing, captação de recursos e soluções digitais, acumulando passagem pelas empresas Casas Bahia e Groupon.

Rochelle Silveira – É co-fundadora da Bela Pagamentos, fintech que cria soluções de venda, pagamento e gestão para empresas do mercado de turismo e entretenimento. Desde jovem, apaixonada por inovação e auto-didata, aprendeu sobre negócios e desenvolvimento e, com 16 anos, começou a empreender. É responsável por conduzir toda a área de produto e tecnologia da Bela e esteve envolvida na criação das principais soluções da empresa. É uma Empreendedora Promessas Endeavor, a maior organização de apoio a empreendedorismo e empreendedores de alto impacto.

Clarissa Santiago – A empreendedora tem 10 anos de experiência com projetos de inovação e desenvolvimento de negócios e 3 anos trabalhando com desenvolvimento de plataformas digitais. MBA em Trends & Innovation, palestrante TEDxInatel, consultora nos temas de gamificação e desenvolvimento de pessoas.

Rafael Ribeiro – Cientista da Computação com especialização em Inovação pela ESPM. Empreendedor há 12 anos no mercado de tecnologia e Business Inteligência. Desenvolvedor de grandes projetos para corporações como Mitsubishi, Santander, Itau, Claro entre outras. Líder da comunidade de founders na Aceleradora Germinadora e co-fundador da startup Monsterjoy, acelerada pela Artemisia e Germinadora. Atualmente é diretor executivo da Associação Brasileira de Startups.

A proposta da edição surge da presença cada vez mais marcante de mulheres no mercado de inovação e no ecossistema de startups, revolucionando indústrias e o modo de gerir empresas. Por isso, além dos cases de sucesso, a edição será responsável por desenvolver um panorama geral, através de dados referentes à relevância e participação.

 

Casa Valduga e Casa Madeira voltam a ser atendidas pela Global

Casa Valduga e Casa Madeira voltam a ser atendidas pela Global

Destaque Negócios Publicidade Turismo

A Global comemora o retorno das marcas Casa Valduga e Casa Madeira ao seu portfólio de clientes. A agência, sediada em Porto Alegre, irá cuidar da gestão de branding das duas marcas em âmbito nacional e internacional. O atendimento inclui estratégia de marca, geração de conteúdo em canais online e offline, mídia social e ponto de venda (PDV).

Agência Global - Crédito Fabian Gloeden - Estúdio Org
Daniel Skowronsky, Rafael Bohrer e Alexandre Skowronsky. Foto: Fabian Gloeden/ Estúdio Org

A Casa Valduga iniciou a sua história no Vale dos Vinhedos, na serra gaúcha, em 1875. Em 2017, foi eleita a melhor vinícola do Brasil pela Associação Mundial de Jornalistas e Escritores de Vinhos e Licores (WAWWJ) e entrou no Top 100 das melhores do mundo. Recentemente, o rótulo Sur Lie Nature recebeu o reconhecimento como o melhor espumante da América do Sul pelo guia Descorchados. A Casa Madeira foi a pioneira na elaboração de suco de uva integral no país e hoje possui uma ampla linha de produtos gourmet: geleias, antepastos, cremes balsâmicos, chás gelados e molhos para pimenta.

“Escolhemos a Global como uma parceira fundamental para nos ajudar a construir e solidificar os nossos sonhos que são materializados através da nossa marca e nos produtos de alta qualidade. Teremos grandes desafios que nos motivam a desenvolver trabalhos cada vez mais consistentes para atingir os nossos objetivos. Casa Valduga é Global”, diz Eduardo Valduga, diretor de Marketing da Famiglia Valduga.

“Vamos cuidar da gestão total das duas marcas. É um desafio renovado ter de volta uma empresa que representa o Brasil em mais 20 países, coleciona mais de 300 prêmios nacionais e internacionais e orgulha a vitivinicultura brasileira. Estamos muito felizes de poder novamente contribuir para o fortalecimento e crescimento dessas duas importantes marcas”, diz Daniel Skowronsky, sócio-diretor de Estratégia da Global.

Banrisul apresenta maior lucro líquido da história em 2017.  Os ativos totais do Banrisul alcançaram saldo de R$ 73,3 bilhões em dezembro de 2017, uma expansão de 6,2%; por Carlos Machado/Rádio Guaíba

Banrisul apresenta maior lucro líquido da história em 2017. Os ativos totais do Banrisul alcançaram saldo de R$ 73,3 bilhões em dezembro de 2017, uma expansão de 6,2%; por Carlos Machado/Rádio Guaíba

Agronegócio Economia Negócios Notícias
O lucro líquido do Banrisul em 2017 foi de R$1,053 bilhão, um crescimento de 59,6% na comparação com o ano anterior, quando o Banco registrou lucro líquido de R$ 659,7 milhões. Os dados foram divulgados na manhã desta segunda-feira na sede do Banco, em Porto Alegre, e representam o maior lucro da história da instituição.

Segundo o presidente do Banrisul, Luiz Gonzaga Veras Mota, o bom desempenho registrado no ano passado reflete a estabilidade da margem financeira, o menor fluxo de despesas e o crescimento das receitas de tarifas e serviços. Os ativos totais do Banrisul alcançaram saldo de R$ 73,3 bilhões em dezembro de 2017, uma expansão de 6,2% na comparação com o ano anterior.

“Fizemos um forte trabalho na recuperação do crédito e da redução do índice de inadimplência, num crescimento forte da carteira da pessoa física e nos serviços prestados. Ou seja, a forte receita dos serviços e a forte contenção das despesas, considerando a criação do plano de aposentadoria voluntária e a diminuição da folha de pagamento, deu resultados”, avaliou o presidente do Banco.

Segundo Mota, a operação da venda das ações continua suspensa, por enquanto, e nos próximos dias uma decisão deve ser tomada sobre o assunto. “A venda vai depender do valor das ações no mercado, da renegociação da dívida do Rio Grande do Sul com a União e toda a fase da Recuperação Fiscal do Estado, mas ainda não há uma definição”, disse. Questionado se a venda do Banrisul pode ser incluída no pacote de concessões para a adesão do Estado ao Regime de Recuperação Fiscal, o presidente do Banco disse que a hipótese está descartada.

O governador José Ivo Sartori participou do evento e destacou o bom desempenho recorde. “Sem dúvida nenhuma uma marca histórica que reafirma a constante busca do Banrisul para ser um banco moderno, sustentável e eficiente”, comemorou Sartori. Ao final do evento, o governador lançou uma placa comemorando o lucro líquido recorde da instituição no ano de 2017.

Procon promove nova pesquisa de preços da gasolina comum. Os valores variam de R$ 4,199 a R$ 4,599

Procon promove nova pesquisa de preços da gasolina comum. Os valores variam de R$ 4,199 a R$ 4,599

Cidade Destaque Direito do Consumidor Economia Negócios Porto Alegre

O Procon Porto Alegre realizou nesta sexta-feira, 16, um novo levantamento de preços da gasolina comum em 42 postos da Capital. Os valores variam de R$ 4,199 a R$ 4,599. Desde a última pesquisa promovida na quarta-feira,14, dois postos de gasolina reduziram o valor do combustível, e um estabelecimento aumentou seu preço.

O consumidor que desejar contribuir para o levantamento deverá contatar o Procon municipal através do Twitter ou via mensagem inbox no Facebook enviando fotos. Devem constar também o nome do posto e o endereço. Postos de gasolina que desejarem incluir seus estabelecimentos nas pesquisas devem entrar em contato com a entidade.

Reclamações – Moradores de Porto Alegre podem registrar denúncias pelo site do Procon ou na sede da rua dos Andradas, 686, Centro Histórico. São distribuídas diariamente 90 fichas de atendimento, das 9h às 17h. O Procon municipal também disponibiliza para a população uma loja no terminal 1 do Aeroporto Salgado Filho, em funcionamento das 12h às 18h. O Procon Porto Alegre é um órgão vinculado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE).

GASOLINA 16022018