Deputado próximo de Temer defende uso das Forças Armadas em caso de invasões do MST, fim do regime de partilha da Petrobras e que o acordado prevaleça sobre o legislado na reforma trabalhista

 

Conversei hoje com o Deputado Federal Darcisio Perondi (PMDB/RS), parlamentar próximo do vice-presidente Michel Temer.  O nome dele está entre os cotados para o Ministério da Saúde. Na avaliação de Perondi, há uma expectativa positiva em relação ao processo de impeachment de Dilma no Senado ser concluído com a cassação do mandato da Presidente.

Perondi diz que os próximos meses serão complicados em função da crise que atinge o País. Por isso, defendeu que tão logo Michel Temer, assuma provisoriamente o Governo implante o projeto peemedebista denominado “Ponte para o Futuro”, com o encaminhamento de vários projetos para votação pelo Congresso. Entre eles alguns bastante complicados e polêmicos como a Petrobras voltar a trabalhar sob o regime de concessão e não de partilha. Além das reformas tributária, previdenciária e trabalhista, nesta será preciso aprovar que o “acordado prevaleça sobre o legislado”. O deputado garante ainda que isenções e renuncias fiscais serão revisadas e o futuro governo Temer deixará de repassar dinheiro para o MST e “esses movimentos ilegais”. Questionado sobre a possibilidade do Movimento Sem Terra se rebelar e realizar uma onda de invasões, Perondi foi claro: “Para isso existem a Força Nacional de Segurança, Forças Armadas… Se saírem da linha? Polícia, Polícia!. Sem frouxidão como faz o governo atual!”

dilma Direito Notícias Poder Política Porto Alegre Saúde

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *