Porto Alegre: Prefeitura de Porto Alegre projeta mais R$ 200 milhões com novo IPTU

Porto Alegre: Prefeitura de Porto Alegre projeta mais R$ 200 milhões com novo IPTU

Agenda Cidade Comunicação Economia Marchezan Negócios Notícias Poder Política Porto Alegre prefeitura

No segundo encontro do ciclo de reuniões da Secretaria Municipal da Fazenda (SMF) com a comissão especial da Câmara de Porto Alegre que analisará o projeto do Executivo que revisa a planta de valores do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), o foco foi esclarecer o cálculo que a SMF utiliza para definir o valor venal dos imóveis da cidade – valor a partir do qual é calculado o IPTU de cada logradouro. Caso o projeto seja aprovado pelo Legislativo sem nenhuma alteração, a prefeitura espera um aumento de 40% na arrecadação total do imposto, conforme o secretário da Fazenda, Leonardo Busatto, o que corresponde a cerca de R$ 200 milhões.

Leia mais em Jornal do Comércio

Associação Comercial de Porto Alegre considera justo movimento dos caminhoneiros

Associação Comercial de Porto Alegre considera justo movimento dos caminhoneiros

Cidade Destaque Negócios

A Associação Comercial de Porto Alegre considera justa a reação dos caminhoneiros, que paralisaram suas atividades devido ao alto custo do Diesel, sem contar a falta de infraestrutura nas estradas. Os empresários em geral não suportam mais tantos impostos diretos e indiretos, sem o respectivo retorno. Não podemos ficar aplaudindo a ineficiência do governo federal, que continua gastando mais do que arrecada.

Segundo os dados do Tesouro Nacional, nos últimos 10 anos a dívida pública mais que dobrou: em 2007, o estoque da dívida estava em R$ 1,3 trilhão e atualmente passa dos R$ 3,6 trilhões. Se continuar assim, o País irá quebrar, sem antes inviabilizar a economia e seus agentes, que ainda estão pagando os impostos.

Não apoiamos o vandalismo e a restrição ao direito de ir e vir, mas o governo federal precisa se sensibilizar com a situação de extrema dificuldades de empresários, autônomos e população em geral, com três anos de recessão contínua. Enquanto isso, a média Brasil da carga tributária dos impostos nos combustíveis chega próxima da metade dos preços, afetando todos os setores da economia. No Rio Grande do Sul é cobrado 30% de ICMS no preço da gasolina e etanol. O povo brasileiro está cansado de pagar impostos que são desviados para a corrupção, quando deveriam retornar em forma de serviços de qualidade.

Porto Alegre: Sábado é dia de festejar com vinho

Porto Alegre: Sábado é dia de festejar com vinho

Agenda Direito Direito do Consumidor Economia Negócios Notícias

O friozinho do final de semana sugere uma visita ao evento Vinho na Praça, que vai apresentar a produção de oito vinícolas gaúchas na Praça Maurício Cardoso, no bairro Moinhos de Vento, a partir das 14h deste sábado.

Estão confirmadas as participações de Bodega Sossego, Aracuri, Pericó, Guatambu, Don Giovanni, Capoani, Routhier & Darricarrère e Weber, representativas de regiões vinícolas de Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Uruguai. Além de vinhos e espumantes, o público visitante vai encontrar petiscos, atrações musicais, uma feira de produtos sustentáveis e um espaço para as crianças.

Leia mais em METRO POA

Um robô que fala português na 6ª edição da FBV

Um robô que fala português na 6ª edição da FBV

Comunicação Destaque Negócios Notícias Tecnologia

O NAO Next Gen, um robô humanoide que fala português, será uma das atrações da 6ª edição da FBV, realizada pelo Sindilojas Porto Alegre, de 28 a 30 de maio, no Centro de Eventos Fiergs. Ele virá a Porto Alegre acompanhado do estudioso da cultura digital, Gil Giardelli, um dos palestrantes do evento. O NAO Next Gen é sucessor do NAO, que fez sucesso na novela “Morde e Assopra” como o robô Zariguim. Fabricado pela francesa AldebaranRobotics, é um dos mais avançados robôs da atualidade, capaz de cantar, dançar, andar e conversar. Apesar dos seus 57 cm de altura, é equipado com câmeras, microfones, alto-falantes e vários sensores que permitem a ele reconhecer face, voz e expressar emoções, fazendo com que a programação da sua capacidade de interação seja contínua.

Sobre Gil Giardelli

Com 19 anos de estudos sobre a cultura digital, Gil Giardelli é fundador da 5era, que desenvolve inteligência de comunicação digital, economia colaborativa e inovação para negócios e instituições. É professor de MBAs da ESPM e da USP, estudou no MIT e foi eleito pela Revista Proxxima como um dos cinco professores mais inovadores do Brasil. Na 6ª edição da FBV ele falará sobre o tema “Empresas do século XX, pessoas do século XXI”, no dia 28 de maio.

Negócios: Casa de Turismo  chega ao jubileu de prata e apresenta novidades como a Feira de Turismo da Zona Sul no Jangadeiros

Negócios: Casa de Turismo chega ao jubileu de prata e apresenta novidades como a Feira de Turismo da Zona Sul no Jangadeiros

Comunicação Destaque Negócios Notícias Turismo

A Casa de Turismo completa seus 25 anos de atuação com crescimento nas vendas e novidades. Entre elas estão a realização da 1ª Feira de Turismo da Zona Sul, um roteiro exclusivo de passeio à cidade de Guaíba e o apoio ao bicampeão brasileiro de Skate Downhill Tiago Mohr, imagens das competições pelo mundo do atleta apoiado pela Casa de Turismo, podem ser conferidas no novo site www.casadeturismo.com.br, criado pela agência Bongô. A agência de viagens também comemora a continuidade e o sucesso da parceria com a escola de vela Kitesul e dos projetos de Visita Guiada acompanhados por especialistas. Com percentual de vendas de 70 % para pessoa física e 30% para jurídica, a agência apresenta em 2018 um crescimento de 10% nas vendas, em relação ao mesmo período no ano passado. Coordenada por Claudia Luce Lund, tem como sócios Everson Karnopp, Fernanda Andrade e conta atualmente com mais quatro integrantes na equipe.

Programação 2018

“Viajar é Tudo de Bom” é a primeira Feira de Turismo da Zona Sul de Porto Alegre e será realizada no dia 23 de junho, no Clube dos Jangadeiros. Além dos expositores (Singular, Voucher, Abreu, Ex Intercâmbio, Personal, Viva, Athos, MB, Club Med, FRT, Confiança e Costão do Santinho), o evento contará com a participação de profissionais de diversas áreas dando dicas e informações de como aproveitar ao máximo uma viagem.

Na programação do ano estão os Projetos de Visita Guiada (“Wine Tour para Mendoza”, com o enólogo Adolfo Lona e “Inhotim a Céu Aberto”, com a professora de História da Arte Loara Aydos), uma viagem ao Líbano organizada em conjunto com o Grupo Amigos do Líbano e do Brasil e Trip esportiva para Cumbuco, no terceiro ano consecutivo de parceria com a Escola Kitesul.

O roteiro exclusivo “Uma tarde de doçuras em Guaíba” inclui ida de Catamarã, tour com Jardineira pela cidade de Guaíba e chá da tarde na Da Luz Casa de Chá, do uruguaio Pablo Caitano Acosta, um sommelier de vinhos e de chás. A casa oferece doces, salgados e refeições preparadas com ingredientes orgânicos pelo chef Damián Caitano Acosta.

A agência situada no bairro Tristeza (Rua Vicente Failace 114) é representante exclusiva, na Região Sul, do chip Easysim 4U que oferece planos de internet ilimitada para mais de 140 países. O evento de comemoração – um coquetel para clientes, colaboradores e parceiros do mercado de turismo – será no Clube dos Jangadeiros, dia 29 de maio a partir das 19h. Na ocasião, o enólogo Adolfo Lona ministrará um minicurso com degustação de espumantes.

Brasil de Ideias recebe o governador Sartori e o empresário Walter Lídio. Evento da Revista VOTO acontece no British Club nesta sexta-feira

Brasil de Ideias recebe o governador Sartori e o empresário Walter Lídio. Evento da Revista VOTO acontece no British Club nesta sexta-feira

Agenda Destaque Negócios

O governador José Ivo Sartori e o diretor-presidente da Celulose Riograndense, Walter Lídio Nunes, são os convidados da próxima edição do Brasil de Ideias, evento da Revista Voto que acontece nesta sexta-feira (25) no British Club. O tradicional ciclo de debates da Revista VOTO, com início às 12h, terá como tema “Há caminhos para o Rio Grande avançar?”, reunindo líderes políticos e empresariais.

Desde que assumiu o governo, José Ivo Sartori promove uma série de mudanças estruturais para ajuste das contas públicas e modernização do Estado. Além do corte de gastos com diminuição de secretarias, contingenciamento de cargos de confiança e limitação de viagens, implementou a Lei de Responsabilidade Fiscal, inédita no país por ser estadual. Sartori defende o que chama de “semente da mudança”, sem medo de desgastes políticos e sem criar falsas expectativas. Na área da Segurança, Sartori determinou a chamada da totalidade dos 6 mil aprovados no último concurso.

Walter Lídio Nunes esteve 33 anos à frente da Aracruz. Em 2011, assumiu a presidência no Brasil da Companhia Manufatureira de Papéis e Cartões (CMPC) Celulose Riograndense e, dois anos depois, conduziu o início da expansão, com um investimento de mais de R$ 5 bilhões em três grandes áreas: industrial, florestal e infraestrutura, no que é considerado o maior projeto de uma empresa privada em solo gaúcho. Foram contratadas mais de 600 empresas, fornecedoras de serviços e insumos. A repercussão para a economia local foi de mais de R$ 2 bilhões em compras, prioritariamente de empresas rio-grandenses. A nova fábrica gerou 21 mil vagas, sendo 4,1 mil postos de trabalho diretos.

Dia Nacional do Café: Aroma da bebida invade o Mercado Público em uma das mais tradicionais lojas da Capital gaúcha

Dia Nacional do Café: Aroma da bebida invade o Mercado Público em uma das mais tradicionais lojas da Capital gaúcha

Agenda Cidade Cultura Destaque Direito do Consumidor Economia Gastronomia Negócios Trabalho Turismo

Impossível passar pelas duas lojas do Café do Mercado e resistir ao aroma que invade os corredores. Cafés dos mais variados tipos estão à disposição dos clientes e desde sua fundação o local virou ponto de referência no Mercado Público de Porto Alegre. Ao todo, 25 funcionários se dividem no atendimento ao público, oferecendo o que há de mais saboroso e diferente. “Trabalhamos com duas linhas de café: os gourmets e os especiais. Todos os nossos produtos são 100% arábica, que possuem aroma e doçura intensos com muitas variações de acidez, corpo e sabor”, revela a gerente Gabriela Giurno

Para servir os melhores produtos, o Café do Mercado trabalha com oito tipos de café: os gourmets da casa/suave/forte e os especiais Cerrado mineiro, Chapada Diamantina, Sul de Minas, Mogiana e Montanhas do Espírito Santo.

Seguindo a tendência nacional, uma vez que o Brasil é o maior produtor e exportador mundial de café, os gaúchos já se acostumaram consumir a bebida nas mais diversas horas do dia. “Culturalmente, os gaúchos têm o hábito de consumir café de torra escura, que são os vendidos nos supermercados. No entanto, temos notado uma mudança nisso, pois as pessoas estão aprendendo a tomar os cafés de torras mais claras e os especiais, que têm como característica uma doçura maior”, avalia a gerente.

E a estação do ano é o que menos importa para degustar um bom café. “No inverno, especialmente, nossas vendas são muito boas, mas não podemos nos queixar do verão. Diminui um pouco, mas constatamos na loja que já virou um hábito do ano inteiro entre os gaúchos”.

E para celebrar o Dia Nacional do Café, comemorado neste dia 24, até o próximo sábado (26), o Café do Mercado sugere aos clientes um café no método Aeropress, que oferece uma bebida que fica entre o expresso e o filtrado, com corpo e citricidade marcantes devido à pressão da máquina no momento da elaboração do produto.

E tem também o café feito no método Hario, que ressalta a doçura de um café especial e ressalta as características do produto, que é uma boa pedida para esses dias mais frios que têm feito no Estado.

O segredo do sucesso está nas pessoas e no bem servir. Painelistas do Tá na Mesa afirmaram que o compromisso com o cliente e a qualificação profissional de seus colaboradores são os diferenciais de cada marca

O segredo do sucesso está nas pessoas e no bem servir. Painelistas do Tá na Mesa afirmaram que o compromisso com o cliente e a qualificação profissional de seus colaboradores são os diferenciais de cada marca

Negócios Notícias Porto Alegre Trabalho

A Federação de Entidades Empresariais do Rio Grande do Sul (Federasul) recebeu, nesta quarta-feira (23), três empresários que mostraram como a criatividade, a inovação e a coragem com que empreenderam possibilitou crescer e colher bons resultados. Foram palestrantes desta edição: Claudir Dullius, fundador da Lojas Dullius; Givanildo Luz, CEO da Saque e Pague; e o sócio fundador do Grupo Di Paolo, Paulo Geremia.

Principal representante de marcas internacionais como Colcci, Vizzano, Tommy Hilfiger e Cavalera, a Lojas Dullius faturou R$ 70 milhões de reais e projeta crescimento de 15% esse ano. Para Claudir Dullius, que fundou a empresa há 39 anos, “a marca está em constante inquietude, sempre buscando melhorar. A nossa diferença é o fator humano. Eu sou um defensor e apaixonado por meus colaboradores”, disse o empresário. Atualmente a Lojas Dullius soma 26 unidades, presentes no Rio Grande do Sul, em grande parte no Vale do Taquari, tendo como cidade-sede o município de Cruzeiro do Sul.

Com tecnologia e determinação, Givanildo Luz, fundador da Saque e Pague, afirmou que o diferencial da empresa está na coragem e na ousadia, afinal, a empresa implantou um sistema inovador no Brasil, que mudou o jeito de lidar com o dinheiro. De acordo com Givanildo, usamos a tecnologia para resolver todos os problemas do dia a dia das pessoas. ”Nosso foco está nos quase 35% da população que não possui relacionamento com bancos”, disse o CEO da Saque e Pague. A ferramenta já movimentou, desde 2012, mais 24,7 bilhões de reais, cerca de 1,2 bi/mês no ano passado. Os próximos passos miram os mercados mexicano e boliviano e, também, conquistar primeiramente a América Latina, sempre valorizando o talento.

Com jeito carismático e humor contagiante, o último palestrante do Tá na Mesa foi Paulo Geremia, precursor da marca Di Paolo, principal nome em galeterias e gastronomia italiana do Rio Grande do Sul. Processo padronizado, gestão profissional e saber servir são alguns dos princípios elencados por Geremia para o crescimento e a consolidação da marca, que, em 2019, completa 25 anos de existência. “Nossos clientes devem se sentir em casa. Priorizamos, sempre, o carinho da família. Esse é o segredo do sucesso, mas também, produtos de qualidade, para seguir com o padrão de sabor de nosso cardápio”, afirmou Paulo.

Porto Alegre sedia em setembro conferência mundial sobre agricultura e alimentação

Porto Alegre sedia em setembro conferência mundial sobre agricultura e alimentação

Agenda Agronegócio Destaque Economia Negócios

Entre os dias 17 e 21 de setembro de 2018, a UFRGS – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre/RS, sediará a III Conferência Internacional Agricultura e Alimentação em uma Sociedade Urbanizada. O tema central do encontro é Alimentos saudáveis, sociobiodiversidade e sistemas agroalimentares sustentáveis: inovações do consumo à produção. Ao longo de cinco dias, a Conferência vai reunir cerca de 170 especialistas de 36 países, em uma intensa programação que inclui painéis de escopo internacional, simpósios, apresentação de trabalhos científicos em grupos de trabalho temáticos, relatos de experiências, saídas de campo e atividades culturais. Os interessados em participar devem se inscrever pelo site.

Reconhecidos acadêmicos e especialistas, além de representantes de governos, instituições internacionais e lideranças de movimentos sociais participam dos painéis. O objetivo é refletir e debater diferentes visões sobre teorias, práticas e processos relacionados a sistemas agroalimentares sustentáveis e resilientes, contribuindo para a articulação e construção de uma nova agenda de pesquisas, estudos e ações. Entre os conferencistas, estão Patrick Caron (Presidente do Painel de Alto Nível de Peritos do Comitê de Segurança Alimentar Mundial – França), Elizabeth Mpofu (Coordenadora Geral da Via Campesina Internacional – Zimbabwe), Elisabetta Recine (Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional – CONSEA – Brasil), Allison Blay Palmer (Diretora do Centro de Governança Internacional e Inovação – Canadá) e Hannah Wittman (Diretora Acadêmica Centro de Sistemas Alimentares Sustentáveis da Universidade da Colúmbia Britânica – Canadá). Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU (ODS), Mudanças Climáticas, Segurança e Soberania Alimentar, e Política e Governança são alguns dos assuntos que serão tratados durante as manhãs. Os painéis acontecem no Salão de Atos da UFRGS, com tradução simultânea.

Os Simpósios têm como objetivo contemplar uma ampla gama de discussões em torno da agricultura e alimentação. Ao todo, serão 20 simpósios durante a Conferência, que acontecem no início da tarde, em auditórios para públicos de cerca de 250 pessoas. Entre os palestrantes confirmados, estão Harriet Friedmann (Escola Munk de Assuntos Globais da Universidade de Toronto, Canadá), Marijke D´Haese (Departamento de de Economia Agrícola, Universidade de Ghent, Bélgica), Terry Marsden (Instituto de Locais Sustentáveis da Universidade de Cardiff, Reino Unido), Jan Douwe van der Ploeg (Universidade de Wageningen, Holanda) e Renato Maluf (Pós-graduação em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade CPDA/UFRRJ, Brasil).

Nos Grupos de Trabalho serão apresentadas pesquisas produzidas sobre temas como Sistema Alimentares Sustentáveis, programas de abastecimento, cadeias de produção e processamento, Dinâmicas e práticas de consumo, Governança e Inovação Social, gênero, Agrobiodiversidade, segurança e soberania alimentar, relações campo-cidade, políticas e mercados. O objetivo é criar condições para que pesquisadores, ativistas, formuladores de políticas, agentes públicos e privados possam discutir e compartilhar conhecimentos e estabelecer as bases teóricas, empíricas e metodológicas de questões que precisam ser aprofundadas. Ao todo, serão 21 Grupos de Trabalhos. Conheça aqui a lista completa dos temas. Acadêmicos, pesquisadores, estudantes e profissionais interessados em propor trabalhos científicos podem submeter suas propostas até o dia 8 de junho, seguindo as orientações presentes no edital.

Os Relatos de Experiência têm como objetivo possibilitar que grupos da sociedade civil organizada possam partilhar suas experiências e trajetórias. As experiências podem ser de cunho técnico ou popular, e não precisam ser apresentadas conforme uma estrutura teórico-metodológica. Agricultores e agricultoras, membros da sociedade civil organizada, movimentos sociais, comunidades tradicionais (indígenas, quilombolas, pescadores, pecuaristas familiares), organizações não-governamentais, redes, cooperativas, associações, projetos de extensão, entre outros, podem submeter seus relatos até o dia 8 de julho, pelo link.

As saídas de campo serão realizadas no dia 20 de setembro. Os participantes da Conferência poderão conhecer in loco algumas experiências de boas práticas em agricultura e alimentação realizadas em localidades que ficam até 1h30min de distância de Porto Alegre. As atividades terão a duração de um dia (aproximadamente 8h), incluindo momentos de refeição. Ao todo, serão nove roteiros, com inscrição específica para cada um, cuja lista será divulgada em breve.

Desde 2016, uma série de atividades preparatórias têm sido realizadas em diferentes cidades do Brasil com o objetivo de mobilizar pesquisadores, professores, estudantes e a comunidade em geral para a participação na III AgUrb. Ao total, serão realizadas mais de 80 atividades como palestras, workshop, mesas de diálogo e encontros.

 

Serviço

III AgUrb – Conferência Internacional Agricultura e Alimentação em uma Sociedade Urbanizada

AgUrb-BR

Facebook: @AgUrbConference

De 17 a 21 de setembro de 2018

Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS

Inscrições para participação: bit.ly/AgUrbInscricoes

Submissão de trabalhos: até o dia 8 de junho, pelo edital bit.ly/AgUrbEdital

Submissão de Relatos de Experiências: até dia 8 de julho, pelo edital http://bit.ly/ExprienceReports

Local: Campus Central da UFRGS

Av. Paulo Gama, 110 – Bom Fim | Porto Alegre | RS | Brasil

Informações: 51. 3308.1191, email: alimentossaudaveis.workshop@gmail.com

Varejo: Inverno com maior incidência de dias frios em 2018 deve impulsionar vendas

Varejo: Inverno com maior incidência de dias frios em 2018 deve impulsionar vendas

Destaque Economia Negócios

A perspectiva de que o inverno em 2018 apresente dias efetivamente mais frios do que os registrados em 2017, anima os varejistas gaúchos e gera a expectativa de que aconteça um incremento significativo nas vendas, especialmente de artigos como roupas e calçados. De acordo com levantamento realizado pelo Departamento de Economia da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul – FCDL-RS, a ocorrência de baixas temperaturas no inverno pode trazer um crescimento de até 12% na comparação com o mesmo período de 2017.

O presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch, destaca que o saldo positivo de 43.460 postos de trabalho no primeiro trimestre de 2018 no estado, com expansão de empregos e aumento da massa salarial, são fatores que devem contribuir para a expansão das vendas nos meses de inverno. Além disso, com as recentes quedas da Selic, as pessoas que costumam poupar estão optando por adquirir bens de consumo e reforçando a comercialização de produtos no varejo gaúcho.

– O desempenho do varejo no inverno gaúcho evidentemente depende da maior ou menor intensidade dos dias frios. Nos últimos anos o Rio Grande do Sul deixou de contar temporadas longas de baixas temperaturas, o que, efetivamente, causa prejuízo nas vendas. O fato positivo é que os lojistas não têm mais realizado grandes estocagens, o que evita maiores prejuízos em períodos em que a demanda é fraca. Todos estão se readequando, especialmente por questões de dificuldades na logística – enfatiza o presidente da FCDL-RS.

Vitor Augusto Koch lembra, ainda, que os dias de frio intenso repercutem não apenas nas vendas de roupas e calçados, mas, também, no consumo de artigos como aquecedores e ar condicionados, além de produtos farmacêuticos, especialmente os antigripais.

Apesar do relativo otimismo, o presidente da FCDL-RS salienta que os percentuais de expansão podem ser menores por causa do impacto dos recentes aumentos dos preços dos combustíveis, o que reduz o poder de compra da população, que acaba gastando mais com esses produtos. Na avaliação do dirigente, o governo federal deve colaborar com a sociedade diminuindo a carga fiscal sobre os combustíveis, a fim de aliviar o peso sobre o bolso dos consumidores.