Golpe na Turquia: ministro da Cultura brasileiro está em Istambul. Comitiva está bem e espera no hotel os desdobramentos da situação Comitiva brasileira está bem e espera no hotel os desdobramentos da situação. Foto: Agência Brasil

Golpe na Turquia: ministro da Cultura brasileiro está em Istambul. Comitiva está bem e espera no hotel os desdobramentos da situação

O Ministério da Cultura informou, no início da noite desta sexta, que a comitiva brasileira que acompanha a 40º Reunião do Comitê do Patrimônio Mundial da Unesco, em Istambul, está bem e espera no hotel os desdobramentos da situação na Turquia. Entre os participantes da comitiva está o ministro da pasta, Marcelo Calero. O Estado-Maior do Exército da Turquia anunciou nesta sexta-feira que tomou o controle do país em um golpe contra o primeiro-ministro Binali Yildirim e o presidente Recep Tayyip Erdogan.

De acordo com a pasta, até o momento, não há confirmação do cancelamento da reunião do comitê. Em nota, o ministério informou que “a comitiva brasileira está em constante contato com o Ministério das Relações Exteriores, em Brasília, e conta com o apoio do Consulado Geral do Brasil, em Istambul”. A reunião, destinada a avaliar a candidatura do Conjunto Arquitetônico da Pampulha, em Belo Horizonte, a Patrimônio Mundial da Humanidade, neste sábado, foi suspensa em decorrência dos conflitos internos do país.

Além de Calero, compõem a comitiva a presidente do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Kátia Bogéa, a superintendente do órgão em Minas Gerais, Célia Corsino, e a diretora do Conjunto Arquitetônico da Pampulha, ligada à Fundação Municipal de Cultura (FMC), Luciana Rocha Feres.

Turquia

Por volta das 22h, tiros foram ouvidos em Ancara, capital turca, onde caças faziam voos rasantes, além de helicópteros militares. Em seguida, foram fechadas as duas pontes sobre o estreito de Bósforo, em Istambul, no sentido Ásia-Europa – no caminho inverso, o tráfego seguiu fluindo.

Logo depois foi bloqueado o acesso às redes sociais e militares invadiram a sede da TV estatal. Além disso, tanques se dirigiram ao Aeroporto Internacional de Ataturk, em Istambul, o mais movimentado do país. Os militares também declararam lei marcial e toque de recolher. (Agência Brasil)

Cultura Mundo Notícias Segurança