Um bate-papo com o advogado Marco Antônio Campos sobre “Direito, valores e fake news”

Um bate-papo com o advogado Marco Antônio Campos sobre “Direito, valores e fake news”

Comportamento Comunicação Cultura Destaque Tecnologia Vídeo

O advogado gaúcho, Marco Antônio Campos, acompanhou na semana passada em Nova York, a realização da Legaltech 2018. Mais de 3 mil advogados, juízes, estudantes e profissionais da área de tecnologia, acompanharam palestras e workshops sobre os mais diferentes temas. No evento, era possível ainda realizar compras de produtos e serviços ligados à atividade do direito, em cerca de 500 estandes. Na avaliação de Marco Antônio, – Legalweek foi o título mais amplo que a Legaltech ganhou esse ano. Conversei com ele, hoje na Rádio Guaíba baseado no artigo “Direito, valores e fake news”, escrito por ele para o jornal Zero Hora e publicado nesta quinta-feira (08.02).

Na entrevista, falamos sobre a declaração do secretário de Homeland Security do governo Obama, Jeh Johnson, que o cyberterrorismo é a maior ameaça aos EUA. Durante sua fala, o ex-homem forte da segurança interna garantiu que centenas de ataques estavam ocorrendo a órgãos de governo, infraestrutura e empresas privadas. Tratamos também da questão Fake News e Liberdade de Expressão na Era Digital. Afinal de contas, como questiona Marco Antônio Campos, em seu artigo: Como evitar as fake news sem sacrificar o valor maior da plena liberdade de expressão?

Flávio Rocha, CEO das Lojas Riachuelo, lança em Porto Alegre o Manifesto Brasil 200 anos

Flávio Rocha, CEO das Lojas Riachuelo, lança em Porto Alegre o Manifesto Brasil 200 anos

Agenda Cultura Destaque Direito Economia Negócios Poder Política Porto Alegre Vídeo

O  CEO das Lojas Riachuelo,  Flávio Rocha, lançou hoje em Porto Alegre, o manifesto Brasil 200 anos,  durante o evento “Manifesto da Mudança: A Voz do Empresário”  para convidados do LIDE e IEE. Rocha falou  sobre o movimento  liderado por ele e que possui este nome pela referência aos dois séculos de independência do país, data comemorada em 2022 – ano que marcará o fim do mandato do Presidente da República, a ser eleito no próximo mês de outubro. Com esta iniciativa, o empresário propõe um debate para que a sociedade utilize as eleições de 2018 com o objetivo de reduzir o tamanho da gestão pública e aumentar a liberdade dos cidadãos. Abaixo está o artigo assinado pelo empresário, publicado no jornal Folha de São Paulo. Eu conversei com ele sobre o assunto no programa Agora/Rádio Guaíba.

Brasil 200, pela independência ou independência do país

Muitos de vocês já devem saber que recentemente lançamos o “Brasil 200”. Embora tenha, com muito orgulho, erguido sua pedra fundamental em evento realizado em Nova York, esse movimento não é meu ou das lideranças que o apoiam.

Trata-se de um movimento da sociedade civil, que quer um Brasil diferente do arremedo de país em que foi transformado por sucessivos governos desastrosos.

“Brasil 200” é uma alusão aos 200 anos de Independência, assim batizado para que não percamos de vista o objetivo fundamental do movimento. Os 200 anos serão comemorados em 2022, quando termina o mandato do presidente eleito neste ano. 2022, portanto, começa em 2018. Os 200 anos do Brasil independente começam aqui e agora.

O país encontra-se prostrado. Recentemente, o previsível rebaixamento da nota de crédito pela Standard & Poor’s foi um duro lembrete da situação em que estamos.

Apesar da incipiente recuperação econômica, ainda temos muito o que caminhar para conseguir um crescimento sustentável que absorva os inacreditáveis 12 milhões de desempregados.

O fato é que o Brasil não tem um governo. O governo é que tem um país. E o usa indevidamente, sem observar os princípios básicos de uma administração saudável e republicana, em que o bem comum está acima de interesses individuais ou de grupos. O resultado é a gastança, o desperdício, o endividamento, com prejuízo a todos, ou quase todos, se é que me entendem.

Nosso esforço diário em gerar riqueza é drenado pelos ralos bilionários de corrupção e clientelismo, é ameaçado por regulações insanas e intervencionismo retrógrado. Os últimos anos, em que prevaleceu o paternalismo autoritário, foram marcados pela aversão ao liberalismo e ao empreendedorismo. Se ameaça vidas —as vidas das famílias do exército de desempregados—, a incompetência é criminosa.

É preciso dar um basta! Chegou a hora de uma nova independência. É preciso tirar o Estado das costas da sociedade, do cidadão que não aguenta mais carregá-lo como um fardo. Essa é a independência de que falo, a independência que remete à liberdade.

A jornada é longa e, quanto antes for iniciada, melhor. Em quatro anos não é possível fazer tudo, claro, mas é possível fazer muito. Estamos conversando com cidadãos para chegar a uma pauta comum a ser entregue aos candidatos ao Executivo e ao Legislativo que tenham compromisso com a liberdade.

A elite empresarial brasileira, da qual faço parte, infelizmente não tem liderado o processo de mudança para tornar o Brasil um país mais livre. Parte dela é até sócia do assalto ao Estado com prejuízos incalculáveis para a população mais carente. Isso é absolutamente inaceitável.

Como cidadão, eu me orgulho da operação Lava Jato. Mas me entristeço por ver empresários envolvidos nos maiores escândalos de corrupção da nossa história. Sem uma elite comprometida com o progresso e com o avanço institucional, não vamos a lugar algum.

Está mais do que na hora de os empresários assumirem sua responsabilidade. Empreendedores devem ser os guardiões mais intransigentes da competitividade e da liberdade, pré-requisitos para a criação de riqueza, que move a economia e coloca a sociedade no caminho da prosperidade e da justiça social.

Da justiça social verdadeira, acrescento, aquela que promove autonomia, dignidade e oportunidade para todos. Não podemos mais ser parte do problema. Temos que honrar nossa vocação e ser parte da solução.

Se saio da minha zona de conforto para tomar essa iniciativa é porque tenho fé no Brasil e nos brasileiros. Urge devolver o Brasil ao seu verdadeiro dono, o povo brasileiro.

Tenho convicção de que está em nossas mãos refundar o Brasil em bases mais livres e solidárias, mais modernas e prósperas para todos. Essa é a minha ideologia, esse é o meu compromisso.

 

Cartórios poderão emitir carteiras de identidade e passaportes

Cartórios poderão emitir carteiras de identidade e passaportes

Agenda Destaque Direito Poder Política Vídeo

Já é possível aos cartórios brasileiros dar início ao processo para que emitam carteira de identidade e passaportes para cidadãos brasileiros, conversei sobre esse assunto no programa Agora/Rádio Guaíba, com o presidente do Colégio Registral do Rio Grande do Sul, João Pedro Lamana Paiva, 1º registrador imobiliário de Porto Alegre, e ex-presidente do Instituto de Registro de Imobiliário do Brasil (IRIB). A prestação desse serviço requer, no caso da emissão de registro de identidade (RG), que a associação local dos cartórios formalize convênio com a Secretaria de Segurança Pública do estado. Já o convênio para a emissão de passaportes terá de ser firmado entre a Polícia Federal e a associação nacional dos cartórios de registro natural. A medida administrativa que possibilita os cartórios a prestarem também este serviço foi anunciada no dia 26 de janeiro pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Nas duas situações os acordos deverão passar por análise e homologação do Poder Judiciário. No caso dos convênios locais caberá às corregedorias dos tribunais estaduais. Quanto aos convênios para a emissão de passaporte, eles terão de passar pela Corregedoria Nacional de Justiça, a quem caberá avaliar as viabilidades jurídica, técnica e financeira.

Por meio de nota, o juiz auxiliar da corregedoria Marcio Evangelista disse que a medida não afetará a confiabilidade do passaporte brasileiro. “A Polícia Federal continuará responsável por emitir o passaporte. O convênio só permitirá o compartilhamento do cadastro de informações dos cidadãos brasileiros com os cartórios, que apenas colherão as digitais e confirmarão para a Polícia Federal a identidade de quem solicitar o documento”.

Por meio de convênio será também possível a autorização para a renovação dos passaportes, pelos cartórios de registro civil. Para ter acesso a esse serviço, no entanto, será necessário o pagamento de uma taxa extra. (Agência Brasil)

 

GNC Cinemas do Praia de Belas Shopping apresenta o filme “O Destino de uma Nação” na 9ª Edição do CinePsiquiatria

GNC Cinemas do Praia de Belas Shopping apresenta o filme “O Destino de uma Nação” na 9ª Edição do CinePsiquiatria

Agenda Comunicação Cultura Destaque Mundo Vídeo

Com seis indicações ao Oscar, o filme Darkest Hour (O Destino de uma Nação) será tema debate do CinePsiquiatria, que ocorre próximo dia 3 de fevereiro, às 10h30, no GNC Cinemas do Praia de Belas Shopping. A sessão comentada é realizada sempre no primeiro sábado do mês e recebe o público em geral, com 50% de desconto nos ingressos. Após a apresentação, psiquiatras convidados comentam e abrem espaço para discussão.

Sob a coordenação do Dr. Walmor Piccinini, a exibição contará com o comentário do psiquiatra convidado, o Dr. Altair Marcelo Tavares. O filme escolhido para esta nona edição tem como enredo a posse de Winston Churchill (interpretado por Gary Oldman) como Primeiro Mnistro da Grã-Bretanha. Paralelamente a este grande desafio, ele começa a costurar um tratado de paz com a Alemanha nazista que pode significar o fim de anos de conflito.

Promoção da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), Associação de Psiquiatria da América Latina (APAL) e localmente pelo Centro de Estudos Cyro Martins (CCYM), o projeto tem como objetivo promover a saúde mental, tirar o estigma da doença mental e do tratamento psiquiátrico.

SERVIÇO

CinePsiquatria: Filme Darkest Hour (O Destino de uma Nação)

Data: 3 de fevereiro, às 10h30

Sessão comentada com o psiquiatra:

– Dr. Altair Marcelo Tavares

Coordenação:

– Dr. Walmor Piccinini

Local: GNC Cinemas do Praia de Belas Shopping

Ingresso: Meia-entrada. Podem ser adquiridos pelo site www.gnccinemas.com.br ou no local

 

 

 

 

 

 

Dilma fala que Lava Jato foi distorcida e critica politização do Judiciário

Dilma fala que Lava Jato foi distorcida e critica politização do Judiciário

Agenda Comunicação Destaque dilma Direito Poder Política Porto Alegre Vídeo

 

A ex-presidente Dilma Rousseff disse acreditar que a Operação Lava Jato tenha sido distorcida. Antes, uma ação de combate à corrupção e ao desvio de dinheiro público e agora uma “perseguição política”. Dilma, que concedeu entrevista ao jornalista e colunista do Correio do Povo, Juremir Machado da Silva, afirmou que a politização do Judiciário é perigosa. “Dependendo da situação, eu posso entrar no radar da perseguição política.”

Para ela, é isso o que vem acontecendo com o ex-presidente Lula, que na próxima quarta vai ter um recurso julgado no TRF4. Lula foi condenado em 1ª instância pelo juiz Sérgio Moro no caso do triplex do Guarujá.

“O fato é que desde o começo de 2017, quando o Lula sai do julgamento da mídia e passa para o da Justiça, saber do que é acusado, o fato da gente recorrer a instâncias internacionais e mostrar que o triplex estava sob júdice, tudo isso demonstra essa distorção da Lava Jato”, afirmou.

Dilma espera que os desembargadores responsáveis por julgar o petista interrompam o que chamou de desequilíbrio gravíssimo, que é o uso político da Justiça. “A força da vontade te conduz para a esperança e a força da razão te conduz para o pessimismo. Sou capaz de perceber que talvez seja improvável isso, talvez eles possam se iluminar”. (Correio do Povo)

 

“O Mecanismo”, série da Netflix inspirada na Lava Jato, ganha data de estreia e trailer. Seriado estrelado por Selton Mello chega ao serviço de streaming em 23 de março

“O Mecanismo”, série da Netflix inspirada na Lava Jato, ganha data de estreia e trailer. Seriado estrelado por Selton Mello chega ao serviço de streaming em 23 de março

Cultura Destaque Vídeo

“O Mecanismo”, série brasileira da Netflix “inspirada no maior escândalo de corrupção de todos os tempos”, ganhou nesta quinta-feira seu primeiro trailer e data de estreia. O programa chega ao catálogo global do serviço de streaming em 23 de março deste ano. “No começo, eu não vi a doença por inteiro, eu vi só um sinal”, diz ator Selton Mello, que vive um agente da Polícia Federal no título, na abertura do vídeo, enquanto uma sucessão de imagens de dinheiro e armas aparece ao fundo.

A trama, rodada em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Brasília, mostrará a caçada deste agente e de sua pupila (Caroline Abras) por Roberto Ibrahim (Enrique Diaz), um homem que cresceu na vida fazendo lavagem de dinheiro. O elenco também terá Lee Taylor, Antonio Saboia, Jonathan Haagensen, Alessandra Colasanti, Leonardo Medeiros, Otto Jr. e Susana Ribeiro. O seriado, com um total de oito episódios, é uma produção da Zazen Produção para a Netflix e terá direção de Padilha, Marcos Prado e Felipe Prado, trio responsável pelo sucesso “Tropa de Elite”. Esta será a segunda série nacional da plataforma, que em 2016 lançou o drama de ficção “3%”. (Correio do Povo)

Assista ao trailer de “O Mecanismo”:

Porto Alegre: Antonio Villeroy, Bebeto Alves, Gelson Oliveira e Nelson Coelho De Castro apresentam JUNTOS VOLVER nesta quarta-feira no Sgt Peppers

Porto Alegre: Antonio Villeroy, Bebeto Alves, Gelson Oliveira e Nelson Coelho De Castro apresentam JUNTOS VOLVER nesta quarta-feira no Sgt Peppers

Agenda Cidade Comunicação Cultura Destaque Porto Alegre Vídeo

Pelo quarto ano consecutivo, o quarteto de cantautores realiza sua temporada de verão no Sgt Peppers. Cada ano uma temática, cada verão um show diferente. Em 2018 o tema é Volver. “ O tempo e a travessia. Estas são as palavras sínteses da história de 20 anos do encontro destes quatro consagrados cantautores que estreiam em janeiro  seu mais novo show.
Volver é o nome espetáculo. Volver para revolver. Volver para desprovinciar. Volver para despir o rito. Volver para fraturar o pretérito presente. Volver para apropriar o futuro. As canções que fazem parte do roteiro contemplam estas
ideias. Os show vão rolar todas quartas feiras de janeiro. No repertório do show canções de cada um dos artistas, como Tira Mancha (ambas de Bebeto), Vestido Azul e Literatura Brasileira (do Gelson), Tocar-te e
Pátria Mãe (do Nelson), Tolerância (Antonio e Ana Carolina) e As Quatro Direções do Céu (Antonio), além das parcerias compostas pelos quatro, como Ouro Sol Amarelo Verão e Borogodó dos Cafundó, e também músicas de outros
compositores, como Volver a Los 17 (Violeta Parra), Soy Loco Por Ti América (Caetano Veloso e Capinan), Solo Pido a Diós (León Gieco) e Aquarius (James Rado, Gerome Ragni e Galt MacDermot), tema do filme Hair de Milos Forman.
O DVD comemorativo de 20 anos do projeto Juntos, gravado no mês de agosto passado no Theatro São Pedro, com direção de René Goya, será lançado no primeiro semestre de 2018.
JUNTOS Volver
Temporada de Verão no Sgt Peppers
Rua Quintino Bocaiúva 256
Dias 17, 24 e 31 de janeiro
21h30
Ingressos: R$ 50
Reservas: 992.46.77.80

 

#SouFã

Morre Dolores O’Riordan, cantora do grupo The Cranberries

Morre Dolores O’Riordan, cantora do grupo The Cranberries

Destaque Obituário Vídeo

 

A cantora Dolores O’Riordan, do grupo The Cranberries, morreu “de repente”, nesta segunda-feira, em Londres, anunciou a produtora da artista. “A cantora do grupo irlandês The Cranberries estava em Londres para uma curta sessão de gravação”, afirmou a agência que a representa, Lindsey Holmes Publicity, em um comunicado. A causa da morte da artista, que tinha 46 anos, ainda não é divulgada. (Correio do Povo, com AFP)

Brasileiras a Gilmar Mendes em Lisboa: ‘O senhor não tem vergonha na cara?’ Ministro do STF foi abordado enquanto passeava pelas ruas da cidade portuguesa

Brasileiras a Gilmar Mendes em Lisboa: ‘O senhor não tem vergonha na cara?’ Ministro do STF foi abordado enquanto passeava pelas ruas da cidade portuguesa

Destaque Direito Poder Política Turismo Vídeo

 

 

Nem durante as férias, longe do país, o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes escapa da repercussão de suas decisões. Enquanto passeava pelas ruas do Chiado, popular área comercial de Lisboa, aonde passa suas férias desde o Natal, foi abordado por duas brasileiras. O vídeo foi publicado primeiramente pelo site O Antagonista.

“O senhor é de uma injustiça imensurável! Inclusive deve estar querendo se disfarçar aqui, né? Andando como um comum dos mortais. Coisa que não é! O senhor não tem vergonha do que o senhor faz pelo país?”

“Mas a gente viu o senhor de longe!” “A sua cara ninguém consegue esquecer” “A gente pede para Deus levar o senhor para o inferno!”

Em meio a risadas, Gilmar reagiu: “Ai, meu Deus do céu!”

Crítico das prisões preventivas e conduções coercitivas na Operação Lava Jato, o ministro acolheu pedidos das defesas e soltou diversos investigados em 2017. Na lista, três solturas do empresário Jacob Barata Filho, e liberdade para o ex-governador do Rio, Anthony Garotinho, e ao ex-multimilionário Eike Batista, todos, antes, presos por tempo indeterminado.

Juristas chegaram a protocolar um pedido de impeachment e a força-tarefa da Lava Jato no Rio pediu sua suspeição para julgar casos relacionados a Barata. Sempre que questionado sobre suas polêmicas, o ministro tem reiterado que toma decisões com base na Constituição. Com a palavra,Gilmar O ministro Gilmar Mendes não se manifestou sobre a abordagem no Chiado. “Isso acontece. Manifestações de aplausos e de censura.” (Correio do Povo)

Porto Alegre: Rafael Brasil comemora 20 anos de carreira no Sargent Peppers

Porto Alegre: Rafael Brasil comemora 20 anos de carreira no Sargent Peppers

Agenda Cidade Cultura Destaque Porto Alegre Vídeo

Compositor, cantor, multi-instrumentista e produtor musical, Rafael Brasil é um dos mais conhecidos e requisitados músicos da noite porto-alegrense, em atuação no cenário profissional desde 1993. Compositor romântico e artista independente têm seis trabalhos registrados: Single Rafael Brasil Mix (1997), CD Quando Fala a Paixão (2001), CD Minha Estrada (2006), CD Disco 3 (2010), Single Jantar a Dois (2012) e CD e DVD Canto Canções de Amor (2017).

Registro de 20 anos de carreira em CD e DVD, Canto Canções de Amor traz 11 músicas que compõem um repertório conhecido dos seus fãs. O trabalho teve a participação de Ciro Moreau (guitarra), Mário Carvalho (baixo acústico/fretless), Meco Dutra (baixo), Rodrigo Sorriso (bateria), Marco Farias (piano), Márcio Bandeira (percussão), Cíntia Rosa (vocal) e Rosa Franco (vocal).

No palco do Sargent Peppers, Rafael Brasil (voz e violões) estará acompanhado por Ciro Moreau (guitarra), Meco Dutra (baixo) e Márcio Bandeira (percussão).

SERVIÇO

Rafael Brasil apresenta show
​ do DVD Canto Canções de Amor​

Terça-feira, 16 de janeiro, às 21h

Sargent Peppers – Rua Quintino Bocaiúva, 256 – Telefone (51) 3331.3258

Ingressos: R$ 25,00 na hora (pagamento em dinheiro)