Porto Alegre: Após notificações, consórcio recupera obra na Padre Cacique

Porto Alegre: Após notificações, consórcio recupera obra na Padre Cacique

Cidade Destaque Marchezan Poder Política Porto Alegre prefeitura

O consórcio que executou a obra de pavimentação do corredor da avenida Padre Cacique, inserida na matriz de responsabilidade da Copa do Mundo de 2014, começou a manutenção das fissuras existentes nas placas de asfalto do corredor de ônibus, nesta quinta-feira, 3. A ação ocorre após a prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Smim), notificar por duas vezes as empresas responsáveis: a primeira no dia 14 de dezembro de 2016 e a segunda no dia 16 de outubro de 2018.

A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) informa que, durante a realização dos serviços, com duração estimada em 60 dias, o tráfego de ônibus no corredor será desviado para a pista dos veículos. Agentes monitoram a região, mas medida não deve gerar impacto no trânsito pelo movimento reduzido registrado nessa época do ano.

A obra foi contratada em 2012 e entregue em 2014, na gestão anterior. A restauração da via ocorrerá a partir de estudo atualizado desenvolvido pela equipe de fiscalização da secretaria. É a primeira vez que será feita a recuperação de via por uma obra da Copa mal executada. “A prefeitura cobrou e o consórcio está cumprindo com a notificação. Depois de reparado o serviço mal executado, serão repassados os valores retidos relacionados ao contrato”, explica o titular da Smim, Luciano Marcantônio.

Porto Alegre: Prefeitura pede autorização para financiamento de R$ 270 milhões em abastecimento de água

Porto Alegre: Prefeitura pede autorização para financiamento de R$ 270 milhões em abastecimento de água

Cidade Destaque Política Porto Alegre prefeitura Turismo

 

O prefeito em exercício, Gustavo Paim, encaminhou nesta terça-feira, 27, Projeto de Lei à Câmara de Vereadores de Porto Alegre (CMPA) solicitando autorização para a prefeitura contratar operação junto à União, por meio da Caixa Econômica Federal, de valor até R$ 270 milhões. Estes recursos serão utilizados para financiamento do Sistema de Abastecimento de Água Ponta do Arado e para o Programa de Redução e Controle de Perdas nos Sistemas de Abastecimento de Água no Município. A operação está dentro do Programa Avançar Cidades – Saneamento, do Ministério das Cidades.

“A finalidade é ampliar a capacidade de produção e distribuição de água potável por parte do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae), além da implantação de melhorias de infraestrutura visando a aperfeiçoar e otimizar o controle de perdas da rede de distribuição de água potável do município”, destaca Gustavo Paim. Para o prefeito em exercício, são projetos importantes que melhorarão a vida de 250 mil moradores das zonas Sul e Leste da cidade. “Além disso, teremos a geração de 2,5 mil empregos entre diretos e indiretos”, lembrou Paim.

O valor total do financiamento é de R$ 259,1 milhões, sendo que R$ 220,7 milhões serão destinados para o Sistema de Abastecimento de Água Ponta do Arado e R$ 38,4 milhões para o Programa de Controle de Perdas. A contrapartida da prefeitura será de R$ 13,6 milhões (R$ 11,6 milhões na Ponta do Arado e R$ 2 milhões para o Programa de Redução e Controle de Perdas).

Projetos do Dmae – Os dois projetos são originados do Dmae. O abastecimento de água Ponta do Arado beneficiará mais de 250 mil moradores nas zonas Sul e Leste. O empreendimento engloba um conjunto de obras que visa a ampliar a cobertura adequada dos serviços a partir de sua implantação, atendendo as áreas com potencial de crescimento nestas regiões e também com o propósito de sanar os problemas pontuais de intermitência no abastecimento.

Embora Porto Alegre tenha o serviço de abastecimento de água universalizado, estima-se que o número de economias atingidas por intermitências em Porto Alegre hoje é de praticamente 90 mil economias (12,5% das economias ativas do município em dezembro de 2016). Já o Programa de Redução e Controle de Perdas nos sistemas de abastecimento de água no município beneficiará mais de 500 mil habitantes em toda a cidade.

O diretor-geral do Dmae, Darcy Nunes dos Santos, confirma essas necessidades e ressalta que a implantação do Sistema de Abastecimento de Água Ponta do Arado pode viabilizar cerca de 60.000 unidades habitacionais, alavancando a construção civil no município.

Redução de custos – Como resultado, além da significativa redução de custos operacionais, uma vez que a setorização proposta vai atingir 20% da malha de rede da cidade (aproximadamente 550 mil habitantes), projeta-se a melhoria da qualidade na prestação de serviços, com menor quantidade de consertos e paradas operacionais, portanto menor intermitência no abastecimento e respondendo com maior agilidade aos eventos operacionais.

Projeta-se que, com o resultado na redução e controle de perdas atingido por este empreendimento, associado à execução da nova Estação de Tratamento de Água (ETA) Ponta do Arado, o Dmae obterá a possibilidade de postergar ou até mesmo eliminar as obras de ampliação no sistema Menino Deus, um dos maiores sistemas de abastecimento do município, a ETA José Loureiro da Silva.

O Programa Avançar Cidades – Saneamento contempla os municípios em três grupos: menos de 50 mil, outro de até 250 mil e, por último, acima de 250 mil habitantes, com obras de abastecimento de água, esgotamento sanitário, manejo de águas pluviais, manejo de resíduos sólidos, redução e controle de perdas, estudos e projetos, plano municipal de saneamento básico.

Porto Alegre: Banco Mundial confirma operação inédita para apoiar um plano de desenvolvimento do 4º Distrito. US$ 30 milhões serão usados em contenção de alagamentos, saneamento e mobilidade urbana.

Porto Alegre: Banco Mundial confirma operação inédita para apoiar um plano de desenvolvimento do 4º Distrito. US$ 30 milhões serão usados em contenção de alagamentos, saneamento e mobilidade urbana.

Cidade Destaque Marchezan Porto Alegre prefeitura

O prefeito Nelson Marchezan Júnior e a comitiva que está nos Estados Unidos para atrair investimentos para Porto Alegre receberam nesta segunda-feira, 26, do Banco Mundial, em Washington, a confirmação de que haverá um aporte na casa dos US$ 30 milhões para apoiar um plano de desenvolvimento do 4º Distrito, região que compreende os bairros Floresta, Navegantes, São Geraldo, Humaitá e Farrapos. Os recursos deverão ser utilizados para a contenção de alagamentos, saneamento e mobilidade urbana.

Além disso, a Prefeitura obteve outro importante apoio, através da oferta de assistência técnica do Banco Mundial, que servirá para a estruturação de projetos e revisão do Plano Diretor da capital, com recursos a fundo perdido, tendo como viés gerar os mecanismos necessários para viabilizar a reconversão do 4º Distrito.

46777069_319989708595848_3958296221394665472_n
Reunião no Banco Mundial nesta segunda-feira em Washington. Foto: PMPA

Como Porto Alegre não tem nota de crédito para contrair investimentos internacionais, o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) será o intermediador do recurso. Esta é uma operação inédita do Banco Mundial, utilizando o intermédio de uma instituição financeira local para superar a saúde financeira do município.

A atual avaliação de capacidade financeira da Capital Gaúcha, determinada pela Secretaria do Tesouro Nacional, classifica Porto Alegre com rating C, o que impossibilita a contração de um empréstimo junto ao Banco Mundial de forma direta. Para voltar a contrair este tipo de recurso, a cidade precisa realizar reformas estruturais que garantam a saúde financeira do município. ”Estamos buscando outras alternativas para não perdermos mais financiamentos do que já perdemos. Neste caso, o limite de crédito não será da prefeitura e sim do BRDE”, explicou o prefeito.

Segundo o professor Luiz Carlos Pinto da Silva Filho, diretor da Escola de Engenharia da Ufrgs e coordenador do Pacto Alegre pela Aliança da Inovação, o Banco Mundial está muito entusiasmado com o avanço das negociações com Porto Alegre e disposto a aumentar seu envolvimento. ”A operação com o BRDE está sendo vista como piloto de um novo modelo de arranjo para operações com municípios brasileiros”, observa.

Na reunião na embaixada do Brasil em Washington, Luciana Mancini, assessora da área de inovação, disse que ficou sabendo do lançamento do Pacto Alegre, na semana passada, e ficou muito empolgada, sugerindo a prospecção de parcerias internacionais especialmente em inovação, Data Science e na área da saúde.

Mais cedo, a comitiva almoçou com Sameh Wahba, diretor global da área de Resiliência do Banco Mundial, para realizar um alinhamento institucional, a fim de avançar no plano de negócios para laboração do projeto âncora de revitalização do 4º Distrito, que servira como modelo para aplicar em outras áreas que necessitem de projetos semelhantes, além de reestruturar o plano diretor da cidade.

Missão EUA – A comitiva embarcou na sexta-feira, 23, para uma missão dividida entre Washington e Nova Iorque, com objetivo de atrair investimentos para Porto Alegre. Integram a missão o prefeito Nelson Marchezan Júnior; os secretários municipais da Fazenda, Leonardo Busatto; de Parcerias Estratégicas, Bruno Vanuzzi; secretário-adjunto de Planejamento e Gestão, Daniel Rigon; e a deputy chief resilience officer, Marcela Ávila. Pela Câmara Municipal, fazem parte da comitiva os vereadores Valter Nagelstein, Mauro Pinheiro, Moisés Barboza, Ricardo Gomes e Wambert di Lorenzo. Os representantes da Aliança pela Inovação de Porto Alegre são o professor Luiz Carlos Pinto da Silva Filho, diretor da Escola de Engenharia da Ufrgs; Marcus Coester, da Aeromovel Brasil S.A; Henri Siegert Chazan, presidente do Sindicato dos Hospitais e Clínicas de Porto Alegre; e Marc Allan Weiss, presidente Global Urban Development.

Porto Alegre: Caixa aprova projetos da Prefeitura no valor de R$ 259 milhões

Porto Alegre: Caixa aprova projetos da Prefeitura no valor de R$ 259 milhões

Cidade Destaque Marchezan Porto Alegre prefeitura

O prefeito Nelson Marchezan Júnior recebeu a informação do diretor Regional da Caixa Econômica Federal (CEF), Helio Luiz Duranti, que depois de nova análise dos técnicos da instituição foi aprovado o pedido da Prefeitura para o financiamento de duas obras, no valor de R$ 259,1 milhões. São eles: a Estação de Tratamento da Água da Ponta do Arado (R$ 220,7 milhões) e a redução e controle de perdas nos sistemas de abastecimento de água (R$ 38,4 milhões). O anúncio foi feito no final da tarde desta sexta-feira, 26, no Salão Nobre do Paço Municipal, com presença de secretários e diretores da CEF. “São projetos importantes que melhorarão a vida de 200 mil famílias das zonas sul e leste da cidade. Agora vamos procurar o Ministério das Cidades para nos habilitarmos, dentro do Programa Avançar Cidades, e agilizar o processo para que tenhamos a aprovação e liberação junto ao Governo Federal ainda este ano”, destacou o prefeito Marchezan.

A Caixa Federal, de acordo com Duranti, revisou os documentos apresentados pelo Governo Municipal e após reuniões dos técnicos do banco com os secretários do Planejamento e Gestão e da Fazenda, respectivamente Paulo de Tarso Pinheiro Machado e Leonardo Busatto, aprovou o pedido. “Nossa disposição é de pelear juntos. Após estes dois liberados, vamos trabalhar os outros que estão na nossa carteira”, salientou o diretor Regional.

Desafio

“Nosso desafio agora é agilizar o processo no Ministério das Cidades. Temos a sinalização de que existem recursos e vamos buscar nos habilitar e agir para que assinemos os contratos antes do final do ano”, salientou o secretário Paulo de Tarso. Para o diretor Geral do Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae), Darcy Nunes dos Santos, além de atender as famílias das duas regiões do município, possibilitará que sejam construídos novos projetos habitacionais. Ambos participaram da reunião.

Os dois projetos são originados do Dmae. O Abastecimento de água Ponta do Arado beneficiará mais de 73 mil famílias. O empreendimento engloba um conjunto de obras que visa ampliar a cobertura adequada dos serviços a partir de sua implantação, atendendo as áreas com potencial de crescimento nas zonas sul e leste da cidade e também com o propósito de sanar os problemas pontuais de intermitência no abastecimento.

Controle de perdas

Já o Programa de Redução e Controle de Perdas nos sistemas de abastecimento de água no Município beneficiará mais de 130 mil famílias. Como resultado, além da significativa redução de custos operacionais, uma vez que a setorização proposta vai atingir 20% da malha de rede da cidade (aproximadamente 550 mil habitantes), projeta-se à melhoria da qualidade na prestação de serviços, com menor quantidade de consertos e paradas operacionais. Portanto, menor intermitência no abastecimento e respondendo com maior agilidade aos eventos operacionais.

Projeta-se que o resultado na redução e controle de perdas atingido por este empreendimento, associado à execução da nova ETA Ponta do Arado, seja possível obter a possibilidade de postergar ou até mesmo eliminar as obras de ampliação no sistema Menino Deus, um dos maiores sistemas de abastecimento do município, a ETA José Loureiro da Silva.

Avançar Cidades

O Programa Avançar Cidades – Saneamento contempla os municípios em três grupos: menos de 50 mil, outro de até 250 mil e, por último, acima de 250 mil habitantes com obras de abastecimento de água, esgotamento sanitário, manejo de águas pluviais, manejo de resíduos sólidos, redução e controle de perdas, estudos e projetos, plano municipal de saneamento básico.

Também participaram da reunião o secretário Municipal de Infra Estrutura e Mobilidade Urbana (SMIM), Luciano Marcantônio; o secretário adjunto da Fazenda, Rogério Rios; o procurador adjunto da Procuradoria Geral do Município (PGM), Roberto Silva Rocha; o diretor de Programas Estruturantes e Captação de Recursos da Secretaria de Planejamento e Gestão, Renato Fantil Arioli; a coordenadora de Captação de Recursos da Secretaria de Planejamento e Gestão, Luciane Adami; diretor da Secretaria Municipal de Obras e Viação, Alexandre Cavagni, e o diretor geral do Demae, Luciane de Freitas. Por parte da Caixa Federal de Porto Alegre, o superintendente Executivo e o Gerente de Negócios, respectivamente Marcos de Souza Oliveira e Ricardo Darós, além de Carlos Rubinstein.

Porto Alegre deve adotar projeto de câmeras colaborativas até o final de 2018; por Cláudio Isaías/Correio do Povo

Porto Alegre deve adotar projeto de câmeras colaborativas até o final de 2018; por Cláudio Isaías/Correio do Povo

Agenda Cidade Destaque Marchezan Porto Alegre prefeitura Segurança Tecnologia Trabalho Vídeo

Porto Alegre terá até o final deste ano o projeto de utilização de câmeras colaborativas. A iniciativa consiste em uma metodologia de trabalho adotada em outras cidades brasileiras em que pessoas jurídicas poderão disponibilizar suas imagens para utilização do Centro Integrado de Comando da Cidade de Porto Alegre (Ceic).

As imagens de uma empresa ou de um condomínio, no caso de uma situação suspeita, poderão ser acessadas em tempo real pelo órgão que vai comunicar a Guarda Municipal ou a Brigada Militar para que faça as intervenções necessárias.

A reportagem completa está no Correio do Povo.

Porto Alegre: Taxis ganham novas opções de espaço publicitário para incremento de renda dos taxistas

Porto Alegre: Taxis ganham novas opções de espaço publicitário para incremento de renda dos taxistas

Agenda Cidade Destaque Poder Política Porto Alegre prefeitura Turismo

Com a publicação da Resolução número 07/18, o espaço para anúncios de publicidade nos táxis foi ampliado. Tendo como referência modelos internacionais, com mais espaço, existe a possibilidade de instalar um painel luminoso, de 100cm por 39cm, na parte superior, com exploração do autorizatário (antigo permissionário do veículo).

O valor da publicidade reverte integralmente para o taxista, de acordo com que ele negociar com a agência de publicidade da sua preferência, sem repasse para o município. “É uma alternativa de incremento de renda para os táxis, sem a interferência do município”, destaca o prefeito Nelson Marchezan Junior. O diretor-presidente da Eptc, Marcelo Soletti, explica que o conteúdo do anúncio não pode ter cunho religioso, político ou preconceituoso, entre outros. “Respeitadas as regras, o autorizatário do veículo pode fazer livremente negociação do espaço e ficar com 100% da renda”.

A exploração de publicidade é facultativa, podendo ser instalada em duas formas, entre as listadas a seguir:
I – Na porta dianteira, externamente, por meio de adesivos;
II – No teto do veículo, por meio do painel luminoso externo referido no art. … desta Resolução.
III – Na área total do vigia traseiro, externamente, observadas as disposições da legislação federal;
IV- Na parte posterior dos bancos dianteiros, por meio de dispositivo porta-folhetos que observe os seguintes requisitos:
a) Utilização obrigatória de uma das faces do porta-folhetos para a veiculação de propagandas educativas e de caráter público.
b) Vedação à existência de vincos, pontas, partes cortantes ou perfurantes no porta-folhetos.
V – Na parte posterior do encosto de cabeça dos bancos dianteiros, por meio de dispositivo de comunicação visual eletrônica, com dimensão máxima de 5,6” (cinco polegadas inteiras e seis décimos),
VI – Na capa protetora dos encostos de cabeças.

Porto Alegre: Marchezan Jr espera maior produtividade dos vereadores até dezembro

Porto Alegre: Marchezan Jr espera maior produtividade dos vereadores até dezembro

Agenda Destaque Marchezan Política Porto Alegre prefeitura Trabalho

Levantamento da prefeitura mostra que a Câmara Municipal de Porto Alegre realizou até esta semana, 100 sessões ordinárias e mais 17 extraordinárias. Mesmo assim, seundo o prefeito Marchezan Jr e equipe, o Legislativo não conseguiu levar à votação projetos importantes para a cidade, como a chamada Lei das Antenas, a publicidade no sistema de transporte e a proteção de imóveis do patrimônio cultural do município. Tem projeto que foi protocolado ainda no ano passado, como o que trata da gratuidade no transporte coletivo. Assessores próximos do prefeito dizem que a produção do Legislativo para o município foi muito pequena em 2018, ano de Copa do Mundo e eleições gerais.

Passadas as eleições, Marchezan Jr tem a expectativa de votar ainda este ano seis propostas que já tramitam na Câmara e são consideradas estratégicas para a cidade, além de outros cinco que serão enviados para análise dos vereadores, com destaque para a PPP da iluminação pública, além da unificação do DEP e DMAE. A prefeitura não desistiu de votar a atualização da Planta Genérica de valores do IPTU, mesmo que agora só comece a valer a partir de 2020. Durante o ano de 2018, a Câmara aprovou 12 projetos enviados pelo executivo. O principal deles o que instituiu o Regime de Previdência Complementar

China: Marchezan conhece plataforma tecnológica de segurança pública

China: Marchezan conhece plataforma tecnológica de segurança pública

Cidade Destaque Marchezan Notícias Porto Alegre prefeitura Segurança Tecnologia

O prefeito Nelson Marchezan Júnior conheceu essa semana o centro de controle de 15 mil câmeras da cidade de Suzhou, na China. O projeto da Huawei, líder global de tecnologia de soluções de informação da indústria e das comunicações, promete combinar a tradicional vigilância em vídeo com uma plataforma de inteligência artificial.
43733116_1812871768768150_4937080617742368768_nA solução faz a integração das diferentes câmeras municipais e associa inteligência artificial ao cruzar diferentes bases de dados e, na versão mais avançada, também com capacidade de fazer reconhecimento facial. “Os estados estão quebrados e os municípios estão indo na mesma direção. A expectativa de que vamos contratar guardas municipais para suprir a deficiência não é o caminho do mundo e muito menos do Brasil. Temos que investir em tecnologia e inteligência”, disse Marchezan. O prefeito também participou do Connect Huawei 2018, em Xangai, um evento mundial de tecnologia. Marchezan está na China onde cumpre uma agenda de aproximação institucional e negócios até a próxima segunda-feira, 15. Ele viajou como representante da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), no qual atua como vice-43878627_2110553715629937_1191017598234394624_npresidente de Ciência, Tecnologia e Inovação.Após a agenda com a FNP, o prefeito, acompanhado de uma comitiva da Prefeitura de Porto Alegre, se reunirá com empresários chineses em busca de oportunidades e investimentos para a Capital. O retorno a Porto Alegre está marcado para o dia 17 de outubro. Durante este período, o vice-prefeito Gustavo Paim assume a prefeitura. As passagens de ida e volta e parte das despesas na China do prefeito foram custeadas pela FNP.
Porto Alegre: Prefeitura emite licenças na metade do tempo e gera 780 empregos

Porto Alegre: Prefeitura emite licenças na metade do tempo e gera 780 empregos

Cidade Destaque Marchezan Negócios Notícias Porto Alegre prefeitura Trabalho

Nos últimos dez dias, a Prefeitura de Porto Alegre emitiu sete licenças ambientais, que vão possibilitar a criação de mais 780 vagas de emprego diretas e indiretas somente em mão de obra para implementação das edificações. Seguindo orientação do prefeito Nelson Marchezan Júnior, a Secretaria do Meio Ambiente e da Sustentabilidade (Smams) tem trabalhado de forma acelerada na análise da documentação dos projetos com impacto para gerar crescimento para a cidade. 

Assim, a tramitação dos projetos levou a metade do tempo habitual. “A urbanização regular, com as devidas compensações e cuidados ambientais, gera desenvolvimento sustentável”, afirma o prefeito, que recebeu do secretário municipal do Meio Ambiente e da Sustentabilidade, Maurício Fernandes, o balanço das últimas ações na área, antes de embarcar para a China, nessa segunda-feira, 8. 

Foram emitidas licenças para sete empreendimentos diferentes, com potencial de gerar um Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 298 milhões. O valor é calculado pela soma do potencial de venda de todas as unidades de um empreendimento a ser lançado. “A importância deste dado pode ser observada ao analisarmos os números totais referentes a 2018. De janeiro a outubro, as licenças emitidas pela prefeitura para construção civil resultaram em um VGV de R$ 2,267 bilhões”, informa Maurício Fernandes, destacando que neste período também foram abertos 14.569 postos de trabalho. 

As licenças ambientais de instalação autorizam o início das obras e estabelecem condições e restrições quanto à poluição hídrica, atmosférica, movimentação de terra, vegetação, fauna e também geração e destino de resíduos sólidos. Serão construídos prédios residenciais nos bairros Santo Antônio, Menino Deus, Rio Branco, Azenha, Petrópolis e Mont´Serrat, além de ser implementado um loteamento no bairro Belém velho. Os documentos têm validade de um ano.

Sete empreendimentos que receberam licenças ambientais:

1 – Edifício Residencial Royal (empreendedor: Rio Novo Incorporações)

2 – Edifício Cobalto (empreendedor: Rotta Ely Construções e Incorporações)

3 – Edifício da Saute Mgus Empreendimentos Imobiliários Ltda (empreendedor: Saute Mgus Empreendimentos Imobiliários)

4 – Residencial Viña Del Mar (empreendedor: Bernardes Engenharia e Construções Ltda)

5 – Edifício da R. Correa Engenharia Ltda (empreendedor: R. Correa Engenharia Ltda)

6 – Edifício da Wikihaus Incorporadora Ltda (empreendedor: Wikihaus Incorporadora Ltda)

7 – Condomínio Residencial Morada da Fé (empreendedor: Cooperativa Habitacional Morada da Fé Ltda)

Porto Alegre: Iluminação da Ponte do Guaíba alerta sobre o câncer de mama

Porto Alegre: Iluminação da Ponte do Guaíba alerta sobre o câncer de mama

Cidade Destaque Porto Alegre prefeitura Saúde

A Campanha Outubro Rosa será tema da iluminação na Travessia Getúlio Vargas, popularmente conhecida como Ponte do Guaíba. Ação adere à campanha mundial que busca alertar as mulheres para que façam regularmente o exame de prevenção do câncer de mama. Durante o mês de outubro, a iluminação da ponte será rosa.

59e5178f547625.21909226
Iluminação da ponte será rosa no mês de outubro. Foto: Divulgação/PMPA

A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (SMSUrb) compreende a importância da ação anual, que busca alertar às mulheres sobre a importância da prevenção e de manter os exames em dia, pois o diagnóstico precoce aumenta as chances de cura. Seguindo esta visão, a SMSurb iluminou o local alertando para a realização dos exames que podem ser realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) nos serviços se saúde da Capital.

“Desde o ano passado, com a implementação da nova iluminação cênica da ponte, que foi realizada por esta gestão, podemos utilizar este cartão postal para dar ainda mais visibilidade a eventos importantes, como o Outubro Rosa, além de abraçar outras causas, participando de momentos importantes da cidade”, afirma o secretário municipal de Serviços Urbanos, Ramiro Rosário.

Os serviços de saúde da Capital estarão mobilizados para atender às mulheres com palestras e exames citopatológicos, além dos encaminhamentos para mamografias. Para o secretário municipal de Saúde, Erno Harzheim, o trabalho de conscientizar as pessoas sobre a prevenção da doença tem papel importante no atendimento. “Temos uma programação especial desenvolvida nas unidades de saúde que passam por palestras até exames sendo oferecidos”, afirma Harzheim.

Serviço – A ponte recebeu nova iluminação no último trimestre do ano de 2017, pela Divisão de Iluminação Pública da SMSUrb. Na fase de testes foi usada a cor rosa, somando-se a campanha do Outubro Rosa. Em novembro a ponte ficou iluminada com a cor azul, referindo-se à campanha do Novembro Azul e no mês de dezembro, em alusão a duas campanhas, Dezembro Laranja, que alerta para a prevenção do câncer de pele e o Dezembro Vermelho, pela conscientização e combate à Aids. Na travessia, foram instalados 60 pontos de luminárias com tecnologia LED em postes curvos de 8 metros, 16 projetores de LED nos pilares do vão móvel, 800 metros de fita de LED e estrutura para energia para todos os pontos de luz.