Saúde: Hospital Mãe de Deus e ACC Camargo assinam acordo de cooperação médico-científica em Oncologia

Saúde: Hospital Mãe de Deus e ACC Camargo assinam acordo de cooperação médico-científica em Oncologia

Cidade Destaque Saúde

Referência hospitalar no Sul do Brasil, o Hospital do Câncer Mãe de Deus e o A.C.Camargo Cancer Center, referência internacional no diagnóstico, tratamento, ensino e pesquisa, assinaram um acordo de cooperação médico-científica que visa oferecer aos pacientes de câncer do Sul do Brasil ampliação das linhas de cuidado com a doença e acesso a tratamentos raros.

O objetivo é avançar em discussões, trocas de informações e parâmetros que permitam implementar o desenvolvimento dos cuidados com a doença. Haverá, também, cooperação em atividades de ensino, pesquisa e formação de corpo técnico e clínico, benchmarking operacional, intercâmbio de melhores práticas de governança e entre os profissionais.

Conforme o Superintendente Geral da Associação Educadora São Carlos (AESC), mantenedora do Hospital do Câncer Mãe de Deus, Fernando de Barros Barreto, “a cooperação com o A.C.Camargo Cancer Center permitirá ao Hospital do Câncer Mãe de Deus acelerar seu posicionamento como o mais importante centro de tratamento de câncer em Porto Alegre e no Rio Grande do Sul”. Líder em conhecimento científico sobre Oncologia, o A.C.Camargo é uma das maiores referências mundiais em ensino, pesquisa e tratamento multidisciplinar do câncer, oferecendo assistência de alta complexidade.

Para o patologista e diretor médico do A.C.Camargo, Victor Piana de Andrade, “o propósito é levar o conhecimento que fomentamos dentro do A.C.Camargo para outros centros de excelência e, desta forma, propagar pelo país as melhores práticas, como o nosso Tumor Board, que são reuniões científicas entre o corpo clínico para definir a melhor conduta baseada em evidências científicas, paciente a paciente”.

Fábio Pereira Fraga, Superintendente Executivo do Hospital do Câncer Mãe de Deus, reforça que “o objetivo é estabelecer uma parceria estratégica que garanta acesso e pleno domínio de novas tecnologias de tratamento para a população. Assim ampliamos nossas fontes de conhecimento, melhoramos a assistência ao paciente e o desenvolvimento contínuo de nossa equipe”. A opinião é compartilhada por Marcos Cunha, Superintendente Executivo de Negócios do A.C.Camargo. “Esta atuação em conjunto permite a evolução do modelo de disseminação de nossa expertise enquanto Cancer Center, proporcionando o melhor cuidado ao paciente oncológico”.

Instituto do Câncer Infantil recebe doação pelo Imposto de Renda

Instituto do Câncer Infantil recebe doação pelo Imposto de Renda

Crianças Destaque Saúde

 

Que tal juntar dois leões para fazer o bem? O leão da coragem, do Instituto do Câncer Infantil se une com o leão da Receita Federal para transformar as contribuições de pessoas físicas e jurídicas em ação. O Brasil destina para a saúde um percentual de 7,7% de seu orçamento geral – taxa inferior à média mundial, uma das mais baixas das Américas, de acordo com dados de 2018 divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). O Instituto do Câncer Infantil tem projetos aprovados no Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Funcriança), onde pessoas físicas, que declaram pelo modelo completo, podem doar até 6% do imposto devido e pessoas jurídicas, enquadradas no regime do lucro real, podem fazer doações de até 1% do imposto devido.

As doações podem ser feitas até o dia 28 de dezembro, pelo site: www.funcriancapoa.procempa.com.br/dadweb. Após acessar o site, em “executora”, escolha o Instituto do Câncer Infantil; escolha entre os dois projetos clicando em “doar para este projeto”; informe seus dados e gere o boleto para pagamento. Para mais informações, acesse o site do ICI-RS.

Eduardo Leite anuncia Arita Bergmann como secretária de Saúde. Futuro governo já tem 16 nomes confirmados; por Lucas Rivas / Rádio Guaíba

Eduardo Leite anuncia Arita Bergmann como secretária de Saúde. Futuro governo já tem 16 nomes confirmados; por Lucas Rivas / Rádio Guaíba

Destaque Poder Política Porto Alegre Saúde

 

Arita Bergmann foi anunciada como secretaria de saúde | Foto: Lucas Rivas / Rádio Guaíba / Especial / CP
Arita Bergmann foi anunciada como secretaria de saúde | Foto: Lucas Rivas / Rádio Guaíba / Especial / CP

O governador eleito do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, anunciou nesta quinta-feira mais uma integrante de seu secretariado. Arita Bergmann foi confirmada para comandar a pasta da saúde.

Arita Bergmann é atualmente secretária de saúde de São Lourenço do Sul. Ela também comandou a pasta da saúde durante o governo de Eduardo Leite na prefeitura de Pelotas.

Até o momento, Eduardo Leite já confirmou 16 nomes do seu secretariado. A projeção é de que o governo do tucano tenha 23 integrantes no primeiro escalão. São 20 secretarias, além de uma secretaria especial – que será ocupada por Ana Amélia Lemos, em Brasília – e outros dois órgãos com status de secretaria. A composição da próxima gestão deverá ser concluída apenas na segunda-feira, véspera da posse no Palácio Piratini.

Os outros secretários confirmados para o governo de Eduardo Leite:

Covatti Filho (PP) – AGRICULTURA, PECUÁRIA E DESENVOLVIMENTO RURAL

Elegeu-se deputado federal pela segunda vez em 2018. Na Câmara dos Deputados, atua junto à bancada ruralista.

Otomar Vivian (PP) – CASA CIVIL

Presidiu o Instituto de Previdência Social do Estado na gestão de José Ivo Sartori; titular da Casa Civil de Yeda Crusius; prefeito de Caçapava do Sul; e deputado estadual.

Tânia Moreira – COMUNICAÇÃO

A jornalista coordenou a comunicação da campanha de Eduardo Leite. Foi secretária municipal de Comunicação do prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB)

Beatriz Araújo – CULTURA

Produtora cultural, foi secretária municipal da pasta em Pelotas duas vezes. Coordenou projetos culturais privados e presidiu o Conselho Municipal de Cultura de Pelotas.

João Derly (Rede) – ESPORTES E LAZER

Ex-judoca campeão olímpico, elegeu-se vereador de Porto Alegre em 2012. Em 2014, conquistou uma vaga na Câmara dos Deputados. Não se reelegeu.

Marco Aurélio Santos Cardoso – FAZENDA

Funcionário de carreira do Banco Nacional de Desenvolvimento, foi secretário municipal da Fazenda do Rio de Janeiro (2009-2012).

Cláudio Gastal (PPS) – GOVERNANÇA E GESTÃO ESTRATÉGICA

O empresário foi presidente do Movimento Brasil Competitivo e faz parte da equipe de transição do governo eleito.

Luís da Cunha Lamb – INOVAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Professor de Informática na UFRGS, atualmente ocupa o cargo de pró-reitor da pesquisa na universidade.

Catarina Paladini (PR) – JUSTIÇA, CIDADANIA E DIREITOS HUMANOS

Bacharel em Direito, foi Secretário do Trabalho e Desenvolvimento Social na gestão Sartori. Foi deputado estadual em dois mandatos pelo PSB, hoje é suplente.

Artur Lemos (PSDB) – MEIO AMBIENTE E INFRAESTRUTURA

O advogado foi secretário de Minas e Energia no governo Sartori. Presidiu a Fundação Zoobotânica na gestão Yeda.

Leany Lemos (PSB) – PLANEJAMENTO

Servidora do Senado, ocupou o cargo no DF na gestão de Rodrigo Rollemberg (PSB). É suplente da senadora eleita Leila do Vôlei, pelo DF.

Eduardo Cunha da Costa – PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO

Procurador de carreira da Procuradoria-Geral do Estado, exerce a função de procurador-geral adjunto para assuntos jurídicos desde 2016.

Ana Amélia Lemos (PP) – RELAÇÕES FEDERATIVAS E INTERNACIONAIS

Senadora desde 2010, concorreu à governadora em 2014 e vice-presidente da República na chapa de Geraldo Alckmin (PSDB) na eleição deste ano.

Delegado Ranolfo Vieira (PTB) – SEGURANÇA

Chefe da Policia Civil durante a gestão de Tarso Genro (PT). Acumulará a pasta da Segurança e vice-governadoria.

Juvir Costella (MDB) – TRANSPORTES

Servidor estadual aposentado, elegeu-se pela segunda vez deputado estadual. Foi secretário do Turismo, Esporte e Lazer em 2015.

Porto Alegre: Leandro Berlesi se apresentará para internados no Hospital da Restinga

Porto Alegre: Leandro Berlesi se apresentará para internados no Hospital da Restinga

Agenda Cidade Cultura Destaque Saúde

No dia 21 de dezembro, a partir das 17h, os pacientes do Hospital Restinga e Extremo-Sul receberão uma visita especial. O músico, cantor e compositor Leandro Berlesi fará apresentações nos quartos dos internados na instituição. Berlesi já participou dos principais festivais de música do Estado, incluindo o Califórnia da Canção Nativa, de Uruguaiana.

A iniciativa faz parte da programação do Hospital para celebrar o mês do Natal. Além de Berlesi, Papai Noel, Mamãe Noel e um grupo de colaboradores visitarão os pacientes e distribuirão mensagens. As crianças que estiverem na Unidade de Internação também serão visitadas pelo cantor e receberão presentes.

HRES – A Associação Hospitalar Vila Nova assumiu, em agosto, a gestão da operação do Hospital Restinga e Extremo-Sul após vencer edital de chamada pública lançado pela Prefeitura da Capital. A partir daí, a instituição e o Executivo municipal firmaram Termo de Cooperação para o início da prestação de serviços, ampliando a capacidade e diminuindo, na Emergência, o tempo de espera para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

 

Porto Alegre: Centro de saúde mental 24h inicia atividades nesta sexta-feira

Porto Alegre: Centro de saúde mental 24h inicia atividades nesta sexta-feira

Cidade Destaque Saúde

A Prefeitura de Porto Alegre inicia nesta sexta-feira, 21, as atividades do primeiro Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas do Tipo IV, 24 horas, que irá funcionar em região da cidade com vivência de usuários. O ato ocorrerá, as 10h30, na sede do CAPS Céu Aberto (rua Comendador Azevedo, 97, bairro Floresta) e envolverá comunidade, profissionais e usuários que já recebem acompanhamento pelas equipes do serviço. A unidade  deverá operar com toda a sua capacidade no fim de janeiro de 2019.

Erno Harzheim será Secretário Executivo Adjunto do Ministério da Saúde. Novo Secretário Municipal de Saúde de Porto Alegre será Pablo Stürmer

Erno Harzheim será Secretário Executivo Adjunto do Ministério da Saúde. Novo Secretário Municipal de Saúde de Porto Alegre será Pablo Stürmer

Destaque Saúde
saude_0
Erno Harzheim


O secretário municipal de Saúde de Porto Alegre, Erno Harzheim, deixará o cargo a partir de 1° de janeiro de 2019. O atual gestor da saúde da capital assumirá como Secretário Executivo Adjunto do Ministério da Saúde, em Brasília. O cargo será criado nos primeiros 90 dias de governo, mas efetivamente o trabalho começa na primeira semana da gestão. No lugar de Harzheim, assume o atual secretário adjunto de saúde, Pablo Stürmer. Médico de Família e Comunidade formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade pelo Grupo Hospitalar Conceição, Stürmer compõe a equipe da gestão da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Porto Alegre desde janeiro de 2017.

Em Brasília, Harzheim será o adjunto do ex-secretário Estadual de Saúde, João Gabbardo dos Reis. Na Secretaria Executiva serão responsáveis pela supervisão e coordenação das atividades das demais estruturas do Ministério da Saúde. A Área de Atenção Básica será ocupada pelo ex-secretário de Saúde do Rio de Janeiro, Daniel Soranz. Segundo Harzheim, a composição da equipe demonstra o destaque que a Atenção Primária deverá ter no órgão federal a partir de 2019. “Teremos uma forte orientação para qualificar a Atenção Primária m todo o país”, salienta.

Stürmer destaca que em Porto Alegre o planejamento seguirá no sentido de implementar ações e projetos que impactem em melhorias no atendimento à saúde das pessoas. “A equipe de gestão será mantida com foco no cidadão e aprimorar ainda mais a Atenção Primária do município”, afirma. Como novo secretário adjunto assume Natan Katz, que atualmente ocupa o cargo de coordenador de Telemedicina da SMS. Para 2019, Stürmer projeta a abertura de mais cinco Unidades de Saúde com funcionamento no turno estendido, com atendimento até às 22 horas. Médico de Família e Comunidade formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com Residência Médica em Medicina de Família e Comunidade pelo Grupo Hospitalar Conceição. Atuava como secretário-adjunto da Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre desde janeiro de 2017.

Saúde: Hospitais psiquiátricos de Porto Alegre e Caxias do Sul inspecionados durante ação nacional

Saúde: Hospitais psiquiátricos de Porto Alegre e Caxias do Sul inspecionados durante ação nacional

Notícias Saúde

 

O hospital psiquiátrico São Pedro, de Porto Alegre, e a clínica Professor Paulo Guedes, de Caxias do Sul, foram inspecionados na semana passada, durante operação nacional em instituições psiquiátricas de 17 Estados. A ação foi articulada pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), com participação do Ministério Público do Trabalho (MPT), do Conselho Federal de Psicologia (CFP) e do Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura (MNPCT), vinculado ao Ministério dos Direitos Humanos (MDH). As inspeções, que terminaram na sexta-feira (7), alcançam 40 unidades de internação psiquiátricas públicas e privadas e um universo de mais de 6,2 mil profissionais da saúde.  No caso do MPT, o foco foi verificar se os hospitais cumprem as normas de saúde e segurança dos profissionais da saúde, e investigar possíveis fraudes trabalhistas nas contratações e na utilização fraudulenta do trabalho com finalidades terapêuticas, a laborterapia. O foco também incluía prevenção da ocorrência de trabalho escravo. Os outros órgãos da inspeção conjunta averiguaram as condições de internação e tratamento dos pacientes (MDH), e o desenvolvimento das atividades profissionais dos psicólogos (CFP e CRPs).

De acordo com vice-coordenador da Coordenadoria Nacional de Combate às Irregularidades Trabalhistas na Administração Pública (Conap), do MPT, procurador Afonso de Paula Pinheiro Rocha, a seleção dos hospitais foi feita por critérios considerados sensíveis pelo MNPCT: quantidade de leitos, rotatividade de leitos, taxa de ocupação, taxa de óbitos durante a internação, existência de ações movidas pelos Ministérios Públicos estaduais para fechamento das unidades, existência de denúncias de maus tratos e a indicação de descredenciamento nas avaliações periódicas do Ministério da Saúde. “Essa grande atuação nacional funciona como um diagnóstico preliminar”, explica o procurador. “Em alguns locais, onde já existiam inquéritos em curso, os procuradores do MPT utilizarão o material colhido nas inspeções para instruí-las”. Os hospitais que não sejam parte de inquérito, ainda de acordo com o procurador, serão acompanhados mediante ação promocional. As inspeções foram realizadas nos seguintes estados: AC; AL; AM; BA; CE; ES; GO; MA; MG; MT; PB; PE; PR; RJ; RS; SC; SP. Mais de 45 procuradoras e procuradores do MPT atuaram diretamente nas inspeções ou indiretamente no suporte à organização dos trabalhos.

Rio Grande do Sul

No Estado, a ação aconteceu de 4 a 6/12. O hospital psiquiátrico São Pedro (Porto Alegre), da Secretaria Estadual de Saúde, foi inspecionado na terça-feira (4/12). Além do MPT, do MNPCT e do CRP, participaram da ação o Ministério do Trabalho (MT), o Comitê Estadual de Prevenção e Combate à Tortura, o Núcleo de Direitos Humanos da Procuradoria-Geral do Estado e a Promotoria de Defesa dos Direitos Humanos do Ministério Público Estadual (MP/RS). Preliminarmente, pelo MPT, foram constatadas irregularidades de normas de saúde e segurança do Trabalho. Máquinas devem ser interditadas pelo MT, e irregularidades em dimensionamento de pessoal e laborterapia e problemas com empresas terceirizadas de limpeza e manutenção, entre outras, devem ser acompanhados pelo MPT.

Na quarta e quinta-feira (5 e 6/12), foi realizada ação na Clínica Professor Paulo Guedes (Caxias do Sul), que já tinha inquérito civil em andamento no MPT sobre meio ambiente de trabalho. Participaram da ação MNPCT, CRP, Secretaria Municipal de Saúde, MP/RS e, na parte de saúde e segurança do trabalhador, o MPT, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA), o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) Serra e o Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos e Serviços de Saúde (Sindissaúde) de Caxias do Sul. Foram encontrados problemas de ergonomia, segurança de máquinas, capacitação de profissionais, tubos de oxigênio, e gestão de saúde e segurança. Não foi emitida notificação.

As equipes de fiscalização foram restritas ao mínimo de profissionais possível, para evitar perturbação do ambiente hospitalar. Serão produzidos, em Caxias do Sul, quatro relatórios: Saúde Mental, Segurança no Trabalho, Saúde do Trabalhador e Condições Sanitárias, sem prejuízo do trabalho a ser produzido pelo MNPCT. Os relatórios ficarão prontos em janeiro.

Ação articulada

As inspeções decorreram de articulação iniciada entre a Comissão Extraordinária de Saúde do CNMP e o MNPCT, que faz parte do Sistema Nacional de Prevenção e Combate à Tortura. Contou com a adesão posterior do MPT e do CFP. Cada entidade possui pauta de atuação própria, porém convergente na tutela de direitos humanos e coletivos. As trocas de informações potencializaram as atuações específicas de cada entidade, além de permitir uma visão multidisciplinar.

O CNMP articulou a participação de diversos Ministérios Públicos Estaduais, por suas Promotorias com atribuição em Saúde, com enfoque na verificação da observância da Lei nº 10.216/2001, que trata a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental.

O MNPCT, possui atribuição legal de fiscalização para prevenção e combate de violações a direitos humanos em unidades de privação de liberdade, entre as quais, por definição legal, se inserem hospitais psiquiátricos. O Conselho Federal de Psicologia tem atribuição legal para a fiscalização do desenvolvimento das atividades profissionais dos psicólogos.

O MPT, por sua vez, possui atuação nacional em unidades de saúde buscando a observância das normas de saúde e segurança dos profissionais da saúde, bem como atuação na prevenção de fraudes trabalhistas nas contratações em saúde e mesmo a utilização fraudulenta do trabalho com finalidades terapêuticas.

RS: Crise prejudica serviços em hospitais de Canoas

RS: Crise prejudica serviços em hospitais de Canoas

Comunicação Notícias Saúde

A quarta-feira deve ser de transtornos para a população de Canoas que procurar atendimento de saúde na rede pública do município da Região Metropolitana. Os três hospitais da cidade – Universitário, de Pronto Socorro e Nossa Senhora das Graças – poderão ter seus atendimentos afetados em razão da greve dos servidores da saúde. A greve foi aprovada em assembleia do Sindisaúde-RS em conjunto com mais três sindicatos – dos Enfermeiros (Sergs), dos Farmacêuticos (Sindifars), dos Técnicos, Tecnólogos e Auxiliares em Radiologia Médica (Sinttargs) – e paralisará, por tempo indeterminado, as instituições geridas pelo Gamp, organização social que administra os hospitais Universitário, de Pronto Socorro e rede de saúde associada. Além destes, também os postos, Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) e farmácia geridos pela Associação Beneficente de Canoas (ABC), mesma mantenedora do Hospital Nossa Senhora das Graças (HNSG) terão paralisação. No HNSG, porém, dependia do resultado de uma reunião de mediação que seria realizada no fim da tarde de ontem no Tribunal Regional do Trabalho.

Leia mais no Jornal do Comércio

Após desistências, 200 vagas do Mais Médicos serão reabertas.  Vagas voltarão ao edital de convocação a partir desta quarta-feira

Após desistências, 200 vagas do Mais Médicos serão reabertas. Vagas voltarão ao edital de convocação a partir desta quarta-feira

Notícias Poder Política Saúde
Após cerca de 200 profissionais terem desistido de ingressar no programa Mais Médicos, o Ministério da Saúde informou hoje (4) que vai reabrir as vagas a partir de amanhã (5). Esses profissionais informaram aos municípios que não irão assumir o posto.

As informações sobre as vagas de desistência serão atualizadas diariamente.

As inscrições do edital de convocação para o programa vão até sexta-feira (7), prazo para os interessados aderirem e escolherem o município de atuação. Podem se inscrever somente médicos com registro no Brasil. Os profissionais têm até o dia 14 deste mês para apresentação nos municípios. Pelo cronograma, 18 de dezembro é a data para a publicação da lista dos médicos homologados, para iniciarem as atividades.

De acordo com o ministério, o principal motivo alegado pelos médicos para desistência é incompatibilidade de horário com outras atividades profissionais. Outra parcela informou que foi aprovada para residência médica, recebeu nova proposta de trabalho ou problemas pessoais.

“Os médicos que decidirem não comparecer às atividades devem informar ao município alocado, que comunicará a desistência ao Ministério da Saúde. A pasta tem feito contato com os profissionais alocados por meio do endereço eletrônico informado na inscrição, além de ligações telefônicas. Mais de 3.000 ligações foram feitas no início desta semana”, informou a assessoria do ministério.

A jornada do programa prevê 40 horas semanais, em uma equipe de Saúde da Família. Segundo a pasta, até as 18h desta terça-feira, das 34.653 inscrições, 23.951 foram concluídas e 8.405 vagas estavam preenchidas, sendo que 3.276 médicos já se apresentaram ou começaram a trabalhar

“O edital do programa Mais Médicos é uma seleção para a ocupação de vagas de médicos nos municípios. Assim, como todo processo seletivo, os participantes possuem autonomia em assumir ou não a vaga selecionada, Em caso de necessidade, o Ministério da Saúde irá realizar novas chamadas até que complete o quadro de vagas do programa “, informou o Ministério da Saúde.

O edital foi lançado para substituir os mais de 8 mil médicos cubanos que deixaram o atendimento, após Cuba anunciar a saída do programa por discordar de mudanças anunciadas pelo governo eleito.  (Agência Brasil)

Porto Alegre: Santa Casa inaugura Loja da Boa Causa

Porto Alegre: Santa Casa inaugura Loja da Boa Causa

Cidade Crianças Destaque Saúde
 
Com o intuito de potencializar a captação de recursos para a realização de seus projetos sociais, a Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre inaugura, nesta sexta-feira (30/11), a Loja da Boa Causa. Localizada no Centro Histórico-Cultural, o espaço irá comercializar produtos com renda 100% revertida às ações da instituição, principalmente, relacionadas à aquisição e renovação de tecnologias para os nove hospitais que compõem o complexo.Entre os produtos à venda, haverá calçados, roupas e utensílios para o lar  – todos novos – doados por parceiros para serem utilizados para este fim. Empresas como Baldo, Bertex, Bonneterie, Casa+Prat-k, Cria,Fragram, Instituto Lojas Renner, Lugano, Malhas Daiane, Ortopé, Paquetá e SugarShoes já doaram seus produtos para a causa.

A Loja da Boa Causa integra as ações do programa Amigos da Boa Causa, que reúne os projetos sociais da Santa Casa e as pessoas e empresas que apoiam a instituição. Juntos, estes apoiadores formam uma corrente do bem onde cada elo é muito importante na melhoria da saúde de milhares de crianças, gestantes, adultos e idosos, além de levar cultura à comunidade. Em 2017, foram mais de 60 parceiros que auxiliaram em importantes recursos para ampliações tecnológicas do complexo. “A Loja da Boa Causa irá trabalhar com o conceito de consumo consciente e marketing relacionado à causa da instituição, e a concretização deste projeto somente foi possível graças ao olhar social dos nossos parceiros”, explica Rosane Peres, gerente de Captação de Recursos da Santa Casa.

Santa Casa
É o maior complexo hospitalar do Rio Grande do Sul, integrado por três hospitais gerais e seis especializados, com destaque nas áreas de clínica médica, cirurgia geral, cardiologia, neurocirurgia, pneumologia, oncologia, pediatria e transplantes. Realiza mais de seis milhões de procedimentos em saúde por ano, sendo mais de 60% deste volume direcionado a usuários do Sistema Único de Saúde, conforme a legislação da filantropia. Destaca-se, também, nas áreas de ensino e pesquisa, sendo o hospital-escola da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre desde a sua fundação.

Serviço:
Inauguração da Loja da Boa Causa
30 de novembro de 2018, às 11h
Centro Histórico-Cultural Santa Casa
Av. Independência, 75