Em 15 anos, governo retém R$ 31 bilhões da saúde

Em 15 anos, governo retém R$ 31 bilhões da saúde

Notícias Saúde

O governo federal segurou R$ 31,25 bilhões de gastos carimbados para a saúde nos últimos 15 anos. São despesas do Orçamento da União que acabaram canceladas ou não foram efetivamente executadas e pagas. Ainda assim, ajudaram o governo a comprovar o cumprimento do mínimo previsto na Constituição. Segundo o Ministério da Fazenda, com a regra do teto de gasto, total de recursos retidos deve cair. A reportagem completa está em O Estado de São Paulo.

Temer exonera ministra Luislinda

O presidente Temer demitiu a ministra Luislinda Valois (Direitos Humanos), que ficou conhecida ao tentar furar o teto salarial do funcionalismo e receber R$ 300 mil de retroativos dizendo-se vítima de “trabalho escravo”. (O Globo)

Banrisul apresenta maior lucro líquido da história em 2017.  Os ativos totais do Banrisul alcançaram saldo de R$ 73,3 bilhões em dezembro de 2017, uma expansão de 6,2%; por Carlos Machado/Rádio Guaíba

Banrisul apresenta maior lucro líquido da história em 2017. Os ativos totais do Banrisul alcançaram saldo de R$ 73,3 bilhões em dezembro de 2017, uma expansão de 6,2%; por Carlos Machado/Rádio Guaíba

Agronegócio Economia Negócios Notícias
O lucro líquido do Banrisul em 2017 foi de R$1,053 bilhão, um crescimento de 59,6% na comparação com o ano anterior, quando o Banco registrou lucro líquido de R$ 659,7 milhões. Os dados foram divulgados na manhã desta segunda-feira na sede do Banco, em Porto Alegre, e representam o maior lucro da história da instituição.

Segundo o presidente do Banrisul, Luiz Gonzaga Veras Mota, o bom desempenho registrado no ano passado reflete a estabilidade da margem financeira, o menor fluxo de despesas e o crescimento das receitas de tarifas e serviços. Os ativos totais do Banrisul alcançaram saldo de R$ 73,3 bilhões em dezembro de 2017, uma expansão de 6,2% na comparação com o ano anterior.

“Fizemos um forte trabalho na recuperação do crédito e da redução do índice de inadimplência, num crescimento forte da carteira da pessoa física e nos serviços prestados. Ou seja, a forte receita dos serviços e a forte contenção das despesas, considerando a criação do plano de aposentadoria voluntária e a diminuição da folha de pagamento, deu resultados”, avaliou o presidente do Banco.

Segundo Mota, a operação da venda das ações continua suspensa, por enquanto, e nos próximos dias uma decisão deve ser tomada sobre o assunto. “A venda vai depender do valor das ações no mercado, da renegociação da dívida do Rio Grande do Sul com a União e toda a fase da Recuperação Fiscal do Estado, mas ainda não há uma definição”, disse. Questionado se a venda do Banrisul pode ser incluída no pacote de concessões para a adesão do Estado ao Regime de Recuperação Fiscal, o presidente do Banco disse que a hipótese está descartada.

O governador José Ivo Sartori participou do evento e destacou o bom desempenho recorde. “Sem dúvida nenhuma uma marca histórica que reafirma a constante busca do Banrisul para ser um banco moderno, sustentável e eficiente”, comemorou Sartori. Ao final do evento, o governador lançou uma placa comemorando o lucro líquido recorde da instituição no ano de 2017.

Após manifestações, hashtag “QueroMeAposentar” lidera assuntos mais comentados no Twitter

Após manifestações, hashtag “QueroMeAposentar” lidera assuntos mais comentados no Twitter

Cidade Economia Notícias Porto Alegre Segurança

A hashtag #QueroMeAposentar liderou as menções no Twitter Brasil na manhã desta segunda-feira. O termo é utilizado pelos usuários que protestam contra a reforma da Previdência, e acompanha os posts dos movimentos sociais que realizam manifestação contra o projeto nesta data. Em São Paulo, sindicatos de bancários, metalúrgicos do ABC e motoristas e cobradores de ônibus do ABC e Guarulhos, fazem um dia de paralisação contra a reforma. Outros movimentos sociais também fizeram bloqueios parciais em rodovias de todo o país.

As manifestações estavam programadas há dias e eram projetadas para coincidir com o início da votação da reforma da Previdência em Brasília, agendada para esta semana. No entanto, por causa da intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro, o tema foi retirado da pauta do Congresso. (Correio do Povo e AE)

Após morte de líder do PCC no Ceará, Temer envia reforço

Apontados como os maiores líderes do Primeiro Comando da Capital fora da prisão, Rogério de Simone, o Gegê do Mangue, e Fabiano de Souza, o Paca, foram assassinados em emboscada dentro de reserva indígena de Aquiraz, a 30 km de Fortaleza. A principal hipótese é de rixa interna na facção. As mortes teriam acontecido na noite da quinta-feira, quando um helicóptero foi visto na região e uma sequência de disparos, relatada à polícia. Os corpos foram achados na manhã seguinte. A notícia se espalhou rapidamente entre detentos de São Paulo. O presidente Michel Temer mandou uma força-tarefa ao Ceará para combater o crime organizado. (O Estado de São Paulo)

Tensão sobe em presídios do Rio, com tentativa de fuga e rebelião

Detentos armados fazem 17 reféns em unidade superlotada de Japeri

Administração penitenciária já havia colocado 54 cadeias do estado em alerta máximo, temendo represálias à operação federal. Ao menos dois agentes ficaram feridos, e negociações para rendição se estenderam pela noite

Os 54 presídios do Estado do Rio amanheceram ontem em alerta máximo, devido ao temor de que bandidos reagissem à intervenção na segurança. Mesmo assim, uma rebelião eclodiu na superlotada cadeia Milton Dias Moreira, em Japeri, após uma tentativa frustrada de fuga. Detentos fizeram 17 reféns, e ao menos dois agentes e cinco presos foram feridos.

Negociações para a rendição continuavam no fim da noite. No primeiro teste da operação federal no Rio, o interventor, general Braga Netto, permaneceu em Brasília, onde recebeu informes. (O Globo)

Instituto Ling apresenta lojas pop-up

Instituto Ling apresenta lojas pop-up

Cultura Negócios Notícias Turismo

Durante o ano de 2018, a instituição abrigará seis lojas temporárias de diferentes segmentos. O objetivo é diversificar a oferta de produtos e valorizar a produção de artistas, designers e empreendedores. A primeira loja a ocupar o espaço é a Pra Presente
A partir desse mês, o Instituto Ling passa a abrigar lojas Pop-Up – conceito relativamente novo no Brasil, mas que é utilizado por várias marcas ao redor do mundo. Em 2018, seis lojas irão ocupar o espaço do Instituto, em um período de dois a três meses cada uma. A ideia é apresentar parceiros comerciais que não estão presentes nos grandes centros de varejo e que trabalham com curadoria e formato despretensioso, em negócios inovadores e com espírito de “comércio de bairro”.

A primeira loja a ocupar o espaço temporariamente, a partir do dia 19 de fevereiro, é a Pra Presente, da publicitária Elisa Hegedus Craidy. Inaugurada em março de 2015, junto ao Iaiá Bistrô, na Vila Assunção, em Porto Alegre, a Pra Presente surgiu do desejo de criar um ambiente diferente, fora dos centros comerciais tradicionais. A loja valoriza e comercializa peças feitas à mão, idealizadas e produzidas por artesãos, artistas e designers de diferentes regiões do Brasil. Objetos de decoração, obras de arte e fotografia, acessórios e outros produtos assinados fazem parte do conjunto que a Pra Presente vai mostrar na loja Pop-up. Serão apresentadas coleções (produtos) de profissionais e marcas gaúchas como Carolina Peraça, Hellen Hiromi, Heloísa Crocco, Letícia Remião, Marlies Ritter, Pilar Prado, Tiago Tenius entre outros. Peças exclusivas de importantes designers e artesão do país e do exterior, como Simão Bolivar (Portugal), Juliana Bollini (ARG), Cynthia Gavião (SP), Criqué Caiçara (SP) Jacky Cavallari (França), Maria Oiticia (RJ) e o Núcleo de Arte e Cultura Indígena de Barcelos (AM) também farão parte dos produtos apresentados. A loja permanece no Instituto Ling até o dia 12 de maio. Saiba mais na página do Instituto Ling no Facebook.

O período de funcionamento de cada loja dentro do Instituto Ling foi planejado de acordo com as estações do ano e as principais datas comemorativas, o que permite a participação de empreendimentos de segmentos como arte, decoração e design, brinquedos e jogos educativos, vestuário e acessórios, jardinagem, enogastronomia e consumo emergente, entre outros. Serão comercializados produtos exclusivos e relacionados com a essência do Instituto Ling – conhecimento, arte, arquitetura, moda, paisagismo e gastronomia –, valorizando artistas, designers, artesões e empreendedores.

“Desde a inauguração da nossa sede, em 2014, pensamos no Instituto Ling como um local que traz constantes novidades nas suas diferentes áreas de atuação”, diz Carolina Rosado, gerente do Centro Cultural. “Desejamos ser uma instituição sempre em movimento, e o conceito de loja pop-up encaixa justamente nesse objetivo de apresentar artistas, novas coleções e diferentes formatos de negócios”, acrescenta.

Huck escolhe permanecer na TV e desiste de candidatura

‘Preciso digerir a decisão’, disse; disputa pelo Planalto enfrentava resistência da família de apresentador

O apresentador Luciano Huck decidiu ontem ficar fora da disputa pela Presidência da República. A TV Globo cobrava seu posicionamento e a candidatura enfrentava a resistência de parentes. “Não serei candidato, mas não quero falar mais sobre o assunto agora. Preciso digerir a decisão”, disse à coluna Direto da Fonte. Depois de anunciar, em novembro, que não concorreria ao Planalto, o apresentador passou novamente a cogitar a candidatura após a condenação do ex-presidente Lula pelo TRF-4, em janeiro. Associado ao discurso de renovação, Huck era visto como alternativa aos políticos tradicionais. O governador Geraldo Alckmin (PSDB) agora deve tentar se aproximar dos grupos apoiadores do apresentador, como o RenovaBR. Ontem, a avaliação era de que esses movimentos perdem o que seus integrantes consideravam “a mola propulsora” para candidatos ao Legislativo. (O Estado de São Paulo)

Grupo Marpa contrata nova agência de publicidade

Grupo Marpa contrata nova agência de publicidade

Notícias Publicidade

O Grupo Marpa, empresa líder no registro de Marcas e Patentes do Sul do país e gestão tributária, contratou a Publivar On para ser sua parceira em serviços de atendimento, planejamento de comunicação, criação e finalização de peças publicitárias, entre outras atribuições.

De acordo com Valdomiro Soares, presidente da Marpa, o objetivo é imprimir uma comunicação inovadora e atenta às expectativas do mercado. “Nossa empresa cresceu muito e um dos focos que vamos trabalhar será a gestão tributária, um dos serviços prestados pelo grupo e que tem conquistado um espaço significativo no mercado. Além, claro, de destacar o nosso reconhecido papel no registro de marcas e patentes”, afirma.

A Publivar On é uma empresa de branding estratégico e comunicação integrada, com 15 anos de atuação no mercado nacional, e tem como sócios Samir Salimen, Mauro Lima, Vicente Muguerza e Thiago Borges