Um robô que fala português na 6ª edição da FBV

Um robô que fala português na 6ª edição da FBV

Comunicação Destaque Negócios Notícias Tecnologia

O NAO Next Gen, um robô humanoide que fala português, será uma das atrações da 6ª edição da FBV, realizada pelo Sindilojas Porto Alegre, de 28 a 30 de maio, no Centro de Eventos Fiergs. Ele virá a Porto Alegre acompanhado do estudioso da cultura digital, Gil Giardelli, um dos palestrantes do evento. O NAO Next Gen é sucessor do NAO, que fez sucesso na novela “Morde e Assopra” como o robô Zariguim. Fabricado pela francesa AldebaranRobotics, é um dos mais avançados robôs da atualidade, capaz de cantar, dançar, andar e conversar. Apesar dos seus 57 cm de altura, é equipado com câmeras, microfones, alto-falantes e vários sensores que permitem a ele reconhecer face, voz e expressar emoções, fazendo com que a programação da sua capacidade de interação seja contínua.

Sobre Gil Giardelli

Com 19 anos de estudos sobre a cultura digital, Gil Giardelli é fundador da 5era, que desenvolve inteligência de comunicação digital, economia colaborativa e inovação para negócios e instituições. É professor de MBAs da ESPM e da USP, estudou no MIT e foi eleito pela Revista Proxxima como um dos cinco professores mais inovadores do Brasil. Na 6ª edição da FBV ele falará sobre o tema “Empresas do século XX, pessoas do século XXI”, no dia 28 de maio.

Brasileira será primeira mulher a assumir a direção da Agência Internacional para Pesquisa em Câncer.  Médica formada pela Universidade Federal de Pelotas foi eleita para o cargo em evento na França

Brasileira será primeira mulher a assumir a direção da Agência Internacional para Pesquisa em Câncer. Médica formada pela Universidade Federal de Pelotas foi eleita para o cargo em evento na França

Comunicação Destaque Notícias Saúde Tecnologia

A epidemiologista Elisabete Weiderpass foi escolhida em Lyon, na França, para assumir como diretora da Agência Internacional para Pesquisa em Câncer (IARC, na siga em inglês), braço especializado da Organização Mundial da Saúde na área de câncer e saúde pública. Ela é a primeira mulher a assumir uma das posições de maior prestígio no campo das pesquisas sobre câncer em nível internacional, além representar, pela primeira vez, a América Latina à frente da IARC. Natural de Santo André (SP), Weiderpass graduou-se em medicina pela Universidade Federal de Pelotas em 1992. Dois anos depois, concluiu o curso de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia, sob orientação dos professores Fernando Barros e Cesar Victora, tendo colaborado em projetos do Centro de Pesquisas Epidemiológicas da UFPel.

A agência coordena e conduz pesquisas sobre as causas do câncer humano, os mecanismos da carcinogênese e o desenvolvimento de estratégias para prevenção e tratamento da doença. Eleita para um mandato de cinco anos, a diretora-geral tome possa a partir de janeiro de 2019, tendo superado candidatos da Suécia, Japão, Alemanha e Austrália.

“O ônus do câncer é elevado em todos os países, mas em particular nos países de baixa e média renda, que geralmente têm uma infraestrutura inadequada e insuficiente. Portanto, a prevenção é, e deve continuar sendo, a primeira linha de ataque para enfrentar os desafios impostos pela epidemia global do câncer”, diz Elisabete.

A pesquisadora brasileira, que possui também cidadania sueca e finlandesa, é especialista em epidemiologia e prevenção do câncer. Obteve o PhD em Epidemiologia do Câncer, pelo Instituto Karolinska (Estocolmo, Suécia), onde é professora do Departamento de Epidemiologia Médica e Bioestatística. É pesquisadora sênior do Instituto de Pesquisa de Base Populacional de Câncer, pesquisadora do Registro de Câncer de Oslo, Noruega, e do Samfundet Folkhälsan, em Helsinki, Finlândia. É também professora de Epidemiologia do Câncer na Universidade da Noruega.

“Estou muito feliz por ter sido escolhida a próxima diretora da Agência. Estou ansiosa para trazer minha experiência para a IARC e contribuir para seu importante trabalho”, diz em comunicado oficial da IARC.

Uma das marcas mais importantes da Agência, segundo a epidemiologista, são as chamadas Monografias da IARC, que consistem na avaliação e identificação de diferentes substâncias que podem aumentar o risco de desenvolvimento de câncer em humanos. Desde 1971, a IARC avaliou mais de 1 mil substâncias carcinogênicas em potencial, 400 das quais foram classificadas como carcinogênicas, provavelmente carcinogênicas ou possivelmente carcinogênicas, com conclusões que podem, muitas vezes, ser consideradas impopulares ou polêmicas.

“A IARC deve permanecer uma organização confiável na produção de ciência relevante para políticas de saúde pública e para o bem público, independente de interesses privados”, afirma Weiderpass em artigo do Journal of Cancer Policy.

No próximo ano, ela assume em lugar do atual diretor, Christopher Wild, que terá cumprido dois mandatos de cinco anos, desde sua posse em 1º de janeiro de 2009.

RBS compartilha conteúdo e troca experiências no Festival Path

RBS compartilha conteúdo e troca experiências no Festival Path

Comunicação Cultura Notícias Tecnologia

Um dos maiores eventos de tecnologia, comportamento e inovação da América Latina, o Festival Path reuniu empreendedores, comunicadores, artistas e diversos perfis do universo criativo para um fim de semana de apresentações, shows, filmes e atividades. E nesse encontro, que ocorreu em São Paulo, o Grupo RBS promoveu um dos hubs de conteúdo de comunicação – trazendo informações, tendências e ideias em 14 palestras.

Dentro da programação, um painel realizado no sábado (19) falou sobre os desafios das novas lideranças femininas. A partir do questionamento “O que já mudou e o que precisamos fazer para mudar?”, a vice-presidente de Produto e Operações do Grupo RBS, Andiara Petterle, a sócia-fundadora do Grupo DMRH e Cia de Talentos, Sofia Esteves, e a vice-presidente Global de Marketing da Gallo Worldwide, Laura Barros, contaram diferentes histórias e experiências que envolvem o assunto nas empresas.

– Nem todo mundo precisa ser líder, mas ser líder é acima de tudo servir a algo – apontou Andiara, para um auditório lotado.

A executiva resgatou alguns episódios de sua trajetória na comunicação e na tecnologia, tendo sido criadora de diversas startups. Andiara falou sobre o desafio de ser empreendedora dentro da própria empresa e destacou a oportunidade de participar de um momento de transformação na indústria.

– É minha responsabilidade fazer com que as coisas aconteçam. Lutei para chegar onde estou: ser uma mulher na liderança – disse. – Você faz as coisas acontecerem porque sabe que pode. O pior que pode acontecer é o chão, que é o limite. O potencial para cima é muito maior.

Novo paradigma do áudio – Em um mundo onde o processamento inteligente de dados mudou a forma de se pensar negócios e o próprio convívio social, o comunicador Arthur Gubert exibiu números impactantes sobre como o áudio faz cada vez mais parte da experiência do usuário. Estudos apontam que 50% das buscas pela internet devem ser feitas por voz até 2020, enquanto mais da metade dos lares norte-americanos terão assistentes de voz em até cinco anos. Diante desse novo paradigma, ele destacou como os profissionais de comunicação terão um papel ainda mais relevante.

– Mesmo com o crescimento das voice assistants e de toda a inteligência artificial, boas histórias sempre serão importantes. Boas conversas também. E os profissionais da comunicação dão essa camada humana e criativa para a experiência – comentou Gubert, durante a palestra realizada no domingo (20).

Ação com parceiros – Cinco jovens representantes do mercado de comunicação do Rio Grande do Sul foram convidados pela RBS para acompanhar toda a experiência do Path. A escolha aconteceu após uma campanha nas redes sociais, que contou com 2,6 mil votos. Jaqueline Hartmann (Fruki), Fernanda Kich (PUCRS), Ana Luiza Virtuoso (Global), Kamila Santos (Escala) e Billy Garcia (Escala) participaram do evento e compartilharam seus principais momentos nas redes sociais.

Ao longo do fim de semana, o Festival Path contou com mais de 300 palestras, totalizando mais de 500 horas de atividade.

Tributação de novas tecnologias é tema de evento promovido pelo Instituto de Estudos Tributários (IET). Bitcoins, streaming, internet das coisas são alguns dos fenômenos digitais que ainda geram dúvidas quanto à incidência de tributos

Tributação de novas tecnologias é tema de evento promovido pelo Instituto de Estudos Tributários (IET). Bitcoins, streaming, internet das coisas são alguns dos fenômenos digitais que ainda geram dúvidas quanto à incidência de tributos

Agenda Cidade Comportamento Comunicação Destaque Direito do Consumidor Economia Negócios Notícias Tecnologia

A forma de tributação para inovações tecnológicas como bitcoins, streaming, internet das coisas, entre outros, ainda está gerando muitas dúvidas aos consumidores. Ciente deste quadro, o Instituto de Estudos Tributários (IET) trará três especialistas para debaterem sobre a Tributação de Novas Tecnologias, são eles: a Procuradora do Estado e Mestre pela Universidade de Oxford (UK), Melissa Castello, o advogado e doutor em direito pela UFRGS, Henry Lummertz, e o advogado e doutor em direito pela Universidade de Salamanca (Espanha), Fábio B. Goldschmidt. O evento está programado para o dia 21 de maio, das 19h às 22h, no Tecnopuc (Av. Ipiranga, 6681 – Prédio 99A – sala 204), também disponível no módulo EAD. As inscrições já estão abertas pelo site iet.org.br.

Melissa Castello abordará o choque de competências entre ISS e ICMS, tratando dos problemas envolvendo a conceituação das novas tecnologias como mercadorias ou serviços e as consequências tributárias decorrentes. Goldschmidt vai tratar do ISS, streaming, cessão de espaço publicitário e vedações a incentivo, envolvendo a questão da definição de serviços para as plataformas de streaming (Spotify, Superplayer, Netflix, etc) e se há efeitos tributários na cessão de espaço publicitário dentro de tais plataformas. Já Lummertz falará sobre a tributação na economia digital que trata da incidência de impostos sobre aspectos que abrangem as novas tecnologias como, por exemplo, o comércio eletrônico e as moedas digitais.

Mais informações sobre o evento podem ser obtidas pelo telefone (51) 99236-6951 ou pelo site iet.org.br.

Tributação de Novas Tecnologias

Data: 21 de maio

Horário: 19h às 22h

Local: Tecnopuc (Av. Ipiranga, 6681 – Prédio 99A – sala 204)

Inscrições pelo site iet.org.br

Porto Alegre: BikePOA bate recorde de viagens desde 2013

Porto Alegre: BikePOA bate recorde de viagens desde 2013

Agenda Comportamento Comunicação Destaque Porto Alegre prefeitura Publicidade Segurança Tecnologia Trabalho Turismo

O novo sistema de compartilhamento de bicicletas de Porto Alegre, BikePOA, bateu recorde de utilização desde 2013, com 40.186 viagens em abril deste ano. Com base no número de usos de abril do ano passado, que registrou 27.184 viagens, o aumento é de 48%. Abril foi o primeiro mês de operação do novo sistema completo, depois de concluídas as instalações de 41 estações e com 410 bicicletas à disposição da população. Desde o início da operação, em fevereiro, foram registradas cerca de 80 mil viagens com as bicicletas compartilhadas em Porto Alegre. O segundo mês com número recorde foi novembro de 2013, quando as bicicletas foram utilizadas em 40.115 viagens. O sistema, operado pela Tembici, conta com o apoio do Itaú Unibanco.

O recorde já no primeiro mês é o reflexo da aceitação do novo sistema pelo público. “Uso o sistema BikePoa há quatro meses, três vezes por semana, para trabalhar. As novas bicicletas estão melhores e mais firmes. O sistema de troca de marchas também melhorou. Outra coisa que também ficou melhor foi o fato de poder colocar um código quando a bike apresenta problemas. Assim, na hora que outra pessoa vai fazer a retirada, não consegue finalizar o processo”, afirma o professor Gilian Vinícius, 28 anos.

Entre as melhorias do novo BikePOA está a ampliação do número de vagas nas estações, de 500 para 700, o que melhora a otimização do sistema. Além disso, as bicicletas são mais robustas, projetadas especificamente para o uso em grande escala e contam com dispositivo de trava com sistema antifurto. Coordenador de Projetos Cicloviários da EPTC, o arquiteto Antônio Carlos Selbach Vigna não tem dúvidas sobre o êxito do novo BikePoA. “A qualidade do sistema evoluiu bastante e já caiu no gosto da população, para o lazer e também para o trabalho, com uma média de mais de 1,3 mil viagens diárias na última semana. Esse número sobe diariamente. O pico das viagens tem ocorrido pelas 18h, sinal de que as bikes estão sendo utilizadas também para o deslocamento das pessoas até o trabalho.”

As estações mais utilizadas alteram durante a semana e o fim de semana. Nos sábados, domingos e feriados, normalmente a líder em retiradas é a estação Iberê Camargo, que demonstra uma utilização para lazer, com quase o limite do tempo de aluguel, 50 minutos. Durante os dias de semana, a líder em utilização é a Estação da Ufrgs Arquitetura, com um período de cerca de 20 minutos de uso, o que caracteriza a utilização das bicicletas para o deslocamento até a universidade.

Para mais informações e cadastro no BikePoa, basta acessar o site do projeto, ou fazer o download do app Bike Itaú na Apple Store ou Google Play.

Meses com recordes de utilização:

– Abril 2018: 40.186

– Novembro 2013: 40.115

– Abril 2017: 27.184

Viagens BikePOA em abril em diferentes anos:

– 2013: 22.212

– 2014: 19.245

– 2015: 16.948

– 2016: 12.804

– 2017: 27.184

– 2018: 40.186

Novas bicicletas:

– Design mais moderno e exclusivo para compartilhamento, sendo mais leves, ergonômicas e robustas

– Cesto adaptável para o tamanho da bagagem de mão do ciclista, sem acumular água ou sujeira

– Pneus com lados reflexivos e em aro 24 proporcionam uma pedalada mais dinâmica, segura e confortável. Possui tecnologia antifurto, exclusivo no Brasil

– Cobre-correntes que protege a roupa do ciclista

– Banco confortável e canote do selim com marcas para ajuste de altura

– Sistema de freios ‘Rollerbrake, com garantia de freadas mais seguras

– Configuração de marchas para três velocidades

– Refletores frontais e traseiros com sistema de iluminação “Dynamo”, com 10 mil horas de vida útil e que permanece aceso por até 90 segundos, dando mais segurança para quando o ciclista aguarda no semáforo

– Dispositivo de trava com sistema antifurto

Atuais estações:

– Layout exclusivo: bikes foram concebidas para operar de forma ágil, inteligente e simples

– Abastecimento por painéis solares que garantem a autossuficiência energética (preparadas para eventual uso de bicicletas elétricas futuramente)

– Solução modular para as bicicletas, sendo possível adicionar ou remover docks conforme a necessidade. Sem necessidade de fixação ao solo

– Média de 18 vagas por estação

– Quiosque com interface de pagamento digital, de forma mais didática e de fácil utilização, com comunicação sem fio que agiliza o processamento de pagamentos e a transmissão de dados

No aplicativo:

– Permite ao ciclista planejar o passeio, pagar e desbloquear a bicicleta com o código gerado pelo aplicativo

– Encontrar estações próximas manualmente ou usando GPS do dispositivo

– Encontrar bicicletas disponíveis por pontos de devolução livres

– Marcar as estações favoritas

– Encontrar rota para um destino com informações de distância e elevação

– Registrar as viagens com o GPS

Auditores fiscais intensificam paralisação e preocupam indústria gaúcha

Auditores fiscais intensificam paralisação e preocupam indústria gaúcha

Agenda Cidade Comportamento Destaque Direito Economia Tecnologia Trabalho

Em mobilização há mais de dois anos pela falta de regulamentação da lei que prevê o recebimento de um bônus por eficiência, os auditores fiscais da Receita Federal decidiram “intensificar” a greve por 30 dias. A categoria, que há mais de um ano já recebe um adicional de R$ 3 mil por mês nos salários, decidiu manter apenas operação padrão nos cinco dias da semana nas aduanas do País.

A paralisação, até então restrita às terças, quartas e quintas-feiras, foi majorada na última segunda-feira (14), como forma de os auditores pressionarem o governo sobre um acordo feito em março de 2016, que prevê o recebimento de adicionais na remuneração de acordo com metas de trabalho cumpridas. “O governo fez um acordo (com os auditores) há dois anos, não o regulamenta e não chama o sindicato para negociar. Nossa mobilização busca forçar o governo a cumprir o que foi assinado”, afirma Edison de Souza Vieira, representante do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Sindifisco) no Rio Grande do Sul.

Leia mais em Jornal do Comércio

Famurs e entidades do setor orizícola solicitam ao governo do Estado medidas para enfrentar crise

Famurs e entidades do setor orizícola solicitam ao governo do Estado medidas para enfrentar crise

Agronegócio Comunicação Destaque Economia Negócios Sartori Segurança Tecnologia Trabalho

O presidente da Famurs, Salmo Dias de Oliveira, juntamente com o presidente da Comissão de Prefeitos da Agricultura e prefeito de Tapes, Silvio Rafaeli; o presidente da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul), Gedeão Pereira; o presidente do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), Guinter Frantz; e o vice-presidente da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz), Alexandre Velho, entregou um ofício com reivindicações para combater a crise do setor orizícola para o governador José Ivo Sartori. O documento solicita a diminuição do ICMS do arroz em casca de 12% para 7% e de 7% para 4%, pelo prazo de 90 dias; o restabelecimento da unidade da Companhia Estadual de Silos e Armazéns (Cesa) de Rio Grande priorizando o embarque de arroz; e a rediscussão, renovação e revitalização integral do Irga para manutenção do quadro técnico e atuação.

O presidente Salmo lembrou que o pedido tem como objetivo auxiliar os 193 municípios produtores de arroz na busca de alternativas para diminuir a entrada do produto importado do Mercosul. “Os produtores estão enfrentando uma grande crise em função das disparidades entre os preços e os custos de produção. Há um desequilíbrio, enfrentado principalmente na região Sul do Estado, que vem pagando a conta por não conseguir competir com outros produtores, especialmente os argentinos, paraguaios e uruguaios”, explicou.

O governador José Ivo Sartori se comprometeu em encaminhar a reivindicação dos prefeitos e produtores para o secretário da Fazenda, Luiz Antônio Bins. “Entendemos a preocupação de vocês e faremos o possível para auxiliar no desenvolvimento dessa cadeia que é tão importante para o Estado”, disse Sartori.

No último dia 10, prefeitos, autoridades do setor orizícola e produtores participaram de um debate sobre a Crise da Cadeia do Arroz e o Impacto Econômico e Social nos Municípios, promovido pela Famurs, juntamente com a Federarroz, a Fetag-RS, a Farsul, e o Irga. No encontro, foram decididas as reivindicações encaminhadas hoje ao governo do Estado.

Prêmio Exportação RS anuncia empresas destaque no mercado gaúcho em 2018

Prêmio Exportação RS anuncia empresas destaque no mercado gaúcho em 2018

Agenda Artigos Comportamento Comunicação Destaque Direito Educação Notícias Porto Alegre Tecnologia Trabalho

Com 46 anos de tradição premiando líderes da exportação gaúcha, a ADVB/RS divulgou nesta quinta-feira (17) as empresas vencedoras da edição deste ano do Prêmio Exportação RS. São 56 empresas reconhecidas por adotarem estratégias de gestão eficientes frente aos desafios de um cenário econômico nacional desfavorável.

Dessas, 10 são de Porto Alegre. Segundo o vice-presidente de comércio internacional da ADVB/RS, Edmilson Milan, uma característica comum a todas as homenageadas é o fato de que a atividade exportadora é permeada pela inovação e constante processo de qualificação.

“Às vezes, pensamos a inovação apenas como algo novo. Inovação é mais que isso, é também estar constantemente aprimorando um produto e uma gestão para torná-la mais eficiente”, afirmou. O presidente da ADVB/RS, Rafael Biedermann Mariante, destacou a importância de reconhecer as empresas pelo seu esforço.

Leia mais em Jornal do Comércio

Abertas as inscrições para o curso de arbitragem de futebol

Abertas as inscrições para o curso de arbitragem de futebol

Agenda Cidade Destaque Esporte Notícias Porto Alegre Tecnologia Trabalho

imagem169638Com o objetivo de formar árbitros para atuarem em competições de crianças e adolescentes, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Esporte, por meio da Gerência de Futebol da Diretoria de Esporte, Recreação e Lazer, oferece 50 vagas para curso gratuito de arbitragem de futebol. As inscrições estão abertas para homens e mulheres a partir dos 18 anos e podem ser feitas até dia 25 de maio, das 9h às 12h e das 14h às 17h30, na avenida Erico Verissimo, 843. Interessados devem apresentar documento de identidade.

O curso começa em 28 de maio e segue até 14 de julho. São sete aulas teóricas nas segundas-feiras, das 19h às 21h, e outras sete aos sábados, sendo duas aulas teóricas das 9h às 13h e cinco aulas práticas das 9h às 13h. Mais informações pelo telefone 32898337.