Porto Alegre: Radisson Hotel fecha parceria com clubes da capital

Porto Alegre: Radisson Hotel fecha parceria com clubes da capital

Cidade Direito do Consumidor Economia Negócios Notícias Porto Alegre Turismo

O Radisson Hotel Porto Alegre acaba de fechar parceria com dois grandes clubes da capital gaúcha: o Porto Alegre Country Club (PACC) e o Grêmio Náutico União (GNU). Agora os hóspedes do hotel poderão desfrutar das dependências dos dois clubes com descontos e benefícios especiais.

O Porto Alegre Country Club possui uma área de mais de 50 hectares e está no topo dos melhores e maiores campos de golfe do Brasil. Com uma paisagem deslumbrante, o clube oferece também o aprendizado básico com experiência de campo aos interessados em conhecer mais sobre o esporte, o Golf Experience, em edições quinzenais aos sábados.

Para quem busca um dia de lazer e esporte para toda a família, o Grêmio Náutico União possui quatro sedes em Porto Alegre: na Ilha do Pavão, no bairro Moinhos de Vento, no Alto Petrópolis e no Petrópole. Com piscinas externas e internas, campos de futebol, quadras de tênis, vôlei de praia e demais esportes e academia, proporciona ao hóspede do Radisson Porto Alegre uma programação diferente para um final de semana na cidade.

Porto Alegre: Novo sistema de bike sharing começa a ser implantado; por Marco Aurélio Ruas/Correio do Povo

Porto Alegre: Novo sistema de bike sharing começa a ser implantado; por Marco Aurélio Ruas/Correio do Povo

Cidade Destaque Marchezan Poder Política Porto Alegre Saúde Segurança Tecnologia Turismo
Um novo sistema de bike sharing chegou a Porto Alegre. Com o uso de estações digitais e a pretensão de inserir a bicicleta como meio de transporte, a Loop inicia sua operação na capital gaúcha com uma fase inicial de testes. O novo sistema foi apresentado no Parcão através de um evento que reuniu foodtrucks, shows e feira, entre outras atividades. Até o final do ano, a startup deverá disponibilizar até o final do ano cerca de 20 bicicletas nos dois primeiros pontos criados na cidade: na faculdade Imed, na rua Dona Laura, no bairro Mont’Serrat, e no Flowork, na rua Mostardeiro, no bairro Moinhos de Vento.

Outros pontos devem surgir de acordo com a necessidade dos usuários. Eles estarão localizados em universidades, shoppings, farmácias e outros tipos de estabelecimentos. Segundo Alexandre Mattos, cofundador da Loop, o serviço foca na experiência do usuário. “O que a gente vê muito em relação aos bikes sharings normais do Brasil é que a bicicleta é vista como lazer e não um meio de transporte”, afirmou. Dessa forma, o sistema apresenta funcionalidades que pretendem facilitar a vida dos usuários, como a possibilidade de reserva de bicicleta, um sistema de avaliação como nos aplicativos de transporte individual e o tempo de uso por duas horas.

O sistema é similar ao adotado na China. Na estação virtual, a bicicleta é presa por um cadeado, que é solto através do aplicativo. “Cada ponto é uma estação virtual. Não precisa de estação fixa. Pode ter cinco, seis, até 10 pontos na mesma rua”, explicou Mattos. Inicialmente, os dois pontos já estipulados na capital gaúcha terão, no total, 12 bicicletas. A expansão ocorrerá ao longo do tempo, com o aumento para 20 bicicletas até o final do ano e uma expectativa de centenas até o final de 2018. “O desafio é de ser o maior bike sharing de Porto Alegre até o final do próximo ano”, ressaltou o cofundador da startup. O usuário pode pagar a mensalidade ou a pedalada.

Porto Alegre: Feira do Livro tem queda nas vendas pelo segundo ano consecutivo

Porto Alegre: Feira do Livro tem queda nas vendas pelo segundo ano consecutivo

Cidade Comportamento Cultura Destaque Feira do Livro Porto Alegre Sartori Tecnologia Turismo
 A 63ª Feira do Livro de Porto Alegre teve queda de 14% na venda de exemplares no comparativo com o ano passado. O número total de livros comercializados nos dois últimos anos, no entanto, não foi divulgado pela Câmara Rio-Grandense do Livro (CRL). Em 2014, ocorreu uma diminuição de 19% nas vendas, enquanto em 2015 o crescimento havia sido de 11,25%, com um total de 445 mil exemplares vendidos. Mesmo assim, o saldo é considerado positivo pela organização do evento.

O presidente da CRL, Marco Cena, avalia que as projeções pessimistas previam uma queda de até 30% nas vendas devido ao cenário de desemprego, parcelamento salarial do funcionalismo público e insegurança. Por outro lado, Cena destaca que a presença do público se manteve em 1,4 milhão de pessoas, assim como em 2016, demonstrando a importância da feira para o público. “Se (o visitante) não saiu com um livro embaixo do braço, saiu de alma nova e isso importa muito”, ressaltou.

Para os organizadores, os principais resultados da Feira estão no que diz respeito ao enfoque na diversidade étnica e de orientação sexual, debates com autores negros e programação promovendo o exercício de empatia. Para o presidente da entidade, o evento trouxe uma vitória da sociedade contra a intolerância.

O número de participantes nos debates promovidos durante o evento subiu de 17 mil (2016) para 19 mil (2017). ”A maior conquista foi uma Feira de debates, com respeito, sobre assuntos que estavam nas rodas de conversa e que foram aprofundados”, destaca Jussara Rodrigues, coordenadora da programação para o público adulto.

No total, foram realizadas 739 sessões de autógrafos, 331 palestras e debates e 25 oficinas. Participaram da feira 91 expositores na Área Geral, 13 na Área Infantil e Juvenil e cinco na Área Internacional. O evento, realizado na Praça da Alfândega, no Centro da Capital, teve duração de 19 dias e encerrou neste domingo. (Daiane Vivatti/Rádio Guaíba)

Programa LIDER começa a transformar regiões da Campanha, Fronteira Oeste e Sul

Programa LIDER começa a transformar regiões da Campanha, Fronteira Oeste e Sul

Destaque Economia Negócios Turismo Vídeo

Após dois anos de mobilização e capacitações, o Programa LIDER – Liderança para o Desenvolvimento Regional – atinge etapa de maturidade em 2017. Por conta disso, o SEBRAE/RS reúne até esta terça-feira, em Bagé, as lideranças dos 43 municípios envolvidos no programa e que representam as regiões da Campanha, Fronteira Oeste e Sul do Estado. O LIDER, implementado em 2015, é uma ferramenta que estimula gestores a atuarem de forma conjunta e empreendedora, fomentando, assim, o desenvolvimento da região em que estão inseridos, engajando os setores público, privado e terceiro setor.

O Programa LIDER foi implementado pelo SEBRAE com o objetivo estimular o desenvolvimento das regiões Campanha, Fronteira Oeste e Sul – cuja economia representa 10,6% do PIB do Estado, 16% da população e 8,6% dos municípios – através de suas lideranças. A iniciativa teve início em abril de 2015 e, em cada uma das regiões, grupos compostos por representantes dos setores público e privado e terceiro setor foram estimulados a elencar as prioridades locais para, juntos, construírem um plano de desenvolvimento regional.  Toda esta caminhada foi orientada por metodologia desenvolvida pelo SEBRAE em oito encontros de desenvolvimento grupal e planejamento (interação, quebra de paradigmas, construção de visão de futuro). Em 2016, o trabalho teve continuidade em encontros bimestrais de acompanhamento e monitoramento de resultados. Em junho ocorreu o primeiro encontro reunindo as regiões Campanha e Fronteira Oeste para apresentação de seus planos estratégicos, promovendo um olhar mais territorial e não apenas regionalizado. Ainda no ano passado, o SEBRAE/RS promoveu o Congresso Inter-regional com as três regiões participantes do LIDER. Nesse momento iniciou-se a caminhada de uma importante parceria entre a Universidade Católica de Pelotas e a Università Cattolica Del Sacro Cuore, de Milão, com a finalidade de apoiar o planejamento de uma estratégia de desenvolvimento local para as regiões envolvidas, compartilhamento de conhecimento e transferência de informação, uma das primeiras conquistas do LIDER. Desta parceria surgiu o conceito de Governança (composição dos órgãos de decisão e representação) e do Observatório, além do projeto-piloto da cadeia produtiva do vinho.

O objetivo do encontro é apresentar os projetos-piloto elencados para o desenvolvimento das regiões participantes (cadeias produtivas do vinho e turismo), além da estrutura de governança que seguirá colocando em práticas as propostas até o momento construídas, além de planejar outras que possam contribuir para o desenvolvimento regional. Uma ferramenta que irá ajudar a equipe de governança na proposição de novos projetos é o Observatório para o Desenvolvimento Territorial apresentado pelo reitor da Universidade Católica de Pelotas (UCPel), José Carlos Bachettini. O observatório é um espaço online onde constam dados, documentos e estudos da região Sul, que se tornará público podendo receber informações das outras regiões através de universidades como Unipampa, Furg, IFSUL, UFPEL, Urcamp e Embrapas, parceiros do LIDER. “A ferramenta terá função norteadora, tanto para empreendedores quanto para formulação e aplicação de políticas públicas. Ademais, o acompanhamento das principais cadeias produtivas da região é, de igual modo, um importante fator, seja pela sua capacidade de antecipação de cenários e, portanto, oferecer subsídios para planejamento e adequações, ou de, a partir do conhecimento auferido, maximizar as oportunidades e resultados”, explica o reitor.

Segundo o diretor-superintendente do SEBRAE/RS, Derly Fialho, o Programa LIDER é uma iniciativa diferenciada, que mobiliza e engaja as principais lideranças regionais a proporem ações de transformação, desenvolvendo o território onde vivem e do qual fazem parte. “Realizamos um trabalho de mobilização, articulação e preparo técnico de mais de 100 lideranças que representam o poder público, o privado e o terceiro setor, e agora estamos apresentando os principais avanços obtidos durante esta caminhada de dois anos em busca da retomada da prosperidade destas regiões”, destaca Fialho. O dirigente acrescenta que, durante o encontro também será apresentado oficialmente o grupo que ficará a frente dos trabalhos, encaminhando ações já propostas e futuras. “Esta governança é formada por 12 pessoas representantes dos líderes das três regiões, dos Coredes, dos municípios, dos empresários e do SEBRAE/RS, na minha pessoa”, explica. Para apoiar este grupo entram em cena o comitê científico, formado pelas universidades da região, Embrapas e Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia; e os mentores, selecionados por sua representatividade e capacidade de articulação regional. São eles: Darci Schneid – empresário, proprietário da Sirtec Sistemas Elétricos; Fernando Schüler – Cientista político, professor no Insper; Luiz Coronel – escritor e publicitário; Luiz Eduardo Batalha – empresário, produtor de azeite de oliva em Pinheiro Machado; Fábio Branco, ex-prefeito de Rio Grande e atual secretário-chefe da Casa Civil do Governo do Estado do Rio Grande do Sul; e Sérgio Maia, presidente da Associação dos Dirigentes de Marketing e Vendas do Brasil (ADVB/RS).

 

Principais avanços do Programa

  • Governança:

Estrutura de gestão composta por lideranças dos três grupos. Das 24 lideranças que compõem os comitês dos três grupos, 12 compõem a ‘cabine de direção’. São eles: Otomar Vivian (representante municipal), Walter Lidio (empresário), Derly Fialho (SEBRAE/RS), Lia Maria Quintana (Presidente Corede Campanha), Hildebrando Santos (presidente Corede Fronteira Oeste, Ronaldo Maciel (presidente Corede Sul), Neli Abascal (LIDER Campanha), Clori Peruzzo (LIDER Campanha), Luis Oscar Kessler (LIDER Fronteira Oeste), Marcio Amaral (LIDER Fronteira Oeste), José Luiz Kessler (LIDER Sul) e Fernando Estima (LIDER Sul).

 

  • Projeto-piloto da Cadeia Produtiva do Vinho:

Construído a partir de visitas técnicas à região da Lombardia na Itália para conhecimento do modelo de atuação da universidade italiana junto as empresas da região, em projetos de ciências agrárias, alimentares e ambientais; visitas técnicas a universidades e vinícolas da região Fronteira Oeste; seminários e oficinas de planejamento.

 

O projeto de desenvolvimento de cinco anos denominado “Vinho&Território da Campanha Gaúcha (2018-2022)” tem o objetivo de apoiar a cadeia produtiva vitivinícola e de desenvolver as atividades de entrada turística no território da Campanha a ela ligadas (eno-turismo). O projeto une, portanto, duas cadeias produtivas distintas: uma agroalimentar e outra de serviços.

No que diz respeito às atividades de desenvolvimento da produção vitivinícola, propõem-se seis ações:

  1. Construir um vinho com a identidade da Campanha Gaúcha.
  2. Promover a pesquisa e a inovação do produto.
  3. Construir redes nacionais e internacionais de apoio à produção.
  4. Investir na formação do capital humano (estudantes e empreendedores).
  5. Implementar a viticultura e a enologia de precisão.
  6. Promover um “Projeto Sustentabilidade” para os vinhedos e os vinhos da Campanha.

No que diz respeito às atividades de desenvolvimento do setor turístico-receptivo, são propostas quatro ações:

  1. Realizar uma análise dos fluxos turísticos atuais.
  1. Conduzir uma análise do potencial de mercado e da sua segmentação
  2. Construir verdadeiros produtos turísticos (para que se vendam pacotes turísticos, não o território).
  3. Construir redes locais em apoio às atividades turísticas.

 

Resultados esperados:

 

Até dezembro 2018:  

  1. Participar de eventos com bandeira comum valorizando o vinho tinto da Campanha Gaúcha
  2. Conhecer a tipicidade dos diferentes vinhos Cabernet Sauvignon da Campanha Gaúcha (micro vinificados)
  3. Degustações técnicas coletivas de propostas de vinhos de corte feitos nas vinícolas da Campanha Gaúcha (evento entre empresas)
  4. Levantamento das práticas já utilizadas nas empresas da Campanha Gaúcha (Unipampa)
  5. Definição dos indicadores para selo sustentabilidade e comitê gestor
  6. Definição da marca
  7. Denominação de origem
  8. Projeto de divulgação do ecoturismo nas escolas
  9. Redução de impostos fiscais e incentivo de envase na região

 

20171113_153008(1)Até dezembro 2022:

  1. Consolidar como produto de qualidade o Vinho Tinto da Campanha Gaúcha no Mercado Brasileiro
  2. Comparar com vinhos Cabernet de outras regiões do Brasil
  3. Elencar as cultivares com potencial para o vinho ícone da Campanha
  4. Recomendar as práticas mais adequadas para a sustentabilidade de um vinhedo
  5. Classificação dos serviços turísticos (hotéis, vinícolas, restaurantes –  Guia Michelin).
  6. Aumento do fluxo de ecoturistas
  7. Aumento de 20% no faturamento dos vinhos
  8. Desenvolver e qualificar produtos associados ao ecoturismo.

 

No dia 14 de novembro, o grupo de trabalho definirá responsabilidades, cronograma das atividades e orçamento dos recursos para os cinco anos de duração do projeto (2018-2022).

 

 

  • Pesquisa “Oportunidades para o desenvolvimento do turismo no Pampa Gaúcho”

Realizada pelo Instituto de Pesquisa de Mercado da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (IPM-Unisinos) a partir de uma demanda o Programa LIDER. Analisou o potencial turístico do Pampa Gaúcho e a percepção dos turistas sobre o Rio Grande do Sul e a região, que resultou na proposição de ideias e projetos conceituais de turismo.

 

Potencial turístico do Pampa Gaúcho

Pesquisa documental + observações in loco em 13 cidades para análise da oferta (de atrativos e infraestrutura); 102 entrevistas qualitativas nas cidades + 30 entrevistas com especialistas para análise dos discursos públicos e identificação das principais narrativas sobre a Região.

 

Percepção dos turistas sobre o Rio Grande do Sul e a região

Pesquisa bibliográfica + entrevistas qualitativas para elaboração dos questionários.

Aplicação de 1009 questionários, no RS, com pessoas com experiência e/ou interesse em viagens de curta duração.

Análises estatísticas apropriadas.

 

O que buscam os potenciais turistas em suas viagens de curta duração?

As pessoas buscam escapar (alívio das pressões cotidianas) e recompensas.

 

E como essas pessoas escolhem seus destinos?

Primeiro, as pessoas querem desfrutar a natureza, o clima e a cultura de um local diferente. Segundo, querem garantir que há infraestrutura para tanto. Terceiro, as pessoas buscam boas experiências gastronômicas

 

Qual a percepção sobre o turismo no Rio Grande do Sul?

A maioria entrevistada acredita que há muitos atrativos a serem explorados.

 

O que essas pessoas pensam do Pampa Gaúcho?

Há uma clara indiferença nas respostas, explicada pelo pouco conhecimento das pessoas em relação ao turismo na Região. A resposta com maior concordância (“a região deveria ser mais conhecida”) e com maior discordância (“conheço bem as opções de turismo de lá”) evidenciam ainda mais esse desconhecimento.

 

O que, idealmente, as pessoas buscariam em uma viagem ao Pampa?

Ter várias opções de atrativos culturais: 48,6%

 

E por que as pessoas não vão mais vezes à Região do Pampa?

Faltam informações: as pessoas não sabem o que há para fazer nessa região: 84,2%

Principais conclusões:

 

– O Pampa Gaúcho apresenta elementos estéticos bastante particulares e uma história cultural forte e ainda viva. Isso se reflete no jeito de ser do seu povo e está presente em um conjunto de potenciais atrativos fortemente associados à cultura, à história, à natureza e à economia da região.

 

– As dimensões identificadas como potencialidades não são novas, mas a maneira como se expressam e se tangibilizam no Pampa Gaúcho oferece uma ideia de unicidade e legitimidade – e por isso representam evidentes oportunidades (e norteadores) para o desenvolvimento do turismo.

 

– A análise do mercado também aponta algumas oportunidades: as pessoas querem conhecer mais a Região. E as características de belas paisagens, atmosfera relaxante e pessoas agradáveis são justamente os três atributos mais importantes na escolha dos destinos turísticos.

 

– Além disso, há interesse por mais atividades culturais, contato com a natureza, hotéis fazenda e experiências típicas e gastronômicas – expectativas que podem ser atendidas.

 

No entanto, há pelo menos cinco grandes obstáculos. O primeiro diz respeito à acessibilidade: as distâncias são muito longas. O segundo grande obstáculo diz respeito à necessidade de ampliação da estrutura ao turista. O terceiro é a necessidade do fortalecimento do ecossistema de turismo, uma lógica que reúna diferentes atores. O quarto obstáculo é a ausência da disseminação de uma construção discursiva do que a região tem de bom. Por exemplo, a própria formação da identidade do Gaúcho do Pampa, que decorre das culturas indígena, jesuítica e guerreira, e que resulta naquilo que se é hoje – algo que está vivo e é único. Por fim, o quinto obstáculo: as pessoas não conhecem a Região, não encontram informações e não sabem o que poderiam fazer lá.

 

A valorização das oportunidades e a superação dos obstáculos passa pela necessidade de ações em diferentes níveis e prazos, pela articulação de diversos atores, e pela respectiva integração de tais atores e ações a partir de um grande projeto.

 

FESTURIS anuncia nova marca e impacto de econômico de 280 milhões com mais de 9 mil visitantes

FESTURIS anuncia nova marca e impacto de econômico de 280 milhões com mais de 9 mil visitantes

Destaque Economia Turismo

O FESTURIS Gramado – Feira Internacional de Turismo encerrou no último domingo. A direção da feira, considerada pelos profissionais do turismo a mais importante em geração de negócios para a América Latina, anunciou em coletiva de imprensa para mais de 100 jornalistas do Brasil e do exterior, a nova marca e os números da edição 29. O levantamento do impacto econômico foi realizado pela Universidade de Caxias do Sul e apontou dados preliminares. O relatório completo da pesquisa será entregue em 30 dias e divulgado para a imprensa.

Segundo o levantamento, o FESTURIS teve um impacto econômico de 280 milhões em negócios iniciados e que devem ser concretizados a partir os contatos feitos entre expositores e compradores em Gramado. Com mais de 9 mil visitantes profissionais o evento superou em 10% a edição de 2016. Outro número importante é o impacto para a Região da Hortênsias: foram 18 milhões de reais injetados em quatro dias na economia local. Foram mais de 2 mil marcas do Brasil e de 60 destinos internacionais presentes em uma área de 22 mil metros quadrados.

Nova marca FESTURISAlém dos números, os diretores da feira Marta Rossi, Eduardo Zorzanello e Marcus Rossi, anunciaram a nova marca do evento desenvolvida pela Agência Diagonal. A marca foi concebida após um estudo profundo do evento, suas raízes e pensando no futuro. Também foi anunciado o novo site da empresa, desenvolvido pela agência Orgânica Digital, e que entrará no ar esta semana. “Nosso objetivo ao abrirmos já os trabalhos para a edição 30 é comemorar os números importantes que estamos divulgando mas já nos prepararmos para uma edição que deverá ser um marco para o Turismo em 2018”, destaca Marta Rossi.

“O FESTURIS é para a Região das Hortênsias e para o Rio Grande do Sul um grande vetor de negócios. Atingimos esta marca histórica de 280 milhões de reais em geração de negócios e não vamos parar por aí. Queremos cada vez mais promover o setor turístico no Brasil e no exterior de forma contundente e com ações que fomentem o setor”, disse Eduardo Zorzanello. “O legado fo FESTURIS é muito importante para o Turismo, e assim como investimos na inovação com a criação da Gramado Summit também estamos investindo na modernização de nossa marca e de nosso site. Nossas plataformas serão condizentes com este perfil inovador”, explica Marcus Rossi.

Durante a coletiva também foram anunciados os Embaixadores Honorários FESTURIS do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina: Luciano Teixeira – FRT Operadora POA e Valdires Reinert – Agaxtur SC, respectivamente. Outra ação foi a entrega de uma placa pelo Fórum Iberoamericano de Jornalistas de Turismo, para os diretores da feira.

 

Vinho & Arte inaugura dia 16 no Plaza São Raphael. Loja-conceito da enóloga Maria Amélia Duarte Flores terá mais de 200 rótulos entre estrangeiros e nacionais

Vinho & Arte inaugura dia 16 no Plaza São Raphael. Loja-conceito da enóloga Maria Amélia Duarte Flores terá mais de 200 rótulos entre estrangeiros e nacionais

Agenda Cidade Destaque Economia Negócios Saúde Turismo

Agora é oficial, 16 de novembro, será a data de inauguração da loja Vinho & Arte, da enóloga Maria Amélia Duarte Flores, no no hall do Hotel Plaza São Rafael. Ela mesmo lembra que: “Quase um ano já se passou, uma gestação, uma bebê nasceu, mudamos de endereço, mudamos de vida e nossa gratidão aos amigos só aumenta.” Na nova loja, Maria Amélia apresentará diversas atrações na área de vinhos, promoverá degustações e revelará sugestões para quem gosta e aprecia a bebida. Segundo ela, a Vinho & Arte não será apenas uma loja, mas uma “casa” no sentido mais amplo da palavra. O lugar foge da abordagem comercial e apela para um conceito de “Wine Experience”, oferecendo a oportunidade de vivenciar a cultura e a história por trás de cada vinho.

vinho-e-arte-jan17-int
Vinho Villa Matarazzo para Jayme Monjardim é uma criação da enóloga com o cineasta

A Vinho & Arte pretende oferecer uma imersão na cultura do vinho, ser uma espécie de “templo do vinho” nas palavras de Amélia. “Quando eu bebo, vejo as paisagens, a história dos lugares. O vinho da Serra Gaúcha, por exemplo, traduz a imigração, a ancestralidade do povo. Por ver o vinho dessa forma, tanto a loja como os produtos que vendemos acabam refletindo essa visão.” O resultado é algo que podemos chamar de “loja-conceito” ou “loja boutique”. A enóloga mantém uma relação próxima com as vinícolas gaúchas, com as quais trabalha. “Temos uma parceria antiga, de muito carinho e respeito. Vamos mostrar vinhos de Uruguaiana, Bagé ou Santana do Livramento, mesmo sendo todas cidades relativamente próximas, no Rio Grande do Sul. A oferta de vinhos será de mais de 200 rótulos, entre 20% e 30% nacionais. “Todos os vinhos serão vinhos que eu escolhi, vinhos de que eu gosto”, explica.

Enóloga, pós-graduada em Turismo, proprietária da Vinho e Arte empresa focada em vinhos, viagens e experiências enogastronômicas, Maria Amélia Duarte Flores tem acompanhado de perto as tendências no mercado vinícola brasileiro e também no internacional.

Ela lembra que os consumidores atuais de vinho mudaram bastante: “Hoje buscam preço em loja e supermercados e só pagam valor agregado quando há serviço. Gostam também de vinhos mais leves. Nunca vi um ano que pedissem tanto Pinot Noir!”, comenta, exemplificando algumas mudanças.

Com ampla experiência internacional, através de viagens e visitas pelas principais regiões de vinho no mundo, Maria Amélia ressalta ainda outras observações sobre o mercado profissional. “Vejo uma mentalidade de se abrir para o novo, explorar novas terras, novas variedades. Quebrar paradigmas. Os profissionais estão estudando mais, viajando, indo além do conhecimento de pai para filho, que é importante, mas precisa sempre ser aprimorado. Há inovação nas vinícolas, marketing, aos poucos os produtos se aproximam mais dos anseios do consumidor do que só o sonho do enólogo. Por outro lado os profissionais da área precisam conhecer, não apenas buscar novidades, mas fortalecer as parcerias tradicionais. É importante que as empresas vinícolas também acreditem no aprimoramento e conhecimento destes profissionais”, pontua a enóloga.

Para ela, que também é autora do “Diagnóstico do Enoturismo Brasileiro”, além da pesquisa do Centenário da Vinícola Peterlongo, em empreendimentos como bares, restaurantes e hotéis, uma carta de sucesso não pode assustar as pessoas. “Não pode ter tanta informação técnica, nem apenas marcas estranhas. É importante ter equilíbrio entre coisas que as pessoas conhecem, outras que possam surpreender. Não apavorar em preços. Estamos rumo ao mercado de preços justos, o cliente não quer pagar apenas marca, quer provar vinhos bons, quer beber bem”, explica. Maria Amélia também atua como palestrante, desde degustações e cursos in company, seja para iniciantes, workshops motivacionais ou para especialistas. (Felipe Vieira com informações do Blog Movido a Vinho, de Álvaro Lima e Revista Carta Premium)

Porto Alegre: Senador Cristovam Buarque é confirmado no 3º Fórum de Hospedagem e Alimentação

Porto Alegre: Senador Cristovam Buarque é confirmado no 3º Fórum de Hospedagem e Alimentação

Cidade Destaque Negócios Poder Política Porto Alegre Turismo

Criador do Bolsa-Escola e senador da República, Cristovam Buarque, vem a Porto Alegre, no dia 22 de novembro, para participar do 3º Fórum de Hospedagem e Alimentação, promovido pelo Sindicato de Hospedagem e Alimentação de POA e Região (Sindha). O político participará do painel “Educação: a retomada da utopia do desenvolvimento com justiça social”, das 11h30 às 12h20, que terá mediação do renomado jornalista da GloboNews, Roberto D’Ávila, durante o evento que ocorrerá no Centro de Eventos Plaza São Rafael.

Buarque é conhecido como “senador da educação”, por ser engajado no investimento na área. No seu primeiro e segundo mandato teve vários projetos voltados à educação aprovados como a Lei do Acesso ao Ensino Médio, Lei da Sala de Aula nos Presídios, Semana Nacional da Educação Infantil, entre outras.

“Nosso Sindicato aposta e investe na educação e qualificação das pessoas. Será enriquecedor ter a presença do senador em nosso Fórum falando justamente de um assunto que nós acreditamos ser a chave principal para transformarmos o nosso país num lugar melhor”, destaca o presidente do Sindha, Henry Chmelnitsky.

Os ingressos para o 3º Fórum de Hospedagem e Alimentação estão disponíveis no site sindha.org.br. Para Sócio Sindha a entrada é gratuita e limitada a dois ingressos, para Não Sócio Sindha, mas possui empreendimento no setor, o valor é de R$ 50, para o público geral a entrada é R$ 70. As vagas são limitadas. Mais informações sobre o evento podem ser obtidas pelo telefone (51) 3225.3300.

Porto Alegre: Rasga Coração, produção da Casa de Cinema será rodado a partir de 08 de novembro na Capital

Porto Alegre: Rasga Coração, produção da Casa de Cinema será rodado a partir de 08 de novembro na Capital

Cidade Cultura Destaque Porto Alegre Tecnologia Turismo Vídeo

A partir desta quarta-feira, 08 de novembro, iniciam as filmagens do longa-metragem Rasga Coração, uma produção da Casa de Cinema de Porto Alegre. O filme, dirigido por Jorge Furtado, é uma adaptação da peça homônima de Oduvaldo Vianna Filho, com roteiro assinado pelo diretor ao lado de Ana Luiza Azevedo e Vicente Moreno.

Rasga Coração conta a história de Manguari Pistolão (Marco Ricca), militante anônimo, que depois de quarenta anos de lutas vê o filho Luca (Chay Suede) acusá-lo de conservador. Sem dinheiro para fechar o mês, sofrendo com as dores de uma artrite crônica, e num crescente conflito com Luca, Manguari passa em revista seu passado, e se vê repetindo as mesmas atitudes de seu pai. Intercalando fragmentos de vários momentos da vida de Manguari, o filme atravessa quarenta anos da vida política brasileira.

O texto original segue tão atual e necessário quanto em seu lançamento, em 1974. Última peça escrita por Vianninha, além de censurada, teve sua encenação e publicação proibidas e mesmo assim recebeu primeiro prêmio no concurso do SNT, por unanimidade da banca, sendo liberada pela Censura apenas cinco anos depois. No prefácio da peça, escrito em fevereiro de 1972, o autor dedicaria ao “lutador anônimo político, aos campeões de lutas populares; preito de gratidão à ‘velha guarda’: à geração que me antecedeu, que foi a que politizou em profundidade a consciência do país”.

A Casa de Cinema de Porto Alegre ganhou em 2015 o Emmy Internacional de Melhor Comédia pela série Doce de Mãe. A produtora foi criada em 1987 por um grupo de cineastas do sul do Brasil. Em 30 anos, a Casa já produziu mais de uma centena de filmes, vídeos, programas de TV e séries. Nossos parceiros e clientes incluem empresas como TV Globo, Globosat, RBS TV, Canal Futura, Canal Brasil, Canal Curta!, a britânica Channel 4, a alemã ZDF, HBO Latin America, as fundações norte-americanas Rockefeller e Macarthur, as distribuidoras Columbia, Elo Company, Imagem Filmes, Espaço Filmes, Fox e a produtora argentina 100 Bares.  A estratégia da Casa de Cinema de Porto Alegre é produzir conteúdo exclusivo com relevância social, com foco no desenvolvimento artístico e cultural.

No elenco de Rasga Coração, além de Ricca e Suede, estão Drica Moraes, Luisa Arraes, George Sauma, João Pedro Zappa, Duda Meneghetti, Kiko Mascarenhas, Fabio Enriquez, Nelson Diniz, Anderson Vieira eCinândrea Guterres. As gravações em Porto Alegre seguem até 04 de dezembro.

Rasga Coração tem Produção Executiva de Nora Goulart, Direção de Fotografia de Glauco Firpo, Direção de Arte de Fiapo Barth e William Valduga, Direção de Produção de Bel Merel e Glauco Urbim, Figurinos de Rô Cortinhas, Caracterização de Britney, Música Original de Maurício Nader e Montagem de Giba Assis Brasil. A previsão de lançamento nas salas comerciais é setembro de 2018.

 

Elenco principal

Marco Ricca – Manguari

Drica Moraes – Nena

Chay Suede – Luca

Luisa Arraes – Mil

George Sauma – Lorde Bundinha

João Pedro Zappa – Manguari Jovem

Duda Meneghetti – Nena Jovem

Kiko Mascarenhas – Castro Cott

Fabio Enriquez – Castro Cott Jovem

Nelson Diniz – 666

Anderson Vieira – Camargo Velho

Cinândrea Guterres – Talita

 

​Roteiro: Jorge Furtado, Ana Luiza Azevedo e Vicente Moreno.

Direção: Jorge Furtado

Produção Executiva: Nora Goulart

Direção de fotografia: Glauco Firpo

Direção de Arte: Fiapo Barth e William Valduga

​Direção de produção: Bel Merel e Glauco Urbim

Figurinos: Rosângela Cortinhas

Caracterização: Britney

Produção de elenco: Laura Leão

Montagem: Giba Assis Brasil

Música original: Maurício Nader

 

10 personalidades receberão o Troféu Amigos do FESTURIS Gramado

10 personalidades receberão o Troféu Amigos do FESTURIS Gramado

Comunicação Economia Negócios Notícias Turismo
O FESTURIS Gramado – Feira Internacional de Turismo ocorre na próxima semana, de 09 a 12 de novembro. Na noite de quinta-feira, dia 09, durante a Solenidade Abertura no Palácio dos Festivais, dez personalidades ligadas ao Turismo serão homenageadas pela organização do evento. “É o nosso reconhecimento público e agradecimento aos amigos que nos ajudam a manter o FESTURIS como uma das principais plataformas de negócios da América do Sul. Sem os amigos e parceiros não conseguiríamos chegar tão longe”, destaca a CEO do evento, Marta Rossi.
Ao longo de sua história, conquistou o mundo com o apoio e a parceria de centenas de profissionais ligados ao turismo que impulsionaram o nome do evento e fomentaram a geração de negócios. Por isso, desde a primeira edição, a organização presta homenagem aos parceiros com a entrega do Troféu Amigo do FESTURIS, uma homenagem a quem agrega valor. Em 2017, das profissionais das mais diversas áreas, recebem o troféu durante a Solenidade de Abertura no Palácio dos Festivais.
Conheça os homenageados na 29ª edição do FESTURIS:
 
1.Marx Beltrão
Brasília  –  DF
2.André Samico de Melo Correia
Recife  –  PE
3.Geraldo Castelli
Canela  – RS
4.Paulo de Brito Freitas
Florianópolis  –  SC
5.Victor Hugo da Silva
Porto Alegre  –  RS
6.Francisco Augusto João
Pelotas  –  RS
7.Jaime Luiz de Oliveira
Canela –  RS
8.Jean-Philippe Pérol
França
9.Diana Pomar
México
10. Amanda Paim
Porto Alegre  –  RS
BarraShoppingSul prepara Natal com o maior show de luz indoor do Brasil

BarraShoppingSul prepara Natal com o maior show de luz indoor do Brasil

Agenda Cidade Destaque Direito do Consumidor Economia Gastronomia Negócios Porto Alegre Publicidade Tecnologia Turismo

Porto Alegre terá um Natal inesquecível em 2017. O BarraShoppingSul preparou, mais uma vez, uma festa surpreendente para seus clientes. O shopping apresentará, pela primeira vez no Brasil, o maior show de luzes indoor do país. São 50 mil lâmpadas coloridas de led que iluminarão todo o teto do shopping, em apresentações únicas que formam movimentos em um verdadeiro espetáculo. Acompanhadas de músicas de Natal interpretadas pelos maiores cantores pops da atualidade, as imagens prometem contagiar e emocionar quem estiver assistindo. “Serão cinco apresentações diárias que ocorrerão de meia em meia hora, entre os dias 9 de novembro e 23 dezembro, num total de 225 apresentações, para que todos os moradores de Porto Alegre e da região tenham a oportunidade de conhecer este espetáculo fascinante”, revela Tânia Nascimento, gerente de marketing do BarraShoppingSul.

Natal BarraShoppingSul_VINIDALLAROSAⓒ2017-0920
Inauguração será no dia 09/11, às 19h30, com espetáculos teatrais e show de luzes. Foto: Vini Dallarosa

Para ambientar e rechear este espetáculo, o BarraShoppingSul contratou a D’ARTE, criadora do Korvatunturi, famosa atração de Gramado. A empresa com 10 anos de experiência em criação de espetáculos, cenografias e humanizações, será responsável por uma série de apresentações ambientada em um cenário inovador e único. A Vila de Natal terá inspiração em cidades nevadas do interior da Europa, com personagens encantadores que vão emocionar adultos e crianças.

Serão três cenários integrados que possuem seus próprios personagens. Eles receberão com carinho os visitantes:

– A Deliciosa Doceria contará com a presença da Madame Glacê. Personagem amorosa e um pouco desastrada, é a responsável pela confeitaria e pede ajuda aos visitantes para finalizar suas receitas com pitadas de palavras doces.

– Na Loja de Brinquedos, o personagem Guardião é o braço direito do Bom Velhinho e responsável pela organização dos pedidos de Natal das crianças, fazendo com que o desejo de cada uma ganhe forma.

– No Pet Shop, o Melhor Amigo é o personagem com dom de se comunicar com os animais, transmitindo às pessoas o verdadeiro significado da amizade.

–  E para complementar este envolvimento, a vila terá ainda o Mensageiro dos Sonhos, que escutará os desejos e sonhos de cada criança e recolherá cartinhas enviadas ao Papai Noel, além de Poinsete, a Decoradora, responsável por garantir que a vila esteja sempre bonita e alegre, cuidando de todos os detalhes.

A vila receberá a visita de dois personagens fascinantes: o Pato e a Rena. Dois cantores se fantasiarão dos personagens que se movimentam naturalmente e interagirão com as pessoas num show de meia hora, acompanhados por um coral de seis Papais Noéis.

“A cada ano queremos surpreender a cidade de Porto Alegre e seus moradores. Como no ano passado trouxemos a maior árvore de Natal da cidade, este ano apresentaremos um espetáculo jamais visto no país. Será um Natal para toda as idades. Queremos que as pessoas venham ao shopping com suas famílias e amigos para se divertir e se encantar com um espetáculo deslumbrante”, afirma o superintendente do BarraShoppingSul, Marco Aurélio Jardim Neto.

 

E como não pode faltar, o shopping terá uma grande árvore, de 9 metros de altura, com mais de 1.100 enfeites em tons de dourado e cobre, com laços de juta, veludo e tecido com glitter, além de cristais de gelo. A criançada poderá ser divertir, ainda, brincando na tina giratória e nas renas sobre molas. Todo o shopping está decorado com o clima de magia e beleza decorado com árvores com até 2,4 m de altura, topiarias (plantas ornamentais), guirlandas e festões decorados.

 

Promoção

Para animar ainda mais o Natal dos seus clientes, quem fizer suas compras no BarraShoppingSul poderá concorrer a três Jeeps Compass, além de 20 vale-compras de R$ 10 mil. Os sorteios dos vale-compras se iniciam a partir de 27 de novembro e os carros serão sorteados no dia de 3 de janeiro. Para participar, os clientes devem trocar suas notas fiscais das lojas participantes por um cupom a cada R$ 300 em compras.

 

Apresentações

Para esquentar o clima pré-natalino, no final dde semana anterior ao Natal, entre 14 e 17 de dezembro, o BarraShoppingSul contará com três atrações que agradam em cheio a criançada. O Mundo de Bita trará o show “Nosso Mundo da Imaginação”; o grupo Palavra Cantada  virá mostrar porque faz sucesso no país inteiro; e a peça Masha e o Urso trará as várias aventuras da menina Masha e seu amigo Urso.

 

Os espetáculos serão realizados no Centro de Eventos, com ingressos a R$ 50,00 (inteira) e R$ 25,00 (meia entrada). Os ingressos estarão à venda a partir do dia 13 de novembro, na loja Multisom do BarraShoppingSul e pelo site www.blueticket.com.br.

 

Serviço:

Inauguração do Natal no BarraShoppingSul

9 de novembro,

Espetáculo de luz e apresentações do grupo D’Arte

A partir das 19h30

Entrada gratuita