Porto Alegre: Prefeitura lança consulta pública para concessão dos relógios de rua

Porto Alegre: Prefeitura lança consulta pública para concessão dos relógios de rua

Agenda Cidade Destaque Marchezan Poder Política Porto Alegre Prédio prefeitura Tecnologia Turismo

A Prefeitura de Porto Alegre lança nesta segunda-feira, 3, às 9 horas, no Paço Municipal, a consulta pública para concessão de instalação, operação e manutenção de relógios eletrônicos digitais de rua em Porto Alegre. O edital informa quais são os requisitos técnicos para a estrutura, materiais e instalações elétricas dos relógios eletrônicos, entre outras especificações. 

O prazo para realização da consulta pública é de 30 dias. Após esse período, a prefeitura deverá ter 15 dias para ajustes finais e publicação do edital. O prefeito Nelson Marchezan Júnior destaca que serão instalados 168 relógios eletrônicos digitais de rua em Porto Alegre – três vezes mais do que havia antes de serem desativados em 2015.

RS: Governo prevê R$ 600 mil de economia por ano com centro de segurança no Morro Santa Tereza; por Jessica Hübler/Correio do Povo

RS: Governo prevê R$ 600 mil de economia por ano com centro de segurança no Morro Santa Tereza; por Jessica Hübler/Correio do Povo

Comunicação Destaque Poder Polícia Política Porto Alegre Prédio Sartori Segurança Tecnologia

A atual sede da TVE e da FM Cultura, no Morro Santa Tereza, localizada na zona Sul de Porto Alegre, pode se transformar em um Centro Integrado de Segurança (CIS). O secretário estadual da Segurança Pública, Cezar Schirmer confirmou o interesse da pasta na área, pertencente à Empresa Brasil de Comunicação (EBC), onde estão localizadas as sedes da TVE e da FM Cultura, na rua Corrêa Lima.

O ex-presidente da Fundação Piratini e atual diretor de Radiodifusão e Audiovisual da Secretaria de Comunicação (Secom), Orestes de Andrade Júnior, disse que a proposta está sendo trabalhada desde o início do ano. “É uma vontade do governador Sartori. Estamos em tratativas desde o início do ano para transferir a cessão para o Estado”, afirmou. Conforme Orestes, a cessão de uso para a SSP-RS seria de 20 anos.

“É uma área bastante delicada na Segurança de Porto Alegre, onde seria instalado um Centro Integrado de Segurança e traria mais uma economia para a sociedade que, atualmente banca o aluguel de 10 delegacias, ao custo de R$ 50 mil por mês. Essas delegacias ou seriam instaladas no Morro, ou no espaço da SSP, gerando uma economia de R$ 600 mil por ano para o Estado”, enfatizou Orestes. A Polícia Civil não confirmou o número de delegacias, nem os valores, até o fechamento da reportagem.

“Trata-se de um terreno que possui localização estratégica e dimensões que possibilitam a instalação do Comando do Policiamento da Capital (CPC), de uma unidade do Corpo de Bombeiros e diversas delegacias, centralizando serviços, otimizando custos e ampliando a capacidade de pronta resposta”, ressaltou Schirmer. No entanto, mais informações serão fornecidas pela SSP-RS “apenas a partir da confirmação da possibilidade de execução do projeto”.  Confira a reportagem completa no site do Correio do Povo.

Porto Alegre: Secretário da Fazenda detalha projeto do IPTU para vereadores

Porto Alegre: Secretário da Fazenda detalha projeto do IPTU para vereadores

Agenda Cidade Comunicação Destaque Direito do Consumidor Marchezan Notícias Porto Alegre Prédio

A comissão especial da Câmara Municipal de Porto Alegre que foi formada para analisar o Projeto de Lei Complementar do Executivo (PLCE) nº 5/18, que propõe a atualização da planta de valores do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) na cidade, recebeu, na manhã de quinta-feira, representantes da Secretaria Municipal da Fazenda (SMF) para detalhar o projeto aos vereadores.

Esta primeira reunião depois da que instalou a comissão foi marcada pela presença do secretário municipal da Fazenda, Leonardo Busatto, e pelo superintendente da Receita Municipal, Teddy Biassusi. O objetivo do comparecimento foi detalhar a maior parte do projeto aos vereadores e tirar dúvidas que surgiam ao longo da apresentação.

Leia mais em Jornal do Comércio

Arquitetura Integrada é tema de palestra e oficina em Porto Alegre

Arquitetura Integrada é tema de palestra e oficina em Porto Alegre

Agenda Cidade Comunicação Destaque Direito do Consumidor Notícias Poder Porto Alegre Prédio

Trabalhar a arquitetura como processo, e não como objeto. Integrar edificações aos contextos em que as pessoas vivem e refletir sobre os processos que as envolvem. É essa a temática central da palestra do arquiteto e urbanista paulista Tomaz Lotufo, que integra o último evento do roteiro do Saergs Na Estrada do primeiro semestre. Promovido pelo Sindicato de Arquitetos no Estado do Rio Grande do Sul (Saergs), o evento ocorrerá nessa sexta-feira (18/5), das 18h às 21h, no auditório do IMED, em Porto Alegre (RS).

Foco do trabalho de Lotufo, a Arquitetura Integrada busca visualizar construções com uma perspectiva sustentável. “A casa é um sistema energético. Como uma árvore num sistema florestal, todos os seres estão interconectados”, pontua. O arquiteto e urbanista, que trabalha no escritório colaborativo Sem Muros, exemplifica o fluxo da energia com a água, em que se recebe com qualidade e se devolve como poluição. “Tudo é energia: o solo, o ar, a informação, a cultura. Se não utilizamos, se transforma em resíduo”, explica Lotufo.

Para trabalhar os conceitos da palestra e vivenciá-los na prática, o arquiteto e urbanista oferecerá, no sábado (19/5), a oficina “Do Forno À Pizza – Recheios e Revestimentos Naturais”, na sede do Saergs. Com princípios da Permacultura, a atividade, que ocorre das 9h às 18h30min, com 30 vagas disponíveis, é o que Lotufo chama de Pedagogia Prática, em que se pode aprender fazendo no “território”, e não na sala de aula. “O território é um lugar que tem história do passado, do presente e do futuro” explica. Os participantes construirão um forno de pizza com materiais naturais, como ter ra crua, açúcar etc. “Na medida em que se escolhe determinados materiais e técnicas, se está dando destino a um recurso energético. Somos responsáveis pelo antes, o durante e o depois das construções”, justifica.

Segundo a presidente do Sindicato, Maria Teresa Peres de Souza, trazer um profissional como Lotufo para o Rio Grande do Sul agrega valores que vão além dos conhecimentos sobre Arquitetura e Urbanismo. “A temática da sustentabilidade não é nova mas nos dias de hoje é essencial, pois não há mais tempo de sermos irresponsáveis com a forma como nos relacionamos com o planeta. Esperamos que a mensagem do Lotufo possa ajudar a despertar mais pessoas para a necessidade de construirmos de maneira mais consciente, com menos produção de resíduos e mais reaproveitamento de materiais”, afirma.

À noite, no mesmo dia, a partir das 20h, Tomaz Lotufo e o Saergs promoverão uma “Pizzada” para confraternizar no encerramento desta etapa do trabalho. Para esta atividade, são 50 vagas e os valores variam. Estudantes têm entrada franca, sócios do Saergs pagam R$ 20,00 e não sócios pagam R$ 25,00, no evento. As inscrições já estão abertas pelo email secretaria@saergs.org.br. Para mais informações: Whatsapp (54) 9990.99810.

O evento em Porto Alegre tem patrocínio do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do RS (CAU/RS), apoio da Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA), Insituto IMED, Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura (Asbea), Associação de Arquitetos de Interiores (AAI Brasil/RS) e Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB/RS).

Prefeitura de Porto Alegre quer facilitar venda de índices construtivos

Prefeitura de Porto Alegre quer facilitar venda de índices construtivos

Agenda Cidade Comunicação Destaque Negócios Notícias Porto Alegre Prédio

O prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior (PSDB), encaminhou, nesta quinta-feira, para a Câmara Municipal dois projetos de lei complementar atualizando os conceitos e regras para a construção civil na Capital, definindo a forma de aquisição dos índices construtivos, a destinação da contrapartida e alteração nas exigências do uso de materiais.

A mudança mais destacada pelos técnicos da prefeitura responsáveis pela proposta é a que permite a compra direta de índices construtivos – que é a possibilidade de o interessado edificar além do limite básico delimitado pelo Plano Diretor, por meio de uma contraprestação – de até 1 mil m2.

Leia mais em Jornal do Comércio

Retratos da Alma marca nova administração da Delphus Galeria

Retratos da Alma marca nova administração da Delphus Galeria

Agenda Artigos Cidade Comportamento Comunicação Crianças Cultura Destaque Economia Educação Negócios Notícias Poder Porto Alegre Prédio Publicidade Tecnologia Trabalho Turismo

No sábado, 26 de maio, a Delphus Galeria inaugura a mostra fotográfica Retratos da Alma, de Ilka Filippini e curadoria de Liliane Giordano. O evento celebra um ano da nova administração da galeria e molduraria, fundada em 1974. O tradicional espaço da cidade comemora nova fase, promovendo um local de diálogo com o público divulgando a produção artística do Estado, sob direção de Salete Salvador, nome conhecido no mercado das artes há 20 anos.

Ilka FilippiniRetratos da Alma apresenta uma coleção de imagens de pessoas que Ilka registrou de 2006 a 2017 durante viagens para Cuba, Peru, Índia, Nepal, Vietnam, Camboja e Myanmar, além de registros em Caxias do Sul e Viamão. Um dos objetivos do projeto, segundo a artista, é despertar uma reflexão do que aproxima a todos nós como seres humanos. “Nestas fotos, podemos ver, através dos olhos e dos sorrisos, a essência da vida em cada um – afinal, independente de onde vivemos e das diferentes experiências de vida, padecemos de males e prazeres muito semelhantes”, afirma.

Dezesete telas de 70X100 cm, impressas em tela de algodão tipo Canvas, compõem a expografia. O material escolhido tem o objetivo de fazer as fotografias se parecerem com as telas utilizadas em pintura, aproximando a técnica da obra de arte, bem como as molduras remetem aos quadros clássicos. Além dos 17 retratos, a exposição conta com 25 fotografias que revelam o contexto de vida de diferentes pessoas, colocando-as inseridas no seu ambiente. Assim, denota o que há de único em cada ser humano. “O que nos torna únicos, também nos torna iguais, e, através da sensação de identidade, mesmo que em um ínfimo momento e de forma sutil, podemos resgatar a nossa humanidade, irmandade, fraternidade”, ressalta Ilka.

“Há alguns aspectos que são intrínsecos à alma humana. E isso transparece mesmo sem nem trocar palavras em um idioma desconhecido. Transparece no rosto, na expressão. No olhar. A força das fotografias de Ilka reside nesta captura do olhar furtivo, na expressão que deixa escapar muito dos anseios da alma. Fica a impressão de que cada retratado está pronto para saltar da sua moldura e começar a conversar conosco, agora mesmo. É uma fotografia que brinca com a ideia de ser pintura, que ilude com o jogo de ser real ou ficção, que, mais uma vez, borra as fronteiras e constrói espaços para reflexão”, conta a curadora Liliana Giordano.

Retratos da Alma terá sua abertura no sábado, 26 de maio, a partir das 10h da manhã. A mostra segue com entrada franca até 30 de junho. A Delphus Galeria funciona de segunda à sexta-feira das 09h às 18h45 e aos sábados das 09h às 13h na Av. Cristóvão Colombo, 1093.

SERVIÇO

Retratos da Alma – exposição fotográfica de Ilka Filippini com curadoria de Liliane Giordano

Abertura – 26 de maio de 2018, das 10h às 16h

Galeria Delphus, Av. Cristóvão Colombo, 1093 – Floresta, Porto Alegre – RS

Visitação: de 28 de maio a 30 de junho de 2018 segunda à sexta-feira das 09h às 18h45 e aos sábados das 09h às 13h na Av. Cristóvão Colombo, 1093.

Fantaspoa 2018 começa hoje e apresentará mais de 100 filmes até 03 de junho

Fantaspoa 2018 começa hoje e apresentará mais de 100 filmes até 03 de junho

Agenda Cidade Comportamento Comunicação Cultura Economia Educação Mundo Negócios Notícias Opinião Porto Alegre Prédio Publicidade Saúde Tecnologia Trabalho Turismo

Fantaspoa 2018 apresentará mais de 100 filmes entre 17 de maio e 03 de junho, muitos deles com sessões comentadas pelos diretores;

O festival homenageia os diretores Mick Garris e William Lusti, as atrizes Elina Löwensohn e Oldina do Monte e investe no desenvolvimento da indústria cinematográfica latino-americana

Ao longo dos seus 14 anos de história é perceptível como, a cada edição, o evento amplia sua presença na cidade, por meio da realização de atividades dentro e fora do cinema, envolvendo cada vez mais os realizadores e o público. Em seus 18 dias, a cidade de Porto Alegre se torna uma referência: a verdadeira capital de cinema fantástico do mundo. A décima quarta edição, apresentada pelo Ministério da Cultura e patrocinada pelo BRDE e pelo Banrisul, terá em sua programação 106 filmes, entre longas e curtas-metragens, provenientes de 32 países. Serão mais de 100 sessões de exibição, sendo 33 com presença de diretores, produtores, atores ou roteiristas dos filmes apresentados, que conversarão com o público, de forma a aproximar os espectadores aos realizadores de cinema.

Reafirmando o seu foco curatorial e mantendo o compromisso de disponibilizar ao público filmes que dificilmente encontrariam distribuição nacional, 52 longas-metragens serão exibidos pela primeira vez no Brasil durante o Fantaspoa. Desses, cinco terão sua primeira exibição pública no mundo, enquanto que 31 estarão em première latino-americana e 16 em première nacional. As obras já exibidas nacionalmente nunca foram disponibilizadas ao público em nenhum cinema de Porto Alegre.

No Instituto Goethe de Porto Alegre, em atividade realizada em parceria com este instituto, o clássico expressionista “Nosferatu” será musicado ao vivo pela banda Skrotes, com entrada franca. A Cinemateca Capitólio Petrobras abrigará a exposição “Frankenstein: 200 Anos do Prometeu Moderno”, organizada por um coletivo de artistas capitaneado por Leo Dias de Los Muertos e que terá uma sessão musicada especial, de “Frankenstein”, de James Whale, com música criada e executada ao vivo pela Quarto Sensorial em colaboração com F_ck the Zeitgeist.

Dando continuidade à iniciativa de difundir o espetáculo cinematográfico, serão realizadas sessões gratuitas em escolas públicas, além de uma oficina gratuita a alunos da rede pública para ensinar a fazer filmes usando ferramentas acessíveis, como o telefone celular.

Reforçando sua busca por promover o conhecimento, o Fantaspoa oferecerá nove atividades de formação, que abordarão áreas importantes da realização audiovisual – como roteiro, atuação, direção e produção -, todas ministradas por experientes profissionais com carreira já consolidada na indústria cinematográfica. Para aproximar o público para além das salas de cinema, o festival passeará pelos mais interessantes locais da boemia porto-alegrense, como 512, Agulha, Dirty Old Man, Hair Home Bar, Mondo Cane, em festas e confraternizações.

A abertura do Fantaspoa será com a première mundial de “A Mata Negra”, quinto longa de Rodrigo Aragão. A primeira exibição mundial de “Pedra da Serpente”, primeiro longa-metragem de Fernando Sanches, marcará o encerramento desta edição. A celebração de abertura será no Groova, num baile de máscaras inspirado em “De Olhos Bem Fechados”; e o encerramento do festival ocorrerá no Cisne Branco, na “Toda La Noche en El Barco”: uma deliciosa festa navegando pelo Guaíba, na tradicional embarcação portoalegrense.

Grande novidade da edição de 2018, o FantasMercado será um evento de mercado dedicado a conectar projetos e realizadores com potenciais parceiros de produção. Contaremos com a presença de mais de 20 produtores e diretores da Argentina, Brasil, Chile e Peru, que apresentarão pitchings de filmes que estão em desenvolvimento e participarão de mesas de negócio. O evento contará, ainda, com uma palestra de Daniel Tonacci, assessor de diretoria da ANCINE, sobre o panorama das coproduções brasileiras com países da América Latina, abordando os mecanismos atualmente disponíveis aos produtores nacionais e estrangeiros. O objetivo é estender o fomento à produção audiovisual para além do papel de janela de exibição, estimulando que diversos projetos cumpram seu real objetivo: de se tornarem filmes.

Outra novidade do festival é o Madrugadão Fantaspoa, que ocupará a Cinemateca Capitólio Petrobras na madrugada do dia 26 a 27 de maio. Serão exibidos três longas e dois curtas-metragens inéditos na capital e, nos intervalos, o público poderá se servir de chope da Cervejaria Bardos e de comidas do Justo, num ambiente embalado por DJsets de Jade Primavera.

Homenageados desta edição:

O Fantaspoa homenageará quatro personalidades por sua contribuição à sétima arte: a brasileira Oldina do Monte, provavelmente a “rainha do grito” com mais idade em atividade e estrela dos filmes do diretor barbosense Felipe M. Guerra; a belga Elina Löwensohn, atriz recorrente nos filmes de Hal Hartley e que trabalhou com nomes como Spielberg, Abdellatif Kechiche, Michael Almereyda, entre outros; e os norte-americanos Mick Garris, cultuado diretor/roteirista/produtor que criou a emblemática série “Mestres do Horror”, uma reunião dos nomes mais respeitados do cinema de horror; e William Lustig, diretor de filmes cultuados como “O Maníaco” e “Maniac Cop” e dono da distribuidora Blue Underground.

Obras brasileiras de bastante projeção internacional, “O Animal Cordial” e “Mal Nosso” serão exibidas no Fantaspoa, em sessões com debates com os realizadores Gabriela Amaral Almeida e Samuel Galli. O primeiro, um thriller impactante e ensaio cruel sobre o comportamento humano, deu a Murilo Benício o prêmio de melhor ator no Festival do Rio e foi exibido em grandes festivais internacionais. “Mal Nosso”, que terá sua primeira exibição brasileira no Fantaspoa, estreou mundialmente no prestigiado festival de Moscou e foi aclamado por público e crítica, sendo apontado como um dos melhores filmes de horror de 2017 e colecionando elogios de publicações como The Hollywood News e Screen Daily.

Sempre buscando valorizar obras da América Latina, a curadoria, realizada por João Fleck e Nicolas Tonsho, selecionou obras de impacto que passeiam por diversos gêneros. O Chile é representado por “O Habitante”, de Guillermo Amoedo, que estreou no festival de Sitges e lida com temas escabrosos, como incesto, abusos, eutanásia e corrupção; e por “Trauma”, de Lucio A. Rojas, elogiada obra repleta de violência gráfica e que é apontada como a mais chocante desde o censurado “A Serbian Film”. País com relevante produção fílmica de gênero, a Argentina marca presença com “Aterrados”, de Demián Rugna, um dos filmes de terror argentino mais incensados pela crítica nos últimos anos; “Madraza”, de Hernan Aguilar, exibido e premiado no festival de Sitges e que conta a história de uma dona de casa que se torna assassina de aluguel; e “Luciferina”, de Gonzalo Calzada, recém-exibido no festival BIFFF, em Bruxelas, sobre uma noviça com o poder de ver a aura das pessoas. Do Uruguai, que não tem muita tradição na produção de filmes de gênero, será apresentado o hilário “Festa Nibiru”, de Manuel Facal, exibido no festival de Sitges. “Framed”, de Marc Martínez Jordán; “Matar a Deus”, da dupla Albert Pintó e Caye Casas; e “Errementari”, de Paul Urkijo Alijo; são algumas das produções vindas da Espanha. “Framed” é a e aguardada estreia do premiadíssimo Marc na direção de um longa-metragem; “Matar a Deus” foi considerado, pelo público, o melhor filme no festival de Sitges; e “Errementari” é uma fantasia obscura produzida pelo célebre Álex de la Iglesia.

A décima quarta edição será marcada pelo maior número de títulos japoneses em exibição no certame do festival. “Argila Vampira”, de Sôichi Umezawa, traz o terror na forma de uma argila possuída e assassina; “Funôhan”, de Kôji Shiraishi, é um thriller sobre um assassino que manipula as mentes das pessoas; o sombrio “Sanî/32”, dirigido por Kazuya Shiraishi, trata de uma criança assassina; “Plano-Sequência dos Mortos”, de Shin’ichirô Ueda, é uma irreverente comédia que brinca com o gênero fantástico; e a fantasia com robôs gigantes “BraveStorm”, assinada por Jun’ya Okabe, mostra uma família que viaja no tempo e constrói robôs gigantes para enfrentar alienígenas.

Da Alemanha, Adolfo Kolmerer e William James assinam o tarantinesco “Floco de Neve”, que mostra uma Berlim anárquica do futuro; Tilman Singer dirige “Luz”, atmosférico filme rodado em 16mm e exibido na Berlinale; Lukas Feigelfeld conta uma sombria história envolvendo bruxas e lendas pagãs, em “Hagazussa”; e Ken Duken apresenta o thriller “Berlin Falling”, sobre um homem – interpretado por Tom Wlaschiha (Game of Thrones), que estará presente no Fantaspoa – que planeja realizar um atentado terrorista na capital alemã.

Acompanhe:

http://www.fantaspoa.com/

http://www.instagram.com/fantaspoa/

https://www.facebook.com/Fantaspoa/

XIV Fantaspoa

De 17 de maio a 03 de junho

Exibições:

Cinemateca Capitólio – Rua Demétrio Ribeiro, 1085. Centro Histórico.

Sala Redenção – Av. Paulo Gama, 110 – Campus Centro UFRS. Centro Histórico

Ingressos:

As sessões da Sala Redenção – Cinema Universitário do XIV Fantaspoa são gratuitas e a entrada é liberada 30 minutos antes do início das sessões.

Os ingressos para as sessões da Cinemateca Capitólio Petrobras possuem um valor promocional único de R$ 10,00 (dez reais), exceto o Madrugadão Fantaspoa, que custará o valor promocional único de R$ 40,00 (quarenta reais).

Porto Alegre: Prefeitura lança edital para PMI do Mercado Público

Porto Alegre: Prefeitura lança edital para PMI do Mercado Público

Agenda Comunicação Destaque Marchezan Notícias Porto Alegre Prédio prefeitura

Nesta quinta-feira, 17, às 11h30, o prefeito Nelson Marchezan Júnior faz a apresentação do Edital de Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) para o Mercado Público. A cerimônia acontece no Salão Nobre do Paço Municipal. (Praça Montevideo, 10). O PMI estabelece diretrizes para estudos técnicos referentes à estruturação de projeto de requalificação, manutenção e operação do Mercado Público.

Após a cerimônia, o prefeito Nelson Marchezan Júnior e o secretário municipal de Parcerias Estratégicas, Bruno Vanuzzi, concedem entrevista coletiva à imprensa.

 

Porto Alegre: Prefeitura apresenta hoje proposta de mudança na lei dos índices construtivos

Porto Alegre: Prefeitura apresenta hoje proposta de mudança na lei dos índices construtivos

Agenda Cidade Destaque Negócios Notícias Porto Alegre Prédio prefeitura

A Prefeitura de Porto Alegre apresentará nesta quinta-feira, 17, às 9h30, no Paço Municipal, o Projeto de Lei Complementar que atualiza a legislação referente à comercialização dos índices construtivos (solo criado). O instrumento urbanístico permite aos empreendedores construírem mais do que é permitido originalmente em uma área.

O novo texto atualiza a lei, de acordo com o Estatuto das Cidades, e inclui dispositivos que irão beneficiar o desenvolvimento urbano de Porto Alegre. Entre as mudanças, a nova legislação permite que o solo criado de 300m² a 1000m² seja comprado “em balcão” (diretamente com o município), não apenas por meio de leilão.

Melnick Even Construtora líder em alto padão no RS, realiza a 19ª edição do “Melhores do Ano”, premiando e valorizando as empresas prestadoras de serviços e as equipes de obras que mais de destacaram em 2017

Melnick Even Construtora líder em alto padão no RS, realiza a 19ª edição do “Melhores do Ano”, premiando e valorizando as empresas prestadoras de serviços e as equipes de obras que mais de destacaram em 2017

Agenda Cidade Comunicação Destaque Economia Negócios Notícias Poder Política Prédio Publicidade Trabalho

O evento é considerado o maior do segmento no RS e um dos maiores do Brasil. São reconhecidas 36 empresas em 11 categorias que abrangem todo o universo da construção civil, incluindo o prêmio revelação que destaca novas empresas premiadas pela primeira vez no evento. São esperadas em torno de 700 pessoas, numa grande festa no Grêmio Náutico União, na quarta-feira, 16/05, às 19h.

A atração do evento este ano será o Guri de Uruguaiana. O famoso personagem criado por Jair Kobe que traz ao público humor e muita diversão com paródias de músicas tradicionalistas.

A Melnick Even- uma das construtoras mais premiadas na área de RH do país – pauta sua gestão pelo estreitamento do relacionamento e fidelização dos fornecedores, que se tornam parceiros do negócio.

Segundo Rubem Piccoli, Diretor Técnico da Melnick Even, “Impressiona a quem vê de fora o desempenho superior da Melnick Even em um cenário econômico desfavorável. O evento é uma celebração ao empreendedorismo, ao trabalho e às relações positivas entre empresas, reconhecendo os melhores desempenhos e todos os que participam de nossos empreendimentos”.