Em Brasília, Sartori confia em decisão favorável do STF

Em Brasília para acompanhar o julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) do mérito de ações que tratam da metodologia de cálculo da dívida de estados com a União, o governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, disse que conversou com sete ministros sobre o assunto e que confia em uma decisão favorável nesta quarta-feira à tarde.

“Ao conseguirmos a liminar já foi uma grande vitória, mas a ação ainda precisa de continuidade. Fizemos uma conexão importante com Santa Catarina e a gente sabe que depende de uma decisão dos ministros. Há um desejo por uma definição positiva sobre tudo. Acho que todos estão preocupados em escolher o melhor caminho para os estados. Nós acertamos o pagamento em R$ 9 bilhões, já pagamos R$ 25 bilhões e ainda devemos R$ 52 bilhões. O processo federativo é que precisa ser modificado. Estamos trabalhando pela defesa daquilo que foi aprovado em 1998″, disse em entrevista Sartori à Rádio Guaíba.

Sartori comentou que os mais prejudicados com este cálculo são os municípios, que estão mais próximos das comunidades. Ele ainda aproveitou a oportunidade para rejeitar a projeção feita pela União de que, em caso de vitória dos estados, o rombo às contas federais chegaria a R$ 400 bilhões.

“O que ocorre não chega a R$ 300 bilhões. A conta tem que ser muito bem discutida. É um número que não é real, nem verdadeiro. Em 2015, o governo federal fez contabilizou suas dívidas em R$ 43 bilhões e isso refletiu nos estados, deixando uma dívida de R$ 25 bilhões”, argumentou.

A informação de que o ministro Luiz Fux pode pedir vistas do processo e travar a decisão de hoje é desconhecida por Sartori. O governador disse que prefere não trabalhar com especulações e suposições. “Temos a liminar, que faz parte de um processo novo no País. O problema não é apenas econômico e financeiro, mas também social. É difícil imaginar o que poderia acontecer. Vamos aguardar o resultado”, resumiu.

Temer na presidência 

O processo de impeachment e a possível chegada de Michel Temer à presidência do Brasil é encarada com muita cautela pelo governador Sartori. “Ainda estamos longe de ter um desfecho e por isso sou cauteloso. É preciso vencer todas as etapas legais antes de se falar alguma coisa. De qualquer maneira, será necessário desempenhar um papel construtivo para resolver os problemas do País. Conversei rapidamente com Temer e ele sabe o que faz”, acrescentou. (Rádio Guaíba e Correio do Povo)

Direito Economia Entrevistas Notícias Poder Política

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *