Fabrício Carpinejar recebe título de Cidadão de Porto Alegre Fabricio Carpinejar: “Tem textos que só consigo escrever em Porto Alegre” Foto: Andielli Silveira/CMPA

Fabrício Carpinejar recebe título de Cidadão de Porto Alegre

A Câmara Municipal de Porto Alegre concedeu, nesta terça-feira (13/11), o título de Cidadão de Porto Alegre ao escritor Fabrício Carpinejar. A proposição foi do vereador Rodrigo Maroni (Pode), que presidiu a sessão solene. Compuseram a mesa o homenageado, sua mãe, Maria Carpi, Carla Carpi Nejar, representando o Ministério Público e a presidente do Tribunal Regional do Trabalho da Quarta Região, desembargadora Vânia Cunha Mattos.

Rodrigo Maroni assinalou que, como deputado estadual eleito, homenagear Carpinejar foi a melhor forma de se despedir do mandato de vereador, que oficialmente termina em 31 dezembro. Ele reconheceu que Carpinejar faz parte de sua vida, com quem mantém algum nível de relação pessoal. “É um amigo de longa data para quem telefono nos momentos difíceis”, acrescentou o proponente.

Carpinejar afirmou que se sente porto-alegrense. Ele agradeceu os amigos e parentes presentes. Segundo ele, sua vida foi acidentada, o que proporcionou o que qualifica de resiliência criativa, e comentou a importância da cidade em seu processo criativo.

“Tem textos que só consigo escrever em Porto Alegre”, reconheceu o outorgado. “Na minha adolescência eu atravessava a cidade a pé da Assunção a Petrópolis, enfrentando perigos como brigas e que minha mãe nem sabia”, recordou. Disse que foi vítima de bullying na infância e adolescência, mas encontrou na família afeto, solidariedade e compreensão.

Trajetória

Carpinejar publicou 40 livros, transitando em diversos gêneros, dentre os quais a poesia, a crônica, infanto-juvenis e reportagens, sendo detentor de mais de 20 prêmios literários e 250 mil exemplares vendidos. Foi colunista do jornal Zero Hora e atualmente é comentarista do programa Encontro com Fátima Bernardes, da Rede Globo.

O escritor tem participado como palestrante dos principais eventos literários do país, como a Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo e a Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP). Entre outros prêmios, venceu o 54º Prêmio Jabuti (2012) com o livro Votupira (SM Edições) e o 51º Prêmio Jabuti (2009) com o livro Canalha! (Bertrand Brasil), Erico Verissimo (2006), pelo conjunto da obra, o Olavo Bilac (2003), da Academia Brasileira de Letras, o Cecília Meireles (2002), da União Brasileira de Escritores (UBE); quatro vezes o Açorianos de Literatura (2001, 2002, 2010 e 2012) e da Jornada Literária de Paraty.

Influencer

Ativo nas redes sociais, Carpinejar foi escolhido pela revista Época como uma das 27 personalidades mais influentes na internet. Seu blog já recebeu mais de três milhões de visitantes. O perfil no twitter ultrapassou os 300 mil seguidores. Sua página do facebook recebeu mais de 480 mil “likes” e seu instagram, 110 mil seguidores.

 

Cidade Cultura Destaque