Frigoríficos estão há quatro meses sem receber por exportação a Cuba, por Cristiano Zaia/VALOR

Frigoríficos estão há quatro meses sem receber por exportação a Cuba, por Cristiano Zaia/VALOR

Os atrasos do governo de Cuba para pagar o Banco do Brasil em operações envolvendo exportações brasileiras de alimentos já duram quatro meses. Os pagamentos atrasados somam US$ 28 milhões, o equivalente a R$ 106 milhões.

Oito indústrias processadoras de carne de frango, ovos e derivados intensificaram as cobranças em Brasília e acionaram o ministro das Relações Exteriores, o chanceler Aloysio Nunes. No grupo dos que estão sem receber, há desde empresas de pequeno porte até gigantes como a BRF. Em meio ao impasse, as empresas ameaçam suspender os embarques para Cuba.

Em médio, o atraso nos pagamentos é de 90 dias, mas há empresas que estão há 120 dias sem receber, com passivos que variam de US$ 1,5 milhão a até US$ 8 milhões por companhia.

Leia mais em VALOR ECONÔMICO

Comunicação Destaque Notícias