Feiras orgânicas ganham mais adeptos em Porto Alegre Umas das opções do público é a feira do bairro Petrópolis, todas as quartas-feiras, das 13h às 18h /MARCO QUINTANA/JC

Feiras orgânicas ganham mais adeptos em Porto Alegre

Primeira feira ecológica do Brasil, a Feira dos Agricultores Ecologistas (FAE) do bairro Bom Fim, no Centro de Porto Alegre, completa 30 anos de atividade neste mês. E, desde seu estabelecimento, em 1989, a feira se expandiu em mais uma quadra e inspirou a abertura de outras seis do tipo na Capital.

O vice-presidente do Conselho de Feiras Ecológicas (CFE), Paulo Ludwig, percebe que há um crescimento na procura por produtos orgânicos. “Uma feira ecológica é mais que um mercado, elas só existem porque temos consumidores conscientes”, afirma Ludwig, que, além de integrar o conselho, é expositor na Feira do Bom Fim e cultiva frutas como goiaba, caqui, figo e morango na cidade de Viamão. Ele também nota que o público está aumentando nos últimos tempos, e um dos motivos são as polêmicas nas políticas ambientais nacionais. “Nossos consumidores estão apavorados porque toda semana aparece uma notícia diferente de um novo agrotóxico liberado pelo governo”, diz.

Leia mais no Jornal do Comércio


Comunicação Destaque Notícias