Porto Alegre: Hospital da Restinga realiza mais um mutirão de vasectomias

Porto Alegre: Hospital da Restinga realiza mais um mutirão de vasectomias

Destaque Notícias Porto Alegre Saúde

O Hospital da Restinga e Extremo-Sul, em Porto Alegre, promove, nesta sexta-feira (21), mais um mutirão de cirurgias urológicas, a partir das 9h. A equipe da instituição realizará 30 vasectomias e, na próxima semana, fará outros 30 procedimentos.

O bloco cirúrgico do Hospital foi inaugurado no último dia 11 e está apto a realizar operações de baixa e média complexidade (lipomas, hérnias, vasectomia, vesícula, apendicite, entre outras). São quatro salas que compõem o espaço, sendo três para cirurgias previamente agendadas (tanto pela Central de Regulação quanto pelas consultas realizadas no Ambulatório de Cirurgia Geral e Urologia) e uma disponível para a emergência.

Entre os equipamentos do local estão um Arco em C (ecógrafo móvel para realização de ecografia durante procedimentos cirúrgicos), duas torres para cirurgia laparoscópica e dois carrinhos de parada cardíaca. Conforme o presidente da Associação Hospitalar Vila Nova, Dirceu Dal’Molin, a expectativa é que sejam feitas, em média, 19 cirurgias por dia no bloco. Ele adianta que, para o final deste mês, está prevista a abertura dos dez leitos da UTI do Hospital e a realização de endoscopia digestiva.

A Associação Hospitalar Vila Nova assumiu, em 21 de agosto, a gestão da operação do Hospital Restinga e Extremo-Sul após vencer edital de chamada pública lançado pela Prefeitura da Capital. A partir daí, a instituição e o Executivo municipal firmaram Termo de Cooperação para o início da prestação de serviços, ampliando a capacidade e diminuindo o tempo de espera para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

Porto Alegre: Prefeitura cria novo Escritório de Eventos

Porto Alegre: Prefeitura cria novo Escritório de Eventos

Cidade Destaque Economia Marchezan Negócios Porto Alegre

Para diminuir a burocracia e unificar o procedimento dos órgãos municipais na autorização de eventos em espaços públicos da cidade, foi criado o novo Escritório de Eventos de Porto Alegre, ligado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE).

O decreto nº 20.065/2018, assinado pelo prefeito Nelson Marchezan Júnior e publicado nesta quarta-feira ,19, no Diário Oficial de Porto Alegre (Dopa), estabelece as regras para autorização de atividades em áreas de uso coletivo visando a melhor utilização dos parques e praças.

O diretor do Escritório, Antonio Gornatti, explica que, para facilitar o processo, a partir de agora, as secretarias envolvidas passarão a avaliar o evento de forma conjunta e haverá uma mudança na cobrança dos locais públicos. O novo Escritório irá isentar de pagamento as atividades classificadas de patrimônio imaterial de Porto Alegre. Locais para shows com grande capacidade de público, como o Anfiteatro Pôr-do-Sol, terão redução significativa dos valores a serem pagos, a fim de “atrair e ampliar o número de eventos de relevância para a Capital, sejam eles culturais, musicais, sociais ou religiosos”.

O titular da secretaria de Desenvolvimento Econômico, Leandro Lemos, afirma que o objetivo do novo Escritório será favorecer eventos que tenham impacto positivo e tragam projeção e geração de renda ao município. “Porto Alegre já é líder em turismo de negócios e eventos e agora queremos reforçar ainda mais essa modalidade”, ressalta.

Porto Alegre: Alcione apresenta show “Eu Sou A Marrom” nesta sexta-feira

Porto Alegre: Alcione apresenta show “Eu Sou A Marrom” nesta sexta-feira

Agenda Cidade Cultura Destaque Porto Alegre Vídeo

Alcione chega a Porto Alegre para dois shows nesta semana. Nesta sexta e no sábado, a cantora sobe ao palco do Auditório Araújo Vianna (av. Osvaldo Aranha, 685), às 21h, com o espetáculo “Eu Sou A Marrom”, que celebra seus 45 anos de carreira e seus 70 anos de vida. Restam ingressos disponíveis apenas para a primeira noite, com valores entre R$ 80 e R$ 160 (inteira).

Nesta turnê, Alcione apresenta um repertório especial para os fãs, relembrando os princiais sucessos de sua consagrada trajetória, como “Não Deixe o Samba morrer”, “Meu Ébano”, “Garoto Maroto” e “Meu Vício é Você”. Além do espetáculo, o projeto “Eu sou a Marrom” ainda conta com um documentário (parceria da Marrom Music com a Documenta Filmes), a biografia da artista (livro que está sendo escrito pela jornalista Diana Aragão), um musical (em parceria com a Fato Produções Artísticas) e a gravação de um DVD ao vivo. (Correio do Povo)

Cinema: “O Paciente” revive o drama de Tancredo Neves

Cinema: “O Paciente” revive o drama de Tancredo Neves

Agenda Cidade Cultura Notícias Poder Política Porto Alegre Vídeo

Um dos lançamentos nos cinemas nesta quinta-feira é “O Paciente – O Caso Tancredo Neves”, com direção de Sergio Rezende. A narrativa procura transportar o espectador para o Brasil dos anos 80, quando o país vivia um momento de esperança com o fim do regime militar.

O então recém-eleito presidente, Tancredo Neves, é acometido de uma grave doença antes de tomar posse. Desta forma, o longa revive as angústias, o medo e a ansiedade do político em relação ao seu destino, sabendo que o povo tem expectativas em relação ao seu governo, mas que se vê cada vez mais impossibilitado de cumprir. Sua morte, ocorrida em 21 de abril de 1985, mobilizou e comoveu o país.

Baseado no livro homônimo, do historiador Luis Mir, o filme descortina os mistérios que envolvem sua misteriosa morte e revela os bastidores médicos da história que abalou a política brasileira e modificou os rumos da nação. O protagonista é interpretado pelo veterano ator Othon Bastos. O porta-voz do político, Antonio Britto (depois governador do Rio Grande do Sul), é vivido por Emílio Dantas. A esposa de Tancredo, Risoleta, é encarnada por Esther Góes. A equipe de médicos ganha a atuação de Leonardo Medeiros, Otavio Muller e Paulo Betti. (Correio do Povo)

Porto Alegre: Feira no Shopping João Pessoa oferece antiguidades e colecionáveis ao público

Porto Alegre: Feira no Shopping João Pessoa oferece antiguidades e colecionáveis ao público

Agenda Cidade Cultura Negócios Notícias Porto Alegre

O Shopping João Pessoa está recebendo mais uma edição da Feira de Antiguidades e Colecionáveis. Até o próximo sábado (15), o estabelecimento disponibiliza uma série de relíquias e objetos raros para os clientes. O evento traz materiais relacionados ao futebol, vídeo games, numismática, filatelia, prata, bronze, porcelanas e curiosidades.

A Feira de Antiguidades e Colecionáveis ocorre mensalmente no Shopping João Pessoa. Para o coordenador do evento, Charles Muller, “o segredo é ter boas peças, perseverança, atenção e atendimento de qualidade, pois isso faz a diferença para a fidelização de um bom público”.

Já para a gerente geral do Shopping João Pessoa, Cristiane Bernardo, “a feira visa aproximar um público apreciador de cultura e lazer, que também pode desfrutar das diversas outras opções oferecidas pelo estabelecimento para os seus clientes”.

Em outubro, a Feira de Antiguidades e Colecionáveis está prevista para acontecer entre os dias 1 e 6. O evento seguirá ocorrendo mensalmente até dezembro.

Contours Porto Alegre inaugura nova sede em espaço mais amplo

Contours Porto Alegre inaugura nova sede em espaço mais amplo

Agenda Esporte Negócios Notícias Porto Alegre

Pensando na mulher mais ativa e que tem uma agenda intensa no dia a dia, a Contours Porto Alegre, academia especializada em mulheres, inaugura nova sede no dia 17 de setembro. Localizada na Rua Pedro Chaves Barcelos, 402, no bairro Auxiliadora, um dos mais nobres da Capital gaúcha, as instalações contam com 350 m² e marca um novo momento da Countours. Além de ampliar seus serviços, a nova sede irá apostar na melhora da experiência das alunas.

Contours Brasil no Instagram_ “As vezes é bom ver o mundo de cabeça para baixo _) Venha praticar #Pilates na #CONTOURS #Academiaparamulheres Via @contours_vlsaofrancisco”. No rol de atividades,  pilates de solo, zumba e ioga, além do Circuito Funcional Contours, pioneiro no método de treino funcional para mulheres que é realizado em 30 minutos. Além de Porto Alegre, São Paulo, Ceará, Bahia e Espírito Santo contam com unidades da rede.

 

Templo Interior: Moda + Arte = Nova coleção de Régis Duarte

Templo Interior: Moda + Arte = Nova coleção de Régis Duarte

Agenda Cidade Cultura Educação Negócios Notícias Porto Alegre

Nascido em Uruguaiana, Régis Duarte, descobriu seu fascínio por vestuário, no Instituto de Moda e Tecnologia de Nova York, em curso voltado à propaganda. Filho de uma professora de artes que criava peças exclusivas nas horas vagas, o artista cresceu entre linhas, bordados e tecidos. Ele começou customizando camisetas nos anos 90, trabalhando em parceria com a mãe com quem trocava desenhos via fax. Das camisetas vieram vestidos e uma longa história apostando na peça única e exclusiva. Régis estudou arquitetura até a metade do curso e um período de design gráfico no Instituto Pratt. Em 2005, fundou o Barraco Cultural, onde trabalha até hoje. Inquieto e plural, não se limita à roupa, trabalha em coletivos de design e fotografia. Já participou de exposições na China, Uruguai, Argentina, Rússia e Brasil. A nova coleção do estilista Régis Duarte é inspirada na arte do argentino Ariel De La Vega. A mostra intitulada “O Templo Interior” entra em exibição no dia 12 de setembro, quarta, na Galeria Mascate, a partir das 19h. Prints de pinturas em grandes formatos e reproduções de desenhos em papel preto com figuras de semblante clássico compõe a parceria da dupla. Quem passar por lá, ainda terá a oportunidade de assistir pela primeira vez o curta Dentro, sobre De La Vega e Duarte com roteiro e fotografia de Diogo Santoro e direção de Cena de Tiago Coelho, que também assina a curadoria da mostra.

O estilista conheceu o trabalho do artista em exposição no Museu de Belas Artes da cidade de Tandil, na província de Buenos Aires. De La Vega abre, neste mês de agosto, exposição também no Centro Cultural Borges, um dos mais importantes da capital porteña. Estruturas líricas, onde catedrais, linhas arquitetônicas, natureza e rostos envoltos em um elo de mistério e cores iluminadas se integram aos escuros desenhos pretos. Na coleção, composta por vestidos longos e básicos, blusas e camisetas, Régis explora o universo de contrastes de De La Vega dando destaque aos rostos de iluminação barroca. Uma composição expressiva que coloca em sintonia a inspiração simbólica da arte de De La Vega com a moda de Régis Duarte.

“Acredito depositando a minha fé que somos ‘feitos’ de construções líricas, estruturas imaginárias que formam catedrais de sentimentos ruins e divinos. Templos construídos com os tijolos de nossos mais altos e baixos valores. Criaturas fantásticas que escrevem suas próprias lendas, vestidas de ancestrais arquétipos e decoradas com símbolos, livres dos caprichos de seu próprio imaginário coletivo. Precisamos tanto acreditar em algo, armar nosso próprio castelo de areia, e vitalmente alimentar nossa consciência e nossa fé com estrutura, com reflexos que proporcionam um presente fracionado”, por Ariel De La Vega.

“Percebe-se na arte do Ariel a influência forte de figuras clássicas que se desconstroem em cidades e ruínas. Esse olhar renascentista unido ao aspecto psicológico dos quadros, que parecem a narrativa de um filme. Isso foi o que realmente me impactou”, revela Régis Duarte.

E é nessa dimensão que a marca Régis Duarte abre espaço para que a camiseta, quando tudo começou há 20 anos, volte a se tornar protagonista das peças do estilista ao lado dos vestidos longos e básicos. Para celebrar e conquistar novos espaços na cidade, esta será a primeira coleção de Régis, que terá peças exclusivas na Hemb. Uma soma de forças com o empresário Felipe Hemb, que dedica boa parte do tempo na busca de produções de roupas autorais para disponibilizar na loja. Seja daqui ou de algum lugar do mundo.

A nova Campanha Primavera / Verão Hemb pretende fazer contatos a partir do dia 13 de setembro, quinta, na loja junto com as camisetas exclusivas do Régis. Embalada por questionamentos como: “De onde você vem? Para onde você vai?”, a Hemb lança o novo conceito da estação com a hashtag #somoshemb.

O Templo Interior

Lançamento coleção Régis Duarte + exposição do argentino Ariel De La Vega

Dia: 12 de setembro, quarta-feira

Horário: 19h

Local: Galeria Mascate – Rua Laurindo, 332

A exposição conta com originais do artista e prints das grandes pinturas. Na data será apresentado pela primeira vez o curta Dentro, sobre De La Vega e Duarte com roteiro e fotografia de Diogo Santoro e direção de Cena de Tiago Coelho que também assina a curadoria da mostra.

Lançamento Coleção Primavera Verão Hemb #somoshemb

Dia: 13 de setembro, quinta-feira

Horário: das 19h às 22h

Local: Hemb – Anita Garibaldi, 600.

CDL Porto Alegre explica o motivo da cesta básica na capital ser a segunda mais cara do Brasil

CDL Porto Alegre explica o motivo da cesta básica na capital ser a segunda mais cara do Brasil

Cidade Destaque Economia Negócios Porto Alegre

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, DIEESE, concluiu que o custo da cesta básica em Porto Alegre é o segundo maior entre as 20 capitais analisadas. Em julho, foram necessários R$ 435,02 para a aquisição de 13 itens alimentícios considerados essenciais, conforme o Decreto-lei número 399 de 1938. A capital gaúcha ficou somente atrás de São Paulo (R$ 437,42) no ranking nacional, e bem acima da média simples das regiões investigadas (R$ 376,04).

De acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Alegre, em relação ao mesmo período de 2017 – comparativo adequado para dirimir os efeitos da sazonalidade característica referente a cada mês do ano –, a cesta básica caiu 4,1% em termos nominais em Porto Alegre, conforme tabela abaixo. Para todas as demais 19 capitais investigadas, também houve redução do valor de custo.

Custo da cesta básica nas capitais brasileiras

(Em R$ nominais e variação % de julho de 2018 em comparação com julho de 2017)

unnamed
Fonte: DIEESE. Elaboração: AE/CDL POA

 

Para o economista-chefe da CDL Porto Alegre, Oscar Frank, a capital gaúcha tem uma das cestas básicas mais caras do Brasil por variados motivos: “Primeiramente, é importante informar que o cruzamento das informações entre o valor da cesta básica e a renda dos trabalhadores mostra que o primeiro costuma estar, diretamente, associado com o segundo”. De acordo com as últimas estatísticas da Pesquisa Nacional por Amostra e Domicílios, PNAD, do IBGE, Porto Alegre está em terceiro lugar entre as capitais que possuem os maiores rendimentos efetivamente recebidos pelos empregados (incluindo aqueles com e sem carteira assinada, funcionários públicos, empregados por conta-própria, e outros) e na segunda posição no ranking do custo da cesta básica.

Outro ponto que afeta o valor da cesta-básica é a metodologia do DIEESE, que utiliza três diferentes composições da cesta básica para grupos de estados brasileiros, levando em consideração os hábitos alimentares de cada uma dessas regiões. Para o Rio Grande do Sul, a quantidade da carne definida na cesta (6,6 quilos) é maior do que a média brasileira (6 quilos). Como o corte gaúcho é reconhecido por sua qualidade, o preço mais alto para o consumidor acaba influenciando de forma considerável o valor da cesta em Porto Alegre. É importante lembrar também que cada estado pode determinar alíquotas específicas de ICMS para esse conjunto de bens, o que constitui outro fator de diferença entre as unidades da Federação. Da mesma forma, grandes centros tendem a ofertar cestas básicas mais baratas por conta do menor custo logístico.

 

Para saber o que esperar para os próximos meses, a CDL Porto Alegre sinaliza que o preço da cesta básica deve continuar estável nos próximos meses. “Isso devido a quatro fatores: (1) crescimento moderado da economia nos próximos trimestres e, consequentemente, da massa salarial da economia; (2) níveis estáveis de inflação; (3) a boa safra de grãos (mesmo que não repetindo o excelente resultado do ano passado) e (4) a normalização das redes de abastecimento pós-greve dos caminhoneiros”, analisa o economista-chefe da entidade, Oscar Frank.

Porto Alegre: Senado autoriza empréstimo de U$ 80,8 milhões para a Educação. Os recursos destinam-se ao financiamento do “Programa de Melhoria da Qualidade da Educação do Município” e terá garantia do Governo Federal.

Porto Alegre: Senado autoriza empréstimo de U$ 80,8 milhões para a Educação. Os recursos destinam-se ao financiamento do “Programa de Melhoria da Qualidade da Educação do Município” e terá garantia do Governo Federal.

Cidade Destaque Economia Educação Marchezan Poder Política Porto Alegre prefeitura

 

O Senado Federal autorizou, no final da tarde desta terça-feira, 4, a contratação de empréstimo de US$ 80,8 milhões da Prefeitura de Porto Alegre com o Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID. Os recursos destinam-se ao financiamento do “Programa de Melhoria da Qualidade da Educação do Município” e terá garantia do Governo Federal.

“A aprovação do financiamento é uma conquista para a cidade e possibilita que recuperemos escolas municipais e possamos implantar a melhoria no ensino, tão necessária”, destacou o prefeito Nelson Marchezan Júnior. Ele fez questão de agradecer aos senadores gaúchos que atuaram na defesa do pleito da Capital. “Eles foram incansáveis na defesa do pedido de empréstimo junto ao Governo federal e no Senado”.

thumb.aspx
Nelson Marchezan Júnior Foto: Alina Souza/Correio do Povo

Reforma de prédios

Para o secretário de Educação, Adriano Naves de Brito, o objetivo é melhorar a qualidade do ensino, que é expressa na aprendizagem do alunos. “O projeto favorece a proficiência em português e matemática, que são competências fundamentais para o desenvolvimento de adultos autônomos”, observou o secretário de Educação. “A reforma de prédios e aquisição de demais recursos são meios para atingirmos este objetivo maior: melhorar a qualidade das duas redes públicas, a estatal e a comunitária”, sinalizou Adriano de Brito.

“Investir no ensino público é necessário e urgente. Não é possível um país como o nosso não ter o investimento em Educação como ponto de partida”, destacou o senador Lasier Martins em sua manifestação na tribuna, ao pedir que os senadores votassem favoravelmente o pedido de empréstimo. “Temos que mudar as manchetes que a cada ano mostram a baixa qualidade do ensino”, finalizou.

Aprovado por unanimidade

O pedido foi incluído na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), na condição de extrapauta, na manhã desta terça-feira, a pedido dos senadores gaúchos, que não fazem parte da Comissão. Tendo como relator o senador Raimundo Lira, foi aprovado por unanimidade. O senador Lasier Martins conseguiu que fosse incluído na pauta da 115ª Sessão Deliberativa Ordinária, da tarde desta terça-feira. No plenário do Senado, foi novamente aprovado por unanimidade.

Inicialmente a Secretaria do Tesouro Nacional havia rebaixado a capacidade de pagamento de Porto Alegre para a nota C, a partir da aplicação de nova metodologia do Ministério da Fazenda, o que tornaria o município inelegível para receber a garantia da União. Mas uma decisão judicial obrigou a União a revisar a classificação de capacidade de pagamento do município e manter a nota B.

Para obter empréstimo no exterior, os governos estaduais e as prefeituras precisam da aprovação do Ministério da Fazenda e, posteriormente, do aval da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) e do Plenário do Senado. Com o aval, a Prefeitura entrará em contato com o BID para negociar o empréstimo.

Trânsito: número de mortes até agosto é o menor nos últimos 20 anos em Porto Alegre

Trânsito: número de mortes até agosto é o menor nos últimos 20 anos em Porto Alegre

Cidade Destaque Porto Alegre prefeitura

Os oito primeiros meses de 2018 registraram 50 vítimas fatais no trânsito da Capital. Uma redução de 16% em relação ao mesmo período de 2017, que teve 60 mortes. Mesmo que o número ainda seja preocupante, é o menor dos últimos 20 anos (1999 a 2018). Conforme dados da Coordenação de Informações de Trânsito (CIT) da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), de 1º de janeiro a 31 de agosto houve diminuição também em acidentes, 9% (8.418 a 7.646), menos 10% em feridos (3.585 a 3.211), redução de 18% em mortes envolvendo motos (22 a 18) e menos 35% em vítimas fatais por atropelamentos (31 a 20). Na comparação com o mesmo mês de 2017, os dados de agosto deste ano, demonstram menos 22% em acidentes (1.256 a 979), o número de feridos reduziu em 17% (466 a 386) e o total de vítimas fatais também foi menor em 16% (6 a 5). Houve diminuição de 33% em mortes por atropelamentos (3 a 2) e o número de vítimas fatais envolvendo as motos (2) permaneceu igual.

O diretor-presidente da EPTC, Marcelo Soletti, afirma que a redução da violência no trânsito em Porto Alegre ocorre pelo esforço dos órgãos públicos e o envolvimento da sociedade que colabora na manutenção de relações mais cordiais no dia a dia da circulação. “É um trabalho conjunto e permanente, em educação, fiscalização e engenharia de tráfego. Os órgãos públicos estão empenhados nesta parceria fundamental para alcançarmos êxito nesta redução. Os diversos segmentos da sociedade também estão cada vez mais empenhados nesta missão. Então, o resultado não poderia ter sido outro, uma queda real e significativa na violência do trânsito”, destaca.

Educação – Soletti lembra do papel fundamental da educação para uma mudança de cultura no trânsito. “Temos investido, cada vez mais, em programas e atividades educativas na construção de uma cultura de respeito na circulação. No Projeto Multiplicadores pelo Trânsito Seguro já são cerca de 1.300 lideranças capacitadas para difundir este trabalho”, disse. Ele destacou, ainda, outros projetos como o Empresa Amiga, Escola Amiga, CFC Amigo, Universidades, Pedestre Idoso e De Bike para o Trabalho, além do EPTChê, que promove atividades no Acampamento Farroupilha. “Até 20 de setembro, nossa equipe de educação para o trânsito receberá cerca de 1.500 alunos das redes de ensino pública e privada no nosso piquete. É um trabalho de base, fundamental para solidificar uma mudança de cultura, que tanto queremos, com mais segurança para todos”, conclui.