Eleições e indicação de Postal para o TCE vão fomentar dança de cadeiras no secretariado de Sartori. Próximos dias preveem substituições nas pastas de Turismo e Esporte, Modernização Administrativa, Trabalho e Educação; por Voltaire Porto/Rádio Guaíba Sartori. Foto: Luis Chaves/Palácio Piratini

Eleições e indicação de Postal para o TCE vão fomentar dança de cadeiras no secretariado de Sartori. Próximos dias preveem substituições nas pastas de Turismo e Esporte, Modernização Administrativa, Trabalho e Educação; por Voltaire Porto/Rádio Guaíba

O cenário de desembarques do primeiro escalão e a indicação iminente do governador José Ivo Sartori para que o deputado estadual Alexandre Postal, do PMDB, se torne conselheiro do Tribunal de Contas do Rio Grande do Sul (TCE-RS) devem promover uma dança das cadeiras no secretariado. A indicação de Postal para o TCE deve ser publicada no Diário Oficial, a qualquer momento. Já o prazo para que os demais secretários abandonem as pastas para concorrer, em outubro, termina nesta quinta-feira.

A nomeação de Postal como conselheiro deve causar impactos na Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer. O responsável pela Pasta, Juvir Costella, é suplente da bancada do PMDB e mostra interesse em exercer o mandato de deputado com a intenção de concorrer a reeleição à Assembleia em 2018. Nesse caso, ele passa a ocupar a cadeira de Postal no Parlamento.

Mais duas vagas serão abertas no secretariado e Sartori ainda estuda nomes para as substituições. Miki Breier, do PSB, vai concorrer a prefeito de Cachoeirinha e retoma o mandato como parlamentar, abandonando a Secretaria do Trabalho. Já houve um acordo com o PSB, porém, para que o suplente do partido na Assembleia, Catarina Paladini, ocupe o cargo interinamente.

O secretário de Modernização Administrativa e Recursos Humanos, Edu Olivera, do PSD, também quer concorrer a prefeito em Santana do Livramento. A tendência é de que Raffaele Di Cameli, chefe de gabinete do vice-governador, José Paulo Cairoli, assuma o posto.

Entretanto, a situação de definição não é a mesma na Secretaria da Educação. Não há um nome certo para substituir Vieira da Cunha, que confirmou o desembarque do governo hoje à tarde. Caso o PDT permaneça no governo, são cotados para substituir Vieira os deputados Eduardo Loureiro e Juliana Brizola.

Outra missão do governador é aliviar a sobrecarga e a demanda redobrada sobre as costas da primeira-dama Maria Helena Sartori, do PMDB. Ela ocupa as funções do gabinete de Políticas Públicas para Mulheres e, ao mesmo tempo, acumula a função de secretária da Justiça. O governador deve aproveitar a necessidade de promover um remanejo no secretariado para indicar um novo responsável para a segunda Pasta.

Direito Economia Eleições 2016 Notícias Poder Política Porto Alegre

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *