Gastronomia: Cook Experience da Chef Juliana promove batalha homens x mulheres na cozinha

Gastronomia: Cook Experience da Chef Juliana promove batalha homens x mulheres na cozinha

Agenda Destaque Gastronomia Negócios Notícias Trabalho

A nova edição do Cook Experience da Chef Juliana Corrêa promete animar a noite do dia 22 de julho. Mudando a dinâmica da aula de culinária, desta vez os participantes serão divididos em duas turmas: de um lado, os homens, e do outro, o grupo das mulheres. As duas equipes farão as mesmas receitas, em um menu completo selecionado especialmente pela Chef. Ao final da aula, cada uma irá apresentar seus melhores pratos, em uma legítima disputa de homens versus mulheres. O evento acontece na Casa Bordini, e as inscrições podem ser feitas pelo site da chef.

Em um clima divertido e descontraído, a batalha de cozinha irá contar com camarão crocante de entrada, costelinha ao barbecue caseiro com batata recheada gratinada para o prato principal. Para fechar a noite, para a sobremesa os participantes irão preparar crepe de Nutella com morango. Além disso, a noite terá harmonização de chandon e vinho. Os vencedores da disputa levarão para casa, como prêmio, um kit com os pratos congelados da nova linha de produtos da Chef Juliana, Chef Ju ToGo.

MENU

67493604_905712066461949_1506587163507032064_n

Aula de drinks com Dudu das Caipiras
 
Entrada

Camarão crocante do Emporio marinho

Prato Principal

Costelinha ao barbecue caseiro com batata recheada gratinada

Sobremesa

Crepe de Nutella com morango

SERVIÇO

66812214_2495507423832984_7776107326712315904_nCook Experience Batalha na Cozinha homens x mulheres

Data: 22 de julho

Horário: 19 às 23h

Local: Casa Bordini – Rua CelBordini 652, Auxiliadora

Investimento: R$320,00 por pessoa

Inscrições: www.chefjuliana.com.br

Porto Alegre: 12ª Edição da Feira Gaúcha da Faca Artesanal e  3ª  etapa do Campeonato de Cutelaria acontecem nesse final no DC Shopping

Porto Alegre: 12ª Edição da Feira Gaúcha da Faca Artesanal e 3ª etapa do Campeonato de Cutelaria acontecem nesse final no DC Shopping

Agenda Cidade Destaque Economia Negócios Trabalho

Acontece nesse final de semana, em Porto Alegre, a 12ª Edição da Feira Gaúcha da Faca Artesanal e  3ª  etapa do Campeonato de Cutelaria. Organizada pela Associação Gaúcha de Cutelaria, a exposição será nos dias 13 e 14 de Julho, na praça de alimentação do DC Shopping, em Porto Alegre, com entrada gratuita. Cerca de 60 expositores do Rio Grande do Sul e outros estados devem participar.
faca3
Durante a feira, acontecerá uma das fases de certificação de cutelaria – que é o ofício de fabricar ou vender instrumentos metálicos de corte. Cuteleiros ganharão o certificado da Associação Gaúcha de Cutelaria inédita na América Latina, onde são considerados requisitos como a técnica, o material, o poder de cort, detalhes que valorizam o trabalho e agregam valor.

A Associação Gaúcha de Cutelaria foi fundada em 2008, conta com mais de 80 sócios e é presidida atualmente por Marco Borchardt.

 

faca2

SERVIÇO:

12ª Feira Gaúcha da Faca Artesanal – Edição de inverno 2019

Dias 13 e 14 de Julho na praça de alimentação do Shopping DC Navegantes

ENTRADA FRANCA

Trio gaúcho lança “Além das Cercas de Pedra”. Evento, que será realizado no Theatro São Pedro, inicia as comemorações dos 50 anos de carreira do cantor nativista Marco Aurélio Vasconcellos

Trio gaúcho lança “Além das Cercas de Pedra”. Evento, que será realizado no Theatro São Pedro, inicia as comemorações dos 50 anos de carreira do cantor nativista Marco Aurélio Vasconcellos

Agenda Cidade Cultura Notícias Porto Alegre Trabalho Vídeo

 

Depois do sucesso do CD Doze Cantos Ibéricos & Uma Canção Brasileira, o trio de músicos gaúchos Marco Aurélio Vasconcellos, Martim César e Marcello Caminha se reúnem para mais um passeio musical e poético, o lançamento do CD Além das Cercas de Pedra. O evento, que contará com a participação do lendário grupo Os posteiros, um dos mais importantes e históricos da música do Rio Grande do Sul, será realizado no dia 02 de julho, às 21h, no Theatro São Pedro.

A ocasião valerá também como início das comemorações dos 50 anos de carreira do grande cantor nativista Marco Aurélio Vasconcellos. Além das Cercas de Pedra reúne em 14 faixas relatos de um tempo que resiste na memória. Histórias e paisagens de homens e mulheres que ainda parecem estar vivos, olhando para o tempo atual desde os retratos amarelados de velhos álbuns, desde os quadros dependurados nas paredes da infância. Um avô carreteiro, uma avó fiandeira, um peão caseiro, um posteiro de algum campo de fundo, um tropeiro, um capataz, um peão de estância e tantos outros. Depois deles, seus filhos; que foram nossos pais e avós, os que tiveram que deixar o mundo rural para procurar algum futuro nas cidades que iam crescendo, tentando buscar seu difícil sustento nos aglomerados urbanos que iam absorvendo os retirantes de uma era que se extinguia, de uma época que se apagava inevitavelmente, como a chama de uma vela. Passando de geração para geração, até chegar a quem somos hoje, os que recebem a responsabilidade de não deixar que se perca o legado de seus valores e de seus saberes.

O CD apresenta em músicas, a herança e costumes sendo preservados, para mostrar aos que virão e os que sucederão as nossas origens. A intenção é não deixar que se apaguem das mentes os rastros de identidade que deixaram em nosso sangue e em nosso olhar aqueles que nos antecederam.

Serviço:

Lançamento CD Além das Cercas de Pedra

Data: 02/07/2019 – Terça-feira

Horário: 21horas Local: Theatro São Pedro (Praça Marechal Deodoro, s/n° – Centro Histórico / Porto Alegre)

Ingressos: Plateia: R$ 50,00

Cadeiras Extras: R$ 50,00

Camarote Central: R$ 40,00

Camarote Lateral: R$ 40,00

Galerias: R$ 30,00

Descontos: 50% para associados da AATSP (ingressos limitados) 50% para estudantes, jovens de baixa renda e pessoas com deficiência (40% da lotação) 50% para idosos

Onde comprar: na bilheteria do teatro ou no site https://vendas.teatrosaopedro.com.br

 

 

 

Porto Alegre: Uso seguro de medicamentos é destaque na 5ª Jornada de Farmácia Hospitalar. Reunindo mais de 200 profissionais, evento do SINDIHOSPA trouxe palestrantes nacionais

Porto Alegre: Uso seguro de medicamentos é destaque na 5ª Jornada de Farmácia Hospitalar. Reunindo mais de 200 profissionais, evento do SINDIHOSPA trouxe palestrantes nacionais

Cidade Direito Direito do Consumidor Economia Notícias Saúde Tecnologia Trabalho

A manipulação e o uso correto da medicação são pontos essenciais para trazer mais segurança aos pacientes. Para falar sobre esse tema, o Sindicato dos Hospitais e Clínicas de Porto Alegre (SINDIHOSPA) convidou especialistas nacionais para sua 5ª Jornada de Farmácia Hospitalar. O evento ocorreu nesta sexta-feira (28), na Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS). Promovido pelo Comitê de Farmácia do sindicato, o encontro reuniu mais de 200 profissionais. Para o presidente da entidade, Henri Siegert Chazan, a evolução do setor requer atualização constante. “São perceptíveis as mudanças no ramo da farmácia, com o crescimento de tecnologias para a prática, a segurança e a personalização de medicamentos para os pacientes”, salientou.

Durante a programação, Mayde Seadi Torriani, do Hospital de Clinicas de Porto Alegre, abordou o preparo de quimioterápicos no dia a dia do farmacêutico na oncologia. “Toda prática e cuidado com prescrições e manutenção de drogas devem seguir protocolos internos de cuidados”, pontuou. No entanto, segundo a farmacêutica, é preciso atuar sempre próximo ao paciente e ao médico, pois a missão do profissional é ajudar para o bom desempenho do tratamento. Mayde detalhou aliados nesses cuidados, como uso de protocolos, monitoramento e auxílio farmacêutico na administração da medicação pelos familiares.

Abordando o monitoramento de eventos adversos, a farmacêutica Camila Rehen, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz (SP), disse que é preciso haver uma harmonia entre questões assistenciais e financeiras. “Somos responsáveis por todo o processo. Deve-se ter cuidado especial em atenção ao paciente e também a processos internos sustentáveis, evitando desperdícios e gerenciando compras”, afirmou.

jornada2
Reunindo mais de 200 profissionais, evento do SINDIHOSPA trouxe palestrantes nacionais a Porto Alegre. Foto: Olga Ferreira

A especialista apresentou métodos de monitoramentos internos para evitar possíveis adversidades com os pacientes. Também compartilhou dados de sua instituição sobre principais falhas identificadas, trazendo formas de melhorar o desempenho prático. “Precisamos implementar ações tecnológicas, como prescrições eletrônicas, armários de dispensação e códigos de barras. Tudo isso é necessário para evitar erros e gerir de forma eficaz a farmácia hospitalar.”

Segurança desde a prescrição

Ao dividir sua experiência como responsável técnica do Hospital Divina Providência, Michele John Müller apresentou ferramentas para aumentar a segurança de pacientes. Ela citou o sistema utilizado na área e parâmetros inseridos para apoiar no controle das recomendações. “Além desses exemplos, para o acerto no uso, também incluímos na intranet uma série de perguntas frequentes para consultas da assistência”, explicou, detalhando o cuidado em manter sempre atualizados os indicadores no sistema.

A utilização segura de medicamentos – especificamente os antimicrobianos – também foi tema da coordenadora de Farmácia Clínica do Hospital 9 de julho (SP), Daniela de Faria Appoloni. Durante sua palestra, foram expostos dados da última reunião da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre a resistência de bactérias a antibióticos e a importância do controle de indicações indevidas.

A palestrante falou sobre o método Antimicrobial Stewardship, diretriz internacional de controle da prescrição de drogas dessa linha. Utilizado pela instituição onde atua, a metodologia revisa as recomendações médicas a partir de uma equipe multidisciplinar – que inclui infectologistas, farmacêuticos e profissionais de saúde que trabalham no controle de infecções.

Gestão e assistência farmacêutica

Estratégias para o engajamento de pessoas e importância de feedbacks foram alguns dos assuntos trazidos por Renata Bidone, da RB Consultoria em Desenvolvimento. Consultora e mentora em desenvolvimento de pessoas, ela enfatizou o papel do farmacêutico como líder de equipes e peça importante na gestão da farmácia hospitalar.

A logística farmacêutica também foi assunto da jornada, em painel da gerente nacional de Logística Hospitalar da RV Ímola (SP), Patrícia Lazzarini. Rodrigo Aranda, da Bionexo, falou sobre tecnologia e inteligência na garantia de cobertura e nível dos serviços de estoques hospitalares.

Para fechar a programação, o painel sobre Assistência Farmacêutica reuniu três especialistas: Marinei Campos Ricieri, do Hospital Pequeno Príncipe (PR), falou sobre pediatria; Luana Velasco, do Hospital Moinhos de Vento, tratou de cuidados paliativos; e Bruno Simas da Rocha, do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, abordou geriatria. A mediação foi de Gabrielli Guglielmi, do Hospital Mãe de Deus.

Brasilit disponibiliza website para cadastramento de ex-empregados expostos ao amianto

Brasilit disponibiliza website para cadastramento de ex-empregados expostos ao amianto

Direito Direito do Consumidor Economia Negócios Notícias Saúde Segurança Tecnologia Trabalho

Por força de conciliação firmada perante o Ministério Público do Trabalho, a Brasilit disponibilizou na internet um website para o cadastramento de ex-trabalhadores das unidades da empresa em Belém (PA), Capivari (SP), Contagem (MG), Esteio (RS), Recife (PE), São Caetano do Sul (SP), São Paulo (SP) e Senador Camará (RJ), com o objetivo de disponibilizar meios para a realização de exames periódicos de controle de ex-empregados que trabalharam nas plantas fabris até o ano de 2002.

Segundo os termos do acordo, os ex-empregados têm o prazo de 30 anos para realizá-los, a partir da data de sua rescisão contratual. Os exames serão realizados gratuitamente com a seguinte periodicidade: a cada 3 anos para trabalhadores com período trabalhado de 0 a 12 anos; a cada 2 anos para aqueles que trabalharam de 12 a 20 anos; e anual para trabalhadores com período trabalhado acima de 20 anos. A empresa deve informar aos trabalhadores sobre os resultados dos exames, entregando cópia do laudo médico e dando o devido encaminhamento para tratamento. O website ficará ativo até o ano de 2032. A medida tem como objetivo fazer o diagnóstico de doenças relacionadas ao amianto, especialmente devido ao seu período de latência, que pode variar de 30 a 40 anos.

 Clique aqui e acesso o site com formulário para o preenchimento de dados.
O Ministério Público do Trabalho e a Brasilit celebraram acordo judicial, pelo qual a empresa se comprometeu a doar o valor de R$ 25 milhões para encerrar ações em trâmite pela 8ª Vara do Trabalho de Campinas. A verba será destinada para a construção de uma Clínica de Diagnóstico na Santa Casa de Capivari (SP), que será utilizada para fazer o diagnóstico de doenças relacionadas ao amianto em empregados e ex-empregados da Brasilit, além de atender a população da cidade em geral. O projeto prevê que a unidade tenha uma área construída de aproximadamente 1.200m², e que seja equipada com aparelhos de ressonância magnética, tomografia, mamografia, endoscopia, ultrassom e 2 salas de raio-x, entre outros.

Parte da indenização será direcionada para o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST) de Piracicaba (SP) e outras unidades dos CERESTs do Estado de São Paulo, que deverá utilizar o valor para estruturar o serviço de busca ativa de pessoas que trabalharam na unidade fabril da Brasilit em Capivari e de outras empresas da região de Campinas, que utilizaram o amianto em seu processo produtivo, com o objetivo de identificar possíveis problemas de saúde nesses trabalhadores. A Universidade de Campinas (UNICAMP) também será beneficiária da verba e a utilizará para capacitar equipes médicas para o diagnóstico e atendimento de doenças relacionadas ao amianto, além de compra de equipamentos para atendimento dos trabalhadores expostos. A conciliação prevê que a Brasilit deve manter meios para a realização dos exames periódicos de controle de ex-empregados até 2032, sendo que os ex-empregados têm o prazo de 30 anos, a partir da rescisão contratual, para realizá-los.

A empresa deve informar aos trabalhadores sobre os resultados dos exames, entregando cópia do laudo médico, e dando o devido encaminhamento para tratamento. Os beneficiários podem buscar o atendimento no website disponibilizado pela Brasilit, que ficará online até o ano de 2032. A empresa também deverá veicular anúncios em rádio chamando os ex-trabalhadores da fábrica para realizar os exames todos os anos, até 2032.

Porto Alegre: Soluções pioneiras de sustentabilidade são destaque no I Summit Ambiental. Palestras sobre gestão ambiental no setor hospitalar e cases de iniciativas inovadoras pautaram a programação do seminário promovido pelo Hospital Moinhos de Vento

Porto Alegre: Soluções pioneiras de sustentabilidade são destaque no I Summit Ambiental. Palestras sobre gestão ambiental no setor hospitalar e cases de iniciativas inovadoras pautaram a programação do seminário promovido pelo Hospital Moinhos de Vento

Cidade Notícias Tecnologia Trabalho

Com o intuito de estimular o debate sobre a sustentabilidade e compartilhar visões e soluções inovadoras para os desafios da gestão ambiental nas empresas, o Hospital Moinhos de Vento realizou, nesta semana, a primeira edição do Summit Ambiental, com o tema “Nossa natureza é cuidar de vidas”.  O evento marcou o encerramento das atividades do mês do meio ambiente na instituição.

Para Evandro Moraes, Superintendente Administrativo e idealizador da iniciativa, a adesão dos públicos interno e externo consolidou o evento no calendário da instituição como um importante espaço de diálogo sobre a gestão dos impactos ambientais e a conexão da inovação com a natureza. “Superamos as expectativas ao conseguirmos, ao mesmo tempo, divulgar todas as ações pioneiras que desenvolvemos aqui no hospital e ainda agregar outras visões vindas das universidades, do Ministério Público, da indústria, enfim, provocar essa discussão que envolve todos os segmentos da sociedade”, destacou.

O CEO do Moinhos de Vento, Mohamed Parrini, lembrou que a relação de respeito do hospital com o meio ambiente vem desde a sua fundação e segue como prioridade no planejamento estratégico e na pauta decisória da gestão, como legado para as futuras gerações.

Foto 1
Rogério Almeida, John Wurdig, Annelise Monteiro Steigleder e Evandro Moraes. Foto: Leonardo Lenskij/Hospital Moinhos de Vento

Há 91 anos a instituição mantém um bosque com mais de 3 mil m² de área verde preservada, abrigando uma flora de plantas exóticas e nativas e fauna diversa com 18 espécies de aves. “E mesmo com a necessidade de expansão da área física, mantivemos o compromisso com a manutenção dessa área tão especial e ampliamos nossas ações para reduzir ao máximo os impactos ambientais da nossa atuação”, reforçou Parrini.

O desafio de pensar a gestão ambiental em um hospital que gera mensalmente mais de 200 toneladas de resíduos e o atual posicionamento foi detalhado na sequência pelo gestor ambiental, Rogério Almeida, com destaque para o pioneirismo do Hospital Moinhos de Vento no mercado hospitalar brasileiro com a criação da Central de Transformação de Resíduos. Desde a construção da unidade, em 2017, o Moinhos trata internamente todos os seus resíduos infectantes, deixando de enviá-los para aterros sanitários.

“Além disso, como consumidor de energia elétrica em grande escala, também firmamos contrato com a terceira maior geradora de energia eólica do mundo. E garantimos o selo verde de geração de energia limpa pelo uso de fontes energéticas alternativas”, complementou Almeida, citando ainda que o hospital pretende implantar em breve seu projeto de gaseificação de resíduos sólidos.

A ótica da Academia sobre a importância de uma nova proposta de educação ambiental foi trazida pelo professor universitário John Wurdig. Para ele, a transformação do relacionamento da sociedade com o meio ambiente só virá do amor das pessoas pelo próximo, pelo seu entorno e por suas cidades. Junto com o menino Yuri Silva dos Santos, de 14 anos, Wurdig apresentou os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sutentável – metas globais conhecidas como ODS. Yuri é um dos integrantes do projeto EcoEducadores, desenvolvido pelo professor na Unirriter com crianças e adolescentes da Vila Cruzeiro.

Convidada a palestrar sobre a Proteção Ambiental pela ótica do Ministério Público, a Dra. Annelise Monteiro Steigleder trouxe informações sobre o papel da instituição, tanto na responsabilização civil e criminal por danos ao meio ambiente quanto no fomento de políticas públicas e fiscalização das leis. A programação também apresentou alguns cases de sucesso na indústria e na mobilidade urbana, e de start ups voltadas para soluções ambientais. Bicicletas feitas de material reciclado foram sorteadas entre os participantes como incentivo ao uso de transportes não poluentes e ao engajamento no grupo de ciclismo do Hospital Moinhos de Vento, que realiza seu 1°passeio ciclístico previsto no próximo dia 29.

Compromissos sustentáveis

Marcando o encerramento do I Summit Ambiental, o Superintendente Administrativo do Hospital Moinhos Hospital Moinhos de Vento, Evandro Moraes, assinou termo de compromisso oficializando as metas sustentáveis da instituição até o final de 2020.

No documento, o Moinhos se compromete com:

– A redução do uso de copos plásticos de 200 ml em até 50%;

– A instalação de 1500 placas fotovoltaicas de captação de energia solar para reduzir em até 20% do uso de energia não renovável;

– A criação do SELO DE QUALIDADE SUSTENTÁVEL HOSPITAL MOINHOS DE VENTO para produtos e serviços de fornecedores e parceiros, visando a qualidade e sustentabilidade.

Captação de recursos para startups é tema de curso sobre empreendedorismo no Instituto Ling

Captação de recursos para startups é tema de curso sobre empreendedorismo no Instituto Ling

Agenda Economia Educação Negócios Notícias Tecnologia Trabalho

O Instituto Ling oferece mais um módulo do Empreendedorismo 360º – uma série de cursos dedicados a novos empreendedores que desejam criar ou impulsionar a sua startup. Em encontros realizados nos dias 2 e 3 de julho, a partir das 19h30, o programa abordará o tema Captação de Recursos para Startups, com o cofundador da Wow Aceleradora de Startups, Andre Ghignatti.

A proposta do módulo é apresentar o cenário brasileiro de investimentos e seus principais agentes, como os investidores anjos, aceleradoras, Corporate Ventures e plataformas de crowdfunding. A partir disso, o curso pretende ajudar o empreendedor a se preparar e escolher o melhor caminho para captação de recursos neste cenário complexo.

Com mais de 30 anos de experiência na área de TI, Ghignatti é mentor nos programas Inovativa Brasil, 100OpenStartups e StartupRS, e diretor na AssesproRS. A Wow é uma das primeiras aceleradoras de startups da região sul do Brasil e tem mais de 60 startups investidas, além de duas empresas de tecnologia na área de internet. A aceleradora conta com o apoio de 170 investidores que proporcionam para as startups aceleradas um amplo networking e experiência em diversos setores da economia.

O curso sobre Captação de Recursos para Startups é o último do programa Empreendedorismo 360°, composto por quatro módulos independentes, voltados a temas específicos da criação ou da gestão do negócio. Dedicado a quem quer criar a sua startup ou já criou, o projeto sempre conta com a expertise de um especialista no tema abordado.

SERVIÇO
PROGRAMA EMPREENDEDORISMO 360° – Módulo 4 – Captação de recursos para startups
Com André Ghignatti e Wow Aceleradora
Dias 2 e 3 de julho, terça e quarta-feira, das 19h30 às 21h30
Instituto Ling (Rua João Caetano – Três Figueiras – Porto Alegre/RS)

Duração total: 4 horas

Ingressos
R$ 160,00

Pontos de venda
Online: https://institutoling.org.br/agenda-cultural
Instituto Ling: de segunda a sexta-feira das 10h30 às 22h; sábados, das 10h30 às 20h.

Bancada gaúcha deve garantir aprovação da Reforma da Previdência. Na Federasul, quase 80% da bancada gaúcha pode votar pela proposta. Possibilidade de capitalização foi amplamente criticada pelos representantes partidários

Bancada gaúcha deve garantir aprovação da Reforma da Previdência. Na Federasul, quase 80% da bancada gaúcha pode votar pela proposta. Possibilidade de capitalização foi amplamente criticada pelos representantes partidários

Economia Negócios Notícias Poder Polícia Trabalho

Uma das principais bandeiras da Federasul, a Reforma da Previdência, foi o tema do último Tá na Mesa do primeiro semestre de 2019. Com previsão para ser votada ao longo da segunda metade deste ano, a Federação de Entidades Empresariais do Rio Grande do Sul recebeu nesta quarta-feira (26), representantes dos nove maiores partidos da bancada gaúcha na Câmara Federal. Sob o comando da presidente Simone Leite, que abriu o encontro com dados atualizados sobre a situação previdenciária brasileira, bem como a previsão de votação dos deputados, o painel reuniu no palco do Salão Nobre, os presidentes ou representantes dos partidos MDB; PDT; Progressistas; PSB; PSDB; PSL; PT e PTB.

Na visão do MDB gaúcho, o deputado estadual Gabriel Souza, informou que o tema [Reforma da Previdência], deve ser visto como algo amplo e que sirva para corrigir equívocos, e não prejudique os mais pobres. “Esta modernização previdenciária é do Estado brasileiro. Acreditamos que trata-se de uma oportunidade de correção e igualdade social”, afirmou.

Guilherme Enck, presidente do Novo-RS, foi categórico ao afirmar que a aprovação da nova legislação previdenciária está diretamente ligada com a retomada do crescimento e de investimentos no País. ” Devemos ter a consciência de que em uma década, se caso esta reforma não passar, a União estará com 80% de seu orçamento comprometido com o pagamento de segurados do INSS. Não podemos concordar que o mais pobre transfira renda para um segmento abastado, como é o que abrange o setor público”, disse Enck.

“Não somos contra. Temos divergências”, foi assim que o deputado federal e representante do PDT, Pompeo de Mattos, respondeu a provocação da presidente Simone Leite, que mostrou uma espécie de “termômetro da votação”, que ilustrava uma votação maciça, por parte do PDT, pela desaprovação da matéria. Para o experiente deputado, que já possui em seu currículo a atualização da previdência dos governos FHC (1999); Lula (2003) e Dilma (2013), “o problema desta proposta é a sua radicalidade. Precisamos de um equilíbrio. Remédio demais é veneno, aliás, o que difere veneno de remédio é apenas a quantia. Precisamos criar, sim, o hábito de revisar essas regras constantemente, por exemplo, de década em década”, ilustrou Pompeo.

CREDITO ROSI BONINSEGNA(1)
Evento da Federasul reuniu representantes de MDB; Novo; PDT; Progressistas; PSB; PSDB; PSL; PT e PTB. Foto: Rosi Boninsegna

O presidente do Progressistas, no Estado, Celso Bernardi, fez questão de criticar que se os governos tivessem priorizado o tema há duas décadas, a situação seria diferente, e a negociação, mais fácil. ” Em 2002 eu já havia falado de tudo isto. Lá nas eleições daquele ano o tema já possuía grande importância, mas caiu por terra. É preciso o equilíbrio das contas públicas. Esse não é um tema apenas da sociedade, mas dos servidores públicos, que são parte da solução. Previdência é justiça social”, disse Bernardi, que entregou uma apostila com informações que auxiliam no esclarecimento e debate do tema.

Mário Bruck, que comanda o PSB-RS, afirmou que o partido tem questão fechada: “Somos contra”, sentenciou. Para ele “é preciso desmitificar o tema e melhorar a comunicação. Pontos específicos merecem ser aperfeiçoados. Um dos principais problemas de nosso País está na canalização dos recursos públicos para custear o sistema financeiro, dominado por 5 bancos”, criticou Bruck, que ainda cobrou do Planalto a cobrança dos grandes sonegadores.

O partido do governador Eduardo Leite, o PSDB, foi representado pelo deputado Mateus Wesp. Para os tucanos, que são favoráveis à atualização, “a Reforma deve ser vista como um questão prioritária da gestão pública. Ela precisa, sim, ressaltar a importância de vivermos, verdadeiramente, em uma Federação. Por isso acreditamos na necessidade de Estados e municípios entrarem na PEC. Não temos tempo e capacidade de acumular mais de 5 mil Regimes de Previdência, além de levar o mesmo tema para debate nas Assembleias estaduais”, criticou o parlamentar, no tocante a retirada de cidades e estados ficarem de fora da reforma. Wesp também criticou o modelo de formatação do sistema político/federativo brasileiro, que acaba por complicar, ainda mais, a comunicação entre sociedade civil e classe política. “Com alguns ajustes pontuais, mas com votação total em prol da aprovação”, para o representante do PSL, partido de Bolsonaro, Valdir Pereira, é dessa forma que o partido irá se comportar a nível nacional também sobre a matéria.

Maior partido de oposição a Bolsonaro, o Partido do Trabalhadores, que foi representado pelo deputado estadual Pepe Vargas, afirmou que “Não nos opomos de discutir, desde que haja um debate sério e que equívocos sejam corrigidos”. Pepe também criticou qualquer possibilidade de incluir a capitalização na reforma, além de cobrar maior transparência na transição para o novo regime, e que inclua na proposta os militares, e que esses também sejam atingidos pelas regras do Regime Geral. A visão do petista foi acompanhada pelo parlamentar Pompeo de Mattos e Mário Bruck, sendo esse último um dos participantes mais críticos à reforma.

Prefeito de Canoas e presidente do PTB, Luiz Carlos Busatto, afirmou que “a Reforma é super necessária. Defendemos o retorno dos Estados e municípios à PEC. Esse tema é uma questão social; de justiça e igualdade”, afirmou ele, que defendeu a adesão da sigla na aprovação da matéria.

 

Futebol e Comunicação: Publicitário lança o canal De Carrinho no Youtube

Futebol e Comunicação: Publicitário lança o canal De Carrinho no Youtube

Comunicação Educação Esporte Notícias Tecnologia Trabalho Vídeo

Sonhos podem se materializar, basta tirar do papel. Com esse propósito, o publicitário Cassiano Gottlieb, de 27 anos, lançou recentemente seu novo projeto de mídia, o Canal De Carrinho no You Tube. Apaixonado por futebol e comunicação desde a infância, a vontade de entender os bastidores por trás dos microfones, sempre incentivou Cassiano a se envolver dentro deste meio. Cadeirante, ele tem como projeto no futuro, trabalhar no jornalismo. Experiência que ele já teve como produtor no Vale do Paranhana.

Vários pilotos foram feitos até o lançamento oficial do Canal. Desde as antigas comunidades de Orkut, até as lives no Facebook. A aceitação sempre foi muito positiva. O objetivo do Canal De Carrinho é falar de esporte e acessibilidade. A proposta é ter muito bom humor e dinamismo. O publicitário afirma que sempre lhe cativou a ideia de levar informação e entretenimento para as pessoas. Para o futuro, entrevistas também irão ocorrer, assim como pautas que despertam a curiosidade dos internautas.

Clique aqui para se inscrever no Canal De Carrinho.