O suicídio assistido do jornalismo; por Luiz Artur Ferraretto*

O suicídio assistido do jornalismo; por Luiz Artur Ferraretto*

Artigos Destaque Tecnologia Trabalho

Começou com o deslumbramento da mídia em relação à participação do público. É muito claro em rádio, meio em que o número de produtores despencou. Eram eles que marcavam entrevistas. O espaço dos especialistas, dos protagonistas e das testemunhas – os entrevistados – foi, assim, ocupado pelo achismo do ouvinte. Não se trata de ser contra a participação do público, mas de entender o processo. Junto, o especialista também deu lugar ao jornalista sabe tudo. Em paralelo, veio a imposição como pauta do que “bomba” nas redes. Bobagens passaram a ser tratadas como notícia.

Não percebemos que o jornalista estava perdendo o seu lugar de fala – e de poder – como mediador e certificador. Os próprios comunicadores ampliaram o problema ao assumirem posições políticas e até clubísticas, tudo em um nível nunca antes visto. Observe que, em nível de senso comum, partidos e times de futebol são tratados quase da mesma forma. Não temos mais eleitores, mas torcedores. Há excesso de “hooligans” na redução do debate à ofensa.

A reportagem perdeu centenas de oportunidades. O afastamento de Dilma Rousseff teve cobertura pífia, infinitamente mais rasa do que a do impeachment de Fernando Collor. Reduziu-se tudo a agenda do dia. Não estou falando da igualmente superficial e manipulativa transformação dos erros do PT em “perseguição midiática”, argumento torpe que explica parte do problema político atual. Provavelmente, se a imprensa tivesse exercido seu papel, teríamos denúncias muitíssimo mais fortes em relação a todos os partidos. Haveria mais gente presa e não teriam se verificado alguns comportamentos de integrantes do Judiciário.

O nível de cobrança em relação ao fenômeno das fake news, então, é ridículo. Sempre na defensiva. Isso ou aquilo é mentira. E deu. Zero de investigação das causas. Fica tudo na tentativa de tratamento das consequências. A reputação de alguém é abalada em milhares de compartilhamentos e a imprensa acha que fez a sua parte, desmentido o que já circulou como verdadeiro.

O protagonismo pendeu da reportagem para o articulismo. Os jornalistas mais contundentes são, hoje, os que ocupam espaços de opinião. É sintomático que a denúncia mais forte contra o atual presidente tenha aparecido em uma coluna de um jornalista. Quem opina, por mais contatos que tenha, raramente comparece ao palco de ação dos fatos. Na imprensa, quem deve exercer a investigação é, portanto, o repórter. Poucos estão fazendo investigação jornalística. Dê uma olhada no El País ou no The Intercept. A atividade deles passa longe da estupefação apaziguadora dos grandes jornais brasileiros.

Trata-se, sem dúvida, de um suicídio assistido. Pior. É dificílima a ressurreição do bom jornalismo no quadro atual em que dose considerável de fanatismo aceita o escrachadamente falso como verdadeiro. A tentativa, no entanto, é essencial. Por enquanto, o poder da informação – fique claro – pendeu para os grupos de afinidade no WhatsApp. E isso é péssimo para o jornalismo como instituição.

22730560_1665748616776983_387277267865023406_n

 

*Luiz Artur Ferraretto, Jornalista, Doutor em Comunicação e Professor da UFRGS

NET anuncia canal exclusivo para doações para o Teleton. Em prol da AACD, clientes NET HD podem contribuir diretamente pelo controle remoto

NET anuncia canal exclusivo para doações para o Teleton. Em prol da AACD, clientes NET HD podem contribuir diretamente pelo controle remoto

Agenda Cidade Comportamento Comunicação Destaque Saúde Tecnologia

Em mais um ano da iniciativa que beneficia milhares de crianças do Brasil, clientes NET HD poderão participar da campanha Teleton 2018 doando diretamente pelo controle remoto, no canal 254. De 14 de outubro a 11 de novembro o espaço será dedicado exclusivamente às doações para a campanha, e os clientes poderão optar por contribuir com R$ 10, R$ 20 ou R$ 40. Em 2017, foram mais de 15 mil participações que contribuíram de forma significativa para o desenvolvimento da AACD, instituição que é beneficiada pela maratona de arrecadação.

No Brasil, o Teleton é liderado pela AACD, que recebe o apoio do SBT, doando 24h da sua programação para as atividades que acontecem entre os dias 09 e 10 de novembro.

A parceria surgiu com o incentivo da área de responsabilidade social da Claro Brasil, por meio do Instituto NET Claro Embratel, e reforça o compromisso das marcas com projetos voltados à Cidadania, Educação e Cultura, promovendo o desenvolvimento da sociedade e do País.

“A proposta é estimular os clientes da NET a contribuírem com a causa de maneira direta”, diz Daniely Gomiero, diretora de comunicação e responsabilidade social corporativa da Claro Brasil e vice-presidente do Instituto NET Claro Embratel.

Para participar da ação, basta sintonizar o canal 254 e escolher entre as opções de valores para doação: O montante será creditado na próxima fatura e transferido diretamente para a AACD – Associação de Assistência à Criança Deficiente.

“O Instituto NET Claro Embratel investe continuamente em ações relacionadas à Educação e à Cidadania com o objetivo de atuar em frentes sociais que integram a tecnologia e a informação como fonte de desenvolvimento e conhecimento. Apoiar mais um ano ao Teleton reforça esse compromisso, aliando os serviços prestados pelo grupo com iniciativas que geram o desenvolvimento humano e social”, completa Daniely

O Teleton é uma maratona televisiva que apresenta o trabalho realizado pela AACD, reconhecida entre os melhores hospitais de Ortopedia no Brasil e referência no tratamento de pessoas com deficiência física, e lidera uma mobilização nacional para angariar fundos para a viabilização de seus projetos. Nesta 21ª edição, o montante arrecadado será destinado para a manutenção dos centros de reabilitação e o hospital da AACD. Em 2017, o evento arrecadou R$ 29,7 milhões, valor que foi destinado à manutenção das Unidades hospitalares.

Gramado: Natal Luz terá investimento de R$ 25 milhões em 2018; por Miron Neto

Gramado: Natal Luz terá investimento de R$ 25 milhões em 2018; por Miron Neto

Crianças Cultura Destaque Economia Negócios Tecnologia Trabalho Turismo
Foi lançada esta semana, a 33ª edição do Natal Luz que acontece de 25 de outubro a 13 de janeiro de 2019 com novidades e muitas atrações entre grandes shows, espetáculos musicais, desfiles, paradas, concertos, teatro e música em mais de 500 apresentações.
Com investimentos de R$ 25 milhões feitos pela GramadoTur em estrutura, decoração e contratação das atrações, o evento terá a direção artística de Edson Erdmann(foto), que pretende atrair a participação empolgada do público, reunindo a família e proporcionando alegria e diversão dignas do legítimo espírito natalino. Ou como destacou Erdmann, “a emoção irá conduzir as histórias que vamos contar e cantar”.
Para o Presidente da autarquia municipal de turismo, Edson Néspolo, “o Natal Luz de Gramado proporciona sonhar acordado e voltar a ter sentimentos que há muito tempo estavam escondidos dentro do coração”. Néspolo destacou ainda a importância do Natal Luz em âmbito nacional e internacional e ratificou o objetivo de fazer uma das maiores edições do Natal Luz de Gramado.
images (2)
China: Marchezan conhece plataforma tecnológica de segurança pública

China: Marchezan conhece plataforma tecnológica de segurança pública

Cidade Destaque Marchezan Notícias Porto Alegre prefeitura Segurança Tecnologia

O prefeito Nelson Marchezan Júnior conheceu essa semana o centro de controle de 15 mil câmeras da cidade de Suzhou, na China. O projeto da Huawei, líder global de tecnologia de soluções de informação da indústria e das comunicações, promete combinar a tradicional vigilância em vídeo com uma plataforma de inteligência artificial.
43733116_1812871768768150_4937080617742368768_nA solução faz a integração das diferentes câmeras municipais e associa inteligência artificial ao cruzar diferentes bases de dados e, na versão mais avançada, também com capacidade de fazer reconhecimento facial. “Os estados estão quebrados e os municípios estão indo na mesma direção. A expectativa de que vamos contratar guardas municipais para suprir a deficiência não é o caminho do mundo e muito menos do Brasil. Temos que investir em tecnologia e inteligência”, disse Marchezan. O prefeito também participou do Connect Huawei 2018, em Xangai, um evento mundial de tecnologia. Marchezan está na China onde cumpre uma agenda de aproximação institucional e negócios até a próxima segunda-feira, 15. Ele viajou como representante da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), no qual atua como vice-43878627_2110553715629937_1191017598234394624_npresidente de Ciência, Tecnologia e Inovação.Após a agenda com a FNP, o prefeito, acompanhado de uma comitiva da Prefeitura de Porto Alegre, se reunirá com empresários chineses em busca de oportunidades e investimentos para a Capital. O retorno a Porto Alegre está marcado para o dia 17 de outubro. Durante este período, o vice-prefeito Gustavo Paim assume a prefeitura. As passagens de ida e volta e parte das despesas na China do prefeito foram custeadas pela FNP.
Dubai abre Museu das Ilusões com 80 obras interativas; veja fotos

Dubai abre Museu das Ilusões com 80 obras interativas; veja fotos

Destaque Mundo Tecnologia Trabalho Turismo

Sua cabeça servida numa bandeja. Um cômodo onde é possível esticar uma pessoa como gigante e encolher a outra, ao mesmo tempo. Essas são algumas das brincadeiras propostas em forma de instalações no novíssimo Museu das Ilusões, em Dubai. Aberta em meados de setembro, a atração fica à beira do Dubai Creek, no centrão da cidade.

Caleidoscópio, cadeira gigante e túnel infinito são outras das obras expostas no espaço. Ingressos custam 80 dirhams para adultos (R$ 84), 60 dirhams para crianças e adolescentes de 5 a 15 anos (R$ 63) e 225 dirhams no combo familiar para dois adultos e duas crianças (R$ 238). Veja fotos de algumas das obras.

Museu das Ilusões, Dubai

‘Cabeça na Bandeja’ (Head on a Platter), uma das instalações.  Foto: Satish Kumar/Reuters
Museu das Ilusões, Dubai

A instalação ‘Tunel Vortex’. Foto: Satish Kumar/Reuters
Museu das Ilusões, Dubai

Visitante olha dentro do ‘Caleidoscópio’.  Foto: Satish Kumar/Reuters

Leia mais sobre Dubai: um roteiro para fazer com a família em O Estado de São Paulo.

Distribuição de fake news dispara na reta final

Distribuição de fake news dispara na reta final

Destaque Eleições 2018 Notícias Tecnologia

Na última semana de campanha antes do primeiro turno das eleições, as fake news se multiplicam nas redes sociais e aplicativos de mensagens. Desde sábado, quando aconteceram atos em todo o país, a equipe do Fato ou Fake, serviço de checagem do Grupo Globo, desmentiu 11 mensagens de grande repercussão, entre textos, vídeos e fotos. Só no Facebook, 35 publicações foram compartilhadas quase 400 mil vezes, atingindo milhões de eleitores. O WhatsApp é o mais usado para enviar notícias sobre política e eleições. Segundo o Datafolha, 66% dos brasileiros têm conta no serviço, que não permite medir o alcance das fake news.

Leia mais em O Globo.

Oral Unic Implantes inaugura unidade em Canoas

Oral Unic Implantes inaugura unidade em Canoas

Comunicação Notícias Saúde Tecnologia

A cidade de Canoas recebe na próxima terça-feira, 2 de outubro, a 21ª unidade da Oral Unic Implantes. Com um investimento de aproximadamente 900 mil reais, a clínica é especializada em implantodontia e procedimentos de estética orofacial, como bichectomia, lentes de contato dental, ortodontia, botox, entre outros. A Oral Unic Canoas tem localização privilegiada na Av. Santos Ferreira, nº 881, no bairro Marechal Rondon.

“Estamos trazendo para Canoas o que existe de mais moderno em equipamentos e procedimentos odontológicos e estéticos, além de uma estrutura confortável e única para o que paciente se sinta seguro, com o conforto de um ambiente diferente de uma clínica comum”, afirma Lucas Bonan, diretor clínico, especialista em implantodontia.

Ao lado dele, estão como sócios na unidade Lucas Quioca, responsável técnico e especialista em implantes, cirurgia periodontal e peri-implantar, além dos empresários Adilson Marcos Angeli, Cledir Antunes Pires, Paulo Turatto, e o idealizador da Oral Unic Implantes, Nadim Farid.

A Oral Unic traz à Canoas o conceito all-in-one, que possibilita aos pacientes realizar todos os exames e acompanhamentos necessários para o tratamento em um só lugar. Instalada em um ambiente amplo e agradável, com estrutura climatizada, 426 metros quadrados de área construída, a Oral Unic foi projetada para que o paciente esqueça que está no dentista e tenha um atendimento único. Além de oferecer conforto e comodidade como estacionamento aos clientes, conta com equipamentos de última geração, como raio-x panorâmico digital, câmera intra-oral, estúdio fotográfico e laboratório de próteses próprio. O local dispõe, ainda, de cinco consultórios, duas salas de avaliação e um centro cirúrgico devidamente equipado com monitor cardíaco, oxímetro e ventilação mecânica, salas confortáveis de pré e pós-operatório, proporcionando mais segurança aos atendimentos.

“A Oral Unic é o modelo de clínica que sempre buscamos para oferecer o melhor aos nossos pacientes no que diz respeito a qualidade de atendimento, estrutura e tecnologia avançada”, comenta Lucas Quioca. Outro diferencial da clínica é a Sedação Unic, uma técnica de sedação consciente e humanizada realizada por um médico, que permite ao paciente realizar os procedimentos praticamente dormindo sem sentir qualquer dor ou desconforto.

A Franquia Oral Unic Implantes Premium foi fundada em junho de 2016 em Itajaí. Conta com a melhor gestão no ramo e a maior lucratividade no segmento de franquias odontológicas. Está presente em mais 20 cidades além de Canoas, como Curitiba, Florianópolis, Brusque, Blumenau, Caxias do Sul, Chapecó, Criciúma, Fortaleza, Itajaí, Itapema, Jaraguá do Sul, Joinville, Lages, Limeira, Ribeirão Preto, Rio do Sul, Tubarão, Uberaba e Uberlândia. Nos próximos três meses, há previsão de que mais nove unidades sejam inauguradas, entre elas, Passo Fundo/RS, Campo Grande/MS e Campinas/SP.

Após fake news sobre Adelio, Manuela d’Ávila é ameaçada nas redes sociais; por Paulo Beraldo/O Estado de S.Paulo

Após fake news sobre Adelio, Manuela d’Ávila é ameaçada nas redes sociais; por Paulo Beraldo/O Estado de S.Paulo

Comunicação Destaque Direito Eleições 2018 Tecnologia

Após a disseminação de informações falsas de que teria ligado para Adelio Bispo de Oliveira, o agressor de Jair Bolsonaro (PSL), no dia em que o presidenciável sofreu um atentado, a candidata a vice-presidente na chapa de Fernando Haddad (PT), Manuela d’Ávila (PCdoB), foi alvo de ameaça via redes sociais nesta semana. A defesa entrou nesta segunda-feira, 24, com representação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pedindo reforço na segurança da candidata e solicitando a apuração dos fatos.

Dezenas de publicações em redes sociais como Facebook, Instagram e Twitter afirmam que a Polícia Federal teria quebrado o sigilo telefônico de Adélio e que a candidata do PCdoB teria ligado várias vezes para monitorar o agressor. As mensagens dizem, ainda, que Manuela e o PT teriam planejado o ataque a faca contra o candidato do PSL.

“Tornou-se viral a imputação de conduta delituosa à Manuela d’Ávila, motivo pelo qual a Coligação e a própria candidata agora temem pelo que pode ocorrer em seus próximos atos de campanha”, diz a nota da defesa. “Esta cólera generalizada, que se alimenta de informações inverídicas como a relatada, é terreno fértil para os ditos “justiceiros” que pretendem vingar seu “mártir” fazendo justiça com as próprias mãos”.

A reportagem completa está em O Estado de São Paulo.

Agro: SENAR-RS leva Deriva Zero a Cacequi

Agro: SENAR-RS leva Deriva Zero a Cacequi

Agenda Agronegócio Negócios Notícias Segurança Tecnologia Trabalho

O Programa Deriva Zero, do SENAR-RS, chega a Cacequi na quarta-feira, 26 de setembro às 14h. O Programa busca promover a segurança e a eficiência na aplicação de agrotóxicos para reduzir os índices de deriva nas regiões vulneráveis a este programa. Nas ações de sensibilização, um técnico do SENAR-RS fará uma palestra em que falará sobre as Boas Práticas no uso da tecnologia de aplicação com o objetivo de contribuir para que a pulverização atinja o alvo com precisão. A atividade será realizada no Sindicato dos Trabalhadores Rurais do município.

Para ilustrar melhor a questão, o SENAR-RS levará um veículo itinerante equipado com um simulador de deriva. O equipamento recria todos os passos de uma aplicação, contando inclusive com um túnel de vento para exemplificar como este fator pode afetar a deriva e exige o monitoramento, adequação dos equipamentos e até um reagendamento da aplicação em alguns casos.

A redução da deriva depende de uma série de fatores, como a calibragem correta dos equipamentos, escolha dos bicos, pressão aplicada até a observação das condições climáticas, entre outros aspectos. Além dos encontros de sensibilização, o programa prevê consultorias em grupo para trabalhar as boas práticas no uso de defensivos agrícolas e consultorias individuais nas propriedades que desejarem aprofundar o treinamento para ter um resultado mais eficiente.

As consultorias em grupo podem receber de 10 a 20 pessoas por vez. Nesta terça-feira, Candiota receberá consultorias nas propriedades participantes do programa.

A inteligência artificial no social chegou ao Brasil. A experiência da ONG Parceiros Voluntários será apresentada no Fórum Brasileiro de Filantropos e Investidores Sociais 2018

A inteligência artificial no social chegou ao Brasil. A experiência da ONG Parceiros Voluntários será apresentada no Fórum Brasileiro de Filantropos e Investidores Sociais 2018

Agenda Destaque Educação Tecnologia

A conversa entre um robô e um voluntário de causas sociais, cena que lembra roteiro de filme de ficção científica, atualmente é capaz de transformar vidas, fazer inclusão social e tirar pessoas de situações extremas de vulnerabilidade. A plataforma Integri, criada pela ONG Parceiros Voluntários, num sistema inédito no campo da Responsabilidade Social, está recrutando interessados em contribuir com o próximo por meio de inteligência artificial. A LÉVI, avatar da plataforma de inteligência artificial da IBM na nuvem para empresas, o Watson, é capaz de traçar um perfil de cada candidato e listar projetos sociais que se ajustam ao estilo de cada um. A experiência da Parceiros Voluntários com machine learning fará parte do painel “Inteligência Artificial e Filantropia: dá match?” durante o Fórum Brasileiro de Filantropos e Investidores Sociais 2018, em São Paulo, na exposição do superintendente da ONG, José Alfredo Nahas, nesta quarta-feira (12), às 9h40min.  

O evento, organizado pelo IDIS (Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social) e pelo Global Philanthropy Forum (GPF), tratará o tema “Impacto da Tecnologia” como ferramenta para reduzir as desigualdades. O Fórum reúne filantropos, profissionais, estudiosos e lideranças, que convivem diariamente com os desafios gerados pela tecnologia no âmbito das questões sociais e tem como principal objetivo sensibilizar o investimento social privado na alocação de recursos tecnológicos e conhecimento em Responsabilidade Social no País.

O Integri, da Parceiros Voluntários, é uma plataforma cognitiva do Watson (IBM), um machine learning que armazena e processa por aprendizado um número maior de informações. Ao acessar o Portal da ONG, o usuário dialoga com a LÉVI, que por meio de perguntas direcionadas, vídeos inspiradores em voluntariado social e um rastreamento nas redes sociais, analisa o seu interesse no campo da Responsabilidade Social. Ao fim da conversa, o voluntário será conectado a organizações da sociedade civil (OSCs), cadastradas na Parceiros, de acordo com o seu perfil. Ele pode escolher desde trabalhar com crianças e idosos até desenvolver conteúdo, presencial ou à distância. “A plataforma Integri surge com a proposição de criar um grande hub social, experiência totalmente nova na área”, diz Nahas.

Com um banco de dados de aproximadamente 472 mil voluntários, que já beneficiaram mais de sete milhões de pessoas, a Parceiros Voluntários está se utilizando de inteligência artificial para expandir ainda mais seu espectro de atuação. No dia em que foi lançado, em maio deste ano, o Integri contabilizou mais de um milhão de buscas de vídeos de conteúdo no YouTube para exibir aos seus dois mil usuários. Estes acessos surgiram de mais de 20 países, como Brasil, Estados Unidos, Holanda, Itália e China. Com sua nova sede em São Paulo, localizada em um espaço de coworking ao lado de outras organizações de impacto social, a Parceiros quer disseminar metodologias e conteúdos no Brasil e no exterior.  Em breve, também estará disponível na plataforma Integri cursos de qualificação voltados para a gestão de projetos sociais e volutariado.

A ONG Parceiros Voluntários faz parte do universo colaborativo de cerca de 820 mil ONGs brasileiras (IPEA, 2018). Juntas, estas organizações participam com a fatia de 3,4% na composição do PIB nacional, o que representa o montante significativo de cerca de R$ 60 bilhões, segundo a FASFIL.

Painelistas:

José Alfredo Nahas (Superintendente da ONG Parceiros Voluntários)

– Graduado em Administração (FUCMT) e com MBA em Gestão Empresarial (UFMS), possui formação em Gerenciamento de Projetos (Pmtech), Gestão de Projetos Sociais (GIFE) e em Melhoria da Qualidade (Certified Quality Improvement Associate). Desde 2004 na ONG Parceiros Voluntários, atuou com gestão, planejamento, parcerias e qualificação de Lideranças Comunitárias. Participou da construção do tratado de Paz do Governo da Colômbia. Integra o Conselho do Programa VIVA Voluntário (PNUD e Casa Civil). Contribuiu em projetos com as Secretárias municipais e estadual de Assistência Social e Educação. Já desenvolveu ações de Responsabilidade Social em empresas como IBM, Coca-Cola, Shell, Gerdau, Smiles, Braskem, Credit Suisse e Cyrela.

Alexandre Dietrich (Líder da Plataforma Watson para América Latina da IBM)

– Profunda experiência no campo da tecnologia da informação adquirida em mais de 30 anos. Atuou em diversas facetas do setor, incluindo gestão, vendas, serviços, estratégia e desenvolvimento, em diversos mercados, com clientes de diversos portes e em iniciativas nacionais e internacionais. Tem competências para apoiar a transformação de empresas em um negócio digital suportado por nuvem e inteligência artificial. Trabalha em torno de uma visão ampla da nuvem híbrida e da TI como uma plataforma básica para apoiar os grandes dados que estão surgindo, o uso de ferramentas de análise e aprendizado de máquina para obter novos insights que lidam com novos desafios de negócios e o engajamento entre humanos e máquinas com o apoio da inteligência artificial e da internet das coisas para criar novas possibilidades.

Jake Garcia (Vice-Presidente para Dados e Estratégia da Foundation Center)

– Responsável pela liderança e integração de subdepartamentos relacionados a dados e tecnologia, como desenvolvimento de aplicativos, webdesign e desenvolvimento, descoberta e gerenciamento de dados e insights de negócios. Supervisiona o desenvolvimento de aplicativos de visualização de dados, mapeamentos, aprendizados e sua implementação nos processos internos e produtos externos da Foundation Center. Como geógrafo e programador, trabalhou em projetos de GIS para a NASA, o Al Gore’s Climate Project, na cidade de Nova York e o exército dos EUA. Bacharel em Ciência Política pela Universidade de Brown, tem MBA em Geografia pelo Hunter College.

Moderador:

Américo Mattar (Diretor-presidente na Fundação Telefônica Vivo)

– Engenheiro de Produção graduado também em Comércio Exterior e pós-graduado em Gestão de Projetos, é diretor presidente da Fundação Telefônica Vivo desde novembro de 2015. Ingressou na Fundação em 2012, como gerente de Planejamento, Finanças e Jurídico, vindo da Vivo onde passou pelas áreas de Finanças, Engenharia e Operações. Antes, atuou na Whirlpool e Citibank nas áreas de atendimento ao cliente e comercial. À frente da Fundação, seu foco é promover o protagonismo social por meio da inovação educativa aplicada a novas metodologias de ensino-aprendizagem, ao empreendedorismo jovem e ao exercício da cidadania.

FÓRUM BRASILEIRO DE FILANTROPOS E INVESTIDORES SOCIAIS 2018

 

Tema do painel: “Inteligência Artificial e Filantropia: dá match?”

Onde: Rooftop 5 & Centro de Convenções (mesmo prédio do Instituto Tomie Ohtake),  Rua Coropés, 88 – Pinheiros – São Paulo

Quando: Quarta-feira, 12 de setembro de 2018, às 9h40min