Celulose Riograndense investe na qualificação da produção de mel em suas florestas

Celulose Riograndense investe na qualificação da produção de mel em suas florestas

A Celulose Riograndense está apoiando a realização do 20º Seminário Estadual de Apicultura, da 19º EXPOAPIS, do 13º Encontro Estadual de Meliponicultores, do 20º Concurso Estadual de Qualidade do Mel e da 6ª Amostra Técnico Cientifica de Inovações Apícolas que estão acontecendo de 21 a 23 de julho, em Santiago, tendo como tema EMPREENDEDORISMO E DESAFIOS NA ATIVIDADE APÍCOLA

Conforme explica o Gerente de Silvicultura da Celulose Riograndense, José Márcio Cossi Bizon, a empresa está aprimorando o seu projeto “Mel de Eucalipto” que, desde 1999, garante renda para apicultores e para escolas de alunos especiais dos municípios onde atua. A iniciativa possibilita que apicultores utilizem as  plantações de eucalipto manejadas pela empresa, localizadas em 39 municípios da região Centro-Sul do Estado, para a produção de mel. Em média, são produzidas, por ano, 60 toneladas de mel, sendo que 8% deste volume – cerca de cinco toneladas/ano – são distribuídas para as Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE’s) dos municípios de abrangência da empresa. As entidades utilizam o produto para consumo de seus alunos e revendem o excedente para gerar recursos para ajudar a manter as instituições.

A empresa investe, agora, no desenvolvimento e no aperfeiçoamento da atividade apícola  em suas unidades florestais. “Este grande evento em Santiago, que está reunindo mais de 300 apicultores de todo o Rio Grande do Sul e alguns até de fora do Estado, é uma excelente oportunidade para a qualificação da produção de mel. São três dias de palestras e debates sobre temas como técnicas de produção, manejo dos apiários, genética, movimentos dos apiários migratórios, entre outros”, explica Bizon.

Agronegócio Destaque Negócios Saúde