CDH aprova aumento de punição para estupro de menor com deficiência Projeto teve parecer favorável do relator, Styvenson Valentim (ao lado de Eduardo Girão) Edilson Rodrigues/Agência Senado

CDH aprova aumento de punição para estupro de menor com deficiência

A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) aprovou nesta quinta-feira (14) um projeto que muda o Código Penal para aumentar a punição contra quem cometer estupro de menores com enfermidade ou deficiência mental. Relatado pelo senador Styvenson Valentim (Pode-RN), o PLS 504/2018 teve origem na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Maus-tratos, de 2017.

Segundo a proposta, a pena de reclusão de 8 a 15 anos já imposta a quem tiver conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso contra menores de 14 anos será aumentada em um terço se o crime for cometido contra vítima com enfermidade ou deficiência mental.

A proposta agora será analisada pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

Agência Senado

Comunicação Destaque Notícias