Ex-presidente do Inpe Ricardo Galvão é escolhido um dos dez cientistas do ano pela ‘Nature’; por Johanns Eller/O Globo Físico foi exonerado do cargo em julho após embate com presidente Bolsonaro, que questionou dados sobre desmatamento na Amazônia; revista é referência na área. Foto: Lucas Lacaz Ruiz/A13 / Agência O Globo

Ex-presidente do Inpe Ricardo Galvão é escolhido um dos dez cientistas do ano pela ‘Nature’; por Johanns Eller/O Globo

O ex-presidente do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe)Ricardo Galvão é um dos dez especialistas escolhidos pela revista “Nature”, referência da área, para o “Nature’s 10”, premiação anual para os destaques na ciência. A informação foi confirmada pelo próprio físico. Galvão protagonizou em julho um duro embate com o presidente Jair Bolsonaro e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, após divulgar dados oficiais do desmatamento na Floresta Amazônica.

A lista completa será divulgada pela “Nature” na próxima terça-feira, às 13h, no horário de Brasília. Galvão contou ao GLOBO que foi entrevistado por jornalistas da revista há duas semanas, quando participava de um ciclo de palestras na Universidade Columbia, em Nova York, nos EUA.

— Naturalmente, como brasileiro, me sinto triste pelo motivo da indicação ter sido o fato de o governo não ter cumprido suas obrigações com a preservação da Floresta Amazônica. Por outro lado, fico satisfeito, porque foi um momento difícil decidir o que fazer naquela ocasião, mas entendi que deveria demarcar uma posição firme. Não era apenas a questão do desmatamento, mas um ataque à ciência brasileira — afirma Galvão. — A parte boa é que a reação não só da socidade brasileira, mas de toda a comunidade internacional, foi enorme. A preservação da Amazônia atraiu interesse do mundo todo e colocou o governo brasileiro em uma posição extremamente constrangedora.

 

Leia a reportagem completa em O Globo

Destaque