Eduardo Leite deve usar urgência para alíquota do ICMS; do Correio do Povo Tucano inicia reuniões com a oposição e aliados para aprovar manutenção de reajuste. Foto: Fabio Diel Born / Divulgação / CP

Eduardo Leite deve usar urgência para alíquota do ICMS; do Correio do Povo

O governador eleito do Estado Eduardo Leite (PSDB) inicia nesta quarta-feira um trabalho de articulação política com objetivo de colocar seu projeto, em especial, aprovar a manutenção das atuais alíquotas de ICMS por mais dois anos. Leite, que esteve reunido nessa terça-feira com as bancadas aliadas do PTB, PP, PPS e PRB, além de almoçar com os parlamentares tucanos, terá encontros com deputados do PSB, PDT, MDB e PT, potenciais opositores no Parlamento. A ideia é fazer um pedido para que a matéria tramite na Assembleia em regime de urgência.

“Tem que ser com urgência, pois o prazo antes do recesso de final de ano não é tão longo e a matéria é importante”, definiu o coordenador-geral da transição do futuro governo Lucas Redecker (PSDB), que garantiu que a minuta com texto da proposta sobre o ICMS será entregue ao atual secretário da Casa Civil, Cleber Benvegnú.

Redecker reafirmou que o governador eleito entende que a manutenção das alíquotas do ICMS é fundamental para o equilíbrio das contas nos próximos dois anos. O pedido de encaminhamento do projeto foi feito nesta segunda-feira, por Leite, ao governador José Ivo Sartori (MDB), que sinalizou positivamente ao pedido.

Mais cedo, em um almoço com deputados eleitos, Leite se pronunciou sobre a questão do ICMS. “Queremos reduzir impostos, vamos trabalhar para isso, mas primeiro precisamos que se congele a situação tributária, esperando que o novo governo entre e tome as medidas necessárias”, declarou.

Leia mais no Correio do Povo.

Destaque