Fome na Venezuela é ‘gravíssima’, diz OEA. Relatório aponta 70% de crianças desnutridas

Fome na Venezuela é ‘gravíssima’, diz OEA. Relatório aponta 70% de crianças desnutridas

Relatório da Comissão In-teramericana de Direitos Humanos, entidade da Organização dos Estados Americanos, aponta que quase 70% das crianças venezuelanas de atê cinco anos estão desnutridas —15% dessas em quadro agudo. A situação do país foi considerada “alarmante e gravíssima” pela comissão. Caracas não fez comentários sobre o relatório. Como não foi permitida a visita da comissão ao país, o documento foi escrito com base em relatos de ONGs que atuam na Venezuela. Segundo uma pesquisa feita por universidades locais, 80% dos venezuelanos dizem ter emagrecido, em média, 8,7 kg durante 2016. Além da desnutrição, há descrição de casos de violência sexual cometida contra opositores da ditadura de Nicolás Maduro. Em 2017, segundo o texto, houve 5.341 prisões arbitrárias. A comissão da OEA apela por solidariedade, em especial de países que estão recebendo muitos imigrantes, como o Brasil. Na segunda-feira (12), o presidente Michel Temer foi a Boa Vista, onde houve violência contra estrangeiros. Temer afirmou que não fará restrições à entrada de venezuelanos, mas defendeu que eles sejam distribuídos para outros Estados para desafogar Roraima. Prometeu verbas e ajuda das Forças Armadas. (Folha de São Paulo)

Destaque